Posts Tagged ‘Roma’

João Roma assume presidência do PL na Bahia

segunda-feira, novembro 7th, 2022

No comando. O deputado federal João Roma assumiu nesta segunda-feira, dia 7/11, a presidência do diretório Estadual do Partido Liberal. João Roma foi candidato ao Governo da Bahia este ano. 

Outros nomes também estão presentes no diretório estadual:  André Porciúncula, Alexandre Aleluia, Kátia Bacelar, Ivan Leite, Coronel Sturaro, James Meira e Rebeca Martins.

SIGA @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Divulgação


João Roma aponta crescimento do presidente Bolsonaro no Nordeste e na Bahia

quarta-feira, outubro 26th, 2022

Pensamento do deputado. O deputado federal João Roma (PL), que acompanhou o presidente da República Jair Bolsonaro (PL) em visitas às Cidades de Guanambi e Barreiras na terça-feira, dia 25/10, aposta que a diferença entre o atual presidente e o candidato do PT, Lula, deve diminuir tanto no Nordeste quanto na Bahia. “Bolsonaro já saiu de 25% para 29%. Acredito que passa dos 30% na Bahia. O que sem dúvida nenhuma vai diminuir a quantidade de votos entre Lula e Bolsonaro na Bahia, assim como também no Nordeste”, disse Roma, em entrevista à TV Jovem Pan News.

Roma destacou que, no segundo turno, apresenta nova dinâmica. “Em especial aqui no Nordeste, as campanhas de deputados estaduais e federais exercem um grande magnetismo, há uma grande estrutura do primeiro turno e agora fica mais claro para população discutir os projetos, o que cada candidato tem feito, como está o Brasil e o que que cada um pretende para o futuro do Brasil. Acredito que nós vamos diminuir essa diferença de Bolsonaro pra Lula aqui no nordeste”, reiterou Roma.

O deputado federal ressalta a chegada de novos apoios ao presidente, inclusive de deputados estaduais e federais que apoiaram ACM Neto, candidato do União Brasil no primeiro turno, e agora também apoiam Bolsonaro. “Estamos somando esforços. E muitos, muitos prefeitos, muitos parlamentares que, no primeiro turno, não manifestavam apoio a Bolsonaro com receio de olhar uma pesquisa e se influenciar, agora no segundo turno muita gente está se manifestando. A campanha cresceu e Bolsonaro aqui no Nordeste e na Bahia em especial”, celebrou Roma.

SIGA @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Max Haack/Divulgação

Presidente Bolsonaro convoca baianos a virar votos e declara apoio a ACM Neto

terça-feira, outubro 25th, 2022

Visita à Bahia. O presidente da Repúblia e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL) convocou o povo da Cidadee de Guanambi a virar votos até o dia 30, em comício na Cidade do Sudoeste baiano, nesta terça-feira, dia 25/10. Afirmando que “falo palavrão, mas não sou ladrão”, Bolsonaro defendeu a sua reeleição por um Brasil no rumo da prosperidade, da paz, do trabalha e da liberdade.

O presidente lembrou do legado de seu Governo, quando houve queda no preço do combustível, deflação e foi criado o Auxílio Brasil, “o maior projeto social da história”. “Pegamos o Bolsa Família e multiplicamos por três, pagando R$ 600 e sem tirar o benefício de quem consegue emprego com carteira assinada”, ressaltou.

Condenando o passado de gestões petistas voltadas à corrupção e descaso, Bolsonaro assinalou que o Brasil sob o seu comando está no caminho do sucesso com ordem e progresso. “Defendemos a família e somos contra a legalização das drogas e a ideologia de gênero. Respeitamos todas as religiões. Governadores petistas fecharam templos durante a pandemia”.

Ao final do discurso, o presidente Jair Bolsonaro fez questão de destacar a sua posição de sempre estar do lado oposto ao do PT. “Por isso, na Bahia, eu peço o voto de meus amigos para ACM Neto, 44. E 22 para Jair Bolsonaro”. Acompanhando Bolsonaro na visita a Bahia, que se estende também a Cidade de Barreiras, o deputado federal João Roma (PL) salientou em seu pronunciamento o trabalho social do presidente.

“Esse é o Bolsonaro dos Pobres, que ajudou nosso povo sofrido. Mesmo não sendo o mais votado na Bahia, tem tratado com respeito e carinho a todas baianas e baianos, trazendo para o nosso estado obras que iam para Cuba e Venezuela”, disse o ex-ministro da Cidadania, conclamando todos os presentes a, com a verdade, convencer aqueles que ainda não se decidiram a votar no presidente Bolsonaro.

SIGA @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Divulgação

Política: Roma e Leão juntos por ACM Neto e pelo presidente Bolsonaro

domingo, outubro 16th, 2022

Bateu martelo. Nos últimos dias, o vice-governador da Bahia durante a administração do petista Rui Costa, João Leão (PP) declarou apoio à reeleição do presidente da República Jair Bolsonaro (PL) e também à eleição do ex-prefeito de Salvador ACM Neto (União Brasil), na Bahia.

João Leão foi às redes sociais para dizer: “Chega de PT!” e agradecer pelos mais de 100 mil votos que recebeu para deputado federal, no dia 2 de outubro, mandato que vai ocupar a partir de 2023. Na quinta-feira, 13/10, ele apareceu ao lado do terceiro colocado e candidato do presidente Bolsonaro na Bahia, João Roma (PL), que conquistou 738 mil votos para o Governo da Bahia.

SIGA @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Divulgação

Roma diz que função do Estado não é cobrar impostos e “fazer caixa”

quarta-feira, setembro 14th, 2022

Críticas. O candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), fez dura crítica ao governo petista de Rui Costa e sua sanha arrecadatória. “O governo do Estado não é para estar arrecadando e ficar fazendo caixa. O governador anunciou a comemoração de mais de R$ 2 bilhões extras de arrecadação em cima do sofrimento do povo baiano. Nós queremos desonerar e é isso que está acontecendo no Brasil”, disse Roma, em entrevista à TV Bahia.

“Nós vamos fazer na Bahia o que está dando certo no Brasil. Hoje se observa que estamos vivendo a realização de uma promessa do Brasil ser uma grande nação. O Brasil que hoje já está chegando ao final do mês com deflação, diferente dos Estados Unidos, país muito rico e que está vivendo a maior inflação dos últimos 40 anos”, comparou o ex-ministro da Cidadania.

Roma ainda explicou que, com a redução de impostos, a gestão Bolsonaro ainda conseguiu aumentar a arrecadação. “Quando baixa o imposto e alivia em cima do cidadão, a economia flui, isso gera mais emprego e mais atividade econômica. E é isso que nós vamos fazer aqui na Bahia. Diferente dos outros candidatos que têm por hábito aumentar impostos para, em época de eleição, distribuir migalhas à população”, disse Roma, que salientou o desejo de tornar a Bahia mais atrativa a novos investimentos.

Questionado se as recentes reduções de impostos nos combustíveis e no gás de cozinha por Jair Bolsonaro (PL) seriam por conta do período eleitoral, Roma apontou que a redução tributária é uma marca de todo período da gestão do presidente. “Desde o início do governo, Bolsonaro zerou e diminuiu muitos impostos. Houve desoneração no ano passado inclusive”, explicou o candidato a governador do PL, que mencionou a redução de IPI para centenas de produtos.

O candidato a governador pelo PL defendeu também o investimento da educação básica na Bahia, atualmente ocupando os últimos lugares nas avaliações nacionais como o Ideb. “Nós precisamos dar ensino de qualidade para os baianos. Hoje mais de um milhão e meio de baianos não consegue ler ou escrever um simples bilhete ou fazer uma operação de matemática”, disse Roma.

Roma também salientou que, com a chegada da tecnologia 5G, proporcionada pela Gestão Bolsonaro, levará essa qualidade de ensino para toda a Bahia, bem como o modelo de escolas cívico-militares, case de sucesso no Brasil, mas desprezado na Bahia por questões ideológicas. “Vamos levar o tablet 5G para nossos alunos e vamos fortalecer também a implantação das escolas cívico-militares que, por questões ideológicas, o PT tem refugado, uma política que tem melhorado muito a educação em todo o Brasil”, sinalizou Roma.

SIGA @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Reprodução

Roma aponta “covardia” de ACM Neto por fugir de debates

quinta-feira, setembro 1st, 2022

A pressão subiu. O candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), apontou a covardia do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (União Brasil), por fugir dos debates entre os candidatos ao governo. “É importante destacar que o debate nacional entre os candidatos a presidente teve um recado para o debate de governadores da Bahia, porque para presidente todo mundo foi, já aqui na Bahia teve um covarde que não foi porque não tem tratado a população com respeito, tem sido covarde na política”, disse João Roma, em entrevista à Rádio Andaiá FM, de Santo Antônio de Jesus, na quarta-feira, dia 31/8.

SIGA @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Divulgação

Bolsonaro arrasta multidão na Bahia; Roma diz que “presidente é atacado todos os dias”

domingo, agosto 28th, 2022

Comício na Bahia. Em um grande comício na Cidade de Vitória da Conquista na manhã de sábado, dia 27/8, o candidato a governador da Bahia, João Roma (PL), ao lado do presidente Jair Bolsonaro (PL), declarou que “nesses 200 anos [de celebração da Independência do Brasil], a Bahia vai se levantar e vai caminhar de mãos dadas com o Brasil”.

Sobre a virada que espera na Bahia, o ex-ministro da Cidadania fez outro prognóstico: “Bolsonaro é um presidente que é atacado todos os dias e não foi o mais votado nas últimas eleições na Bahia, mas este ano nós daremos a resposta”.

A candidata do PL ao Senado, Raíssa Soares, que discursou antes, disse que Roma vai mudar o nosso estado. “Porque é um homem justo, com conhecimento e é um homem da confiança de Bolsonaro”.

Para Roma, o povo baiano entenderá que é Bolsonaro que vem trazendo os maiores investimentos em infraestrutura para o estado após 16 anos de descaso petista com o estado.

“O PT não entregou sequer um quilômetro de BR duplicada na Bahia”, lembrou o candidato a governador do PL, observando que, com Bolsonaro, os recursos federais passaram a ser destinados a obras no Brasil e não mais serviram para financiar projetos em ditaduras apoiadas pelo PT em Cuba ou na Venezuela, por exemplo.

O ex-ministro ainda destacou que o Brasil, após a pandemia e uma guerra na Ucrânia, é a única nação do mundo a registrar deflação, uma economia pujante e atração de investimentos.

“Quem vota em Bolsonaro, vota em Roma na Bahia”. As últimas palavras de João Roma precederam a fala do presidente Jair Bolsonaro, que abriu o discurso fazendo a convocação popular para a celebração dos 200 anos da Independência do Brasil no Sete de Setembro.

“No próximo dia sete, todos nas ruas. Todos de verde e amarelo. Vamos mostrar ao mundo que estamos unidos no mesmo ideal. Mostrar cada vez mais que somos um só povo, uma só raça, um só país, querendo cada vez mais ocupar o lugar que merece em todo o mundo”.

Ressaltando que o estado é laico, mas o presidente acredita em Deus, Bolsonaro enfatizou a defesa da família, da lealdade ao povo e o respeito aos militares. Assinalou que o Brasil hoje apresenta os melhores números da economia mundial. “O mundo hoje olha para o Brasil, porque sem o Brasil o mundo passa fome”, disse e destacou a sua posição contrária ao aborto, à ideologia de gênero e à liberação das drogas. “Defendemos a família verde-amarela!”.

Ao reagir ao coro da multidão de “Lula Ladrão, seu lugar é na prisão”, Bolsonaro afirmou: “Nós sabemos de quem esse cara é candidato. Ele é o candidato da Globo!”, acrescentando: “Nós venceremos a tudo e a todos para o bem da grande maioria de nosso povo, que acredita em Deus, na família e na liberdade”.

O presidente ainda disse que inibirá qualquer ação contra a “nossa democracia e a nossa liberdade”, destacando também que defendia a iniciativa privada e o legítimo direito à defesa. “Porque vocês sabem que povo armado jamais será escravizado”.

SIGA @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Divulgação

”Servidores estaduais voltarão a ter orgulho do Planserv”, garante Roma

sexta-feira, agosto 26th, 2022

Detonou. O candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), criticou a desestruturação do Planserv – plano de saúde que atende aos servidores públicos da Bahia – e a redução de mais de 30% na cobertura para a realização de exames, consultas e internações.

“É preciso revisitar esse contrato, ampliar o credenciamento com mais médicos de novas especialidades. É fundamental também acabar com a cota de exames que limita o acesso do servidor aos procedimentos que ele tem necessidade de realizar”, disse João Roma, nesta quinta-feira (25).

“No nosso governo, teremos prioridade no tratar com o servidor público e cada um deles vai voltar a ter orgulho do seu plano de saúde”, garantiu o ex-ministro da Cidadania. Segundo Roma, “o governo do PT trata os servidores públicos como adversários ou como mera despesa no final do mês. É fundamental mudar essa relação e reconhecer que os servidores são a principal engrenagem entre o estado e uma população que já foi humilhada demais e precisa de um serviço de qualidade”, salientou.

Além de ampliar a rede de atendimento, com credenciamento de médicos de mais especialidades, Roma também quer investir em tecnologia de telemedicina e aumentar o repasse do estado na medida do que for necessário. “O Planserv, em nosso governo, vai voltar a ser referência”, garantiu.

SIGA @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Divulgação

Roma diz que retorno da fome à Bahia é pela incompetência da gestão petista

terça-feira, agosto 23rd, 2022

Vixe. O candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), criticou as políticas realizadas em 16 anos de gestões petistas que, apesar do discurso, não conseguiram transformar a realidade dos cidadãos baianos, mesmo quando estavam alinhados aos governos federais petistas de Lula e Dilma Rousseff.

Questionado sobre o retorno da fome na Bahia, durante entrevista na TVE, Roma foi claro sobre a causa: “A ineficiência do governo do PT que não conseguiu diminuir a quantidade de pessoas que estão na faixa da pobreza e extrema pobreza”. Roma disse que esse é o motivo por que o governo do presidente Jair Bolsonaro criou o Auxílio Brasil que que hoje garante o mínimo de R$ 600 que faz toda a diferença para a família necessitada colocar comida dentro de casa.

“Agora vamos criar também o Auxílio Bahia para que seja ainda um complemento de renda para que o cidadão necessitado – e esse sabe onde o calo aperta – possa, sim, trabalhar para melhorar suas condições”, disse Roma. O ex-ministro da Cidadania disse que programas como o Fome Zero, iniciado ainda no governo Lula, não deram certo porque as gestões petistas sempre governaram de costas para o setor produtivo, não garantindo meios para que pessoas empreendam e possam gerar emprego.

Roma também disse que a hipocrisia petista também foi escancarada nos gritos de “Viva o SUS” proferidos nos períodos críticos de combate à pandemia da Covid-19. “Poderiam dizer ‘viva o SUS’ e obrigado, presidente Bolsonaro”, ironizou Roma, ao afirmar que foi o governo federal quem garantiu todas as vacinas que chegaram aos braços dos baianos. “Diferente do governador Rui Costa que fez propaganda da Sputnik, que até hoje não tem licença da Anvisa e está lá na Rússia”, exemplificou.

O candidato a governador do PL disse que a incompetência da gestão petista não está somente em falhar ao trazer a vacina russa, mas em proporcionar serviços básicos de saúde, o que fica estampado na espera a que os cidadãos são submetidos ao esperar por uma consulta, exame ou internação no Sistema de Regulação. “O que precisa ser colocado para a população é a verdade. O que nós queremos é o fortalecimento do SUS, mas também zerar essa fila da ‘regulação da morte’ que faz com que o serviço público de qualidade não chegue para o povo baiano, que já foi humilhado demais”, comentou Roma.

SIGA @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Divulgação/Assessoria

Roma aposta no esporte para afastar jovens das drogas

segunda-feira, agosto 1st, 2022

Compromisso do candidato. O candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), participa da abertura do Campeonato Municipal de Futebol da Cidade de Anguera, na manhã do domingo, dia 31/7. Ele, que, quando à frente do Ministério da Cidadania, desenvolveu várias ações de promoção do esporte no país, vê nessa atividade um dos meios de desviar a juventude do caminho das drogas. “A promoção do esporte entre os jovens, estimulando e criando condições para a sua prática em toda a Bahia será uma das prioridades em meu governo para manter os jovens longe das armadilhas do crime organizado”, assinala.

No sábado, dia 30/7, durante a Marcha para Jesus, em Feira de Santana, Roma destacou a alegria que sente ao ver pessoas que, com o desejo de estarem unidas a Deus, quererem também definir o futuro do Brasil e da Bahia.

“Eu fico muito encorajado quando vejo pessoas de bem, todas de mãos dadas, com Deus iluminando seu caminho, querendo pregar o bem, fazer o bem. É dessa maneira que nós temos que fazer o nosso Brasil continuar a acontecer”, disse Roma, que participou do ato junto a cristãos evangélicos ao lado da candidata ao Senado, Raíssa Soares (PL).

Roma declarou que o Brasil já despertou ao eleger o presidente Jair Bolsonaro (PL) em 2018 e que a Bahia também dará em outubro um grande exemplo de que também enxerga essa necessidade de mudança que o país já experimenta. “A Bahia caminhará de mãos dadas com o Brasil, porque a Bahia não é problema, é solução para o Brasil”, enfatizou o ex-ministro da Cidadania.

Ele ainda complementou: “Estou ao lado do presidente Bolsonaro, que defende Deus, pátria, família e liberdade. Nunca foi tão fácil escolher. Nesse ano de 2022, quando celebramos o bicentenário da independência do Brasil, teremos que ser muito assertivos em busca do nosso direito de andar de cabeça erguida e viver de acordo com o que acreditamos”, salientou Roma.

O ex-ministro destacou ainda que baianos e brasileiros precisam alcançar cidadania plena. “É isso que está em jogo nessa eleição: se queremos um Brasil que tenha orgulho do nosso verde e amarelo ou se vamos voltar para o passado que decepcionou milhões de brasileiros”, declarou durante a Marcha para Jesus em Feira de Santana.

Fotografia: Max Haack/Divulgação/Assessoria

“Bahia de mãos dadas com o Brasil”, diz Roma em lançamento da candidatura do presidente Bolsonaro

segunda-feira, julho 25th, 2022

Com presidente Bolsonaro. O candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), foi no domingo, 24/7 à Convenção do PL, no Rio de Janeiro, que confirmou a candidatura à reeleição do presidente da República Jair Bolsonaro e destacou que este é um marco que vai manter o Brasil no rumo de exaltação dos valores que regem a nação e da real melhora de vida dos cidadãos. Ao lado da candidata ao Senado, Raíssa Soares (PL), Roma também pontuou que a Bahia precisa estar “de mãos dadas com o Brasil”.

“Chegamos aqui ao Maracanãzinho para a convenção que vai levar o presidente Bolsonaro à reeleição, para que todos nós continuemos a ter orgulho dessa bandeira verde e amarela e também para colocar a Bahia de mãos dadas com o Brasil”, disse João Roma, que foi calorosamente recebido pelo público que lotou o Ginásio do Maracanãzinho neste domingo. Ao lado de Raíssa Soares, o ex-ministro da Cidadania foi ovacionado pelo público presente e cumprimentou os convencionais.

O candidato a governador da Bahia destacou, na convenção do PL no Rio de Janeiro, que o Brasil com o presidente Bolsonaro “deu oportunidade a cada um filho de Deus poder melhorar de vida, com um Brasil unido”. Roma, quando esteve à frente do Ministério da Cidadania, idealizou o Auxílio Brasil que triplicou os recursos do antigo Bolsa Família e ainda estimula que o cidadão trabalhe, pois, mesmo quem consegue emprego com carteira assinada, mantém o benefício por dois anos, com acréscimo de R$ 200. A partir de agosto o Auxílio Brasil terá valor mínimo de R$ 600.

João Roma conversou com ex-ministros do governo Bolsonaro, como Tereza Cristina, que comandou a Agricultura. “João Roma representa os baianos, representa o agro da Bahia e do Brasil”, disse a ex-ministra da Agricultura e candidata a senadora pelo Mato Grosso do Sul. Já o ex-ministro da Infraestrutura e candidato ao Governo de São Paulo, Tarcízio de Freitas, defendeu “a Bahia e São Paulo juntos com o presidente Bolsonaro, para transformar o Brasil”.

Roma lançou oficialmente a sua candidatura a governador do Bahia na sexta-feira, dia 22/7, em Salvador, em Convenção do PL da Bahia, quando também foi confirmado o nome de Raíssa Soares (PL) e o da candidata a vice-governadora, Leonídia Umbelina (MDB). O PL também lançou chapas com 40 candidatos a deputado estadual e 30 para deputado federal.

Fotografia: Reprodução/Assessoria

Roma denuncia atos de violência contra produtores rurais no Extremo Sul da Bahia

segunda-feira, julho 11th, 2022

Olha aí. O pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal João Roma (PL) denunciou atentados, atos de violência e terrorismo contra produtores rurais do Extremo Sul da Bahia. Ele visitou Itamaraju e Teixeira de Freitas no sábado 9/7 e disse que a violência praticada contra quem produz na região atinge níveis dramáticos.

“São pessoas que vão lá pra assassinar as pessoas que estão nas suas propriedades. Nós precisamos de uma ação frontal, algo que possa realmente fazer valer o império da lei na Bahia”, disse João Roma, em entrevista nesta segunda-feira (11), na Rádio Brado, em Salvador. Para o ex-ministro da Cidadania, só com segurança pública e efetiva segurança jurídica é possível atrair mais investimentos e gerar emprego e renda na Bahia.

Roma assinalou que a disputa pelas terras promove a violência “que não é contida pela gestão do PT no Estado”. “O presidente Jair Bolsonaro, em três anos, entregou mais títulos de terra do que os últimos trinta anos de governos juntos. E hoje há programas para financiar, fazer com que cada um que queira realmente ser produtor rural possa ter seu pedaço de terra, possa ter recurso de fomento e melhorar de vida”, destacou, prometendo pulso firme para conter essas invasões e garantir o direito à propriedade de quem produz.

O pré-candidato observou que a escalada de violência atinge toda a Bahia “sem ações efetivas do governo estadual, que se esquiva do problema e tenta terceirizar a responsabilidade”. “A Bahia tornou-se terreno fértil para o crime organizado”, reiterou, lamentando também o fato de um “novo cangaço” ter se espalhado pelo Estado.

João Roma ainda comentou o caso do assassinato do militante petista Marcelo Aloizio de Arruda, em Foz do Iguaçu (PR), no último sábado (9). “Lamento profundamente o triste episódio que resultou na morte de Marcelo Arruda no final de semana. Tem o nosso repúdio toda e qualquer prática que ameace o direito à justa e merecida liberdade do nosso povo. Em qualquer discussão, o diálogo deve sempre prevalecer, jamais a violência”.

Roma ainda disse que “além da incapacidade de conter a violência desenfreada, o governo do Estado impede o crescimento econômico da Bahia, porque pesa a mão na cobrança de impostos”. “Aqui é o lugar no Brasil onde mais se cobram impostos. Durante a pandemia, muitos estados diminuíram a carga tributária, mas o governador Rui Costa não aliviou um milímetro na cobrança, aí nós ficamos com o combustível mais caro do Brasil”, exemplificou.

O pré-candidato a governador observou ainda que essa matriz de gerenciamento do Estado não gera competitividade, fundamental para atrair investimentos e gerar empregos. “Precisamos de competitividade, de segurança jurídica. Essa é a mudança de chave que a Bahia precisa. Quando nós falamos que queremos uma Bahia de mãos dadas com o Brasil, é para que esses avanços se traduzam aqui”.

Para Roma, “o resultado dessa sanha arrecadatória do governador é a falta de competitividade e o número elevado de pessoas nas faixas de pobreza e extrema pobreza”. “Hoje são mais de dois milhões de famílias recebendo Auxílio Brasil na Bahia com valor mínimo de R$ 400 e que agora vai para R$ 600. São mais pessoas recebendo Auxílio Brasil na Bahia do que pessoas com carteira assinada. Isso não está certo. As políticas do governo do estado não estão sendo eficazes para melhorar a vida das pessoas”.

Fotografia: Divulgação

Roma desmente Neto sobre convite para Ministério: “Parece criança mimada e birrenta”

quarta-feira, junho 22nd, 2022

Roma retou. O pré-candidato a governador da Bahia, João Roma (PL) desmentiu a versão contada pelo também pré-candidato e adversário ACM Neto (União Brasil) a respeito de um suposto compromisso firmado em 2021 de não aceitar o convite para comandar o Ministério da Cidadania no governo Bolsonaro.

“É mais uma das invenções de ACM Neto”, disse o deputado federal em entrevista à Rádio CBN, na terça-feira, dia 21/6. “A primeira mentira foi dizer que foi convidado para ser ministro, fato também já desmentido por Bolsonaro”, acrescentou Roma, segundo o qual o ex-prefeito de Salvador “parece uma criança mimada e birrenta”.

“Sigo ajudando aos mais necessitados e fazendo oposição ao PT. Já ele não sabe para onde vai, se é carne ou se é peixe, refém de sua ganância pelo poder”, disse Roma, em provocação ao ex-aliado.

Fotografia: Divulgação/Assessoria

João Roma promete criar “Auxílio Bahia” para complementar Auxílio Brasil; saiba agora

sábado, junho 18th, 2022

Aposta na proposta. O Pré-candidato a governador da Bahia pelo PL, deputado federal João Roma disse na sexta-feira, dia 17/6, que, se eleito, vai criar o programa “Auxílio Bahia”, como forma de reforçar o Auxílio Brasil, que destina o mínimo de R$ 400 para os mais necessitados.

“Queremos de fato transformar a maneira como o estado enxerga a vida de cada cidadão. Eu, que consegui idealizar e implementar o Auxílio Brasil, também quero criar aqui o Auxílio Bahia para que a gente possa ter um complemento de transferência de renda do Estado da Bahia como outros estados fazem”, anunciou Roma durante entrevista à Rádio Visão FM, da Cidade de Palmas de Monte Alto, no Sudoeste da Bahia.

O pré-candidato, que tem apoio do presidente Jair Bolsonaro disse que, “ao invés de comemorar uma arrecadação maior, como fez o governador Rui Costa (PT)” ele quer aumentar a transferência de renda direta nas mãos do cidadão baiano mais necessitado. “Eu quero fazer com que esse recurso chegue direto na mão de cada cidadão baiano necessitado, em especial os 80% já atendidos no Auxílio Brasil que são mulheres e têm muita dificuldade de criar seus filhos”, apontou o ex-ministro da Cidadania.

Fotografia: Divulgação/Assessoria

Roma chama de “mesquinha”, oposição de Jerônimo e Rui a projeto do ICMS dos combustíveis

quarta-feira, junho 15th, 2022

Detonou. O deputado e pré-candidato a govrrnador da Bahia, João Roma (PL), concedeu entrevista na terça-feira, dia 14/6, à Rádio Wagner FM, na Cidade de Wagner, Chapada Diamantina, e classificou como “mesquinha” a postura do governador Rui Costa e do pré-candidato do PT ao governo do Estado, Jerônimo Rodrigues, que se colocaram contra o projeto aprovado no Senado e que segue para a Câmara que limita a 17% a alíquota do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis.

“Para eles é mais importante fazer política que levar benefício para a população. Isso é um grande desapontamento para a maioria da população”, disse João Roma.

Fotografia: Divulgação/Assessoria

“Fake News”, diz João Roma sobre ser vice de Neto

segunda-feira, maio 16th, 2022

Retou. O deputado federal, ex-ministro da Cidadania e pré-candidato a governador da Bahia, João Roma (PL), rebateu a especulação, segundo ele, plantada por adversários, de que, com o crescimento do presidente Jair Bolsonaro entre os eleitores baianos, teria uma composição para ser vice do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto.

Indagado pela imprensa, Roma respondeu: “Toda vez que uma candidatura começa a crescer e incomodar, os adversários espalham mentiras, fake news. E agora não é diferente. Então deixo aqui bem claro: a minha candidatura a governador da Bahia é pra valer. Não trabalho com outro cenário. Tenho andado por todo Estado e percebido um desejo por mudança muito grande”, detonou Roma.

Fotografia: Divulgação/Ascom/João Roma

Empresários baianos fazem evento de apoio à pré-candidatura de Roma

sábado, abril 30th, 2022

Olha aí. O pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro e deputado federal João Roma (PL), se reuniu com empresários baianos em almoço de adesão em um restaurante, no Salvador Shopping, na sexta-feira 29/4.

O ambiente desfavorável aos negócios no estado e na capital pautou o encontro com a presença de centenas de empreendedores.

Ao lado da pré-candidata a deputada federal Roberta Roma (PL), o ex-ministro da Cidadania reiterou o seu compromisso de colocar a Bahia de mãos dadas com o Brasil.

“A exemplo do que vem fazendo o presidente Bolsonaro no Brasil, vamos desonerar o setor produtivo na Bahia”, afirmou Roma.

Recuperar o protagonismo do estado baiano no cenário nacional é o objetivo do pré-candidato bolsonarista.

“Vamos promover o desenvolvimento social e econômico de mãos dadas com o setor produtivo e o povo da Bahia”, asseverou João Roma, que também estava acompanhado dos pré-candidatos a deputados estaduais Vítor Azevedo e Rosalvinho.

Fotografia: Divulgação

Roma comemora aprovação do Auxílio Brasil e manda recado aos “inimigos”

sexta-feira, abril 29th, 2022

Avançou. “A Câmara Federal promoveu um grande avanço à sociedade brasileira ao tornar permanente o Auxílio Brasil e garantir o mínimo de R$ 400 às famílias que mais precisam. Agora só falta o Senado”, afirmou o pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), em entrevista ao Jornal da Manhã da Jovem Pan News, na manhã de quinta-feira 28/4.

Relator da MP do Auxílio Brasil, aprovada pela Câmara Federal ontem por 418 votos a sete, Roma explicou que os recursos destinados ao novo programa social de transferência de renda do governo federal não causam impacto nas contas públicas.

“A PEC dos precatórios possibilitou a viabilidade desse benefício social para os brasileiros mais vulneráveis”, disse o parlamentar, destacando que o Auxílio Brasil, além de proteção, promove o cidadão a superar a condição de pobreza e aprimorou o antigo Bolsa Família.

Considerado o pai do Auxílio Brasil, junto com o presidente Bolsonaro, João Roma informou que, por causa dos avanços do novo programa com relação ao Bolsa Família, está havendo a necessidade de substituição dos cartões antigos.

“Os novos cartões do Auxílio Brasil são dotados de chips com mais tecnologias, a exemplo de georreferenciamento e reconhecimento facial, para evitar fraudes e vai permitir também que o beneficiário tenha acesso a outras operações”, explicou o pré-candidato a governador da Bahia, estado com o maior número de beneficiários do programa social.

Segundo Roma, são mais de duas milhões de famílias cadastradas no Auxílio Brasil na Bahia. “Quando trabalhei na criação do novo programa social de transferência de renda, lembrava muito da situação da Bahia e isso me inspirou a desenvolver um mecanismo não só de proteção social, mas também de promoção e de emancipação do cidadão”.

O ex-ministro da Cidadania citou o exemplo do beneficiário que consegue um emprego com carteira assinada e continuará recebendo o Auxílio Brasil e mais R$ 200 por dois anos. “No Bolsa Família, não tinha isso. O benefício não era permitido para quem se empregasse com carteira assinada. Isso mudou com o Auxílio Brasil”.

Fotografia: Divulgação 

“Foi salvo da forca o novo Tiradentes do Brasil”, diz Roma sobre Daniel Silveira

domingo, abril 24th, 2022

O pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma, fez um discurso emocionado nas comemorações dos 522 anos do Brasil, na tarde de sexta-feira 22/4, em Porto Seguro. “Ninguém vai ousar dividir os brasileiros. Nosso povo é um povo guerreiro. É um povo vencedor. Resiste a tudo. Mas precisa ser tratado com respeito”, afirmou, ao ressaltar que cabia gratidão ao presidente Bolsonaro, que tem olhado por todos no país.

“Foi em seu governo que, no momento de dificuldade, quando a chuva atingiu a nossa Bahia, nada faltou. Em nenhum município atingido pelas chuvas foi perguntado qual era o partido político do prefeito”, disse Roma, ao lembrar que a ajuda chegou para todos. “O presidente determinou que a prioridade tinha que ser as pessoas. Isso faz a diferença. Isso é transformador”.

Ao fazer referência ao indulto concedido pelo presidente Bolsonaro que perdoou o deputado Daniel Silveira da pena de oito anos e nove meses pelo Supremo Tribunal Federal, Roma foi contundente.
“O 21 de abril deste ano marcou mais um episódio na história de nossa República. Foi salvo da forca o novo Tiradentes do Brasil pelo presidente Bolsonaro que, como muita coragem, enfrentou estruturas para que nossa democracia ficasse cada vez mais fortalecida, para que nossas instituições fiquem equilibradas”.

João Roma pontuou ainda que os brasileiros “não são pagadores de impostos para sustentar uma burocracia que só olha pro seu umbigo”. “Nós precisamos, sim, de gestores públicos que olhem para o nosso povo sofrido. É esse Brasil de coragem que nós queremos. É esse Brasil com Bolsonaro, que a Bahia estará de mãos dadas em 2022”.

Fotografia: Divulgação

Roma critica falta de protagonismo da Bahia; “perdemos peso na economia nacional”

segunda-feira, abril 11th, 2022

Olha aí. Autointitulado como “pai do Auxílio Brasil”, o ex-ministro da Cidadania e pré-candidato a governador da Bahia, deputado federal João Roma (PL), destacou a necessidade de o Estado retomar seu protagonismo nacional em pronunciamento durante o lançamento da pedra fundamental do distrito industrial de Cruz das Almas.

“Não dá para ver o Brasil seguindo em frente e o governo da Bahia remando pro lado. Perdemos peso na economia nacional”, afirmou ele, lembrando que hoje Santa Catarina tem o PIB maior que o baiano, e outros estados, a exemplo de Goiás, Pernambuco e Ceará, se aproximam. “Salvador que liderava a economia nordestina já foi superada por Fortaleza”, disse Roma.

Para o pré-candidato liberal ao governo baiano, a Bahia não é um problema para o Brasil. “A Bahia é solução para o Brasil, com as inúmeras potencialidades que tem nos mais diversos setores que precisam ser exploradas para o desenvolvimento social e econômico do povo baiano e de todo o país”.

Roma citou o exemplo da matriz energética da Bahia, que é 70% renovável, não se restringindo à hidroeletricidade, mas que vem se diversificando com outras fontes, como a eólica e solar. “Chegou a hora também de despontarmos na área de tecnologia. Direcionar a criatividade genuína do povo baiano para o desenvolvimento desse dinâmico setor da economia”.

O ex-ministro disse que, caso seja eleito governador da Bahia, pretende repetir o mesmo ritmo de trabalho de quando esteve no Ministério da Cidadania.

“Em Brasília, desenvolvemos inúmeras ações, com destaque para o Auxílio Brasil, que representaram o trabalho de 10 anos em apenas um. Na Bahia, vamos nos esforçar para, em quatro anos, fazermos o trabalho que duraria 40 e colocar o nosso Estado na posição de liderança que merece”, disse o pré-candidato bolsonarista.

No final de semana, além de Cruz das Almas, João Roma esteve, no domingo, em Feira de Santana e Conceição do Coité, pela tarde. No sábado, visitou Parapiranga e Coronel João Sá.

Fotografia: Divulgação