Posts Tagged ‘Lula’

Lula assiste jogo entre Espanha e Portugal na cela com advogado

sábado, junho 16th, 2018

O ex-presidente Lula, que é fã de futebol, assistiu ao empate por 3 a 3 entre Espanha e Portugal, na sexta-feira 15/6, em sua cela na sede da Polícia Federal, em Curitiba. Junto com ele esteve o advogado Cristiano Zanin.

O petista acompanha com atenção o fato de o ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), ter liberado julgamento de recurso que pede sua liberdade – o magistrado quer que a pauta seja analisada em 26 de junho.

O pedido de Fachin, segundo o jornal Folha de S. Paulo, fez com que dirigentes de instituições financeiras nacionais e internacionais procurassem informações com suas fontes para saber da possibilidade de Lula ser solto ou não. Eles estariam temerosos com a possibilidade de o petista deixar o cárcere.

No PT, embora o julgamento se apresente com luz no fim do túnel, as expectativas quanto a resultado favorável ao ex-presidente não são as maiores, tendo em vista as seguidas derrotas imputadas a Lula nos últimos tempos. 

 

 

 

Foto: Reuters

Vaticano diz que terço que teria sido dado a Lula não é presente do Papa

terça-feira, junho 12th, 2018

O vaticano afirmou nesta terça-feira 12/6, que o terço entregue ao ex-presidente Lula não foi um presente pessoal do Papa Francisco. Como tantos outros, é um terço abençoado e distribuído em inúmeras ocasiões. “A visita era pessoal e não em nome do Papa”, disse o Vaticano no Twitter.

 

 

Foto: Reprodução

Tribunal derruba liminar e Lula continua com benefícios de ex-presidente

terça-feira, maio 29th, 2018

Privilégios de volta. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá restabelecidos os direitos e as prerrogativas garantidos aos ex-presidentes da República. Os benefícios incluem dois motoristas, quatro seguranças e dois assessores, além de dois carros oficiais. Os direitos são garantidos pela Lei 7.474/86. Há 12 dias, uma decisão anterior da Justiça suspendeu esses direitos de Lula.

Nesta  terça-feira, dia 29/5, o Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região atendeu ao pedido da defesa do ex-presidente e assegurou o retorno dos benefícios. A decisão foi proferida pelo desembargador federal André Nabarrete Neto. Fonte: Agência Brasil

 

 

Foto: Divulgação

Pesquisa revela que Lula é o político que mais envergonha o Brasil

sexta-feira, maio 4th, 2018

Misericórdia. O Instituto Paraná realizou uma pesquisa no país para saber qual é o político que mais envergonha o Brasil.

Lula aparece em primeiro lugar.

Acompanhe o ranking da vergonha:

Lula: 26,4%

Michel Temer: 20,3%

Aécio Neves: 11,7%

Sérgio Cabral: 10%

Dilma Rousseff: 8,6%

Eduardo Cunha: 5,4%

Gleisi Hoffmann: 2,2%

Renan Calheiros: 1,7%

Geraldo Alckmin: 1%

 

 

 

Foto: Reprodução

Justiça autoriza visita de Jaques Wagner e Gleisi a Lula

quinta-feira, maio 3rd, 2018

A Justiça Federal autorizou na tarde desta quinta-feira (3), o ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, e a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hofmann, a visitarem, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

De acordo com informações do jornal Estado de S. Paulo, a juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara de Execuções Penais de Curitiba, permitiu visitas de duas pessoas autorizadas pelo ex-presidente toda quinta-feira, por uma hora de duração.

Segundo a Polícia Federa, antes só estavam autorizadas pessoas com vínculo familiar de primeiro grau por conta de um “período de adaptação”.

 

 

Foto: Reprodução/Twitter

Lula, Palocci e Gleisi são denunciados pela PGR por propina da Odebrecht

terça-feira, maio 1st, 2018

A Procuradoria-Geral da República denunciou nesta segunda-feira, dia 30/4, ao Supremo Tribunal Federal (STF) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro Antônio Palocci, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e o ex-ministro Paulo Bernardo, marido da parlamentar.

Todos são acusados dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, a partir de delações premiadas de ex-executivos da empreiteira Odebrecht. Segundo a denúncia, a Odebrecht prometeu a Lula doação de US$ 40 milhões, o equivalente a R$ 64 milhões, em troca de decisões políticas para beneficiar a empresa.

De acordo com a PGR, além dos depoimentos de delação, foram colhidos nas investigações documentos, como planilhas e mensagens, fruto da quebra de sigilo telefônico.

Em contrapartida pela doação, a procuradoria afirma que a Odebrecht foi beneficiada com aumento da linha de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) com Angola, país africano onde a empreiteira tinha negócios.

A procuradoria sustenta que os acusados formavam uma suposta organização criminosa. Lula, Paulo Bernardo e Palocci faziam parte do núcleo político. Marcelo Odebrecht – também denunciado e um dos delatores – do núcleo econômico, e do grupo administrativo, o chefe de gabinete da senadora, Leones Dall’agnol, que foi denunciado.

Conforme a denúncia, Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo aceitaram receber parte do dinheiro vindo da Odebrecht, em 2014, via caixa 2, como doação eleitoral de R$ 5 milhões, que teriam sido recebidos por Leones.

“Dos cinco milhões, Gleisi Helena Hoffmann, Paulo Bernardo e Leones Dall’Agnol comprovadamente receberam, em parte por interpostas pessoas, pelo menos três milhões de reais em oito pagamentos de quinhentos mil reais cada, a título de vantagem indevida, entre outubro e novembro de 2014″, diz a PGR em parecer.

O Partido dos Trabalhadores repudiou a denúncia da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a ex-presidente Dilma Rousseff, a presidente do partido, Gleisi Hoffmann, e o ex-ministro Antônio Palocci.

Por meio de sua assessoria, o PT afirmou que Dodge “atua de maneira irresponsável, formalizando denúncias sem provas a partir de delações negociadas com criminosos em troca de benefícios penais e financeiros”.

De acordo com o comunicado, o MPF tenta criminalizar a legenda, “citando fatos sem o menor relacionamento de forma a atingir o PT e seus dirigentes”. A nota aponta incongruência da denúncia, pois as acusações tentariam ligar decisões de 2010 à campanha de Gleisi Hoffmann ao senado no estado do Paraná. Fonte: Agência Brasil

 

 

 

Rui bate o martelo: “Candidato presidencial será escolhido por Lula”

segunda-feira, abril 23rd, 2018

Largou a joça. Rui Costa (PT), governador da Bahia, disse nesta segunda-feira, dia 23/4, que cabe ao ex-presidente Lula (PT), que está preso em Curitiba, definir quem vai ser o candidato ao Palácio do Planalto caso fique inelegível pelo Tribunal Superior Eleitoral. “Quem vai liderar esse processo é Lula”, falou Rui.

Lula responde a seis ações penais e é alvo de duas denúncias

domingo, abril 8th, 2018

Condenado no caso do triplex em Guarujá (SP), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva responde a seis ações penais, além de ter sido denunciado em outras duas.  Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão por ter recebido um triplex no Guarujá (SP) em vantagem indevida para beneficiar a construtora OAS. As negociações envolveram, segundo as investigações, R$ 2,4 milhões.

Há duas ações em andamento em Curitiba (PR), nas mãos do juiz federal Sérgio Moro, e outras quatro em Brasília, sob a responsabilidade da 10ª Vara Federal.

Paralelamente, o ex-presidente é alvo de duas denúncias: uma que trata de suposto benefício ao lado da cúpula do PT e outra sobre a nomeação para ser ministro da Casa Civil do então governo de Dilma Rousseff.

– 13ª Vara Federal de Curitiba (PR)

– Acusado de ganhar reformas e móveis em um sítio de Atibaia (SP) como pagamento de fraudes na Petrobras.

– Acusado de ganhar imóveis da empresa Odebrecht em troca de contratos da petrolífera.

Data em que virou réu: 19/12/2016

10ª Vara Federal de Brasília (DF)

– Acusado de tentar evitar a delação premiada de Nestor Cerveró,  ex-diretor da Área Internacional da Petrobras

– Acusado de fazer o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES) ajudar a Odebrecht em troca de palestras remuneradas.

– Acusado de comprar caças suecos e manter benefícios fiscais da Medida Provisória 627/2003, em troca de R$ 2,5 milhões a uma empresa de Luís Cláudio Lula da Silva, filho de Lula.

– Acusado de vender Medida Provisória 471/2009 para montadoras.

Denúncias

– PT

Acusações: organização criminosa, cartel, corrupção e lavagem de dinheiro. Lula foi acusado  ao lado do comando do PT de cobrar ilegalmente R$ 1,485 bilhão de reais usando a administração pública.

– Nomeação ministerial

Lula é denunciado por obstrução de Justiça por ter supostamente articulado com a ex-presidente Dilma Rousseff sua nomeação como ministro-chefe da Casa Civil, na tentativa de obter foro privilegiado e escapar das investigações do juiz Sérgio Moro. A nomeação foi impedida pelo STF e, depois do impeachment de Dilma, o caso passou para a Justiça comum. Esta denúncia está na primeira instância. Conforme Agência Brasil

 

 

 

 

Foto: Reprodução

Para TV chinesa, Moro disse: “Não havia razão para adiar ordem de prisão”

sábado, abril 7th, 2018

Depois das críticas. Para responder às inúmeras críticas sobre a rapidez do mandado de prisão expedido contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na quinta-feira, dia 5/4, o juiz federal Sérgio Moro afirmou, na sexta-feira, dia 6/4, que simplesmente cumpriu o seu papel de executar a sentença.

O magistrado falou em entrevista dada em inglês à CGTN America, canal de língua inglesa da China Global Television Network.

“Ele foi condenado por lavagem de dinheiro e corrupção. É preciso executar a sentença. Simples assim. Não vejo qualquer razão específica para adiar mais”, disse o juiz em entrevista.

 

Foto: Reprodução

Continua com Fachin decisão de recurso para evitar prisão de Lula

sábado, abril 7th, 2018

Continua com ele. A ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu na sexta-feira, dia 6/4, que o ministro Edson Fachin  será o relator do novo recurso no qual a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenta suspender a decisão do juiz federal Sérgio Moro que determinou a execução provisória da pena de 12 anos de prisão na ação penal do triplex do Guarujá (SP).

Foto: Divulgação

Lula não será algemado e vai ficar em sala especial

quinta-feira, abril 5th, 2018

Determinação judicial. O juiz federal Sérgio Moro, determinou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não seja algemado em “qualquer hipótese”, no momento da prisão. Moro decretou ainda que o petista deve ficar em uma sala reservada na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

 

 

Foto: Reprodução

Juiz Moro determina prisão de Lula

quinta-feira, abril 5th, 2018

O juiz federal Sérgio Moro determinou na tarde desta quinta-feira (5) a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Conforme a decisão, Lula terá até as 17h desta sexta-feira (6) para se apresentar à Polícia Federal.

“Relativamente ao condenado e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, concedo-lhe, em atenção à dignidade do cargo que ocupou, a oportunidade de apresentar-se voluntariamente à Polícia Federal em Curitiba até as 17:00 do dia 06/04/2018, quando deverá ser cumprido o mandado de prisão”, diz o juiz no despacho oficial.

O magistrado ainda determina que o ex-presidente fique em cela reservada, “Esclareça-se que, em razão da dignidade do cargo ocupado, foi previamente preparada uma sala reservada, espécie de Sala de Estado Maior, na própria Superintência da Polícia Federal, para o início do cumprimento da pena, e na qual o ex-presidente ficará separado dos demais presos, sem qualquer risco para a integridade moral ou física”.

A medida foi tomada após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que negou na quarta-feira (4) um habeas corpus protocolado pela defesa para mudar o entendimento firmado pela Corte em 2016, quando foi autorizada a prisão após o fim dos recursos naquela instância. Lula foi condenado a 12 anos e um mês na ação penal do tríplex do Guarujá (SP), na Operação Lava Jato.

 

 

 

Foto/Fonte: Agência Brasil

Tribunal nega recurso e confirma condenação de Lula em 2ª instância

segunda-feira, março 26th, 2018

A Oitava Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) decidiu hoje (26), em Porto Alegre, por 3 votos a 0, rejeitar o embargo de declaração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seu último recurso na segunda instância da Justiça Federal.

O julgamento foi rápido, pois não houve sustentação oral de defesa ou acusação, apenas breves votos dos desembargadores João Pedro Gebran Neto, relator da Lava Jato no TRF4, Leandro Paulsen e Victor Laus.

Com o recurso, a defesa pretendia reverter a condenação, mesmo que o embargo de declaração não preveja mudança de um julgamento, apenas esclarecimentos sobre seu resultado.

Logo após a publicação da decisão, em um prazo de até 10 dias, a rejeição do embargo deve ser comunicada ao juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato na primeira instância e que condenou Lula, em junho do ano passado, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, no caso do tríplex em Guarujá (SP).

Em tese, a defesa de Lula ainda pode apresentar um novo embargo no TRF4, contra a rejeição do primeiro embargo, mas os desembargadores, nesses casos, costumam considerar esse tipo de recurso como protelatório.

No acórdão (sentença do colegiado) em que confirmou a condenação de Lula e aumentou sua pena de 9 anos e 6 meses para 12 anos e 1 mês de prisão, a Oitava Turma do TRF4 determinou também que, após o julgamento do embargo, Moro fosse notificado para que pudesse ordenar a execução provisória de pena pelo ex-presidente.

A determinação citou entendimento estabelecido em 2016 pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que, em três ocasiões naquele ano, assentou que condenados em segunda instância podem começar de imediato a cumprirem suas penas.

O plenário do STF, entretanto, emitiu na semana passada um salvo-conduto que garante a liberdade de Lula ao menos até o dia 4 de abril, quando está marcado o julgamento de um habeas corpus preventivo do ex-presidente, com o qual ele pretende não ser preso enquanto recorre a instâncias superiores, como o Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Eleição

A confirmação final da condenação de Lula pela segunda instância da Justiça pode ainda impedir que ele se candidate à Presidência nas eleições deste ano. Em pesquisas recentes, o ex-presidente, que já anunciou sua vontade de concorrer, aparece como líder de intenções de voto.

Pela Lei da Ficha Limpa, sancionada pelo próprio Lula em 2010, aquele que for condenado por órgão colegiado, como é o caso do TRF4, por determinados crimes, entre eles, o de lavagem de dinheiro, fica sujeito à inelegibilidade por oito anos, a contar da data da publicação do acórdão.

Fica a cargo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidir a respeito da aplicação da lei no momento em que for solicitado o registro de candidatura. Agência Brasil

 

 

 

Foto: Divulgação

Lula é hostilizado e expulso em começo de caravana no Sul: “Saio triste daqui”

terça-feira, março 20th, 2018

Enxotado. Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República, foi obrigado a fazer alterações no roteiro na manhã da segunda-feira, dia 19/3, depois de enfrentar protestos na chegada à Cidade de Bagé (RS), ponto de partida de sua caravana pelos estados do Sul do Brasil.

Segundo o site Gazeta do Povo, caminhões e tratores bloquearam o acesso à Universidade Federal dos Pampas, onde Lula faria seu primeiro pronunciamento. Ainda segundo a publicação, a ação foi atribuída a ruralistas e militantes que apoiam o pré-candidato ao Planalto Jair Bolsonaro (PSL).

Conforme a imprensa local, os manifestantes avançaram contra a caravana e obrigaram o grupo a utilizar uma via marginal do campus. Por segurança, o ex-presidente Lula discursou apenas oito minutos em um carro de som menor, que estava ao lado do ônibus.

“Confesso que saio triste daqui. Porque não vi empresário ofendendo a gente. O que vi aqui foi pobres [sic] e trabalhadores, que, às vezes, estão até desempregados ganhando alguma coisa para ofender a gente”, disse Lula.

 

 

Foto: Ricardo Stuckert/Reprodução/Fotos Públicas

 

“É abominável isso”, diz Lula sobre assassinato da vereadora Marielle Franco

quinta-feira, março 15th, 2018

Em Salvador. Em uma entrevista à Rádio Metrópole de Salvador, na manhã desta quinta-feira, dia 15/3, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva condenou o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista dela, Anderson Pedro Gomes, executados brutalmente na quarta-feira, dia 14/3, no Rio de Janeiro.

Lula prestou homenagem à família e amigos de Marielle e afirmou que o governo do Rio de Janeiro e as Forças Armadas devem prestar contas à sociedade pelos crimes. “É abominável isso. Todos nós temos que protestar duramente e exigir que o governo do Rio de Janeiro e as Forças Armadas prestem conta à sociedade. Já que não podem devolver a vida de Marielle, devem mostrar os culpados pela chacina”, disse.

 

 

Foto: Divulgação

“Haverá a preocupação de analisar o processo”, diz Lula ao acreditar em registro de candidatura

terça-feira, março 6th, 2018

Abriu a boca. Condenado a 12 anos de prisão pelo TRF-4, 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em porto Alegre, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), falou à Rádio Metrópole nesta terça-feira, dia 6/3, que tem fé na candidatura dele à Presidência da República. O político tem esperança que a candidatiura vai ser registrada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Conforme o petista, “haverá a preocupação de analisar o processo”.

 

 

 

Foto: Reprodução

STJ julga pedido para evitar prisão de Lula após segunda instância

terça-feira, março 6th, 2018

A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) julga nesta terça-feira, dia 6/3, o mérito de um habeas corpus preventivo para evitar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na ação, os advogados se anteciparam à decisão da segunda instância da Justiça Federal, que pode determinar a execução provisória da sentença que condenou o ex-presidente a 12 anos e um mês de prisão na ação penal envolvendo o tríplex no Guarujá (SP).

Na sessão, que está prevista para começar às 1 da tarde, os ministros vão julgar a validade da decisão liminar do vice-presidente do STJ, ministro Humberto Martins, que negou o mesmo pedido dos advogados no dia 30 de janeiro.

A possibilidade de prisão, para execução provisória da condenação do ex-presidente, ocorre em função do entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) que validou, em 2016, prisão de condenados pela segunda instância da Justiça, mesmo cabendo recurso aos tribunais superiores. Fonte: Agência Brasil

 

 

 

Foto: Reprodução

Disputa presidencial: Wagner já é considerado “carta fora do baralho”

terça-feira, fevereiro 27th, 2018

Jaques Wagner (PT), ex-governador da Bahia, é investigado pela Polícia Federal por supostamente receber R$ 82 milhões de propina e doação não declarada que teria sido de irregularidades na contratação dos serviços de demolição, reconstrução e gestão da Arena Fonte Nova, Estádio da Copa do Mundo em 2014. A informação foi divulgada na manhã desta segunda-feira, dia 26/2, pela Polícia Federal através da Operação Cartão Vermelho que tem como objetivo encontrar suspeitos de envolvimento na fraude a licitação, superfaturamento, desvio de verbas públicas, corrupção e lavagem de dinheiro.

Atualmente, Wagner é secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado da Bahia. O inquérito foi iniciado em 2013 e surgiu após estudo da Universidade Federal da Bahia que apontou irregularidades, entre elas que a Parceria Público Privada (PPP)  não era vantajosa para o estado. Informação do G1