Posts Tagged ‘COVID’

Covid-19: Fiocruz libera mais 700 mil doses da vacina AstraZeneca

sexta-feira, setembro 17th, 2021

Liberação. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) liberou, nesta sexta-feira, dia 17/9, mais 700 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra covid-19, produzida no Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz). Com a entrega ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), o total de doses disponibilizadas nesta semana chega a 4,5 milhões.

A Fiocruz retomou as entregas da vacina na última terça-feira, depois de cerca de duas semanas sem novas liberações. A fundação explicou que recebeu as remessas de agosto do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) nos dias 25 e 30 e que precisa de cerca de três semanas para concluir a fabricação das doses e os processos de controle de qualidade.

Com a conclusão desses processos nesta semana, a fundação liberou as 4,5 milhões de doses em três remessas, na terça-feira, quinta-feira e sexta-feira. Em cada dia, o estado do Rio de Janeiro buscou suas doses diretamente em Bio-Manguinhos, enquanto as demais foram encaminhadas para o Ministério da Saúde.

Além das que foram entregues nesta semana, a Fiocruz tem mais 10 milhões de doses em processo de controle de qualidade. A expectativa da fundação é que o número de doses entregues em setembro chegue a 15 milhões.

Desde o início da campanha de vacinação, a Fiocruz já entregou 96,5 milhões de doses ao Programa Nacional de Imunizações, sendo 4 milhões as doses produzidas pelo Instituto Serum e importadas prontas da Índia.

Para fabricar as doses da vacina em Bio-Manguinhos, a Fiocruz depende da importação de remessas do IFA, que é produzido pelo laboratório chinês WuXi Biologics. A fundação trabalha para assimilar o processo de produção do insumo no Brasil e se tornar autossuficiente, mas a previsão é que as primeiras doses com IFA nacional só  cheguem aos postos de vacinação no fim deste ano.

Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Myke Sena/Divulgação/Agência Brasil

Anvisa aprova medicamento para tratamento da covid-19

quinta-feira, setembro 9th, 2021

Atenção. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou autorização emergencial em caráter experimental de um medicamento para tratamento de pacientes com covid-19, o Sotrovimabe.

O remédio foi autorizado para uso em pacientes com quadros leve e moderado e com risco de evolução para uma situação grave. Ele é contraindicado para pacientes hospitalizados, que precisem de suporte ventilatório.

O medicamento não será disponibilizado para comercialização direta ao público, mas terá uso ambulatorial, devendo ser prescrito por um médico para que seja ministrado. O prazo de validade do produto é de 12 meses, armazenado em temperaturas de 2º a 8º.

A autorização foi definida por unanimidade pelo colegiado. A diretora relatora do caso, Meiruze Freitas, destacou que as áreas técnicas avaliaram os dados enviados pela empresa responsável e consideraram eles satisfatórios.

“Com relação aos aspectos clínicos, os resultados de eficácia demonstraram que o tratamento com uma dose de 500g resultou em uma redução clínica com significância estatística na proporção dos voluntários com covid-19 leve e moderada que participaram do estudo”, concluiu Freitas.

Mas ela ressaltou que é importante realizar o monitoramento da aplicação do remédio para mapear casos adversos. Atenção especial foi destacada pela área técnica para o uso em gestantes, para as quais deve ser avaliada com cuidado a relação custo-benefício.

A diretora também lembrou que a agência reguladora europeia para medicamentos já emitiu parecer apoiando uso do Sotrovimabe como opção de tratamento para pacientes adultos e adolescentes acometidos com covid-19.

Segundo o gerente-geral de medicamentos e produtos biológicos, Gustavo Mendes, o tratamento tem que ser iniciado logo após o teste positivo e, preferencialmente, até cinco dias do início dos sintomas. A aplicação é de dose única, de 500 mg.

Os estudos clínicos realizados, seguiu Mendes, com voluntários nos Estados Unidos, Canadá e em outros países, inclusive Brasil, tiveram resultados com “relevância importante” da redução da carga viral.

A gerente-geral de fiscalização e inspeção sanitária, Ana Carolina Marinho, relatou que foi avaliado o processo de produção, realizado em duas fábricas, uma na China e outra na Itália. “Informações sugerem cumprimento aceitável para justificar a autorização em uso emergencial no cenário pandêmico em que nos encontramos”, avaliou a gerente-geral.

Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Marcelo Camargo/Divulgação/Agência Brasil

Mais de 130 milhões de brasileiros já tomaram a primeira dose da vacina covid-19

quarta-feira, setembro 1st, 2021

Boa notícia. O Brasil segue avançando na campanha nacional de vacinação contra a Covid-19 e a primeira dose da vacina já chegou para mais de 130 milhões de brasileiros. A marca foi atingida na terça-feira, dia 31/8, e significa que 81% da população adulta do país, acima de 18 anos, já começou o ciclo vacinal.

Esse número representa milhões e milhões de pessoas que sentiram o alívio e alegria ao receber a primeira dose da vacina, que é prioridade do Ministério da Saúde no combate à pandemia. Por isso, os índices de vacinação em todas as regiões do país não param de crescer.

Nesta semana, o Brasil também chegou à marca de 190 milhões de doses aplicadas, desde o começo da campanha de vacinação. Mais de 61 milhões de brasileiros completaram o ciclo vacinal com as duas doses ou a vacina de dose única, o que representa 38% da população acima de 18 anos.

“Nossa campanha de imunização já é um case de sucesso mundial. Até o final de outubro, toda a população brasileira adulta estará totalmente vacinada contra a Covid-19”, afirmou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

O sucesso da campanha é resultado do esforço do Ministério da Saúde para garantir cada vez mais doses para proteger a população no menor tempo possível – mais de 233 milhões de doses já foram distribuídas aos Estados.

Fonte: Ministério da Saúde

Fotografia: Myke Sena/Divulgação/MS

Bahia registra mais de 600 novos casos de Covid-19 21 óbitos em 24h

terça-feira, agosto 31st, 2021

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 624 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,05%) e 732 recuperados (+0,04%). O boletim epidemiológico desta terça-feira 31/8 também registra 21 óbitos.

Apesar de as mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram realizados nesta data. Dos 1.220.792 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.191.469 já são considerados recuperados, 2.836 encontram-se ativos e 26.487 tiveram óbito confirmado.

Fotografia/Fonte: Sesab

Covid-19: Metade das Prefeituras aplicaram a 1ª dose em 70% dos adultos

sábado, agosto 28th, 2021

Olha aí. Mais da metade dos 2.002 municípios ouvidos pela nova edição da pesquisa da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) sobre a pandemia afirmou ter vacinado com a 1ª dose mais de 70% dos habitantes adultos.

Segundo o levantamento, 294 cidades (14,5%) já imunizaram mais de 90% das pessoas com mais de 18 anos, 896 (44,3%) municípios, de 70% a 90% da população, 590 (29,2%) cidades de 50% a 70% dos moradores adultos e 106 (5,2%) municípios, de 30% a 50%.

Quando considerado o ciclo vacinal completo, nove municípios (0,4%) vacinaram mais de 90% dos adultos com as duas doses, 70 (3,5%) cidades entre 70% e 90% da população e 257 (12,7%) imunizaram entre 50% e 70% dos habitantes. Pouco mais da metade dos municípios entrevistados (50,9%, 1029 cidades) vacinou com as duas doses de 30% a 50% dos adultos e 470 cidades (23,2%) terminaram o ciclo de 10% a 30% do público-alvo.

Quarenta por cento das prefeituras (808) disseram ter dificuldades de concluir o ciclo vacinal pelo não comparecimento dos moradores na data definida. Outras 1.162 administrações municipais (57,5%) não relataram o problema.

Considerando o total da amostra, 197 municípios (9,7%) disseram ter criado legislações para tornar a vacinação obrigatória, enquanto 1.740 (86,1%) não adotaram medidas para tornar o procedimento compulsório.

Do conjunto de cidades consultadas, 47 (2,3%) estão imunizando com a 1ª dose pessoas de 30 a 34 anos, 204 (10,1%) estão na faixa etária de 25 a 29 anos, 1.553 (76,8%) estão na faixa de 18 a 24 anos e 194 (9,6%) já estão aplicando vacinas em pessoas de 12 a 17 anos.

Segundo o estudo, 310 municípios disseram ter ficado sem vacina contra a covid-19, o equivalente a 15,3%. Outros 1.656 (81,9%%) não informaram ter passado pelo desabastecimento de imunizantes, enquanto 56 (2,8%) não responderam à pergunta.

Casos e mortes

O levantamento mostrou que em 629 municípios (31,3%) houve redução do número de casos de covid-19, em 372 (18,4%) não foram registrados novos casos, em 645 (31,9%) os casos se mantiveram estáveis e em 332 (16,4%) ocorreu aumento. Os índices foram semelhantes aos registrados na edição anterior.

A CNM perguntou sobre a ocorrência de mortes por covid-19. Em 1.378 (68,2%) não foram registrados novos óbitos, em 279 (13,8%) a situação se manteve estável, em 204 (10,1%) houve queda e em 119 (5,9%) foi detectado aumento das vidas perdidas.

Distanciamento

Ainda conforme o levantamento, 998 (49,4%) cidades mantêm alguma medida de distanciamento ou restrição de horário das atividades não essenciais. Outras 984 (48,7%%) responderam não ter lançado mão deste recurso durante a pandemia.

Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Myke Sena/Divulgação/MS

Salvador aplica primeira e segunda doses da vacina contra covid-19 nesta quarta-feira

quarta-feira, agosto 25th, 2021

A aplicação da vacina contra a Covid-19 em Salvador segue, nesta quarta-feira 25/8 para os adolescentes com idade entre 12 e 17 anos que possuam algum tipo de comorbidade e/ou deficiência permanente e que sejam residentes na cidade. Os interessados devem estar atentos aos horários, que estão diferenciados de acordo com o ponto de vacinação.

As Prefeituras-Bairro da cidade também seguem disponibilizando as doses da vacina para as pessoas que não estão com nome no site da Secretaria Municipal da Saúde (www.saude.salvador.ba.gov.br), mas que residem na capital baiana. Para ter acesso será necessário ter mais de 18 anos e agendar no sitehoramarcada.salvador.ba.gov.br, comparecer no local combinado com a cópia do comprovante de residência atualizado no nome do titular do cartão SUS ou dos pais do mesmo, além de um documento de identificação com foto.

Ainda nesta quarta-feira (25) acontecerá a repescagem da primeira dose para pessoas com idade igual ou superior a 18 anos, bem como para as gestantes e puérperas com nomes no site da SMS. Haverá aplicação da segunda dose da Oxford, Pfizer e CoronaVac.

Confira os pontos de vacinação desta quarta-feira (25)

1ª DOSE – ADOLESCENTES COM COMORBIDADES E/OU DEFICIÊNCIA PERMANENTE COM NOME CADASTRADO NO SITE DA SMS

8h às 16h

Drive-thrus: 5º Centro de Saúde (Barris) e Uninassau (Avenida Magalhães Neto).

Pontos fixos: 5 Centro de Saúde (Barris) e USF Plataforma.

8h às 14h

Pontos fixos: Instituto de Organização Neurológica da Bahia (ION) Bahia e Associação de Amigos dos Autistas da Bahia (AMA).

1ª DOSE – ADOLESCENTES DE 12 A 17 ANOS COM COMORBIDADE E/OU DEFICIÊNCIA PERMANENTE SEM CADASTRO NO SITE DA SMS

Caso o adolescente não possua o cadastro no site da SMS para estar habilitado a se vacinar, antes de deslocar ao ponto de imunização, é necessário levar obrigatoriamente relatórios ou exames médicos que comprovem a comorbidade e/ou deficiência permanente do adolescente, além de ser residente de Salvador. No local, haverá médico para realizar o cadastro no site da SMS, de acordo com as indicações do Plano Nacional de Imunização (PNI).

8h às 14h

Pontos fixos: APAE (Pituba) e Núcleo de Atendimento à Criança com Paralisia Cerebral (NACPC);

PESSOAS COM IDADE IGUAL OU SUPERIOR A 18 ANOS – 8h às 16h

Antes de se dirigirem ao ponto de imunização, todas as pessoas que compõem os grupos prioritários habilitados para vacinação, assim como os cidadãos com idade igual ou superior a 18 anos, deverão obrigatoriamente conferir no site da SMS se o nome já está habilitado para receber o imunizante.

Drive-thrus: Faculdade Universo (Avenida ACM), Arena Fonte Nova (Nazaré), PAF Ondina, Atakadão Atakarejo (Fazenda Coutos) e Universidade Católica de Salvador (Pituaçu).

Pontos fixos: USF Santa Luzia, USF Teotônio Vilela II (Fazenda Coutos II), USF Fernando Filgueiras (Cabula VI), Universidade Católica de Salvador (Pituaçu), USF Imbuí, USF Pirajá, USF Cajazeiras V e Clube dos Oficiais da Polícia Militar (Dendezeiros).

GESTANTES E PUÉRPERAS

Obedecendo nova recomendação do Ministério da Saúde, somente poderão buscar os pontos de imunização as grávidas e puérperas (até 45 dias pós-parto) que tiverem prescrição médica para receber a vacina. Para ter acesso ao imunizante, devem ter idade igual ou superior a 18 anos, estar com os nomes no site da SMS e, no ato da vacina, apresentar documento oficial de identificação com foto, além de:

Gestantes: devem também apresentar, obrigatoriamente, cópia impressa da prescrição médica.

Puérperas: devem também apresentar OBRIGATORIAMENTE cópia impressa da prescrição médica e Declaração Nascidos Vivos (DNV) ou certidão de nascimento do bebê.

OBS: Está suspensa a vacinação para gestantes e puérperas com os imunizantes Oxford/ Astrazeneca e Janssen.

PONTOS DE VACINAÇÃO PARA GESTANTES E PUÉRPERAS: 8h às 16h

Drive-thrus: Atakadão Atakarejo (Fazenda Coutos) e Universidade Católica do Salvador (Pituaçu).

Pontos fixos: Universidade Católica do Salvador (Pituaçu) e USF Vila Matos – Rio Vermelho (EXCLUSIVO).

2ª DOSE OXFORD – 8h às 16h

As pessoas que estão com a data de reforço contra a Covid-19 da Oxford programada para até o dia 27 de agosto já podem procurar os pontos de imunização para receber a vacina.

Drive-thru: FBDC Cabula.

Pontos fixos: USF Vista Alegre, USF Vila Nova de Pituaçu e USF Colinas de Periperi.

2ª DOSE CORONAVAC – 8h às 16h

Amanhã todas as pessoas que estão com a data de reforço contra a Covid-19 da CoronaVac programada para até o dia 25 de agosto já podem procurar os pontos de imunização para receber a vacina.

Drive-thrus: Barradão (Canabrava), Unijorge (Paralela), Shopping Bela Vista e FBDC Brotas.

Pontos fixos: Unijorge (Paralela), FBDC Brotas, UBS Nelson Piauhy Dourado (Águas Claras), UBS Virgílio de Carvalho (Bonfim), UBS Ramiro de Azevedo (Campo da Pólvora), USF Curralinho, Barradão (Canabrava) e USF Tubarão.

2ª DOSE PFIZER – 8h às 16h

As pessoas que estão com a data de reforço contra a Covid-19 da Pfizer programada para até o dia 27 de agosto já podem procurar os pontos de imunização para receber a vacina.

Drive-thrus: Shopping da Bahia e Parque de Exposições (Paralela).

Pontos fixos: USF Sérgio Arouca (Paripe), USF Cajazeiras X, USF Vale do Matatu, USF João Roma Filho (Jardim Nova Esperança), UBS Eduardo Mamede (Mussurunga), CSU Pernambués e USF Federação.

Fotografia: Agência Brasil

Bahia registra mais de 800 novos casos de Covid-19 e 20 óbitos em 24h

terça-feira, agosto 24th, 2021

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 844 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,07%) e 883 recuperados (+0,07%). O boletim epidemiológico desta terça-feira 24/8 também registra 20 óbitos.

Apesar de as mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram realizados nesta data. Dos 1.215.884 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.186.362 já são considerados recuperados, 3.215 encontram-se ativos e 26.307 tiveram óbito confirmado.

Fotografia/Fonte: Sesab

Silvio Santos é internado com covid-19

sexta-feira, agosto 13th, 2021

Infectado. O apresentador Silvio Santos, de 90 anos, foi internado com covid-19 nesta sexta-feira, dia 13/8, no hospital Albert Einstein, em São Paulo. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do SBT. Através das redes sociais, a filha Patrícia Abravanel afirmou que o apresentador está bem e foi internado para realizar exames.

Fotografia: Reprodução

Covid-19: Média móvel de mortes fica abaixo de mil pelo terceiro dia

terça-feira, agosto 3rd, 2021

Tá caindo. Depois de seis meses seguidos com uma média de mais de mil vítimas diárias de covid-19, o Brasil registrou na segunda-feira, dia 2/8, o terceiro dia consecutivo com a média móvel de sete dias abaixo desse patamar, segundo o painel de dados Monitora Covid-19, mantido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

A média móvel de mortes é calculada somando as mortes confirmadas nas últimas 24 horas com as que foram registradas nos seis dias anteriores. O resultado é dividido por sete. Esse dado é observado por pesquisadores para avaliar a tendência de evolução da pandemia de forma mais clara, já que menos informações são notificadas pelas secretarias de saúde municipais e estaduais nos fins de semana e ficam represadas nos primeiros dias de semana, gerando grande oscilação nos números.

Em queda desde a segunda quinzena de junho, a média móvel de mortes chegou a menos de mil (988,86) em 31 de julho, e manteve esse patamar em 1° de agosto (987,14) e 2 de agosto (960,14). Essa foi a primeira vez que a média ficou abaixo de mil desde 23 de janeiro deste ano, quando atingiu 1.021,29 vítimas. Daquela data até o fim de julho, o Brasil viveu o período mais letal da pandemia, com picos em que a média móvel superou 3 mil mortes diárias.

Pesquisadores da Fiocruz apontam o avanço da vacinação como a explicação para a redução nas mortes e internações por covid-19. No último boletim Observatório Covid-19, divulgado na semana passada, a fundação ressaltou, entretanto, que o número de óbitos se mantém em patamar muito elevado e que os casos de covid-19 continuam aumentando.

“A diferença entre a curva de novos casos e a curva de óbitos é mais um indício da nova fase da pandemia no Brasil, em que há intensa circulação do vírus, mas com menor impacto sobre as demandas de internação e sobre o número de mortes”.

Apesar da queda das últimas semanas, o patamar da média móvel de mortes ainda supera a maior parte do ano passado. Enquanto em 2021 houve mais de seis meses seguidos com mais de mil vítimas diárias, em 2020, o indicador ficou acima desse nível entre 4 e 10 de junho, entre 19 e 29 de junho e entre 3 de julho e 7 de agosto. Também foram registradas mais de mil vítimas em 10, 11 e 22 de agosto, segundo o painel de dados da Fiocruz.

Entre setembro e novembro de 2020, a média móvel de mortes por covid-19 no Brasil recuou, chegando a 323 mortes diárias em 11 de novembro. A partir daí, houve uma nova tendência de alta, fechando o ano com 706 mortes diárias em 31 de dezembro. Fatores como o relaxamento das medidas de isolamento, as festas de fim de ano e a disseminação da variante Gama (P.1) fizeram com que a média móvel de mortes continuasse a aumentar em janeiro até igualar e superar os piores momentos da pandemia em 2020.

A situação continuou a piorar em fevereiro e março, e o Brasil registrou mais de 2 mil mortes diárias na média móvel de forma ininterrupta entre 17 de março e 10 de maio. Enquanto a maior média móvel de vítimas registrada em 2020 foi de 1.096.71 mortes diárias, em 25 de julho, o indicador chegou a 3.123, 57 mortes em 12 de abril de 2021.

A média de mortes caiu ao longo de maio de 2021, mas ainda se manteve acima de 1,5 mil vítimas por dia. Entre 6 e 19 de junho, houve uma nova alta, e a média voltou a superar as 2 mil mortes. Desde então, a tendência é de queda.

Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Reprodução

Com 60% da população vacinada, mortes e casos de covid-19 caem 40%

terça-feira, julho 27th, 2021

Imunização no Brasil. Com a vacinação de mais de 96 milhões de brasileiros contra a covid-19 com, pelo menos, a primeira dose do imunizante, o número de casos e de óbitos pela doença caíram cerca de 40%, em um mês, de acordo com dados do LocalizaSUS, plataforma do Ministério da Saúde.

Os números consideram a média móvel de casos e mortes de 25 de junho a 25 de julho deste ano. No caso das mortes, a queda é de 42%: passou de uma média móvel de 1,92 mil para 1,17 mil, no período. O número de casos caiu para 42,77 mil na média móvel de domingo (25), o que representa redução de 40% em relação ao dia 25 de junho, segundo o Ministério da Saúde.

Vacinas

O Brasil ultrapassou a marca de 60% da população vacinada com, pelo menos, uma dose de vacina contra a covid-19. Nessa situação já são mais de 96,3 milhões de brasileiros, dos 160 milhões com mais de 18 anos. Apesar da boa marca de primeira dose, segundo dados do vacinômetro do Ministério da Saúde, o número de pessoas com ciclo de imunização completo, ou seja, que tomaram duas doses da vacina ou a dose única é de 37,9 milhões de pessoas. Para que as vacinas sejam de fato eficazes, as autoridades de saúde alertam que é necessário que as pessoas tomem as duas doses. “A medida reforça o sistema imunológico e reduz as chances de infecção grave, gravíssima e, principalmente, óbitos em decorrência da covid-19”, destaca o Ministério.

Ainda segundo balanço da pasta, das 164,4 milhões de doses enviadas para os estados, 81,5 milhões são da AstraZeneca/Oxford, 60,4 milhões são da CoronaVac/Sinovac, 17,8 milhões de Pfizer/BioNTech e 4,7 milhões da Janssen, imunizante de dose única. “Todas as vacinas estão devidamente testadas, são seguras e têm autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para serem aplicadas nos braços dos brasileiros”, destacou o Ministério.

Novas doses

Até o fim de 2021, a expectativa é de que mais de 600 milhões de doses de imunizantes contra o novo coronavírus, contratadas por meio de acordos com diferentes laboratórios, sejam entregues ao Programa Nacional de Imunizações. Somente para o mês de agosto, a previsão é de que a pasta receba, pelo menos, 63 milhões de doses.

Produção local

A partir de outubro, o Brasil deve entrar em uma nova fase em relação à vacinas contra a covid-19 com a entrega das primeiras doses 100% nacionais. É que o Brasil assinou um acordo de transferência de tecnologia da AstraZeneca para a Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz) que permitirá a produção nacional do Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) da vacina de covid-19. Atualmente, o Brasil só produz vacina com o IFA importado.

Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Reprodução

Mais de 200 Cidades baianas não registraram óbitos pela Covid-19 em julho

sexta-feira, julho 23rd, 2021

Até quinta-feira 22/7, 202 municípios baianos não registraram óbitos decorrentes da Covid-19 no mês de julho. Na avaliação do secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, isso é uma vitória para a sociedade e reflexo da imunização.

De acordo com o secretário, “a Bahia ultrapassou a marca de 6 milhões de vacinados com a primeira dose ou dose única de imunizante contra a Covid-19. Isso representa mais de 53% da população baiana com 18 anos ou mais. Outros indicadores positivos se apresentam, como uma queda de até 77% nas internações de pessoas acima de 60 anos, quando comparado os meses de março e junho deste ano”, destacou Vilas-Boas.

Na avaliação do titular da pasta da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, “os dados comprovam a eficácia da vacinação, mas isso só está sendo possível graças ao planejamento estadual na aquisição de insumos para a aplicação das vacinas e a logística de distribuição em até 24 horas para os 417 municípios. Os gestores municipais também estão de parabéns ao criarem estratégias para vacinar rapidamente”, analisa o secretário.

A lista completa dos municípios que não registraram óbitos relacionados à Covid-19 está disponível no site da Sesab.

Fotografia/Fonte: Sesab

Covid: Sergipe registra sete mortes e quase 400 casos nas últimas horas

sábado, julho 17th, 2021

Pi do céu. O EStado de Sergipe registrou sete mortes pela Covid-19 e mais 395 casos do novo coronavírus, na sext-feira, dia 16/7, de acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SES) com divulgação da imprensa local. Desde o começo da pandemia, são 270.472 casos registrados e 5.853 mortes causadas pelo novo coronavírus. Até o momento, 257.087 pacientes estão recuperados, no Estado de Segipe.


Bahia registra mais de 1.200 novos casos de Covid-19 e 53 óbitos em 24h

segunda-feira, julho 5th, 2021

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.210 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,1%) e 1.866 recuperados (+0,2%). O boletim epidemiológico desta segunda-feira 5/7, também registra 53 óbitos.

Apesar de as mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram realizados nesta segunda (5). De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), de 1.138.377 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.102.758 são considerados recuperados, 11.307 encontram-se ativos e 24.312 pessoas tiveram óbito confirmado.

Fotografia/Fonte: Sesab

Pessoas com 41 anos ou mais começam a ser vacinadas nesta segunda-feira (5) em Salvador

segunda-feira, julho 5th, 2021

Se ligue. A vacinação contra Covid-19 contemplará nesta segunda-feira (05) as pessoas com 41 anos ou mais de forma escalonada.

Durante a manhã, entre 08h e 12h, serão contemplados os indivíduos nascidos até 05 DE NOVEMBRO DE 1979. Já no turno da tarde, das 13h às 16h, devem se dirigir aos pontos aqueles nascidos até 05 DE MARÇO DE 1980.

Haverá antecipação da aplicação das segundas doses de Oxford e Coronavac, de 08h às 14h, para as pessoas que estão com a data aprazada no cartão de vacina até o dia 11 de julho.

A imunização estará suspensa para os demais grupos prioritários.

Confira os postos de vacinação desta segunda-feira (05)

1ª DOSE – 08H ÀS 16H

Drivers: Centro de Convenções, 5º Centro de Saúde, Atakadão Atakarejo (Fazenda Coutos), Parque de Exposições, Arena Fonte Nova, Faculdade Universo (Avenida ACM), Vila Militar (Dendezeiros), Unijorge (Paralela) e Shopping Bela Vista.

Pontos Fixos: USF Vila Nova de Pituaçu, USF Cajazeiras V, USF Resgate, UBS Ramiro de Azevedo (Campo da Pólvora), UBS Eduardo Mamede (Mussurunga), Parque de Exposições, USF Pirajá, USF Plataforma, USF Santa Luzia (Engenho Velho de Brotas), Unijorge (Paralela), USF João Roma Filho (Jardim Nova Esperança), USF Federação, 5º Centro de Saúde e Clube dos Oficiais da Polícia Militar (Dendezeiro).

2ª DOSE: 08H ÀS 14H

A aplicação das 2ª doses Oxford e CoronaVac acontecerá entre 08h e 14h para aqueles que estão com o reforço atrasado ou com a data agendada no cartão de vacinação para até o dia 11 DE JULHO.

2ª DOSE OXFORD: 08H ÀS 14H

Drives: PAF Ondina e Shopping da Bahia.

Pontos Fixos: USF Vista Alegre, USF Vale do Matatu, USF Teotônio Vilela II (Fazenda Coutos II), USF Fernando Filgueiras (Cabula VI) e USF Cajazeiras X.

2ª DOSE CORONAVAC: 08H ÀS 14H

Drive: Barradão.
Pontos Fixos: Barradão, UBS Nelson Piauhy Dourado (Águas Claras) e USF Curralinho.

Fotografia: Agência Brasil

Grávidas vacinadas com AstraZeneca podem receber 2ª dose da Pfizer

terça-feira, junho 29th, 2021

Muita atenção. As grávidas imunizadas contra a covid-19 com a primeira dose da AstraZeneca/Oxford vão poder receber a segunda dose com a vacina da Pfizer, na Cidade do Rio de Janeiro. A autorização foi feita pela Secretaria Municipal de Saúde, a partir de recomendação do comitê científico da pasta.

A informação foi divulgada na madrugada nesta terça-feira, dia 29/6, pelo secretário de Saúde, Daniel Soranz, em seu perfil no Twitter. Segundo ele, a vacinação pode ocorrer, desde que haja avaliação dos riscos e benefícios, feitos pelo médico que atende a gestante.

Soranz usou como exemplo países como Alemanha, Canadá, Dinamarca, França, Finlândia, Portugal, Suécia, Inglaterra e Itália, que recomendam ou autorizam o uso da Pfizer como segunda dose para quem se imunizou, na primeira dose, com a AstraZeneca.

A vacinação de grávidas com AstraZeneca foi suspensa por orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), devido a possíveis efeitos adversos do imunizante.

Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Reprodução

Ministério confirma primeira morte da variante delta no Brasil

segunda-feira, junho 28th, 2021

Perigo constante. Uma mulher grávida, de 42 anos, tornou-se a primeira paciente a morrer no Brasil com diagnóstico da variante delta do novo coronavírus, confirmou no domingo, dia 27/6, o Ministério da Saúde. A vítima tinha vindo do Japão para Apuracana, no Norte do Paraná, onde morreu em 18 de abril.

Segundo o ministério, a gestante teve resultado negativo para covid-19 no teste de RT-PCR antes de embarcar para o Brasil. No entanto, a vítima começou a apresentar problemas respiratórios em 7 de abril, dois dias depois de chegar ao país. A paciente refez o teste, com resultado positivo.

Oito dias após a confirmação do diagnóstico, em 15 de abril, a gestante foi internada. Logo depois de passar por uma cesariana de emergência em 18 de abril, por causa do agravamento do estado de saúde, a mulher morreu. Nascido com 28 semanas de gestação, o bebê fez o teste para a doença, com resultado negativo.

A paciente morta está na origem do primeiro caso de transmissão comunitária no Paraná da variante delta, identificada na Índia. Uma idosa de 71 anos foi infectada pela filha, que era amiga da gestante e tinha ido visitá-la.

A idosa já teve alta. Como a filha, que teve contato com a gestante, só fez o teste de antígeno, não foi possível traçar o sequenciamento genético do vírus.

Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Reprodução

Teofilândia chega a 20 mortes por coronavírus

domingo, junho 27th, 2021

Misericórdia. A Secretaria de Saúde da Cidade de Teofilândia no território do Sisal divulgou no boletim de sexta-feira, dia 25/6, mais um óbito em função do coronavírus, chegando a 20 o némero de mortes pela doença.

Segundo a Secretaria, a vítima fatal é uma mulher de 30 anos, residente do Povoado de Barreiro, Zona Rural da Cidade, que estava internada no Hospital Geral Clériston Andrade, em Feira de Santana onde foi a óbito.

Fotografia: Divulgação

Brasil antecipou mais de 16 milhões de doses de vacinas, diz ministro Queiroga

terça-feira, junho 22nd, 2021

Olha aí. O ministro da Saúde Marcelo Queiroga afirmou na segunda-feira, dia 21/6, em entrevista ao programa A Voz do Brasil, que o governo federal conseguiu antecipar mais de 16 milhões de doses de vacinas em 2021.

Durante a entrevista, Queiroga confirmou a chegada ao Brasil uma remessa de 1,5 milhão de doses de vacinas produzidas pelo laboratório Janssen. A entrega aconteceu, no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

“Com isso, dá pra afirmar que a população brasileira acima de 18 anos – que são aproximadamente 160 milhões – estará vacinada até o final do ano de 2021. Uma esperança para pôr fim à pandemia de covid-19”, disse Queiroga.

O Brasil adotou uma estratégia variada para levar vacinas aos brasileiros, explicou Queiroga. O acordo de parceria tecnológica feito pela AstraZeneca e pela Fiocruz permitirá a independência na produção do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) até 2022, o que garantirá autonomia para a produção contínua de vacinas em possíveis futuras campanhas de imunização e reforço.

Queiroga detalhou também a participação da Covax Facility – um programa de aceleração, desenvolvimento e compartilhamento de vacinas a contra covid-19 oferecido pela Organização Mundial da Saúde -, que disponibilizará imunizantes suficientes para 10% da população brasileira.

“Entregamos mais de 123 milhões de doses de vacinas, sendo o Brasil um dos 5 países que mais distribuiu vacinas”, disse o ministro. “Já é um milagre da ciência termos vacinas em tão curto espaço de tempo para uma doença tão grave quanto a covid-19. Estamos trabalhando e buscando as melhores alternativas para atender à população brasileira”.

Terceira dose

Queiroga também respondeu perguntas de ouvintes durante a entrevista. Em uma delas, Queiroga falou sobre a possibilidade de uma terceira dose para o imunizante CoronaVac. Segundo afirmou o ministro, não há evidências científicas sobre a necessidade de reforço. Caso haja, não há informações sobre o que Queiroga chamou de “intercambialidade”, ou seja, diferentes vacinas usadas para reforçar os efeitos imunológicos contra a covid-19.

“A evolução da evidência científica progride. Não se pode querer uma ciência self-service – para o que a gente quer usa a evidência, para o que não quer não usa. Temos trabalhado fortemente, em parceria com universidades, com pesquisadores, e a questão da vacina para 2022 já é a ordem do dia”, ressaltou.

Tempo de efetividade

O ministro da Saúde explicou que ainda não há dados sobre a duração da memória  imunológica criada pelas vacinas a longo prazo. A cidade de Botucatu, em São Paulo, está sendo usada como base para estudos médico-científicos sobre a duração dos efeitos imunizantes das vacinas.

Sobre as vacinas da Pfizer e da AstraZeneca, Queiroga voltou a garantir a ampla eficácia e a baixa incidência de efeitos colaterais diversos. O ministro frisou que todos os imunizantes em uso no Brasil foram desenvolvidos, testados e estudados pelas principais entidades sanitárias e de saúde do mundo.

Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Walterson Rosa/Divulgação/MS

Nunes Marques decide que ex-governador não é obrigado a comparecer à CPI

quarta-feira, junho 16th, 2021

Tá liberado. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Nunes Marques decidiu terça-feira, dia 15/6, que o ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel não é obrigado a prestar depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia. A oitiva estava prevista para esta quarta-feira, dia 16/6.

“Em face do exposto, defiro o pedido de habeas corpus para dispensar o paciente, caso queira, de comparecer perante a CPI da Pandemia e, em caso de opção pelo comparecimento, garantir-lhe: o direito ao silêncio, a não assumir o compromisso de falar a verdade (em razão da condição de investigado e não de testemunha) e à assistência de advogado”, decidiu. 

A decisão do ministro foi motivada por um habeas corpus protocolado pela defesa de Witzel. Os advogados alegaram que o depoimento seria ilegal porque o ex-governador foi convocado como testemunha para depor sobre fatos aos quais responde na Justiça como investigado. 

“Fica evidente que a convocação do paciente na qualidade de testemunha configura verdadeiro subterfugio ilegal para obrigar o paciente a comparecer compulsoriamente para prestar depoimento perante a CPI, bem como o obrigar a falar sobre fatos que já é investigado e/ou processado, o que viola os direitos do paciente já reconhecidos por diversas oportunidades por este excelso Supremo Tribunal Federal, quais sejam, o direito a não autoincriminação”, argumentou a defesa. 

Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Divulgação

Copa América: Jogadores vão fazer testes de covid-19 a cada 48 horas

terça-feira, junho 8th, 2021

Olha aí. O ministro da Saúde Marcelo Queiroga disse na segunda-feira 7/6, que o protocolo de segurança sanitária para Copa América incluirá testes moleculares de covid-19 nos atletas a cada 48 horas. O Brasil atendeu a um pedido da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) para receber o torneio. A competição terá início no dia 13 de junho e vai até 10 de julho.

A organização do torneio vai se locomover entre as quatro cidades-sede (Brasília, Cuiabá, Goiânia e Rio de Janeiro) por meio de voos fretados. Os membros das equipes ficarão em quartos individuais em andar isolado de hotéis e terão restrição a circulação fora dos estabelecimentos.

“Não há nenhum óbice legal ou sanitário para que esse evento possa ser realizado no Brasil”, afirmou o ministro. Queiroga reiterou que o país já tem realizado com segurança sanitária outras competições esportivas, como jogos da Copa Libertadores, da Copa Sul Americana, o Campeonato Brasileiro e os campeonatos estaduais.

O torneio terá 10 equipes, que poderão contar com até 65 pessoas. Ao todo, serão realizadas 28 partidas. De acordo com ministro da Saúde, todos os atletas têm seguro-saúde e, caso tenham necessidade de atendimento hospitalar, serão encaminhados para a rede privada. Os exames para detecção de covid-19 não serão realizados pelo SUS.

Queiroga afirmou ainda que não haverá esquema de vacinação exclusiva para os atletas que participarão da Copa América. 

“Se vacinar os atletas nesse momento, eles não teriam a imunidade no momento do campeonato”, afirmou. “Não é uma imposição a questão da vacina. Os que estiverem vacinados, melhor, mas não se fará um esforço para vaciná-los agora porque a vacina poderia dar uma reação que poderia inviabilizar a participação [no torneio]”, acrescentou. 

Desistências

As sedes originais do torneio eram Colômbia e Argentina. Os colombianos desistiram devido à grave crise social que tomou conta do país. Posteriormente, o governo argentino também desistiu do evento por causa da piora da pandemia no país. Com aproximadamente 45 milhões de habitantes, a Argentina registrou mais de 3,6 milhões de casos da doença e 76 mil mortes causadas pelo vírus.

Fotografia/Fonte: Agência Brasil