Posts Tagged ‘JOÃO ROMA’

Em carreata, Roma provoca Governo da Bahia: “Cadê a ponte Salvador-Itaparica?”

segunda-feira, maio 23rd, 2022

Olha aí. O pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma, desembarcou em Itapetinga e foi recepcionado por uma multidão que lhe acompanhou em carreata até a tradicional Exposição Agropecuária no domingo 22/5. Naquela que foi uma das cidades baianas onde o presidente Bolsonaro venceu nas eleições de 2018, Roma reiterou seu compromisso na defesa da “Paz no Campo”.

“No Congresso, trabalho intensamente por uma legislação que possa traduzir segurança jurídica para toda a zona rural do Brasil, tanto para quem produz e o possa fazer com tranquilidade quanto para que nossos irmãos índios possam viver com dignidade”, afirmou o pré-candidato bolsonarista, que está comprometido com a aprovação do Projeto de Lei 490/2007.

Depois de passar por todos os trâmites, o PL 490 define a promulgação da Constituição Federal como marco para a demarcação das reservas indígenas e aguarda votação na Câmara Federal. A aprovação da proposta impede que o Supremo Tribunal Federal atropele a prerrogativa do Congresso de legislar e julgue o marco temporal, que está previsto na proposta a ser aprovada, depois de 15 anos de discussões.

O ex-ministro da Cidadania, que esteve em Itapetinga durante as fortes chuvas que causaram a enchente do Rio Catolé, destacou o poder de resiliência do povo itapetinguense que não se rendeu à calamidade e continua firme no trabalho pelo desenvolvimento da região. “Itapetinga é símbolo de pujança”, assinalou.

Roma falou da necessidade de desonerar o setor produtivo. “É preciso diminuir o peso do estado no cangote de quem produz, atrair investimentos e gerar emprego e renda para o povo baiano, que deseja a retomada do protagonismo nacional da Bahia com uma economia dinâmica e pujante”.

O pré-candidato a governador propôs que o estado foque nos serviços essenciais ao cidadão, como segurança pública, saúde, educação e infraestrutura. “O que vemos hoje é a escalada da violência por todo o estado, um atendimento à saúde indigno do povo baiano, uma educação pública de péssima qualidade, a pior do país, e projetos de infraestrutura que não saem do papel. Cadê a ponte Salvador-Itaparica?”

Roma, que esteve no sábado, 21, participando da entrega de títulos de terra pelo Incra a produtores rurais da região de Santa Rita de Cássia, lembrou que, em três anos, o governo Bolsonaro concedeu o direito de propriedade a mais de 326 mil posseiros.

“Os governos petistas faziam vista grossa às invasões promovidas pelo MST, mas foram incapazes durante suas gestões de chegarem perto dessa marca”, afirmou o pré-candidato que também esteve neste final de semana em Tabocas do Brejo Velho.

Fotografia: Divulgação

“É o sujo falando do mal lavado”, detona Roma sobre acusações de Neto a Rui

sexta-feira, maio 20th, 2022

Detonou. O pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), falou sobre as acusações do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, ao governador do PT, Rui Costa, de perseguições e ameaças a prefeitos: “É o sujo falando do mal lavado”

Roma lembra que servidores da prefeitura de Salvador também passaram pelo mesmo constrangimento de perseguições e ameaças, quando manifestavam até pouco tempo uma simples curtida na rede social do ex-ministro da Cidadania.

“Quando falo da necessidade de mudança de verdade, de oxigenação da vida pública baiana, é para justamente abolir essas práticas autoritárias e execráveis de uma política do Século XIX que não cabe mais na Bahia do Século XXI”, afirma o pré-candidato bolsonarista.

João Roma observa que a população não suporta mais a retórica vazia de falas que não correspondem aos atos. De acordo com ele, cabe a Procuradoria Eleitoral cumprir o seu papel de manter o equilíbrio da disputa, fiscalizando o uso da máquina pública tanto estadual quanto da prefeitura de Salvador nas eleições.

Fotografia: Divulgação

Auxílio Brasil vira permanente; saiba a reação de João Roma

sexta-feira, maio 20th, 2022

Só alegria. O pré-candidato ao Governo Estadual pelo PL, o deputado federal João Roma, usou as suas redes sociais para comemorar a sanção presidencial que tornou o Auxílio Brasil permanente. “Excelente notícia. Não tem mais como voltar atrás! O presidente Bolsonaro sancionou o projeto de lei que torna permanente o Auxílio Brasil, garantindo o mínimo de R$ 400 reais para milhões de famílias brasileiras”, anunciou o ex-ministro da Cidadania, em vídeo.

O programa foi implementado na gestão do parlamentar quando estava na pasta ministerial. Ele também foi o relator do projeto que se transformou, com a sanção do presidente da República, na Lei 14.342/22, em vigor a partir desta quinta. Ainda no vídeo, Roma destacou que “na Bahia mais de dois milhões de famílias estão contempladas no programa”.

Para o ex-ministro titular da Cidadania, o Auxílio Brasil “não é apenas um grande passo, é um grande salto no caminho de um Brasil com mais justiça social”. No vídeo, Roma declarou ter orgulho por ter liberado a implementação do benefício.

Fotografia: Divulgação

“Ele não seria secretário um dia sequer em meu governo”, diz Roma após declaração do secretário de segurança

quinta-feira, maio 19th, 2022

Detonou. O pré-candidato ao governo da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), rechaçou veemente a possibilidade de, no caso de eleito, ter um secretário de secretário de segurança pública como o atual do governador Rui Costa (PT).

A manifestação se deu em entrevista à rádio Subaé, de Feira de Santana, na quarta-feira, dia 18/5. Roma respondeu se o auxiliar de Rui Costa poderia ser mantido num possível governo sob o seu comando. Antes da pergunta, lhe foi apresentado um vídeo no qual o secretário Ricardo Mandarino emite opiniões discutíveis com relação às drogas.

“Ele não seria secretário um dia sequer em meu governo. Vá fazer apologia às drogas na casa da mãe joana. Um pronunciamento desta natureza é tripudiar do sofrimento de milhares de famílias que sofrem com filhos no descaminho do mundo das drogas, envolvidos em mortes e crimes”, disse Roma.

O pré-candidato bolsonarista destacou que essa é a mudança que pretende fazer no governo da Bahia. “Vamos mudar a postura, principalmente na segurança pública. Combater de forma severa o crime organizado que teve solo fértil nos anos petistas. Vamos dar respaldo e condições aos policiais para vencermos esta guerra, que já ceifou a vida de 75 mil baianos nos últimos 16 anos”.

Para Roma, os governos do PT não reagiram. “Não tomaram providência. Somos os recordistas nacionais de homicídios, quando a média de assassinatos cai no Brasil. E ainda assistimos à nossa juventude ser cooptada pelo mundo do crime, sem perspectivas devido à falta de oportunidades, consequência do também descaso com a educação pública, a pior do país”.

Ressaltando que a Bahia precisa seguir de mãos dadas com o Brasil, o ex-ministro da Cidadania citou dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública que atestam a queda do número de assassinatos no Brasil no primeiro trimestre deste ano. “Infelizmente não vemos isso aqui na Bahia”.

Fotografia: Divulgação

Em nova pesquisa, ACM Neto aparece com 55% dos votos e venceria no 1º turno

terça-feira, maio 17th, 2022

Corrida pelo palácio. Pesquisa Real Time Big Data, encomendad e divulgada pela Record TV nesta terça-feira, dia 17/5, aponta o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (União Brasil), com larga vantagem em todos os cenários da disputa pelo Governo da Bahia. No critério pesquisa estimulada, quando é apresentada a lista de candidatos ao eleitor, ACM Neto venceria no primeiro turno.

Neto aparece com 55% das intenções de voto do eleitorado baiano, enquanto Jerônimo Rodrigues (PT), chega a 18%, o ex-ministro da Cidadania e deputado federal João Roma (PL) chega com 10% e Kleber Rosa (Psol), 1%. Brancos e nulos totalizam 9%, e 7% não souberam ou não responderam.

Quando o cenário é espontâneo, em que não é apresentada lista de candidatos, ACM Neto tem 20% das intenções de voto. Em segundo lugar, aparecem tecnicamente empatados Jerônimo Rodrigues, com 6%, e João Roma, com 5%.

A pesquisa divulgada foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BA-06101/2022. A realização foi por telefone com 1.500 entrevistados entre os dias 14 e 16 de maio. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

Fotografia: Divulgação/Ascom ACM Neto

“Fake News”, diz João Roma sobre ser vice de Neto

segunda-feira, maio 16th, 2022

Retou. O deputado federal, ex-ministro da Cidadania e pré-candidato a governador da Bahia, João Roma (PL), rebateu a especulação, segundo ele, plantada por adversários, de que, com o crescimento do presidente Jair Bolsonaro entre os eleitores baianos, teria uma composição para ser vice do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto.

Indagado pela imprensa, Roma respondeu: “Toda vez que uma candidatura começa a crescer e incomodar, os adversários espalham mentiras, fake news. E agora não é diferente. Então deixo aqui bem claro: a minha candidatura a governador da Bahia é pra valer. Não trabalho com outro cenário. Tenho andado por todo Estado e percebido um desejo por mudança muito grande”, detonou Roma.

Fotografia: Divulgação/Ascom/João Roma

“O governo não agiu e o crime organizado se instalou na Bahia”, detona João Roma

quinta-feira, maio 12th, 2022

Detonou. João Roma (PL), pré-candidato a governador, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, manifestou determinação para enfrentar a violência na Bahia, ao ser questionado por comunicadores das Cidades de Feira de Santana, Luís Eduardo Magalhães, Santo Antônio de Jesus, Amargosa, Canavieiras e Jacobina em entrevistas a emissoras de rádio na quarta-feira, dia 11/5.

 Na conversa com a imprensa, Roma detonou: “A violência desenfreada atinge desde a capital à zona rural, onde hoje se vive também com grades nas portas e janelas das casas. O governo não agiu e o crime organizado se instalou na Bahia. É preciso mudar a postura. Não transferir responsabilidades. E ter coragem para enfrentar o problema e colocar os bandidos na cadeia”, assinalou Roma.

Fotografia: Reprodução

Roma promete criar Secretaria do Semiárido, caso seja eleito governador

domingo, maio 8th, 2022

Promessa. O pré-candidato a governador, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), anunciou no sábado 7/5 que, caso seja eleito, vai criar a Secretaria do Semiárido. A afirmação foi feita durante entrevista.

“Governar é ter prioridades. E o Semiárido será uma das minhas prioridades. Criarei a Secretaria do Semiárido, caso seja eleito governador da Bahia”, disse Roma.

O objetivo da medida, segundo Roma, é mudar o paradigma do semiárido, com a criação de muitas oportunidades de trabalho e renda para os milhões de baianos e baianas que convivem com a escassez de água na maior parte do território da Bahia. “Vamos acabar com o jogo de empurra de governos que nunca buscaram objetivamente soluções para melhorar a qualidade de vida nessa região cheia de potencialidades”.

O pré-candidato bolsonarista citou a falta de extensão rural aos pequenos produtores rurais que, assim, ficam sem acesso a tecnologias e crédito para desenvolverem suas atividades agrícolas, além de sofrerem com a burocracia e amarras para a concessão de outorgas de água. “O descaso é total. Vamos mudar o destino do sertanejo e da sertaneja que vivem no Semiárido da Bahia”.

Para João Roma, a ideia do sertanejo forte ficou famosa na obra “Os Sertões˜, do escritor Euclides da Cunha, pela capacidade de sobrevivência às adversidades da falta de água. “Com a Secretaria do Semiárido, vamos transformar o sertanejo forte em também um vencedor, que terá a seu favor todos os avanços tecnológicos para, enfim, o Sertão virar um mar de prosperidade e oportunidades”.

O ex-ministro da Cidadania amparou a sua proposta no que já vem sendo realizado pelo governo federal. “O presidente Bolsonaro tem sido toda a diferença para aqueles que vivem no semiárido. A água da transposição do Rio São Francisco já chegou ao Rio Grande do Norte, chega ao Ceará e, brevemente, chegará a Bahia, porque Bolsonaro já autorizou o Canal do Sertão Baiano, que vai perenizar vários rios baianos”.

Roma também voltou a falar do Canal da Redenção, projeto que já vem sendo estudado pelo governo federal para ser o novo eixo da transposição na Bahia. “Essa iniciativa vai levar água ao Platô de Irecê e transformar essa região na nova fronteira agrícola do Brasil”, afirmou, destacando ainda o compromisso que tem com a desoneração do setor produtivo.

“Outra prioridade que tenho, sendo eleito governador da Bahia, é desonerar o setor produtivo, que é quem gera emprego e renda para a população”, disse o pré-candidato liberal, ao observar que os seus adversários “são mãos pesadas na questão de tributos”. “O governo do PT não abriu mão de reduzir o ICMS dos combustíveis e o ex-prefeito de Salvador ACM Neto pesou no IPTU e no arrocho aos empresários de Salvador”.

Fotografia: Divulgação

“A Bahia precisa seguir de mãos dadas com o Brasil para crescer e gerar emprego e renda”, diz João Roma

segunda-feira, maio 2nd, 2022

O pré-candidato a governador da Bahia pelo PL, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma, destacou a importância do Auxílio Brasil e a necessidade da retomada do crescimento econômico com a atração de investimentos para a geração de mais emprego e renda na Bahia, em sua mensagem neste Dia do Trabalho.

“Podemos, sem dúvida nenhuma, ter uma Bahia liberta. Uma Bahia que possa, sim, estar de mãos dadas com o Brasil e atrair investimentos, que significa a oportunidade de emprego e renda para o nosso povo”, disse Roma em vídeo postado em suas redes sociais neste domingo.

O pré-candidato também ressaltou o seu compromisso em trabalhar pelo futuro da juventude baiana, “que muitas vezes fica sem perspectivas”.

“Vamos juntos fazer com que nossa Bahia retome o protagonismo e possa mostrar que é solução para o Brasil”, afirmou no encerramento do vídeo em que também lembrou de seu papel na criação do Auxílio Brasil, benefício social que socorre mais de duas milhões de famílias baianas em situação de pobreza, com o mínimo de R$ 400 por mês.

Fotografia: Divulgação

Empresários baianos fazem evento de apoio à pré-candidatura de Roma

sábado, abril 30th, 2022

Olha aí. O pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro e deputado federal João Roma (PL), se reuniu com empresários baianos em almoço de adesão em um restaurante, no Salvador Shopping, na sexta-feira 29/4.

O ambiente desfavorável aos negócios no estado e na capital pautou o encontro com a presença de centenas de empreendedores.

Ao lado da pré-candidata a deputada federal Roberta Roma (PL), o ex-ministro da Cidadania reiterou o seu compromisso de colocar a Bahia de mãos dadas com o Brasil.

“A exemplo do que vem fazendo o presidente Bolsonaro no Brasil, vamos desonerar o setor produtivo na Bahia”, afirmou Roma.

Recuperar o protagonismo do estado baiano no cenário nacional é o objetivo do pré-candidato bolsonarista.

“Vamos promover o desenvolvimento social e econômico de mãos dadas com o setor produtivo e o povo da Bahia”, asseverou João Roma, que também estava acompanhado dos pré-candidatos a deputados estaduais Vítor Azevedo e Rosalvinho.

Fotografia: Divulgação

Roma comemora aprovação do Auxílio Brasil e manda recado aos “inimigos”

sexta-feira, abril 29th, 2022

Avançou. “A Câmara Federal promoveu um grande avanço à sociedade brasileira ao tornar permanente o Auxílio Brasil e garantir o mínimo de R$ 400 às famílias que mais precisam. Agora só falta o Senado”, afirmou o pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), em entrevista ao Jornal da Manhã da Jovem Pan News, na manhã de quinta-feira 28/4.

Relator da MP do Auxílio Brasil, aprovada pela Câmara Federal ontem por 418 votos a sete, Roma explicou que os recursos destinados ao novo programa social de transferência de renda do governo federal não causam impacto nas contas públicas.

“A PEC dos precatórios possibilitou a viabilidade desse benefício social para os brasileiros mais vulneráveis”, disse o parlamentar, destacando que o Auxílio Brasil, além de proteção, promove o cidadão a superar a condição de pobreza e aprimorou o antigo Bolsa Família.

Considerado o pai do Auxílio Brasil, junto com o presidente Bolsonaro, João Roma informou que, por causa dos avanços do novo programa com relação ao Bolsa Família, está havendo a necessidade de substituição dos cartões antigos.

“Os novos cartões do Auxílio Brasil são dotados de chips com mais tecnologias, a exemplo de georreferenciamento e reconhecimento facial, para evitar fraudes e vai permitir também que o beneficiário tenha acesso a outras operações”, explicou o pré-candidato a governador da Bahia, estado com o maior número de beneficiários do programa social.

Segundo Roma, são mais de duas milhões de famílias cadastradas no Auxílio Brasil na Bahia. “Quando trabalhei na criação do novo programa social de transferência de renda, lembrava muito da situação da Bahia e isso me inspirou a desenvolver um mecanismo não só de proteção social, mas também de promoção e de emancipação do cidadão”.

O ex-ministro da Cidadania citou o exemplo do beneficiário que consegue um emprego com carteira assinada e continuará recebendo o Auxílio Brasil e mais R$ 200 por dois anos. “No Bolsa Família, não tinha isso. O benefício não era permitido para quem se empregasse com carteira assinada. Isso mudou com o Auxílio Brasil”.

Fotografia: Divulgação 

“Rodoanel de Feira ficou na gaveta em décadas petistas”, detona Roma

segunda-feira, abril 25th, 2022

“As obras do rodoanel de Feira de Santana são a diferença entre o governo do presidente Bolsonaro que realiza e o do PT que vive na propaganda”, afirmou o pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma em entrevista à rádio Nordeste FM, na manhã desta segunda-feira 25/4. Roma chegou a Feira com o ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, para vistoriar o andamento da construção do rodoanel.

“É uma obra emblemática que nunca saiu do papel. Importante para a Bahia e o Nordeste. Feira de Santana é a maior cidade do interior nordestino e onde está o maior entroncamento rodoviário da região. Em décadas no poder, o PT só fez prometer. Bolsonaro, em três anos, está fazendo esse indispensável rodoanel”, disse o ex-ministro da Cidadania.

Para João Roma, em quatro mandatos o PT só fez propaganda para iludir e não melhorou a vida dos baianos. “Agora de deboche com a população lançam como candidato o ‘pior secretário de educação do Brasil’ para defender esse projeto falido, que deixa os médicos sem receber pagamentos por quatro meses, além de não dar nenhum respaldo aos profissionais da segurança pública, quando assistimos a uma escalada de violência em nosso estado”.

Fotografia: Divulgação

ACM Neto continua liderando a disputa pelo Governo do Estado, segundo pesquisa

segunda-feira, abril 25th, 2022

Na liderança. ACM Neto (União Brasil), ex-prefeito de Salvador, mantém a liderança na disputa pelo Governo da Bahia, como mostra levantamento do instituto Paraná Pesquisas divulgado nesta segunda-feira, dia 25/4.

Segundo a pesquisa, ACM Neto lidera com 55,4% das intenções de voto, seguido pelo ex-secretário estadual de Educação Jerônimo Rodrigues (PT), que tem 16,1%. Em seguida, aparece o ex-ministro da Cidadania João Roma (PL), com 10,1%. Depois, aparecem o professor Kléber Rosa (PSOL), com 1%; e o também professor Giovani Damico (PCB), com 0,5%.

Entre os entrevistados, 7,2% asseguram que não sabem em quem vão votar ou não responderam, e 9,5% afirmaram que não vão votar em nenhum, em branco ou nulo. A margem de erro do levantamento é de 2,3 pontos percentuais para mais ou para menos.

A pesquisa foi feita com 1.820 eleitores por meio de entrevistas pessoais em 80 Cidades da Bahia e foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº BA-06739/2022.

Fotografia: Reprodução/Redes Sociais

“Foi salvo da forca o novo Tiradentes do Brasil”, diz Roma sobre Daniel Silveira

domingo, abril 24th, 2022

O pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma, fez um discurso emocionado nas comemorações dos 522 anos do Brasil, na tarde de sexta-feira 22/4, em Porto Seguro. “Ninguém vai ousar dividir os brasileiros. Nosso povo é um povo guerreiro. É um povo vencedor. Resiste a tudo. Mas precisa ser tratado com respeito”, afirmou, ao ressaltar que cabia gratidão ao presidente Bolsonaro, que tem olhado por todos no país.

“Foi em seu governo que, no momento de dificuldade, quando a chuva atingiu a nossa Bahia, nada faltou. Em nenhum município atingido pelas chuvas foi perguntado qual era o partido político do prefeito”, disse Roma, ao lembrar que a ajuda chegou para todos. “O presidente determinou que a prioridade tinha que ser as pessoas. Isso faz a diferença. Isso é transformador”.

Ao fazer referência ao indulto concedido pelo presidente Bolsonaro que perdoou o deputado Daniel Silveira da pena de oito anos e nove meses pelo Supremo Tribunal Federal, Roma foi contundente.
“O 21 de abril deste ano marcou mais um episódio na história de nossa República. Foi salvo da forca o novo Tiradentes do Brasil pelo presidente Bolsonaro que, como muita coragem, enfrentou estruturas para que nossa democracia ficasse cada vez mais fortalecida, para que nossas instituições fiquem equilibradas”.

João Roma pontuou ainda que os brasileiros “não são pagadores de impostos para sustentar uma burocracia que só olha pro seu umbigo”. “Nós precisamos, sim, de gestores públicos que olhem para o nosso povo sofrido. É esse Brasil de coragem que nós queremos. É esse Brasil com Bolsonaro, que a Bahia estará de mãos dadas em 2022”.

Fotografia: Divulgação

“Pior educação pública do Brasil”, detona João Roma

terça-feira, abril 19th, 2022

A pressão subiu. “O pré-candidato a governador do PT precisa entender que a questão não é de respaldo, mas de constatar os resultados. Não dá para aplaudir, na terra do educador Anísio Teixeira, o governo do estado oferecer a seu povo a pior educação pública do Brasil e uma das piores do mundo, segundo o Ideb e o Pisa”, respondeu o pré-candidato, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma, à tentativa do petista Jerônimo Rodrigues de desqualificar a sua opinião sobre a educação na Bahia.

Para Roma, o povo baiano não vive na propaganda do PT e não suporta mais a insistência de martelarem em sua cabeça que estão fazendo uma revolução educacional com investimento de bilhões de reais na reforma e construção de novas escolas, se não há uma política educacional que esteja de acordo com as necessidades da atualidade e motive alunos e professores. “Ninguém aprende nada com as paredes que estão sendo reformadas e construídas com bilhões. É preciso investir em novas tecnologias e nos professores”, afirmou.

Fotografia: Divulgação/PR

Se eleito, Roma promete dar atenção ao Extremo Sul e Oeste da Bahia

segunda-feira, abril 18th, 2022

Olha aí. O pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), disse que, se for eleito, seu governo se fará presente nas regiões distantes da capital do estado, a exemplo do Extremo Sul e do Oeste.

“Ao contrário do que acontece atualmente, não esqueceremos essas regiões onde a Bahia prospera. Criaremos mecanismos de interlocução direta. Queremos uma Bahia integrada para orgulhar o nosso Brasil”, afirmou Roma em entrevista à rádio Eldorado FM, de Teixeira de Freitas, na manhã desta segunda-feira 18/4.

O pré-candidato ao governo lembrou que, quando era ministro da Cidadania, esteve ao lado do povo do Extremo Sul da Bahia, enfrentando a calamidade causada pelas fortes chuvas na região. “O governante tem que ir aonde o povo está. Conhecer o problema e buscar soluções. Vamos trabalhar por toda a Bahia sem esquecer nenhuma região”.

Considerado “Pai do Auxílio Brasil”, o ex-ministro se emocionou quando foi lida a mensagem de uma ouvinte desempregada lhe agradecendo pela criação do benefício social que estava lhe ajudando a sobreviver.

“A grande satisfação do homem público é o reconhecimento de seu trabalho. O Auxílio Brasil é uma ajuda do estado para o cidadão superar a dificuldade. Todos nós enfrentamos dificuldades na vida”, comentou João Roma.

Fotografia: Divulgação

Roma critica falta de protagonismo da Bahia; “perdemos peso na economia nacional”

segunda-feira, abril 11th, 2022

Olha aí. Autointitulado como “pai do Auxílio Brasil”, o ex-ministro da Cidadania e pré-candidato a governador da Bahia, deputado federal João Roma (PL), destacou a necessidade de o Estado retomar seu protagonismo nacional em pronunciamento durante o lançamento da pedra fundamental do distrito industrial de Cruz das Almas.

“Não dá para ver o Brasil seguindo em frente e o governo da Bahia remando pro lado. Perdemos peso na economia nacional”, afirmou ele, lembrando que hoje Santa Catarina tem o PIB maior que o baiano, e outros estados, a exemplo de Goiás, Pernambuco e Ceará, se aproximam. “Salvador que liderava a economia nordestina já foi superada por Fortaleza”, disse Roma.

Para o pré-candidato liberal ao governo baiano, a Bahia não é um problema para o Brasil. “A Bahia é solução para o Brasil, com as inúmeras potencialidades que tem nos mais diversos setores que precisam ser exploradas para o desenvolvimento social e econômico do povo baiano e de todo o país”.

Roma citou o exemplo da matriz energética da Bahia, que é 70% renovável, não se restringindo à hidroeletricidade, mas que vem se diversificando com outras fontes, como a eólica e solar. “Chegou a hora também de despontarmos na área de tecnologia. Direcionar a criatividade genuína do povo baiano para o desenvolvimento desse dinâmico setor da economia”.

O ex-ministro disse que, caso seja eleito governador da Bahia, pretende repetir o mesmo ritmo de trabalho de quando esteve no Ministério da Cidadania.

“Em Brasília, desenvolvemos inúmeras ações, com destaque para o Auxílio Brasil, que representaram o trabalho de 10 anos em apenas um. Na Bahia, vamos nos esforçar para, em quatro anos, fazermos o trabalho que duraria 40 e colocar o nosso Estado na posição de liderança que merece”, disse o pré-candidato bolsonarista.

No final de semana, além de Cruz das Almas, João Roma esteve, no domingo, em Feira de Santana e Conceição do Coité, pela tarde. No sábado, visitou Parapiranga e Coronel João Sá.

Fotografia: Divulgação

Agora: João Roma sai do ministério da Cidadania

quinta-feira, março 31st, 2022

Exonerado. O presidente Jair Bolsonaro (PL) exonerou nesta quinta-feira, dia 31/3, o deputado federal da Bahia, João Roma (PL), do cargo de ministro da Cidadania. O decreto da presidência foi publicado no Diário Oficial da União.

João Roma sai do ministério pelo trâmite legal para se candidatar nas eleições de outubro. O político retorna ao seu cargo na Câmara Federal e, sendo assim, tira o mandato de Tia Eron (Republicanos), que volta à suplência. Outros oito ministros deixam os cargos na mesma situação.

Fotografia: Arquivo/Presidência da República

O que disse Roma após se filiar ao PL

segunda-feira, março 28th, 2022

O ministro da Cidadania, João Roma, oficializou sua filiação ao PL, no domingo 27/3 em evento que ocorreu em Brasília e contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Em discurso realizado após a filiação, Roma afirmou que quer que a “Bahia de mãos dadas pelo Brasil”. A ida de Roma para o PL foi acordada com o Republicanos, partido ao qual foi filiado por quase 7 anos.

“Hoje estou com muito entusiasmo, assumindo esse novo compromisso, essa caminhada para todos que querem o Brasil uma sociedade unidade e para todos nós que na Bahia queremos a Bahia de mãos dadas pelo Brasil”, disse Roma.

Fotografia: Reprodução/Facebook

João Roma anuncia assessor como novo ministro; saiba quem é

segunda-feira, março 28th, 2022

Mudanças. O ministro João Roma anunciou neste domingo 27/3, que o seu atual chefe da assessoria especial e Assuntos Estratégicos do Ministério da Cidadania, Ronaldo Vieira Bento, será o seu substituto na condução da pasta. Roma precisa deixar o cargo na próxima semana para concorrer ao governo do estado da Bahia nas eleições deste ano.

Ronaldo Vieira Bento está no ministério desde março de 2021. Ele é servidor de carreira do Executivo desde 2005 e já foi presidente da Comissão Permanente de Avaliação de Documentos Sigilosos e Autoridade de Monitoramento da Lei de Acesso à Informação junto ao Ministério da Justiça, onde também já ocupou o cargo de Ouvidor-geral.

A reforma ministerial já é esperada e está prevista para acontecer no dia 31. Além de Roma, Tarcísio de Freitas (Infraestrutura), Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos), Tereza Cristina (Agricultura) e Flávia Arruda (Secretaria de Governo), entre outros, também devem deixar o comando das pastas para concorrer a cargos em outubro.

Fotografia: Agência Brasil