Posts Tagged ‘ALBA’

Funcionário da Assembleia Legislativa morre de coronavírus

domingo, maio 24th, 2020

Um funcionário da Assemble Legislativa do Estado da Bahia (ALBA) morreu por coronavírus na noite de sábado 23/5.

Segundo informações da imprensa, ele estava no quadro de funcionários da ALBA desde 1986, no departamento de Tecnologia da Informação. 

Em nota, a ALBA lamentou a morte do funcionário e prestou condolências à família. 

A ALBA afirmou, ainda, que adotará medidas mais severas para combater a disseminação do coronavírus.

Foto: Reprodução

Governador encaminha projeto para combater fake news; multa deve ser pesada

segunda-feira, maio 4th, 2020

Guerra contra mentiras. Em transmissão ao vivo nas redes sociais, nesta segunda-feira, dia 4/5, o governador Rui Costa destacou o projeto de lei que vai ser encaminhado à Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), nesta terça-feira, dia 5/5, para combater a divulgação de notícias falsas sobre epidemias, endemias e pandemias em toda a Bahia. A medida é adotada após o compartilhamento de uma série de fake news envolvendo a disseminação e o combate ao novo coronavírus no território baiano. 

O projeto estabelece a aplicação de multa para quem elaborar, divulgar e utilizar softwares ou outros mecanismos para o compartilhamento em massa de notícias falsas. O projeto será votado pela Alba e posteriormente sancionado pelo governador. O valor da multa, que será usado pelo Estado no combate a pandemias, vai ser definido após o projeto ser votado na Assembleia. 

“Esse é um enfrentamento à calúnia, mentira, falsidade e oportunismo. Nós iremos identificar esses criminosos, denunciá-los ao Ministério Público da Bahia e entraremos com ação criminal e indenizatória contra todos aqueles que utilizarem essa prática de compartilhamento de mentiras dentro e fora do estado”, afirmou Rui. 

Fotografia: Eói Corrêa/Divulgação/GOVBA

Assembleia Legislativa aprova decretos de calamidade pública para mais 41 Cidades

sexta-feira, abril 24th, 2020

 A Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), em mais uma sessão virtual realizada durante a pandemia do novo coronavírus, aprovou na quinta-feira, dia 23/4, por unanimidade os decretos de calamidade pública de mais 41 municípios. Com isso,  já são 374 das 417 cidades baianas oficialmente em estado de calamidade por causa do Covid-19. Novamente, um grande número de deputados (54 dos 63) marcou presença na sessão conduzida pelo presidente da Assembleia, deputado Nelson Leal (PP), do Salão Nobre da Casa Legislativa.  

Nesta sexta-feira (24), a partir das 9h, os parlamentares voltarão a se reunir em nova sessão remota para votar o projeto apresentado pelos deputados Fabrício Falcão (PC do B) e Ivana Bastos (PSD) que torna obrigatório o uso de máscaras em toda a Bahia, como mais uma forma de prevenir o contágio pelo Covid-19. Os líderes das bancadas de governo e oposição, Rosemberg Pinto (PT) e Sandro Régis (DEM), já se manifestaram favoravelmente à proposta, indicando que ela também deve ser aprovada por unanimidade.  

Durante a sessão desta quinta-feira, o presidente da ALBA afirmou que os deputados também estão de prontidão para aprovar os decretos de calamidade pública restantes. “Estamos prontos para votar os 43 pedidos de reconhecimento do estado de calamidade. Só basta que os pedidos dos executivos municipais cheguem à Mesa Diretora”, disse Leal, elogiando mais uma vez o comprometimento dos deputados em apreciar os projetos necessários para que a Bahia enfrente o coronavírus. Segundo ele, até os projetos de decretos que chegaram na quarta-feira (22) à noite foram votados na manhã desta quinta. 

Com a aprovação pela ALBA, o estado de calamidade pública passam a vigorar, a partir de agora, nos seguintes municípios: Abaré, Adustina, Amargosa, América Dourada, Aramari, Glória, Ibiassucê, Jaborandi, Mairi, Mortugaba, Ourolândia, Paratinga, Pindaí, Rafael Jambeiro, Santa Luz, Santo Antônio de Jesus, Sítio do Mato, Várzea da Roça, Xique-Xique, Aporá, Ichu, Urandi, Itapebi, Barreiras, Cícero Dantas, Cristópolis, Encruzilhada, Esplanada, Heliópolis, Ibicuí, Ibirapitanga, Irajuba, Jeremoabo, Macajuba, Antônio Gonçalves, Eunápolis, Iraquara, Lajedinho, Muquém do São Francisco, Poções e Taperoá. 

IMPORTÂNCIA

Nelson Leal defendeu também a aprovação do projeto que torna obrigatório uso de máscaras em todo Estado. Em alguns municípios, a exemplo de Salvador, essa obrigatoriedade já é lei. Ele apresentou dados que mostram a importância do uso da máscara para quem tem necessidade de sair de casa e deixar o isolamento social recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). “Se você tiver usando máscara, mas uma pessoa com coronavírus não, você tem 70% de chance de se infectar. Se for o inverso, essa chance cai para 5%. Agora se os dois estiverem com máscara o risco de contágio é de apenas 1,5%”, afirmou ele. 

A deputada Fabíola Mansur (PSB) sugeriu que em vez de multa, quem for flagrado nas ruas sem máscara preste trabalho comunitário de duas horas em serviços relacionados ao combate ao coronavírus ou doe cestas básicas. Dessa forma, acredita ela, será acentuado o caráter de conscientização da medida. Outro ponto estudado pelos relatores do projeto, os deputados Paulo Câmara (PSDB) e Vitor Bonfim (PL), será o prazo dado aos municípios para se adequarem a medida – uma estimativa é que seja dado oito dias. 

O entendimento entre os poderes, governo e municípios foi apontado pelos deputados como fundamental para que a Bahia esteja lidando bem com a pandemia. Atualmente, o Estado tem 1.645 casos e apenas 10% dos seus cerca de 600 leitos de UTI ocupados. Outra medida elogiada pelos parlamentares foi a reabertura pelo governo do Hospital Espanhol para atender pacientes com o Covid-19. “São 220 leitos, sendo 140 de UTI, fundamentais para salvar vidas”, pontuou Fabíola. 

Foto: Divulgação/ALBA

Deputados aprovam estado de calamidade em 22 Cidades baianas; saiba quais

quinta-feira, abril 2nd, 2020

A Assembleia Legislativa aprovou na quarta-feira, dia 1º/3, 22 projetos de decretos de calamidade pública relativos a Cidades Baianas. As matérias foram a votação após um acordo de dispensa de formalidades intermediado pelo presidente Nelson Leal, o líder da bancada do governo, Rosemberg Pinto (PT) e o líder da oposição, Sandro Régis (DEM).

“A presença maciça de parlamentares durante a sessão virtual demonstra o compromisso desta Casa com o povo baiano. Hoje ficou ainda mais claro o nosso amadurecimento e como estamos empenhados em contribuir com a solução do problema e fazer aquilo que for melhor para a Bahia”, afirmou Leal.

Inicialmente, os deputados apreciariam apenas os decretos das cidades nas quais já há caso confirmado de infectado com Covid-19. São oito as cidades neste grupo: Feira de Santana, Camaçari, Lauro de Freitas, Canarana, Jequié, Prado, São Domingos e Conde.

Contudo, diversos parlamentares defenderam a expansão do grupo, vez que os impactos econômicos e orçamentários estão presentes em todas as cidades baianas. Com o acordo firmado, as Cidades de Amélia Rodrigues, Itaetê, Irecê, Uibaí, Casa Nova, Curaçá, Monte Santo, Filadélfia, Lapão, Abaíra, Quijingue, Itanhém, Macaúbas e Jitaúna também tiveram o estado de calamidade pública decretado.

Os parlamentares pactuaram que nos municípios com mais de 100 mil habitantes o decreto estará em vigência até o dia 31 de dezembro deste ano. Já nas cidades com menos de 100 mil, a validade do ato será de 90 dias podendo ser prorrogados por igual período.

Foto: Divulgação

Sandro Régis assume liderança da oposição na ALBA

terça-feira, março 3rd, 2020

Novo comando. O deputado Sandro Régis (DEM) foi escolhido por unanimidade como líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), em reunião da bancada, ocorrida nesta terça-feira, dia 3/3.

Agora, o ex-líder Targino Machado, que estava no cargo desde o ano passado, deixa a função para se dedicar à pré-candidatura a prefeito de Feira de Santana.

Sandro Régis agradeceu à confiança da bancada e do líder Targino. “Vamos dar continuidade ao nosso trabalho, apontando os erros do governo e sempre buscando o consenso da bancada em tudo que for votado no plenário”, disse.

Foto: Divulgação/Oposção/ALBA

Após confusão, Assembleia aprova reforma da previdência na Bahia

sábado, fevereiro 1st, 2020

Em sessão tumultuada, a Assembleia Legislativa aprovou, por 44 a nove votos, a PEC da Previdência, na noite desta sexta-feira 31/1. Foram realizados os dois turnos de votação, portanto, resta apenas a promulgação pelo presidente Nelson Leal, para o regime previdenciário dos servidores estaduais se adequar às mudanças implementadas no âmbito federal.

A sessão, que marcou o encerramento da convocação extraordinária feita pelo governador Rui Costa, teve início às 19h24 no Plenário Orlando Spínola – 24 horas após a publicação do parecer do relator Vitor Bonfim (PL) aprovado na Comissão de Constituição e Justiça. No entanto, durante o período de discussão em primeiro turno, o espaço foi invadido por manifestantes, obrigando o presidente da Casa a suspender os trabalhos por 1h10.
Não foi possível qualquer entendimento com os manifestantes, que já haviam atirado ovos no plenário e estilhaçado uma porta blindex, para o esvaziamento do local e o progressivo aumento da agressividade dos invasores – em boa medida sindicalistas e militantes da polícia civis – suplantou o poder de reação da segurança civil do Parlamento. Policiais militares da guarda da ALBA auxiliaram na contenção, mas a radicalização das posições e a presença de militantes armados (uma arma chegou a ser sacada contra um deputado) levou à convocação da tropa de choque da PM, que resguardou a saída dos deputados do local e a subsequente ida para a sala das comissões conjuntas.
O tumulto obrigou a transferência da sessão para as salas geminadas Luís Cabral e Herculano Menezes. Com os trabalhos gravados, presença da taquigrafia e de toda a assessoria da Mesa e da Secretaria das Comissões, os líderes chegaram a um acordo e apresentaram um requerimento dispensando todas as formalidades regimentais, o que permitiu a aprovação da matéria nos dois turnos, às 22h35 – uma hora e 25 minutos antes do esgotamento da convocação extraordinária.
Durante a sessão na sala das comissões apenas o deputado Hilton Coelho (Psol) discutiu a matéria, lamentando os atos ocorridos momentos antes, mas reafirmando que votaria contra a matéria. Os líderes então encaminharam a votação. O governista Rosemberg Pinto não discursou por estratégia de ação, dado ao pouco tempo disponível para as duas votações. Targino Machado (DEM), como líder da oposição, encaminhou liberando a bancada. “Na democracia é inadmissível atos de vandalismo como visto hoje nesta Casa. É o povo que constrói a maioria como a existente neste Parlamento. Assim, acredito que cada deputado deve votar de acordo com a sua consciência”, completou.

Foto/Fonte: Agência Alba

Servidores jogam ovos em deputados em sessão tumultuada na Alba

sábado, fevereiro 1st, 2020

Vixe. Os servidores que ocuparam as galerias da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) atiraram ovos contra os deputados durante a sessão da PEC da Previdência, que aconteceu na sexta-feira 31/1. Eles foram contra a aprovação do pacote.

O presidente da Casa, Nelson Leal (PP) foi atingido na manifestação.

Foto:Agência Alba

Urgente: Tropa de choque entra no Plenário da Assembleia Legislativa

sexta-feira, janeiro 31st, 2020

Misericórdia. Por conta de uma confusão generalizada a tropa de choque da Polícia Militar foi acionada e entrou no Plenário da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), na noite desta sexta-feira, dia 31/1. Segundo fontes do Hora do Bico, a ação foi necessária depois que servidores teriam quebrado a porta de vidro para invadir o Plenário da Casa. 

A Assembleia tenta apreciar a Reforma da Previdência do Servidor Público Estadual. A sessão foi suspensa temporariamente pelo presidente da Casa, Nelson Leal (PP). A previsão é que seja transferida para o auditório, onde não haverá presença de manifestantes.

Foto: Reprodução

Alba aprova requerimento de prioridade da reforma da Previdência para funcionários públicos

terça-feira, janeiro 21st, 2020

Olha aí. Os deputados estaduais da Bahia aprovaram o requerimento de prioridade da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que trata da reforma da Previdência para funcionários públicos do estado. 

Dos 66 parlamentares, 33 participaram da sessão na Assembleia Legislativa (Alba) e 26 votaram a favor da proposta. Agora, os prazos regimentais da tramitação do projeto na Casa foram reduzidos pela metade para que o processo seja mais rápido.

A proposta inicial foi alvo de protesto por parte dos servidores, que pedem mais tempo para negociar termos. O governador Rui Costa, então, enviou ofício à Alba para retirar proposta de tramitação no dia 14 de janeiro. Após reformular o texto alterar a idade mínima de aposentadoria para 60 (homens) e 55 (mulheres), uma nova PEC foi enviada pelo gestor estadual no dia seguinte.

Foto: Divulgação

Servidores estaduais protestam contra PEC da Previdência na Alba

segunda-feira, janeiro 13th, 2020

A pressão subiu. Representados por sindicatos e associações de classe, servidores estaduais da saúde, da educação, da Justiça e da Fazenda, fizeram uma nova manifestação na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), nesta segunda-feira, dia 13/1, contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Previdência Estadual.

Segundo o Sindsaúde, o ato é contra a PEC 158, que altera o Regime de Previdência estadual baiana. A decisão ocorreu após reunião com deputados e os encaminhamentos das últimas notícias, que o governador Rui Costa, antecipou a votação.

Foto: Divulgação/Sindsaúde

Deputados baianos aprovam orçamento de quase R$ 50 bilhões para 2020

quarta-feira, dezembro 18th, 2019

E aí? Os deputados do Estado da Bahia aprovaram na terça-feira 17/12, a Lei Orçamentária Anual (LOA) da Bahia para 2020, com recurso de R$ 49,2 bilhões. O projeto foi votado  em segundo turno e aprovado por maioria. A proposta já havia sido aprovada em primeiro turno na segunda-feira 16/12. A LOA prevê um aumento de 4,6% em relação ao orçamento deste ano.

O documento foi entregue em 30 de setembro pelo secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, ao presidente da Assembleia Legislativa, Nelson Leal, na presença do vice-governador, João Leão. A proposta orçamentária fixa as despesas para 2020 em R$ 49,2 bilhões, enquanto o valor para 2019 foi de R$ 47,1 bilhões.
Segundo Pinheiro, dos R$ 49,2 bilhões previstos para o orçamento baiano em 2020, R$ 39,8 bilhões têm como fonte os recursos do tesouro. Em 2019, os recursos do tesouro atingiram R$ 37,9 bilhões. “A LOA prevê investimentos na ordem de aproximadamente quatro bilhões de reais para o próximo ano, considerando as inversões financeiras previstas. Uma coisa muito importante é que mais de 60% do nosso orçamento foi para a área social, aproximadamente 30 bilhões de reais, com prioridade para as áreas da Educação, Saúde e Segurança Pública”, ressaltou o secretário, que também apontou o crescimento do orçamento para áreas como da Agricultura Familiar, Promoção da Igualdade Racial e Políticas para as Mulheres.

O secretário destaca, ainda, que os investimentos são fundamentais na retomada do crescimento do estado, dentre os quais aqueles nas áreas de infraestrutura logística, englobando assim a restauração e pavimentação de rodovias, o Sistema Viário Oeste, cuja obra principal é a construção da Ponte Salvador- Ilha de Itaparica, a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL) e o Porto Sul, bem como investimentos nas áreas de comunicação, construção civil e energias renováveis.

A composição do Orçamento proposto para 2020 está representada pelos Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social com R$48,3 bilhões, ou seja, 98,1% dos recursos, distribuídos entre o Orçamento Fiscal com R$32,8 bilhões e o Orçamento da Seguridade Social com R$15,6 bilhões, e participação de 66,5% e 31,6%, respectivamente. Complementando, o Orçamento de Investimento das Empresas, integrado pelas estatais não dependentes, totaliza R$939,8 milhões e contribui com 1,9% do total orçado. O documento está em total compatibilidade com as metas e resultados fiscais estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

As operações de crédito ampliarão em R$ 1 bilhão a capacidade de investimento, impulsionando o desenvolvimento do Estado. Foram incluídas apenas as contratadas ou aquelas cujo pedido de autorização para a sua realização tenha sido encaminhado ao Poder Legislativo até 30 de agosto de 2019, levando-se em conta o grau de endividamento do Estado.

Foto: Ascom/Seplan

ALBA: Plenário aprova ampliação do contrato Reda; deputado critica

quinta-feira, dezembro 12th, 2019

Em sessão plenária que adentrou a madrugada desta quarta-feira (11), a Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) aprovou o PL 23.644, de autoria do Poder Executivo, que aumenta o período do contrato de Regime Especial de Direito Administrativo (Reda) dos atuais 24 meses para 36 meses, prorrogáveis pelo mesmo período. O Parlamento também abraçou o PL 23.645, também originário do Governo do Estado, que altera dispositivos das leis 7.014/96, 3.956/81 e 14.170/19, modificando a forma de tributação e restituição do ICMS para o segmento de hidrocarbonetos, entre outros fatores.

De acordo com o líder da bancada da maioria, deputado Rosemberg Pinto (PT), as alterações tributárias foram aprovadas a partir de um consenso construído em reuniões anteriores entre parlamentares, a Secretaria da Fazenda do Estado e os empresários da categoria. Para ele, o Parlamento entendeu que a matéria proporciona um equilíbrio no encontro de contas entre o valor de ICMS cobrado pela pauta com relação ao produto que é vendido ao consumidor. “O empresário terá o direito de reivindicar a restituição ao Estado, quando a venda ocorrer abaixo do valor de pauta, dentro de um prazo de 180 dias”, explicou.

O PL que autoriza o aumento na duração do contrato do Reda foi a principal razão que impediu o acordo de lideranças na sessão da última terça-feira.. A proposta, que  aguarda apenas a sanção do governador Rui Costa para entrar em vigor, ainda é alvo de críticas por parte dos deputados de oposição. “Nós obstruímos o máximo que pudemos porque consideramos o projeto do Reda imoral e ilegal”, disse o líder da minoria parlamentar, Targino Machado (DEM). Ele considera que a ampliação do contratos especiais cerceia a oportunidade de jovens que estão saindo da escola ou  estudando para concurso, “mas o Governo do Estado não abre o concurso público”. Targino disse que o número de contratados pelo Reda saiu de 14 mil para mais de 35 mil, durante o governo do PT. “Não concordo com isso”, disse.

Em resposta ao colega parlamentar, Rosemberg Pinto destacou que o prolongamento do contrato do Reda representa uma economia do dinheiro público, ao evitar uma maior rotatividade de servidores, enquanto não há previsão de concursos públicos. “A preparação para fazer concurso demora cerca de dois anos. Ou seja, se não tiver a prorrogação, o governo vai ter que demitir aqueles do Reda, e contratar novos trabalhadores também por Reda. Assim, nós vamos ter que pagar indenização trabalhista, enquanto os novos contratados terão que ser treinados. Na minha opinião, manter como está representa um custo maior para o Estado”, argumentou. 

Além dos dois PLs, também foram aprovados dois projetos de resolução para a concessão de honrarias. Por acordo, os parlamentares aprovaram as propostas de entrega da Comenda 2 de Julho para a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do governo Jair Bolsonaro, Damares Alves; e para a cantora e compositora, Fernanda Noronha, feitas pelos deputados Samuel Junior (PDT) e Zó (PC do B), respectivamente.

Foto/fonte: Agência/ALBA

Semana no Legislativo Estadual será marcada por sessões nos colegiados e no plenário

domingo, junho 9th, 2019

A Assembleia Legislativa da Bahia realiza na terça-feira, dia 11/6, a audiência pública Encarceramento da Juventude Negra. Trata-se de um trabalho desenvolvido pelas comissões de Direitos Humanos e Segurança Pública e a Especial da Promoção da Igualdade. Proposto pelo deputado Hilton Coelho (Psol), o evento acontecerá na sala de comissões Herculano Menezes a partir das 10h. 

No plenário da Casa está programada uma homenagem aos bombeiros que atuaram no resgate às vítimas da tragédia de Brumadinho, proposta pelo deputado Capitão Alden (PSL), a ser realizada às 14h30 da quinta-feira (13). No mesmo local e dia, porém às 10h, será realizada a entrega da Comenda 2 de Julho a Ednaldo Rodrigues Gomes, proposta pelo deputado Jânio Natal (Podemos). Na sexta-feira, dia 14/6, também às 10h, será feita a outorga do título de Cidadã Baiana a Maria Helena Matue Ochi Flexor, proposta pela deputada Maria del Carmen (PT).

Uma reunião com membros da Igreja Quadrangular, com o objetivo de tratar da regulamentação da profissão de médicos naturopatas, foi agendada pelo deputado Pastor Tom (PSL)) para acontecer no Auditório Jornalista Jorge Calmon, segunda-feira, dia 10/6, às 14h. O espaço também está programado para receber, na terça-feira, às 9h, a audiência pública “Incomode: O preço do seu descaso é a minha vida”, proposta pelo deputado Hilton Coelho.

Para a quarta-feira, dia 12/6, às 9h, o Auditório Jorge Calmon abriga o debate Modernização do Sistema de Segurança Pública – Policiais Civis, também proposto por Hilton Coelho. Na quinta-feira, às 9h30, será realizado no auditório o ato comemorativo aos 30 anos da Associação de Escolas de Educação Comunitária da Bahia, proposto pela deputada Olívia Santana (PC do B).  Fonte: Secom

Foto: Divulgação/ALBA

Presidente da Assembleia é criticado por ausência em votação importante

quarta-feira, abril 17th, 2019

Sobrou crítica. As críticas tomaram conta dos corredores do Palácio de Ondina e da Assembleia Legislativa da Bahia, a ausência do presidente do Legislativo Estadual, Nelson Leal (PP), na votação do empréstimo de R$ 260 milhões para a Embasa, na terça-feira, dia 16/4. Nelson Leal estava a Brasília participar do Parla Nordeste e teve reuniões no Congresso.

Conforme apurou o Hora do Bico, representantes do governador Rui Costa (PT) queriam a presença de Leal na Assembleia para a condução da votação, já que a oposição estava obstruindo desde sessões anteriores.

“Estamos apresentando propostas para serem debatidas, como a rediscussão do pacto federativo, a defesa do Banco do Nordeste e a reforma da Previdência”, pontuou Nelson Leal, em seu perfil no Instagram.

Na viagem que causou polêmica, Nelson Leal posa ao lado do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), com o deputado estadual Junior Muniz (PP) e o deputado federal Claudio Cajado (PP-BA).

 

Foto: Divulgação

Deputado Capitão Alden detona homenagem a Lula: “País que idolatra condenado”

quarta-feira, abril 3rd, 2019

Bradou. O deputado estadual Capitão Alden (PSL) detonou a sessão especial “Lula Livre”, que está marcada para acontecer na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) na sexta-feira, dia 5/4.
A solenidade que foi protocolada pela bancada do PT, acontece quando completa um ano da determinação da prisão do ex-presidente que está preso na Sede da Polícia Federal em Curitiba, no Paraná. A prisão de Lula foi determinada pelo então juiz Sergio Moro, que agora, é ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Bolsonaro.

“Absurdo! A Bahia está dominada! Único país que idolatra condenado, terroristas e criminosos! Essa Alba é uma vergonha!”, escreveu em sua página no Instagram.

 

 

 

Foto: Reprodução/Redes sociais

Nelson Leal é eleito presidente da Assembleia Legislativa da Bahia; confira a lista dos empossados

sexta-feira, fevereiro 1st, 2019

O deputado Nelson Leal (PP) foi eleito como novo presidente da Assembleia Legislativa da Bahia nesta sexta-feira 1º de fevereiro. A sessão foi marcada pela posse dos parlamentares eleitos no último pleito. Nelson faz parte da base do governador Rui Costa (PT) e terá como vice o deputado Alex Lima (PSB). Ele foi eleito com 62 dos 63 votos possíveis. Apenas Hilton Coelho (PSOL), que também se candidatou à presidência, votou contrário.

Confira a lista dos deputados empossados:

  1. João Isidório (AVANTE)
  2. Rosemberg (PT)
  3. Diego Coronel (PSD)
  4. Zé Raimundo (PT)
  5. Eduardo Salles (PP)
  6. Rogério Andrade Filho (PSD)
  7. Alex da Piatã (PSD)
  8. Alex Lima (PSB)
  9. Adolfo Menezes (PSD)
  10. Ivana Bastos (PSD)
  11. Dal (PC do B)
  12. Marcelinho Veiga (PSB)
  13. Fátima Nunes (PT)
  14. Roberto Carlos (PDT)
  15. Targino Machado (DEM)
  16. Antônio Henrique Jr. (PP)
  17. Jusmari (PSD)
  18. José de Arimateia (PRB)
  19. Nelson Leal (PP)
  20. Robinson (PT)
  21. Pedro Tavares (DEM)
  22. Sandro Régis (DEM)
  23. Marcell Moraes (PSDB)
  24. Samuel Junior (PDT)
  25. Luciano Simões (DEM)
  26. Alan Castro (PSD)
  27. Vitor Bonfim (PR)
  28. Eduardo Alencar (PSD)
  29. Zé Cocá (PP)
  30. Marquinho Viana (PSB)
  31. Olivia Santana (PC do B)
  32. Jurailton Santos (PRB)
  33. Bobô (PC do B)
  34. Tom Araujo (DEM)
  35. Paulo Câmara (PSDB)
  36. Léo Prates (DEM)
  37. Laerte do Vando (PSC)
  38. Fabíola Mansur (PSB)
  39. Euclides (PDT)
  40. Soldado Prisco (PSC)
  41. Marcelino Galo (PT)
  42. Neusa Cadore (PT)
  43. Robinho (PP)
  44. Fabrício (PC do B)
  45. Aderbal Caldas (PP)
  46. Mirela Macedo (PSD)
  47. Jacó (PT)
  48. Dr.David Rios (PSDB)
  49. Jânio Natal (PODE)
  50. Alan Sanches (DEM)
  51. Paulo Rangel (PT)
  52. Maria Del Carmen (PT)
  53. Jurandy Oliveira (PRP)
  54. Osni (PT)
  55. Niltinho (PP)
  56. Zó (PC do B)
  57. Tum (PSC)
  58. Capitão Alden (PSL)
  59. Hilton Coelho (PSOL)
  60. Pastor Tom (PATRI)
  61. Katia Oliveira (MDB)
  62. Talita Oliveira (PSL)
  63. Junior Muniz (PHS)

Confira a composição da mesa diretora 2019/2020

  • Presidente: Nelson Leal (PP)
  • 1º Vice-presidente: Alex Lima (PSB)
  • 2º Vice-presidente: Ivana Bastos (PSD)
  • 3º Vice-presidente: Fabrício Falcão (PCdoB)
  • 4º Vice-presidente: Soldado Prisco (PSC)
  • 1º Secretário: Maria Del Carmen (PT)
  • 2º Secretário: Tom Araujo (DEM)
  • 3º Secretário: Talita Oliveira (PSL)
  • 4º Secretário: Euclides Fernandes (PDT)

 

 

 

 

Foto : Divulgação/ALBA

Com atraso, 63 deputados tomam posse na ALBA

sexta-feira, fevereiro 1st, 2019

Chegou o dia. Os 63 deputados estaduais eleitos na Bahia em 2018, foram empossados na manhã desta sexta-feira, dia 1º/2, para a 19ª legislatura, para mandato até 2022. A posse dos novos parlamentares foi marcada por muita euforia e momentos de emoção. Segundo apurou o Hora do Bico, a posse estava marcada para às 9h30 e só teve início às 10h, e ainda assim, teve que ser suspensa, porque nem todos os parlamentares estavam presentes no Plenário. A renovação da ALBA nesta legislatura é de 38%, com 24 novos deputados. As maiores bancadas são do PT, PP e PSD.

 

 

Foto: Divulgação

Rui aprova pacote amargo para servidores estaduais

quarta-feira, dezembro 12th, 2018

E agora? A Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) aprovou nesta quarta-feira 12/12, o pacote de medidas enviado por Rui Costa à Casa, mesmo com as manifestações dos servidores estaduais.  

Os deputados votaram o projeto de lei 22.975/2018, que modifica a estrutura da organização da administração pública. Por conta disso, órgãos como a Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial (Sudic) e o Centro Industrial do Subaé (CIS) ficam extintos.

A  Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) também vai deixar de existir. No lugar, a a Alba vai criar  a Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU).

 

 

 

Foto: Divulgação

Deputados entram escoltados na Assembleia Legislativa

quarta-feira, dezembro 12th, 2018

 

Vixe. A pressão não para de subir com os protestos de servidores nesta quarta-feira 12/12, na Assembleia Legislativa da Bahia. Os deputados entraram na Casa escoltados pela Polícia, para participar da sessão de votação da reforma administrativa.

Segundo informações da imprensa, um ônibus da tropa de Choque da PM e cerca de seis viaturas da Polícia Militar foram encaminhadas ao local no período da manhã.

Os 100 servidores que não conseguiram entrar no prédio fizeram protestos e tentaram impedir a entrada dos deputados para a votação.

Foto: Reprodução/WhatsApp

Alta pressão: Polícia cerca Assembleia Legislativa da Bahia

quarta-feira, dezembro 12th, 2018

Clima de guerra. Viaturas da Polícia Militar cercam a Assembleia Legislativa da Bahia, na manhã desta quarta-feira 12/12,  para possibilitar ao governo Rui Costa aprovar as medidas de ataques aos direitos dos servidores estaduais.

O funcionalismo público está sendo impedidos de sair do Plenário. A votação vai acontecer em um auditório.

 

 

 

Foto: Reprodução/Whatsapp