Posts Tagged ‘oposição’

Em entrevista a Adelson Carvalho, deputado diz que Temer “debocha do povo brasileiro”

quarta-feira, agosto 2nd, 2017

A pressão subiu. Direto de Brasília, o deputado federal Alessandro Molon (Rede-RJ), concedeu entrevista exclusiva ao apresentador Adelson Carvalho, na Rádio Sociedade, na manhã desta quarta-feira, dia 2/8. Ele afirmou que é a favor do parecer da denúncia contra Temer.

O deputado Molon ficou irritado porque Temer teria dito que a “vitória dele pode ser a vitória do Brasil”. Em meio a entrevista, o parlamentar pelo Rio de Janeiro, afirmou que Temer “tripudia e debocha do povo brasileiro”, e afirmou que a população está indignada com as ofertas feitas pelo governo para conseguir salvá-lo na Câmara. “O país não quer ver um criminoso na presidência da república, que debocha e provoca o povo brasileiro. A vitória do Brasil seria a mesma que a população quer, que é a sua saída”, provocou o deputado.

 

 

Foto: Divulgação

Vereador Elinaldo nega operação policial na casa dele

segunda-feira, maio 23rd, 2016

elinaldo.capa

A resposta. O vereador Antonio Elinaldo (DEM), líder da oposição na Cidade, afirmou por meio de nota nesta segunda-feira, dia 23, que não aconteceu nenhuma operação de busca e apreensão na casa dele. “Não tenho ligação nenhuma com esses fatos noticiados, conforme já afirmei inúmeras vezes. De modo que estou muito tranquilo e a disposição das autoridades para prestar quaisquer esclarecimentos”, disse.

Conforme o pré-candidato a prefeito da Cidade, que afirma liderar todas as pesquisas à sucessão, há motivação política para tentar envolvê-lo nos fatos relatados. “Ficam querendo gerar notícia de cunho político só por causa da proximidade do período eleitoral. Mas isso não adianta porque não irão conseguir me envolver nisso. Quem tem que ser investigado é o ex-prefeito Luiz Caetano (PT), envolvido em várias denúncias de corrupção”.
Foto: Divulgação

Feira de Santana: Para Zé Neto, candidatura do PP não é motivo para preocupação

sábado, fevereiro 13th, 2016

zeneto

Lá vem coisa. Pré-candidato à prefeitura de Feira de Santana, o deputado estadual Zé Neto (PT), líder governista, confirmou na noite desta sexta-feira, dia 12, durante encontro do PT, que não ficou preocupado com a possível candidatura do PP naquela Cidade e que a ex deputada Eliana Boaventura não vai lhe ofuscar. Durante o carnaval, o vice-governador João Leão, afirmou que o PP deve ter candidato à Prefeitura da 2ª maior Cidade da Bahia.

 O vice João Leão, defendeu que haja diálogo entre os partidos da oposição para garantir a vitória. “A oposição precisa se comunicar. Eu tenho a certeza que a oposição vai ganhar. Seja Zé Neto, Eliana, Fernando… Mas não estou preocupado em me ofuscar não”, completou.
Foto: Reprodução

Vereador Hilton Coelho se reta e detona: “PDDU da exclusão”

quarta-feira, novembro 18th, 2015

12278632_1193312360682340_571400225561578594_n (1) 12246752_1193312387349004_6776957509911216707_n (1) 12241356_1193312464015663_2178055643877471380_n

A pressão subiu. O vereador Hilton Coelho (PSOL) ficou retado na tarde desta quarta-feira, dia 18, na Câmara Municipal de Salvador, durante a votação do PDDU,  e fez um desabafo em sua página oficial do Facebook. “PDDU da exclusão: Desrespeito à população em sessão fechada, desrespeito ao Conselho da Cidade, submissão da Câmara Municipal ao Executivo. Basta!  Onde está o PDDU participativo se é apresentado com a ‘Casa do Povo’ com portas fechadas para o povo e privilégio para poucos? Você confia em um PDDU excludente desde a origem? Mandato da Resistência diz não ao autoritarismo e exige ampla participação popular! “, escreveu o vereador.

 

As portas foram abertas, após essa pressão da oposição.

 

hiltoncoelho

 

Fotos: Reprodução/Facebook Hilton Coelho

 

Oposição pede afastamento do secretário Alexandre Paupério

terça-feira, setembro 15th, 2015

pauperio

E agora? Depois de se reunir na tarde de segunda-feira, dia 14, a bancada de oposição da Câmara Municipal de Salvador decidiu pedir o afastamento do secretário municipal de Gestão, Alexandre Paupério, e acionar o Tribunal de Contas do Município (TCM) e o Ministério Público da Bahia (MP-BA) para investigar os contratos da secretaria durante o período dele à frente da pasta.A decisão tem como principal motivação o fato dele ter sido denunciado e de estar envolvido em um esquema de desvio de cerca de R$ 40 milhões da Secretaria de Educação, entre os anos de 2009 e 2012. Pesa ainda sobre os ombros do secretário o fato dele já ser alvo do MP por malversação do cofre público, quando esteve à frente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), entre 2003 e 2006, na gestão do ex-governador Paulo Souto. Por conta disso, o MP-BA, se baseando em relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), quer o ressarcimento de danos aos cofres públicos e pediu a indisponibilidade de bens do secretário.Para o vereador Arnando Lessa (PT), é necessário que se apure e se faça uma auditoria em todos os contratos sob a gestão de Paupério, uma vez que ele está sob suspeição. “Se ele esteve envolvido antes de chegar à secretaria em práticas e procedimentos dessa natureza, que ele também exerceu como secretário, como contratação, terceirização… Quem garante que os contratos feitos por ele estão corretos? Se as empresas investigadas não estão vinculadas direta ou indiretamente a esses contratos?”, questionou Lessa, justificando a decisão da oposição.Ainda conforme a bancada de oposição, o afastamento de Paupério se justifica com base na Lei da Transparência, através do Decreto Nº 23.738 (de 2 de janeiro de 2013), que instituiu o Código de Conduta da Alta Administração Municipal. Conforme o Decreto, o Código tem a finalidade de “tornar claras as regras éticas de conduta das autoridades da alta Administração Pública Municipal, como forma de demonstrar a integridade e a lisura do processo decisório da Administração Municipal”.

 

 

 

Foto adelsoncarvalho.com.br

Com informações da Tribuna da Bahia

Valmir Assunção diz que oposição baiana “saiu pequena das urnas”

segunda-feira, novembro 17th, 2014

79dc44cadbae198e7d757b1766c2ef22

Largou a joça. O recém-reeleito deputado federal Valmir Assunção disse em entrevista exclusiva à Tribuna da Bahia, que espera que o nome do governador Jaques Wagner, visto por ele como um vitorioso maestro político, seja forte para a Presidência da República em 2018, caso o ex-presidente Lula não se candidate.

Valmir também não eximiu de críticas a presidente Dilma e espera que ela faça mais pela reforma agrária, setor considerado por ele como fraco. Assim como ele considera prematuro definir nomes para as eleições de Salvador, acredita que o nome de Marcelo Nilo (PDT) não devia ser o mais cotado para a Assembleia Legislativa. “Acho Marcelo Nilo um excelente deputado. Foi um excelente presidente da Assembleia. Mas acredito que tem outros nomes, que são do PT, que não são do PT, que também têm condições de ser presidente da Assembleia”.

Foto: Reprodução
Fonte: Tribuna da Bahia

Após derrota de Paulo Souto, deputados da oposição somem da primeira sessão na Assembleia Legislativa após as eleições

quarta-feira, outubro 8th, 2014

20141008-061730.jpg

A galera sumiu. As derrotas de Paulo Sou (DEM), e Geddel Viera Lima (PMDB), para Governo do Estado e Senado, respectivamente, influenciaram diretamente na presença de deputados estaduais na sessão ordinária após as eleições, nesta terça-feira, dia 7. De acordo com apuração da nossa reportagem, poucos deputados deram o ar da graça. Da bancada da oposição, apenas Elmar Nascimento (DEM), que foi eleito para federal, compareceu. De malas prontas para Brasília, Elmar disse: “O PT só conseguiu ganhar na Bahia quando conquistou o governo federal. A oposição só conseguirá a vitória quando tiver a presidência. Isso influencia muito. Estamos ainda de ressaca após as eleições, mas é normal. Acredito que o trabalho da bancada da oposição foi muito bem avaliada pelos eleitores da Bahia“, argumentou Nascimento. Já o líder da bancada governista, deputado estadual Zé Neto (PT), eleito com mais de 88 mil votos, era só sorrisos. Sobre a ausência de opositores no plenário, o petista minimizou, mas aproveitou para alfinetar. “É normal (risos). Seria assim em qualquer lugar do mundo. Ainda está todo mundo meio que de ressaca das eleições. Acredito que é por ser a primeira sessão, logo nessa primeira semana. Com o passar do tempo, tenho certeza de que tudo irá voltar à normalidade“, afirmou Zé Neto.
O pastor sargento Isidório reeleito com mais de 123 mil votos, foi o 2º mais votado. Ele disse que não mudou de lado e vai continuar defendendo a família e na luta contra as drogas na Fundação Doutor Jesus.

Foto: Divulgação

Provocação: Leão diz que chapa de oposição é uma “salada de frutas”

quarta-feira, agosto 27th, 2014

20140827-062141.jpg

Xiiii. O deputado federal João Leão (PP), candidato a vice-governador da chapa governista explicou que a conjuntura da oposição, hoje, não ajudaria o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), a se viabilizar como um mandatário de força política. “A chapa do lado de lá é uma salada de frutas. Souto era contra ACM e toda Bahia sabe disso. Meu amigo, que é vice, Joaci, era inimigo de ACM. Geddel era inimigo ferrenho de ACM. Então, esses três vão querer ser comandados por um garotinho? Vai ser um caos”, afirmou, segundo informações da Coluna Raio Laser. “Hoje, em função da mortandade que estavam, estão aí juntinhos. Mas será um caso, pode ter certeza”, completou.

Foto: Divulgação

Provocador: João Leão diz que a oposição unida é mais fácil de ser derrotada

terça-feira, agosto 19th, 2014

20140819-063835.jpg

Cantando de galo. Otimista, o candidato a vice-governador na chapa do governo, João Leão (PP), em entrevista à Tribuna da Bahia, voltou a reafirmar que a eleição deve ser decidida em primeiro turno e a favor de Rui Costa (PT), seu colega de chapa. Provocador, o progressista afirmou que a derrota da oposição será maior, mesmo com a união dos nomes de Paulo Souto (DEM) e Geddel Vieira Lima (PMDB), e ainda analisou que o risco, caso saíssem divididos, seria de um possível segundo turno com a candidata Lídice da Mata (PSB). Leão reconhece a propagação e a imagem que os concorrentes têm, mas argumenta que as idas aos municípios baianos fazem com que os eleitores repensem o voto e entendam o projeto formatado pela base governista. A tendência, segundo o cacique do PP, é do voto casado com os cerca de 60% dos eleitores que apontaram, por pesquisa, votar na presidente Dilma Rousseff (PT). João Leão diz ainda que “vice é vice” e que ele tem que se conscientizar que ocupará esse posto, caso se eleja junto com Rui Costa. “Eu quero ser um conselheiro de Rui. Quero estar a seu lado para tirar dúvida, para ajudar, não quero ser governador e nem ter tinta em caneta. Essa tinta é do governador. Eu pretendo ajudá-lo e muito”, finalizou.

Foto: Reprodução

“PT corre do debate como o diabo corre da cruz”, diz Elmar Nascimento

quarta-feira, julho 23rd, 2014

20140723-064446.jpg

Êta joça. O líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia, José Neto (PT), não compareceu ao debate que aconteceria no programa Se Liga Bocão da rádio Itapoan FM, na noite desta terça-feira, dia 22, com o líder da oposição, Elmar Nascimento (DEM). O demista apareceu e soltou o verbo contra o governo. “O PT está correndo [de debates] como o diabo corre da cruz. É uma pena que o líder do governo não esteja aqui porque eu quero debater números, fatos”, ironiza o líder da oposição.
O oposicionista criticou um dos temas mais polêmicos da campanha eleitoral deste ano: a Segurança Pública. “Nunca foi prioridade para o governo Jaques Wagner. Nunca se fez nada para nreduzir os índices e ainda faz com que o estado esteja atrás de outros do Sul e até do Nordeste. O governador não toma para si o debate”, aponta.

Foto: Reprodução

Chapa da oposição faz comício em Simões Filho nesta sexta-feira

quinta-feira, julho 10th, 2014

20140710-063601.jpg

Em campanha. O candidato a governador do Estado Paulo Souto (DEM), e seus colegas de chapa Joaci Góes (PSDB) e Geddel Vieira Lima (PMDB), marcam presença em Simões Filho, na Região Metropolitana, na sexta-feira, dia 11, quando participam de comício a partir das 6:30 da noite. De acordo com nota da equipe do democrata, o evento acontece a pedido de políticos e lideranças locais para demarcar território dos oposicionistas na área. O postulante ao Senado não deixou de fazer críticas à administração do prefeito de Simões Filho, José Eduardo Alencar (PSD), ao tentar atingir o seu adversário na chapa de Rui Costa (PT), Otto Alencar (PSD). “Não é a primeira vez que ele é prefeito e a violência só piora na cidade. Mostra que o governo não tem capacidade de resolver o problema, mesmo o prefeito sendo irmão do vice de Wagner. É a ineficiência petista, que o povo da Bahia vai acabar no dia cinco de outubro”, comentou Geddel. O comício contará com a presença de políticos que aderiram à coligação dos opositores, a exemplo de Dinha e Gazineu (PMDB), Ferdinand (DEM), Itos (PSDB ), Paulo Devani (PR), Ivanhoé (PTdoB) e Eri Costa, além do presidente da Associação Comercial, Peu, e os vereadores Cleide (PSC), Katia (PMDB), Deni Canaã (DEM) e Genivaldo Lima (Pros).

Foto: Divulgação

Eleição de Zezéu para o TCE foi uma “farsa”, diz oposição

terça-feira, junho 3rd, 2014

20140603-205823.jpg

A pressão subiu. A votação e escolha da segunda vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), foi considerada pela bancada de oposição da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) uma “farsa”.
Vestidos de preto, os deputados de oposição realizaram nesta terça-feira, dia 3, um enterro simbólico, com direito a marcha fúnebre pela rampa de acesso ao Palácio Luís Eduardo Magalhães, edifício-sede da Alba, e caixão fixado no centro do plenário.

Confira a carta na íntegra:

“Na última quinta-feira (28/5), a Bahia foi surpreendida pelo noticiário de fatos absurdos e deploráveis ocorridos nas dependências do plenário da Assembleia Legislativa, durante escolha e votação de nome para compor o quadro de conselheiros do Tribunal de Contas do Estado.

A bem da verdade, a indicação do referido nome compete privativamente à Assembleia Legislativa da Bahia, em cumprimento e respeito ao artigo 71 da Constituição do Estado, por votação secreta e maioria absoluta de votos, na forma de seu regimento.
A quebra desta normativa começou com a conduta despótica do governador Jaques Wagner, ao impor o nome de seu co-partidário, Zezéu Ribeiro, para disputar a votação com o candidato deputado Carlos Gaban.

Como os números finais da apuração revelaram 28 votos para Gaban, 27 para Zezéu e 5 votos brancos/nulos, nenhum candidato venceu a disputa porque ninguém atingiu a maioria absoluta necessária de 32 votos, como determina a nossa constituição.

Imediatamente, um novo escrutínio deveria dar continuidade ao sufrágio, o que infelizmente não ocorreu, quebrando desta forma, mais uma vez, regras estatutárias. O presidente da Casa, deputado Marcelo Nilo, atropelou a resolução que estabelece as normas para eleição e. por determinação expressa, só permitiu o segundo escrutínio uma hora depois de ter convocado todos os deputados da base do governo para reunião fechada em sua sala.

Após o compulsório e constrangedor encontro, nitidamente destinado ao humilhante e estratégico adestramento de condutas e consciências, quatro indignados deputados procuraram a oposição para denunciar que foram pressionados para fotografar os seus próprios votos com aparelhos de telefone celular, para, posteriormente, exibi-los como prova de obediência e fidelidade ao governo, sob pena de sofrerem retaliações.

Ao ser informado do absurdo proposto pelo governo, o líder da oposição foi à tribuna para relatar o ocorrido e solicitar ao presidente da ALBA para não permitir aos parlamentares o uso do celular na cabine de votação, advertindo, ainda, sobre a frontal violação da lei eleitoral que garante o democrático exercício do voto secreto. Mesmo assim, obteve do presidente a decepcionante resposta de que ele “nada podia fazer”.

Diante dos indesejados “flashes” e fatos aqui expostos, fartamente documentados e de fácil comprovação, aconteceram, durante a vergonhosa sessão, empurrões, desentendimentos e revolta, tudo testemunhado pela imprensa. Isso sem falar no acintoso “selfie”do próprio voto, realizado fora da cabine pelo deputado Pastor Sargento Isidorio. Resultado da farsa: Zezéu Ribeiro, candidato governista, 35 votos…

Manifestamos, portanto, o nosso mais consciente repúdio à condução e ao desfecho destes fatos. Defendemos princípios morais, com ética e verdade, no fiel cumprimento de regras cidadãs e na defesa de um Poder Legislativo harmônico forte, independente e sem submissão.

Foto e nota: Bancada de Oposição

Em evento da oposição, Geddel diz que “apanhou muito” de ACM

domingo, abril 27th, 2014

20140427-084952.jpg

Eu hein! Na largada da pré-campanha pelo interior da Bahia, a chapa dos pré-candidatos da oposição baiana, encabeçada por Paulo Souto (DEM) postulante à vaga de governador, Joaci goes (PSDB) a vice e Geddel Viera Lima (PMDB) a senador, desembarcou no último sábado, dia 26, na cidade de Vitória da Conquista, no Sudoeste da Bahia.
Em evento da coligação “Unidos por uma Bahia melhor”, no Espaço Radifi, Geddel manifestou seu engajamento na pré-candidatura de Souto e também comentou sobre sua aproximação com o neto de um grande adversário político. “Fui adversário do senador Antonio Carlos Magalhães e apanhei mais do que bati, mas nunca deixei de reconhecer os serviços prestados por ele à Bahia”, comentou, admitindo que ACM foi a última grande voz da Bahia no cenário da República. “Agora o destino quis me reservar a chance de conquistar os corações e mentes baianos para ser a voz da Bahia no Senado, em substituição àquele que foi meu grande adversário, mas nunca deixou de amar a Bahia”, arrematou o postulante ao Senado.
Naquele momento, ACM Neto revelou que, quando candidato a prefeito da capital baiana, não sabia se a sua maior preocupação era vencer as eleições ou governar uma cidade destruída e endividada. “Neste momento, quem esteve ao meu lado como conselheiro e orientador foi Paulo Souto. Ele me ajudou a enxergar o caminho de como vencer as adversidades e realizar um bom governo”.

Foto: Divulgação