Posts Tagged ‘PSDB’

Instabilidade em aplicativo suspende votação de candidato tucano à Presidência

segunda-feira, novembro 22nd, 2021

Vixe. O PSDB informou no domingo, dia 21/11, que o processo de votação das prévias que vão definir o candidato do partido à Presidência da República em 2022, “encontra-se pausado” devido a um problema de instabilidade no aplicativo de votação.

O PSDB concluiu, às 18h deste domingo, o processo de votação em urna eletrônica para a escolha do candidato do partido à presidência da República.

O processo de votação em aplicativo encontra-se pausado em razão de questões de infraestrutura técnica, que não comportou a demanda dos votantes das prévias.

Os votos registrados neste domingo estão preservados e o PSDB está definindo, junto com os candidatos, em que momento o processo será retomado.

O PSDB definirá nova data para reabertura do processo de votação para que todos os filiados que não puderam votar neste domingo possam, com tranquilidade e segurança, registrar o seu voto e concluir a escolha do nosso candidato às eleições presidenciais de 2022.

Os votos recebidos tanto pelo aplicativo quanto por meio das urnas eletrônicas ao longo deste domingo serão totalizados ao final do processo de votação.

A integridade e a segurança do sistema estão totalmente preservadas.

Todos os votos registrados desde a abertura da votação neste domingo estão válidos e serão computados.

Fotografia: Divulgação

Compra de respiradores pelo Governo da Bahia completa um ano; deputado sacode a “roseira”

quinta-feira, abril 8th, 2021

Sacudiu a roseira. Paulo Câmara, deputado estadual pelo PSDB, fez nova cobrança ao Governo do Estado e exigiu explicações sobre a compra dos respiradores que nunca foram entregues. O parlamentar gravou um vídeo nesta quinta-feira, dia 8/4, quando completa um ano da assinatura do contrato do Executivo Estadual com a empresa Hempcare para a aquisição dos equipamentos. Paulo Câmara ainda caracterizou o caso como um “presente de grego para os baianos”. 

Câmara lembrou que a compra frustrada resultou em um prejuízo de R$ 50 milhões e recordou a declaração feita pela dona da Hempcare, que acusou o ex-secretário Bruno Dauster de querer “estuprar” o estado quando ele solicitou que a empresa majorasse os preços. O deputado ainda pontou que relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE) apontou prejuízo superior a R$ 100 milhões. 

ASSISTA AO VÍDEO:

https://www.instagram.com/p/CNZtoEdlqDb/

Fotografia: Divulgação

Prefeito publica aumento do próprio salário no Diário Oficial

quinta-feira, dezembro 24th, 2020

Que beleza. O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), decidiu se dar um presentão na véspera de Natal. Nesta quinta-feira, dia 24/12, o gestor publicou no Diário Oficial do município o aumento do próprio salário de R$ 24 mil e 100 para R$ 35.462, ou seja, 46% de reajuste a partir de 1º de janeiro de 2021. O vice-prefeito passa a receber R$ 31.915,80 e os secretários de seu governo, R$ 30.142,70.

A publicação explica que as despesas decorrentes da execução desta Lei correrão por conta das dotações orçamentárias próprias, suplementadas se necessário. Ou seja, com o dinheiro dos contribuintes.

A Câmara de Vereadores de São Paulo aprovou o aumento ao Executivo em uma sessão bastante tumultuada na quarta-feira, dia 23/12, por 34 votos favoráveis a 17 contra.

Fotografia: Reprodução/Twitter

Prefeito Bruno Covas é diagnosticado com novo coronavírus

domingo, junho 14th, 2020

Muita luta. Bruno Covas (PSDB), prefeito de São Paulo, foi diagnosticado com o novo coronavírus. O anúncio foi feito em um comunicado oficial no sábado, dia 13/6. O político faz tratamento contra um câncer. 

 Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, a doença foi detectada num exame de rotina. “A Prefeitura de São Paulo informa que neste sábado (13/06), após teste preventivo de rotina, o prefeito Bruno Covas obteve diagnóstico positivo para coronavírus”, traduz a nota.

Fotografia: Reprodução

Assista: Paulo Câmara, os “atritos” com o PSDB e o “puxão de orelha”

quarta-feira, fevereiro 12th, 2020

Largou a joça. O deputado estadual Paulo Câmara (PSDB), foi o entrevistado do programa Sociedade Urgente, na Rádio Sociedade, apresentado por Adelson Carvalho, nesta quarta-feira, dia 12/2. Paulo Câmara assumiu que teve atritos com o PSDB, mas negou que tenha recebido “puxão de orelha”.

https://www.instagram.com/p/B8d5bN7nB39/

Foto: Hora do Bico

PSDB declara apoio a pré-candidatura de Bruno Reis à prefeitura de Salvador

domingo, janeiro 5th, 2020

Êta. O Presidente do PSDB, Adolfo Viana afirmou, na noite de sábado 4/1, em um post no seu perfil na rede social Instagram, o apoio do PSDB à pré-candidatura de Bruno Reis para a prefeitura de Salvador.

O anúncio do pré-candidato à sucessão do prefeito ACM Neto em Salvador está marcado para segunda-feira 6/1, pela manhã, Dia de Reis.

A solenidade será no Hotel Fiesta, no bairro do Itaigara.

Foto: Agecom

PSDB: Adolfo Viana é o novo vice-líder do partido na Câmara dos Deputados

quinta-feira, fevereiro 14th, 2019

No comando. Adolfo Viana, deputado federal pelo PSDB da Bahia, eleito em 7 de outubro de 2018, será o novo vice-líder da legenda na Câmara Federal em Brasília. Em seu primeiro mandato como federal, o tucano afirmou em sua página no Instagram que o convite foi feito pelo líder do PSDB, Carlos Sampaio.

“Tive a alegria de ser convidado pelo líder da nossa bancada, Deputado Carlos Sampaio, para ser vice-líder do PSDB na Câmara dos Deputados. Convite feito, convite aceito! Será uma honra ocupar o cargo de vice-líder do nosso partido e lutar ainda mais pela Bahia e pelo Brasil!”, comemorou.

 

 

 

Foto: Divulgação/ALBA

Dúvidas: Tucanos não se entendem sobre expulsão de Aécio Neves do PSDB

segunda-feira, dezembro 24th, 2018

Confusão formada. Não há uma definição tomada sobre o futuro do senador e deputado federal eleito por Minas Gerais Aécio Neves (PSDB), dentro do partido. Uma ala favorável à saída do parlamentar defende que a legenda precisa dar uma resposta imediata aos eleitores.

Políticos ligados de Geraldo Alckmin, presidente do PSDB, dizem que não há motivo para essa pressa. O argumento é que chegando o fim de ano e o recesso parlamentar, a pressão em cima de Aécio, envolvido em casos de corrupção, deve diminuir.

 

Imbassahy defende que PSDB tenha candidato em 2020

segunda-feira, novembro 26th, 2018

Olha aí. O deputado federal Antonio Imbassahy, que não foi reeleito nas eleições deste ano, quer que o PSDB tenha candidato próprio à prefeitura de Salvador. Ele também não descartou a hipótese de ser o postulante.

“Haverá uma tendência natural de termos candidatos próprios de cada partido. Advogo essa posição dentro do PSDB. Que o PSDB possa ter candidatos não apenas em Salvador, mas em municípios que tiver a perspectiva de passar uma mensagem”, disse, em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia.

Questionado se ele poderia ser o nome do partido para disputar o Palácio Thomé de Souza daqui a dois anos, Imbassahy fugiu: “Tive a honra de governar Salvador e sempre fui considerado o melhor prefeito de capital do Brasil entre as cidades pesquisas naquela oportunidade. Na hora própria, esse assunto será debatido e tomada a decisão”, ressaltou.

 

 

 

Foto: Hora do Bico

Paulo Câmara aponta erros do PSDB e assume que votou em Bolsonaro no 1º turno

terça-feira, outubro 16th, 2018

Largou a joça. O vereador de Salvador e deputado estadual eleito, Paulo Câmara arrepiou nas críticas ao partido dele, o PSDB, durante entrevista ao apresentador Adelson Carvalho, na Rádio Sociedade, nesta terça-feira, dia 16/10. Na opinião do parlamentar, o PSDB precisa e tem obrigação de se reorganizar após o resultado negativo acumulado nas últimas eleições deste ano.

Perguntado por Adelson Carvalho sobre o desastre eleitoral em 7 de outubro, Câmara respondeu: “O PSDB tem que ter humildade, reconhecer os erros e se reinventar”. Ainda inconformado com o PSDB, o tucano adiantou que vai fazer críticas internas, sem descartar a mudança de legenda caso não perceba a intenção de mudança. É preciso pensar lá na frente senão, em 2020, vai diminuir mais ainda”, detonou.

Outra bomba largada por Paulo Câmara foi de ter votado no primeiro turno em Jair Bolsonaro (PSL). Para ele, “Geraldo Alckmin não lograria êxito”. “Não se cresce destruindo as pessoas”, disse, ressaltando a importância das redes sociais para o crescimento de Bolsonaro.

 

 

 

 

Foto: Hora do Bico

PSDB da Bahia decide apoiar Bolsonaro no segundo turno

terça-feira, outubro 9th, 2018

Martelo batido. A direção do PSDB na Bahia fechou questão e declarou apoio ao candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno contra Fernando Haddad (PT). No país, a sigla decidiu nesta terça-feira, dia 9/10, liberar os diretórios estaduais para apoiar quem preferir.

Segundo o presidente do PSDB na Bahia, o deputado federal João Gualberto, Bolsonaro representa a única opção que pode dar esperança ao país. “Hoje, a opção para o Brasil que pode dar uma esperança é Bolsonaro”, falou. “O PT a gente conhece as práticas. O PT nunca fez auto-crítica”, observou.

 

 

Foto: Reprodução

PSB, PSDB, Rede, DC e PPL devem anunciar hoje (9) apoios para o segundo turno

terça-feira, outubro 9th, 2018

Hora de apoios. Após breve descanso com o fim do primeiro turno das eleições, os partidos políticos se reúnem para definir o apoio aos candidatos à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). A expectativa é de que PSB, PSDB, Rede, DC e PPL anunciem hoje (9), em Brasília, as decisões.

Informalmente, alguns líderes políticos sinalizaram como atuarão nesta reta final. O comando do PDT, do candidato Ciro Gomes, que ficou em terceiro lugar na disputa presidencial, indicou que deve assumir um “apoio crítico” à candidatura de Haddad.

Sofrendo com uma redução nos quadros, o PSDB, que lançou o candidato Geraldo Alckmin, deve ter uma divisão interna, segundo analistas políticos. Mesmo se houver uma decisão fechada em torno de um dos nomes, a tendência é de racha. A vice na chapa de Alckmin, Ana Amélia, afirmou que apoiará Bolsonaro.  

Nas redes sociais, o candidato do PPL à Presidência, João Goulart Filho, fez elogios a Ciro Gomes, mas não apontou se pretende apoiar Bolsonaro ou Haddad. A candidata da Rede, Marina Silva, fez severas críticas aos dois que disputarão o segundo turno, assim como João Amoêdo, do Partido Novo.   

 

 

 

Foto/Fonte: Agência Brasil

Ex-governador se entrega à Polícia

quarta-feira, maio 23rd, 2018

O ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo se entregou às 14h50 de hoje (23) à Polícia Civil do estado. Segundo a assessoria do Gabinete da Polícia Civil, Azeredo se apresentou espontaneamente à 1ª Delegacia Sul de Belo Horizonte, que fica no bairro Santo Antônio, após negociação entre sua defesa e a polícia. Ele estava acompanhado de advogados.

Ontem (22), o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) negou o último recursoapresentado pela defesa do ex-governador e ex-senador por Minas Gerais e determinou sua prisão imediata. O tucano foi condenado pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro pela primeira vez em dezembro de 2015, quando foi sentenciado a 20 anos e 10 meses de prisão por participação no chamado mensalão tucano.

De acordo com a Secretaria de Administração Prisional (Seap), o ex-governador será encaminhado à Academia de Bombeiros Militar (ABM) para cumprimento do mandado de prisão.

“Conforme decisão judicial, em virtude do cargo exercido, Eduardo Azeredo ficará em uma sala de Estado Maior. O local tem 27 metros quadrados, possui uma cama e uma mesa de apoio e um banheiro com chuveiro elétrico. O ex-governador ficará sob custódia da Secretaria de Estado de Administração Prisional, com escolta de agentes penitenciários”, informou, em nota, a Seap.

A secretaria acrescentou que Azeredo terá direito a quatro refeições diárias, com cardápio supervisionado por nutricionistas do sistema prisional. Ele poderá receber visitas, desde que previamente cadastradas pela Superintendência de Atendimento ao Indivíduo Privado de Liberdade da Seap.

Antes de se apresentar, Azeredo chegou a ser considerado foragido da Justiça pela Polícia Civil de Minas Gerais, que, desde ontem (22), tentava cumprir o mandado de prisão expedido pelo TJMG.

Em 2014, o então deputado Eduardo Azeredo (PSDB) renunciou ao mandato tão logo a Procuradoria-Geral da República pediu ao STF sua condenação a 22 anos de cadeia. Azeredo desprezou o foro privilegiado no Supremo e fugiu dos holofotes, apostando na lentidão da Justiça comum de Minas Gerais. Na época, não havia permissão para prisão após o julgamento em segunda instância – fato que determinou nessa segunda-feira a expedição de seu mandado de prisão.

Mesmo assim, ele conseguiu, com a manobra da renúncia, arrastar o processo, referente a 1998 e iniciado em 2005, por mais quatro anos. Ex-governador de Minas, ex-prefeito de Belo Horizonte, ex-senador e ex-deputado, Azeredo é o primeiro tucano de alta plumagem a ter de acertar em presídio as contas com a Justiça.

Criador e criatura

Azeredo é personagem principal do que ficou conhecido como “mensalão tucano” – uma variante do “mensalão do PT”, escândalo que veio a público em 2005 e levou para a cadeia boa parte da cúpula petista em 2012, quando foi concluído o julgamento no STF. Apesar de divulgado após o mensalão do PT, o esquema tucano antecedeu e foi o “pai” do mensalão petista.

Descobriu-se que o publicitário Marcos Valério – condenado e preso por viabilizar o pagamento de propinas a petistas e seus aliados -, havia sido também peça-chave de esquema semelhante para a campanha do então governador de Minas à reeleição em 1998. A Justiça condenou agora Eduardo Azeredo pela acusação de desvio, com a ajuda da agência de Marcos Valério, de R$ 3,5 milhões (R$ 9,3 milhões, em valores atuais) de empresas estaduais.

Deputado Marcell Moraes anuncia filiação ao PSDB

sexta-feira, abril 6th, 2018

De malas prontas. O deputado estadual Marcell Moraes anunciou na quinta-feira, dia 5/4, sua filiação ao PSDB. Depois de deixar o PV, o parlamentar admitiu que o PSDB é alinhado às bandeiras que defende.

“Os parlamentares do PSDB têm se destacado pela atuação em defesa da vida animal, apresentando vários projetos nas esferas nacional, estadual e municipal voltados para a causa. Os estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Goiás, Maranhão e Pernambuco já contam com parlamentares do PSDB que defendem firmemente a bandeira animal”, argumentou.

“Pouso agora em ninho tucano para integrar a Bahia a este grupo, intensificando os trabalhos para se evitar maus tratos e garantir melhores condições de vida aos bichos”, falou em discurso.

 

 

Foto: Divulgação

Carlos Marun assume lugar de Imbassahy na quinta-feira (14)

domingo, dezembro 10th, 2017

O Palácio do Planalto confirmou, na noite deste sábado (9), o convite feito pelo presidente Michel Temer a Carlos Marun para assumir a Secretaria de Governo, em substituição a Antonio Imbassahy.

Deputado federal pelo PSDB da Bahia, Imbassahy deixou a pasta após entregar uma carta pedindo exoneração do cargo.

Carlos Marun, de 57 anos, é deputado federal do PMDB de Mato Grosso do Sul e tomará posse na próxima quinta-feira (14).

Segundo nota emitida pelo Palácio do Planalto, Antonio Imbassahy continuará na função até a transmissão oficial do cargo. Imbassahy participou ontem (9), em Brasília, da convenção nacional do PSDB, na qual o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, foi eleito presidente do partido. Na convenção, Imbassahy afirmou que deixa o governo com a sensação de dever cumprido e reiterou seu compromisso com a reforma da Previdência, prestes a ser votada no plenário da Câmara dos Deputados.

O nome de Marun já vinha sendo especulado desde o dia 22 de novembro, quando Alexandre Baldy tomou posse como ministro das Cidades. Nesse dia, o Palácio do Planalto chegou a anunciar a posse de Marun junto com a de Baldy em seu perfil no Twitter, mas depois apagou a postagem. Desde então, a saída de Imbassahy era considerada questão de tempo no Palácio do Planalto.

Marun é do partido de Temer e, desde o início do governo atual, colocou-se como um dos fiéis aliados do presidente na Câmara dos Deputados. Foi presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência e um dos principais articuladores da rejeição das duas denúncias contra Temer apreciadas na Casa. Nesse período, Marun ia com frequência ao Palácio do Planalto reunir-se com o presidente.

Carlos Eduardo Xavier Marun nasceu em Porto Alegre, mas construiu a carreira política em Mato Grosso do Sul. É advogado e engenheiro civil e já atuou nas secretarias de Habitação municipal e estadual. Marun, que exerce o primeiro mandato de deputado federal, assumiu, em abril deste ano, o cargo de procurador parlamentar da Câmara, por indicação do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para o biênio de 2017-2018. É vice-líder do PMDB na Câmara. Agência Brasil

 

 

Foto: Marcelo Camargo/Arquivo/Agência Brasil

STF afasta Aécio do mandato e determina que senador fique em casa à noite

terça-feira, setembro 26th, 2017

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (26), por 3 votos a 2, afastar o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do exercício de seu mandato, medida cautelar pedida pela Procuradoria-Geral da República (PGR) no inquérito em que o tucano foi denunciado por corrupção passiva e obstrução de Justiça, com base nas delações premiadas da empresa J&F.

Na mesma sessão, a Primeira Turma negou, por unanimidade, o terceiro pedido de prisão preventiva de Aécio feito pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, que deixou o cargo no último dia 17. Outras duas solicitações de prisão foram negadas por decisões monocráticas (individuais) no STF: uma do ministro Edson Fachin e outra do ministro Marco Aurélio Mello.

Votaram pelo afastamento os ministros Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux, ficando vencidos os ministros Alexandre de Moraes e Marco Aurélio Mello. Pelo mesmo placar, foi determinado que Aécio não pode se ausentar de casa à noite, deve entregar seu passaporte e não pode se comunicar com outros investigados no mesmo caso, entre eles sua irmã Andréa Neves.

Em seu voto, Fux afirmou que a atitude mais elogiosa a ser tomada por Aécio, desde o início, seria se licenciar do mandato para provar sua inocência. “Já que ele não teve esse gesto de grandeza, nós vamos auxiliá-lo a pedir uma licença para sair do Senado Federal, para que ele possa comprovar à sociedade a sua ausência de culpa”, disse.

“Muito o se elogia por ter saído da presidência do partido. Ele seria mais elogiado se tivesse se despedido ali do mandato. Já que ele não teve esse gesto de grandeza, nós vamos auxiliá-lo a pedir uma licença para sair do Senado Federal, para que ele possa comprovar à sociedade a sua ausência de culpa no episódio que marcou de maneira dramática sua carreira política”, disse Fux.

O ministro Roberto Barroso foi o primeiro a divergir do relator, Marco Aurélio, e de Alexandre de Moraes, que abriram o julgamento afastando qualquer medida cautelar contra o senador.

“O fato é que há indícios bastante suficientes, a meu ver, da autoria e da materialidade aqui neste caso”, afirmou Barroso, que fez um longo discurso contra a cultura de corrupção que, segundo ele, superfatura todos os contratos públicos no país.

Para Barroso, é indiferente se o dinheiro de propina vai para o enriquecimento ilícito ou o financiamento ilegal de campanhas políticas. “O maior problema é o ambiente de corrupção e de desonestidade que se cria no país para se obter os recursos para pagar essas propinas. Portanto, se nós queremos mudar essas práticas não é possível ser condescendentes com elas”, afirmou.

Votos vencidos

Logo no início do julgamento, o ministro Marco Aurélio, relator do caso, negou uma questão de ordem suscitada pela defesa para que o caso fosse julgado no plenário do STF, e não na Primeira Turma, no que foi acompanhado pelos demais ministros da Primeira Turma.

Em seguida, Marco Aurélio, primeiro a votar por ser o relator, repetiu os mesmos argumentos com os quais havia devolvido, em julho, no último dia do recesso de meio de ano do Judiciário, o direito de Aécio exercer seu mandato de senador, que havia sido suspenso em maio por Fachin, relator anterior do processo.

Marco Aurélio repetiu as críticas que fez a Aécio na decisão de julho, pelos quais disse ter pago “um preço incrível”. O ministro leu em plenário o currículo político do senador, dados considerados por ele para rejeitar qualquer medida cautelar contra o senador. O ministro Alexandre de Moraes acompanhou o relator.

Denúncia

Em junho, o senador Aécio Neves foi denunciado por Janot por corrupção passiva e obstrução de Justiça, acusado de receber R$ 2 milhões em propina do empresário Joesley Batista, dono da empresa JBS, com o qual foi gravado, em ação controlada pela Polícia Federal, em conversas suspeitas. Em delação premiada, o executivo assumiu o repasse ilegal.

O dinheiro teria sido solicitado pelo próprio Aécio, cujo objetivo seria cobrir despesas com advogados. Em troca, ele teria oferecido sua influência política para a escolha de um diretor da mineradora Vale. Ele nega as acusações, afirmando que a quantia se refere a um empréstimo particular.

Sobre a acusação de obstrução de Justiça, Janot acusou Aécio de “empreender esforços” para interferir na distribuição de inquéritos na Polícia Federal, de modo a caírem com delegados favoráveis aos investigados.

A irmã do parlamentar, Andrea Neves, o primo de Aécio, Frederico Pacheco, e Mendherson Souza Lima, ex-assessor do senador Zezé Perrela (PMDB-MG), também foram denunciados.

Defesa

O senador nega as acusações. Sua principal linha de defesa no processo é a de que a quantia que recebeu de Joesley foi um empréstimo pessoal, sendo uma operação sem nenhuma natureza ilegal.

O advogado Alberto Toron disse que entrará com um pedido de reconsideração, anexando novas provas ao processo. “Há provas a serem produzidas para tirar essa certeza de que houve crime cometido pelo senador”, disse o representante de Aécio.

“Essa é uma decisão que pode ser revista por ocasião de recebimento da denúncia, e a qualquer momento, quando novas provas surgirem. Tenho absoluta certeza de que o Supremo Tribunal Federal, em face de novas provas, saberá rever essa decisão”, acrescentou o representante de Aécio.

Toron afirmou que Aécio está afastado somente da atividade legislativa, podendo manter contato com outras lideranças políticas. “Ele não é um cassado político, à moda do que ocorria na ditadura de 1964. Ele pode falar sobre política, ele pode conversar com lideranças”, afirmou. Agência Brasil

 

PSDB permanece no governo, diz senador José Serra

terça-feira, junho 13th, 2017

O PSDB decidiu, em reunião da executiva nacional nesta segunda-feira, dia 12/6, que vai permanecer, por enquanto, dando apoio ao governo do presidente Michel Temer. De acordo com o senador José Serra (SP), o clima da reunião foi de “unidade”, apesar das divergências. “[O PSDB] não fará nenhum movimento agora de sair do governo. Se os fatos mudarem, faremos outra análise”, disse o senador.

A reunião da executiva nacional do partido, que durou mais de quatro horas, teve a participação de governadores, dirigentes estaduais, senadores e deputados. O presidente da juventude da legenda, Henrique Vale, foi um dos que defenderam a saída da legenda do governo. Já o ex-deputado e ex-presidente estadual do partido Antônio Carlos Pannunzio disse, ao deixar a reunião, que esse não é o momento de “chutar o balde”.

“Temos compromisso com o Brasil. Não vamos chutar o balde agora. Não podemos virar as costas para o Brasil e temos que continuar”, disse Pannunzio. Segundo ele, uma eventual saída do partido da base de apoio ao governo traria mais problemas para o Brasil. “O PSDB está ajudando o país a superar a crise e reencontrar o seu rumo”.

Foto: Agência Brasil

Temer se encontra com Fernando Henrique para evitar saída do governo

segunda-feira, maio 29th, 2017

Vixe. Em plena crise política, o presidente Michel Temer se reuniu na noite desta segunda-feira, dia 29/5, com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), em São Paulo. Segundo a imprensa de Brasília, o objetivo do encontro foi tentar evitar a saída do PSDB do governo. O desembarque ainda é avaliado pela sigla, um movimento que ocorreria em conjunto com o DEM.

 

 

Foto: Reprodução/Agência Brasil

Avião com senador Aécio Neves faz pouso de emergência em Guarulhos

sexta-feira, fevereiro 10th, 2017

Susto retado. Um avião que transportava o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto internacional de Cumbica, em Guarulhos, São Paulo, por volta das 9 da noite desta quinta-feira, dia 9/2. Não houve feridos.

A aeronave, um táxi aéreo alugada pelo partido, decolou de Brasília deixando para trás um pedaço do pneu. Quando estava para pousar no aeroporto de Congonhas, em de São Paulo, apresentou um problema no trem de pouso.
O piloto abortou o pouso e seguiu para Cumbica, onde a aeronave aterrissou, mas acabou saindo da pista e entrou em uma área de gramado. De acordo com um assessor, estavam apenas o senador e os pilotos, que não ficaram feridos.
Foto: Reprodução

João Castelo, deputado federal, morre aos 79 anos

domingo, dezembro 11th, 2016

czaw7uyveaeom9e

Político das antigas. João Castelo (PSDB-MA), deputado federal, morreu na manhã deste domingo, dia 11/12, depois de sofrer complicações em função de cirurgia em São Paulo. O político, de 79 anos, chegou ao hospital dia 31 de outubro e passou por uma cirurgia no dia 10 de novembro. Ele ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu. João Castelo Ribeiro Gonçalves foi governador do Maranhão e estava no seu quinto mandato de deputado federal. O PSDB publicou na página oficial do partido nota de pesar: “O PSDB manifesta seu pesar com o falecimento do deputado João Castelo (PSDB-MA). Perde o Brasil, o Maranhão e a Câmara dos Deputados, onde ele exercia seu quinto mandato. Em sua trajetória política, João Castelo destacou-se ainda como governador, prefeito de São Luís e senador. Nos solidarizamos com seus familiares, amigos e correligionários.”

 

 

Foto: Divulgação