Posts Tagged ‘João Roma’

“2 de Julho é a consolidação da Independência do Brasil”, diz João Roma

terça-feira, julho 2nd, 2024

Celebrou. O presidente do PL na Bahia, João Roma, afirmou nesta terça-feira, dia 2/7, que o 2 de Julho é a consolidação da Independência do Brasil, durante participação dele na “Motociata da Independência”, que percorreu um trecho da orla de Salvador, entre o Farol da Barra e a Boca do Rio.

De acordo com a organização, centenas de motociclistas e motoristas participaram do evento, que expande a celebração da Independência do Brasil na Bahia para além do tradicional cortejo cívico realizado no Centro Histórico de Salvador.

“O 2 de Julho é a consolidação da Independência do Brasil. Foram a bravura e a coragem dos baianos que expulsaram definitivamente o exército português que ainda mantinha sob o seu jugo parte do território nacional. Salve a soror Joana Angélica, Maria Quitéria, o corneteiro Lopes, João das Botas e tantos outros heróis que libertaram a Bahia e o Brasil! Salve o 2 de Julho! Viva a liberdade”, afirmou Roma.

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Max Haack

João Roma detona: “Os baianos têm sido vítimas de propaganda mentirosa do PT”

segunda-feira, junho 10th, 2024

Vixe. O presidente do PL na Bahia e ex-ministro da Cidadania, João Roma, declarou em entrevista à Rádio Cultura de Guanambi nesta segunda-feira, dia 10/6, que a população baiana tem sido vítima de manipulação do PT que, por meio de propagandas que não refletem a realidade, tenta esconder as mazelas que assolam o Estado após cinco gestões petistas à frente do governo estadual. “A população tem sido vítima e manipulada por uma comunicação mentirosa do PT”, disse Roma.

O dirigente partidário ainda afirmou que devido a esta conjuntura, a sua pré-candidatura a governador em 2026 está mantida, justamente para ‘realizar um contraponto ao que vem sendo feito pelas gestões do PT na Bahia’. Sobre as gestões do governador Jerônimo Rodrigues (PT) e do presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Roma afirmou que é “um ano e meio de muitas frustração e de promessas não entregues. As pesquisas claramente colocam o desagrado da população, pois não conseguem entregar obras que prometeram. Então é fundamental fazermos essa contraponto”, disse o ex-ministro da Cidadania.

“Estados vizinhos têm avançado em infraestrutura e atração de investimentos”, disse Roma, ao colocar que a Bahia tem perdido competitividade devido à alta de impostos que sufoca quem deseja empreender e não tem acompanhado o desenvolvimento de estados vizinhos como Espírito Santo, Minas Gerais e Goiás. O ex-ministro da Cidadania comparou e evidenciou que, no governo do presidente Jair Bolsonaro, a situação era melhor ainda que houvesse uma pandemia. “Mesmo durante o período da pandemia, ninguém ficou desassistido; já o Lula cortou mais de 2 milhões de beneficiários do Bolsa Família, meramente para fazer averiguação. Parece que o dinheiro sumiu e esse desejo de mudança fica muito nítido também para o cidadão da Bahia”, enfatizou.

Ao comentar as eleições deste ano, o presidente estadual do PL indicou que a prioridade é aumentar a capilaridade do PL em todo o estado da Bahia, elegendo vereadores, vice-prefeitos e, onde houver condições de apresentar candidaturas competitivas, prefeitos. Roma destacou as candidaturas a prefeito do Coronel França, em Teixeira de Freitas, Chico França em Itabuna e de Júnior Tarumã, em Mucuri.

João Roma explicou que o foco no avanço do PT em cidades importantes como Salvador, Feira de Santana e Vitória da Conquista fizeram o PL apoiar, respectivamente, as pré-candidaturas de Bruno Reis, José Ronaldo e Sheila Lemos. “É fundamental que haja uma formação estratégica: não vamos desistir do Brasil, muito menos da Bahia”, salientou o ex-ministro da Cidadania.

Quando questionado sobre o quadro eleitoral em Guanambi, Roma declarou: “ainda não temos nenhum candidato a prefeito que abrace nossas bandeiras partidárias”. Ele prosseguiu e disse qual será o prazo para haver uma decisão na cidade: “Estamos avançando nessas discussões e, no período das convenções, que vai de 20 de julho a 5 de agosto, nós já estaremos maduros suficientes para definir um rumo estratégico em Guanambi”.

O dirigente partidário ainda ressaltou a importância do município para o PL. “Guanambi é uma cidade importantíssima, que nos recebeu muito bem durante o período eleitoral, com forte manifestação. Tem uma população altiva que percebe o que acontece em nosso Brasil. Hoje o nosso diretório está recém estruturado com a Fernanda Laranjeiras à frente do trabalho do PL”, declarou o ex-ministro da Cidadania.

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Divulgação / Assessoria 

Roma pode indicar vice de José Ronaldo em Feira de Santana

terça-feira, junho 4th, 2024

Olha aí. O presidente do PL na Bahia e ex-ministro da Cidadania, João Roma, reiterou na segunda-feira, dia 3/6, que a sigla tem interesse indicar o candidato a vice na chapa que será encabeçada pelo ex-prefeito José Ronaldo (União Brasil), em Feira de Santana. O dirigente disse que é natural que o PL possa indicar o nome para a majoritária. “Além de total legitimidade, temos quadros que vão contribuir para a futura administração da cidade”, declarou Roma, em entrevista à Rádio Princesa FM.

O dirigente partidário citou três membros do partido em Feira que podem assumir a missão: o atual presidente municipal da sigla, Raimundo Júnior, a ex-candidata a vice-governadora Leonídia Umbelino e Neto Bahia, representante da Unagro. “A conversa não passou por definição de espaços nesses termos; gostamos de vestir a camisa. O que tenho comentado como natural é que o PL, que tem quadros como Leonídia Umbelino, Raimundo Júnior e Neto Bahia, pode contribuir muito”, destacou o ex-ministro.

Ao ser indagado especificamente sobre Neto Bahia, Roma respondeu que se trata de “um jovem muito dedicado, com total habilidade para ser o vice. São nomes que nós temos e que trariam grande contribuição para essa sucessão”. Ao ser questionado sobre uma possível visita de Jair Bolsonaro à cidade, João Roma lembrou que o ex-presidente esteve recentemente em Salvador. “Nós estamos buscando outras programações; é provável que ele retorne à Bahia. Na última semana passou vários dias em São Paulo”, comentou o presidente estadual do PL.

“A participação do presidente é sempre bem-vinda, pois foi um presidente que sempre olhou para Feira de Santana”, disse Roma ao citar obras em Santa Bárbara e também no Anel Rodoviário da cidade. João Roma também participa nesta segunda-feira do lançamento da pré-candidatura de Bruno Reis (União Brasil) a prefeito de Salvador. O gestor tentará a reeleição e, assim como José Ronaldo em Feira de Santana, conta com o apoio do PL.

Ainda ao comentar o cenário em Feira, o presidente do PL apontou as qualidades de José Ronaldo. “Ele tem toda capacitação de fazer a transformação para que Feira de Santana possa olhar para o século 21, traçar projetos para que Feira possa pensar grande”, disse Roma. Ele também indicou que com o PT já governando o estado da Bahia e o governo federal, é preciso somar esforços para que as maiores cidades baianas não sejam controladas pelo PT. “Esse foi um dos principais fatores que acabaram fomentando a cúpula do partido para essa decisão”, lembrou Roma, que disse ainda que o PL tinha a pré-candidatura a prefeito do deputado federal Capitão Alden.

Ao falar sobre a gestão do governador Jerônimo Rodrigues, Roma demonstrou preocupação. “O governo tem boicotado o dia a dia do nosso estado e o cidadão baiano acaba precisando procurar ocupação em outros lugares”, lamentou o presidente estadual do PL. O ex-ministro citou a situação do agronegócio na Bahia que, apesar do vastíssimo território e de trabalhadores e produtores que buscam oportunidades, há déficit de infraestrutura de transporte e sequer o fornecimento de água para as produções é suficiente. “No extremo sul, parece que o governo finge que eles não existem; e isso deixa a Bahia numa situação muito delicada”, respondeu Roma ao ser questionado sobre a gestão estadual.

“Lamentavelmente, pois não torcemos pelo pior no estado da Bahia, não há o que comemorar após cinco gestões do PT. Até grupos de servidores já entenderam que o PT não entrega o que promete: o governador aumenta o próprio salário, mas quando é para dar aumento a servidores, não chega a 2%. Temos um governador que circula, mas não resolve os problemas dos baianos”, comentou João Roma.

Ao falar do governo Lula, Roma disse que “o governo tem perdido a condução das políticas públicas no Congresso Nacional. Muitas pessoas foram levadas pela enganação e hoje estão sofrendo as consequências”. O dirigente do PL citou o Auxílio Brasil. “Rapidamente o governo do PT chegou e excluiu mais de duas milhões de pessoas do programa social só para averiguação”, lembrou o ex-ministro da Cidadania.

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Max Haack

Roma aponta “desconexão entre o PT e o povo”, após derrotas do Governo no Congresso Nacional

quarta-feira, maio 29th, 2024

Olha aí. O presidente do PL na Bahia e ex-ministro da Cidadania, João Roma, enalteceu a ação do Congresso Nacional que, em sessão conjunta de deputados e senadores, derrubou vetos do presidente Lula (PT) como ao que restabelecia as saidinhas da prisão. “Por maioria maiúscula, conseguiu-se derrubar vetos do presidente da República a medidas legais muito sérias, uma delas da saidinha”, disse Roma, nesta quarta-feira, dia 29/5, em entrevista à Rádio Abelha Dourada FM, de Itiúba.

O dirigente partidário e ex-deputado federal destacou que, ao contrário dos parlamentares, o governo está desconectado da realidade e dos sentimentos do povo brasileiro. “O parlamentar brasileiro anda na rua, os parlamentares estão em sintonia com o que ocorre com a vida dos cidadãos. O PT é bom de propaganda, mas na Bahia, onde já são cinco governos do PT, os números só pioram”, mencionou Roma, ao falar, por exemplo da violência. O PT, salientou João Roma, “sabe fazer política demagógica, populismo e querer jogar com a plateia”.

O presidente do PL também criticou o aumento de 4% dado pelo governo estadual aos servidores. “É um contrassenso, pois é o mesmo PT que diz que defende o servidor e o cidadão necessitado. Quando chega a hora de valorizar o servidor, faz cara de paisagem, usa todo tipo de desculpa”, comentou Roma, ao falar sobre o argumento do governo estadual de que precisaria prezar pelo equilíbrio financeiro. Na mesma sessão em que aprovou somente 4% de aumento ao funcionalismo estadual, o governo conseguiu mais um empréstimo de R$ 2 bilhões – o governo Jerônimo Rodrigues já soma R$ 6 bilhões em empréstimos.

João Roma diz que estas ações equivocadas do governo têm reflexos na economia e na insegurança que se alastra pelo estado. “Na Bahia, não se encontra oportunidade de trabalho. O crime organizado está se instalando e encontrando solo fértil; até em cidades pequenas, se encontram facções e grupos criminosos. E o PT ainda queria aprovar saidinha. Esse é o reflexo da falta de sintonia entre a população e o governo”, pontuou Roma.

O ex-ministro da Cidadania ainda informou que cumprirá agenda em Itiúba, ao lado da deputada federal Roberta Roma, na sexta-feira (1º/6). O presidente estadual do PL está focado em fortalecer o partido nos principais municípios baianos para que, em 2026, haja uma representação de prefeitos e vereadores, além de diretórios municipais da sigla, que levem as propostas do partido para os baianos. “Estamos trabalhando para que, em 2026, a Bahia seja motivo de orgulho para o Brasil”, disse Roma, que pretende disputar o governo estadual daqui a dois anos.

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Max Haack

Roma não descarta apoio do União Brasil a seu nome em 2026

domingo, maio 19th, 2024

Olha aí. O presidente do PL Bahia, João Roma, disse que o apoio dele à reeleição de Bruno Reis (União Brasil) a prefeito de Salvador não é entrave à sua candidatura a governador em 2026, mas um gesto que pode resultar na possibilidade de PL e União Brasil estarem juntos também em torno de seu nome daqui a dois anos no pleito estadual.

“Esse apoio demonstra uma sinalização para que tenhamos um palanque ampliado daqui a dois anos e assim, juntos, mostremos a ineficácia desse governo do PT que não tem melhorado a vida da população”, disse Roma, em entrevista ao programa Frequência Política, da Rádio Interativa FM, de Itabuna, no sábado, dia 18/5.

Roma explicou que a política se faz com gestos que ampliem os horizontes e fortaleçam os laços daqueles que desejam o bem-estar do povo. “A política tem que mostrar caminhos e construir pontes para que sejam criadas as condições de uma vida melhor para a nossa população, que é quem sofre as consequências quando vota em quem não tem compromisso com isso”.

Ainda ao falar sobre o apoio ao prefeito da capital baiana, Roma destacou: “conseguimos encontrar consenso com propostas muito efetivas”. O PL vem defendendo principalmente as bandeiras da liberdade econômica, da redução de impostos como forma de criar um ambiente mais saudável e convidativo para quem deseja empreender.

O dirigente partidário ainda acrescentou que o PL terá neste ano 23 candidaturas próprias a prefeito em importantes cidades baianas, a exemplo de Ilhéus, Itabuna, Teixeira de Freitas e Juazeiro. “Em muitos locais, estamos avaliando nomes, identificando projetos com viabilidade”, disse João Roma que, neste sábado (18), esteve em Itabuna para o lançamento da pré-candidatura a prefeito do engenheiro Chico França.

“França é um quadro de nosso partido que vai levantar nossas bandeiras em Itabuna: redução de impostos, mais empregos e liberdade”, afirmou Roma. Na entrevista, o ministro da Cidadania informou que agenda uma visita do presidente Jair Bolsonaro ao sul da Bahia. O problema, segundo ele, é a questão logística. “O nosso presidente Bolsonaro não está utilizando aviões particulares, então será avaliada a possibilidade de o ex-mandatário pegar um voo para Ilhéus e cumprir agenda também em Itabuna”.

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: PL Bahia / Divulgação 

Roma defende vice do PL na chapa de Zé Ronaldo em Feira de Santana

quarta-feira, maio 8th, 2024

Êta. O presidente do PL na Bahia e ex-ministro da Cidadania, João Roma, declarou que a escolha do vice na chapa de Zé Ronaldo (União Brasil) em Feira de Santana são tratados pelo ex-prefeito nas conversas com o PL. “Uma possível escolha para a vice de Zé Ronaldo naturalmente passa por uma interlocução com o PL. Não são exigências pontuais ou cartas colocadas na mesa, mas é natural que o PL, maior partido do Brasil, que tem maior tempo de rádio e TV, que tem uma fatia do eleitorado, que tem também bons serviços prestados, que tenha também bons quadros em uma estrutura organizacional, dentro das possibilidades de fazer parte também da chapa”, declarou Roma, em entrevista à Rádio Princesa FM, na terça-feira, dia 7/5.

O dirigente partidário citou três membros do partidos em Feira que podem assumir a missão: o atual presidente municipal da sigla, Raimundo Júnior, a ex-candidata a vice-governadora Leonídia Umbelino e Neto Bahia, representante da Unagro. João Roma destacou que o apoio a Zé Ronaldo se deu após muito diálogo, com a decisão de respaldar quem estava à frente nas pesquisas e com maiores chances de derrotar o candidato do PT, partido que já comanda o estado e a União. Mas ele ressaltou: “A forma nossa de fazer política no PL não tem sido diálogo político em que se ponha faca no pescoço. Não chegamos com exigências pontuais, mas é mais que natural que estejamos na vice”.

João Roma destacou o avanço da organização do partido na Bahia, que tinha somente 30 diretórios municipais instalados e atualmente possui mais de 240. O ex-ministro da Cidadania ressaltou a posição antagônica entre PL e PT e explicou a visão estratégia que tem conduzido as decisões da sigla. Em Feira de Santana, por exemplo, estava posta a pré-candidatura do deputado federal Capitão Alden, mas o PL entendeu que o mais importante era somar esforços para impedir que a maior cidade do interior baiano, assim como a capital, sejam controladas pelo petismo. “Quando não vislumbramos chapas consistentes, estamos buscando alianças estratégicas”, reiterou o presidente estadual do PL.

O ex-ministro também foi questionado a respeito de uma possível candidatura para disputar o governo estadual em 2026. “A nossa meta de fato é a organização e estruturação do partido por toda a Bahia, mas uma candidatura em 2026 seria natural, como um contraponto ao desmando e ineficácia dos governos do PT”, respondeu João Roma.

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Max Haack

“O PL chega para decidir a parada”, diz Roma em anúncio de apoio a Bruno Reis

terça-feira, abril 30th, 2024

Olha aí. O presidente do PL na Bahia, João Roma, destacou que o partido não declarou apoio à reeleição do prefeito de Salvador, Bruno Reis (União Brasil), para preencher espaço, mas para ser decisivo na manutenção do caminho de desenvolvimento que se verifica na capital baiana. “O PL chega não para compor, o PL não chega para ser um adereço, o PL chega para decidir a parada, arregaçar as mangas e estar com você nas ruas”, declarou João Roma, nesta terça-feira, dia 30/4, durante o anúncio de apoio a Bruno Reis.

O dirigente estadual do PL e ex-ministro da Cidadania destacou que todos os integrantes da sigla na Bahia o fazem por afinidade aos valores defendidos pela sigla, o que torna o time do PL muito eclético, mas muito consistente ao reunir ex-prefeito, ex-vereadores e ex-deputados. “São pessoas que chegam muito aguerridas e para fazer a diferença”, destacou Roma. O dirigente partidário também ressaltou que desistiu de uma pré-candidatura que poderia trazer para ele bons frutos pessoais, mas que escolheu seguir um projeto coletivo em benefício da primeira capital do Brasil.

“Teve uma pesquisa que me colocava já com 13% das intenções de voto, talvez fruto do excelente evento que tivemos aqui com a primeira-dama Michelle Bolsonaro, organizado pela nossa deputada Roberto Roma e com a presença do nosso presidente Bolsonaro. Até me balançou”, brincou João Roma, para depois afirmar que o fundamental é entender o momento que o Brasil passa, entender o quanto é fundamental a estruturação do partido. “O melhor caminho é fazer com que Salvador, primeira capital do Brasil, siga no caminho certo”, pontuou.

O dirigente do PL, assim como o prefeito Bruno Reis, destacaram a longa experiência que possuem em trabalhar juntos, o que não foi afetado pelo fato de ambos terem trilhado caminhos distintos nas últimas eleições de 2022. O prefeito de Salvador agradeceu ao apoio do PL e destacou que propostas do partido já foram colocadas em prática em sua gestão. “Esse trabalho que eu fiz para conquistar o PL já veio há algum tempo”, disse Bruno Reis, ao mencionar a defesa comum da Constituição, da família, da vida desde a sua concepção, da liberdade de expressão, da propriedade privada, do legítimo direito à defesa e da diminuição da carga tributária.

Neste último ponto, o prefeito destacou uma contribuição do PL já adotada em seu governo. “Já lá em 2023, quando iniciamos as conversas com o PL, o nosso presidente Roma disse: ‘Bruno, eu contratei uma consultoria, nós estamos estudando uma série de medidas econômicas para melhorar o ambiente de negócios para facilitar a vida de quem quer empreender, para conseguir conceder benefícios e incentivos fiscais, para reduzir a carga tributária na cidade”, lembrou Bruno Reis. Esses princípios auxiliam no fortalecimento da liberdade econômica na cidade.

O prefeito disse que foi a partir dessas conversas que houve a regulamentação da lei de liberdade econômica. “Nós consideramos diversas atividades de baixo risco: 767 atividades que hoje não precisam de alvará para funcionamento, pode ser de imediato instalado”. Essa iniciativa foi adotada a partir de uma entrega de um estudo feito pelo PL e entregue ao prefeito em 2023. “Todas as medidas que foram sugeridas pelo partido nós incorporamos ao projeto de lei e os benefícios estão aí”, apontou Bruno que também destacou as contribuições do PL para a formulação do Renova Centro e do Programa de Estímulo à Atividade Imobiliária.

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Max Haack / Divulgação 

Executiva do PL oficializa apoio à reeleição de Bruno Reis

terça-feira, abril 30th, 2024

Oficializou. A Executiva Estadual do PL Bahia se reuniu nesta terça-feira, dia 30/4, e decidiu apoiar a pré-candidatura à reeleição do prefeito de Salvador, Bruno Reis(União Brasil). A decisão está de acordo com a diretriz do partido de se aliar a projetos de oposição comprometidos com a liberdade e a redução de impostos, e também evitar vitórias da base petista no Estado.

O presidente do PL Bahia, João Roma, destacou que, no ano passado, foi apresentado ao prefeito Bruno Reis um documento com sugestões de redução de impostos e desburocratização das atividades produtivas para dinamizar a economia da capital baiana. 

“As nossas propostas foram bem acolhidas, sendo o primeiro passo para o apoio do maior partido do Brasil ao prefeito Bruno Reis que hoje se oficializa. Que se ressalte: o apoio do PL não se fundamenta em cargos, mas no compromisso com a liberdade e uma política de redução de impostos para a geração de emprego e renda em Salvador”, alinhavou Roma.

Demonstrando grande satisfação com o apoio oficializado, o prefeito Bruno Reis afirmou que o PL vai contribuir com sua gestão. “Temos muitos pensamentos que nos unem, principalmente a questão da pauta econômica, da melhora do ambiente de negócio, de simplificar a vida de quem quer empreender, de estímulos e incentivos fiscais para atrair mais investidores que dinamizem a economia de nossa Cidade”.

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Divulgação 

PL oficializa apoio a Zé Ronaldo em Feira de Santana

sexta-feira, abril 19th, 2024

Olha aí. O PL oficializou o apoio à pré-candidatura de José Ronaldo (União Brasil) a prefeito de Feira de Santana, nesta quinta-feira, dia 18/4. O anúncio foi feito em evento no diretório municipal da legenda, quando o deputado federal Capitão Alden (PL) também comunicou a desistência dele à postulação do cargo.

Para o presidente do PL Bahia, João Roma, o recuo de Alden foi um gesto de grandeza. “Zé Ronaldo reúne as maiores condições políticas eleitorais para levar adiante o projeto de uma Feira de Santana que possa orgulhar seu cidadão e que possa trabalhar para melhorar a vida daqueles que mais precisam”.

O Capitão Alden explicou que, se a manutenção de sua pré-candidatura fosse representar um risco ao projeto maior de derrotar o PT em Feira, ele poderia recuar tranquilamente para apoiar a candidatura mais forte. “Por isso a desistência em apoio a Zé Ronaldo”.

Roma reiterou que um dos pontos determinantes do apoio do PL a José Ronaldo é evitar que o PT, que tanto atraso tem trazido ao Brasil e à Bahia, seja vitorioso nas maiores cidades do estado, conquistando uma hegemonia que o torne bastante difícil de ser batido em 2026.

João Roma assinalou ainda que a troca de uma pré-candidatura própria pelo apoio a José Ronaldo teve aprovação total do partido, tanto do presidente Valdemar da Costa Neto quanto do ex-presidente Jair Bolsonaro. “Tivemos plena autonomia para tomar a decisão”.

Presente ao evento, José Ronaldo revelou que trabalhou pelo apoio do PL. “Agradeço muito ao ex-ministro João Roma, ao presidente municipal Raimundo e todos que fazem o PL na Bahia e em Feira. O PL é o maior partido do Brasil. Tem quase 20% do horário de televisão e rádio. A sua militância é muito importante e sem dúvida, o apoio é muito importante”.

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia / Fonte: PL 

Bolsonaro vem a Salvador para encontro com apoiadores

terça-feira, março 5th, 2024

Olha aí. O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) chega a Salvador às 11h da sexta-feira, dia 8/3, no Aeroporto de Salvador e, à tarde, segue para a Igreja Batista Caminho das Árvores, no Itaigara, onde participa de ato ao lado de pré-candidatos do partido para as eleições municipais de outubro. O evento será aberto ao público.

“Lá na igreja, o presidente Bolsonaro vai receber nossos filiados, simpatizantes, e vai colocar o que ele tem colocado para o Brasil inteiro”, anunciou o presidente estadual do PL, João Roma, em entrevista à Rádio Brado, nesta terça-feira (5). O ex-presidente da República participará, no sábado (9), no Centro de Convenções de Salvador, na Boca do Rio, de evento do PL Mulher que será capitaneado pela ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro.

“O evento do PL Mulher contará também com a participação do presidente Bolsonaro. Essa vinda do presidente à Bahia é muito esperada, pois mostra que não temos somente uma grande massa aqui que é conduzida pela esquerda”, disse Roma. Na entrevista, o dirigente apontou que o PL deve eleger quatro vereadores na capital baiana.

Também ciente de que a presença do ex-presidente causa muitas paixões, Roma pediu que os apoiadores se manifestem “de forma ordeira. É preciso saber se manifestar, saber chegar perto dele”. O ex-ministro da Cidadania também destacou a força pessoal de Bolsonaro diante da perseguição que vem sofrendo: “é impressionante como o presidente Bolsonaro é forte. Ele tem uma força pessoal imensa, apesar de tantos ataques, tantos absurdos”.

Ao ser questionado sobre uma possível prisão do ex-presidente, Roma declarou que “seria uma grande injustiça e também um grande erro político para o Brasil”. O dirigente afirma que o Judiciário faz operações de pescaria contra o ex-presidente, ou seja, incursões com uso de aparato policial em busca de provas que não estão no escopo das ações em tramitação. “Está de forma tão descarada esse tipo de procedimento que já criou um mal estar na população”.

Apesar de toda a perseguição contra o ex-presidente, João Roma aposta em uma mudança de cenário na Bahia, a exemplo do que ocorreu no Rio Grande do Sul. “O PT virou a terceira força para lá no Rio Grande do Sul. Teve uma hora que a população despertou e viu que o estado estava perdendo muito com as políticas atrasadas dessas pautas de esquerda. Virou a chave e hoje o Rio Grande do Sul não está mais dominado pelo PT. Cedo ou tarde, isso vai acontecer aqui na Bahia”, disse Roma.

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Reprodução 

Fonte: Ascom João Roma 

João Roma considera histórico ato com ex-presidente Bolsonaro

segunda-feira, fevereiro 26th, 2024

Olha aí. “É um dia histórico!”, avaliou o presidente do PL Bahia, João Roma, sobre o domingo, dia 25/2, quando na Avenida Paulista, em São Paulo, centenas de milhares de pessoas se reuniram  em um ato pró-Jair Bolsonaro (PL), que é investigado por suposta tentativa de golpe de Estado.

“O chamado do capitão Jair Bolsonaro foi atendido, e o povo deixou suas casas no domingo para apoiá-lo de maneira pacífica e ordeira, com as cores do verde e amarelo”, assinalou Roma, que acompanhou toda a movimentação desde o final da manhã.

Para o ex-ministro da Cidadania do governo Bolsonaro, todo o poder emana do povo e o recado foi dado por quem o detém de verdade. “A manifestação deste domingo evidenciou que os desmandos por que passa o nosso país não têm a aprovação popular”, avaliou.

Roma reencontrou o ex-presidente Jair Bolsonaro e confirmou com ele a sua vinda à Bahia em março. O evento também lhe proporcionou rever colegas de ministério, como o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas.

A deputada federal Roberta Roma também estava em São Paulo, assim como os parlamentares do PL Capitão Alden, Leandro de Jesus e Diego Castro.

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Reprodução/Redes Sociais 

João Roma critica governo de Jerônimo na Lavagem do Bonfim: “Não mostrou para o que veio”

sexta-feira, janeiro 12th, 2024

Detonou. O ex-ministro João Roma, avaliou o primeiro ano de mandato do governador João Roma, durante a Lavagem do Bonfim, na quinta-feira, dia 11/1. 

Em entrevista à imprensa, Roma destacou suas preocupações em relação ao atual governo.

“É um governo que ainda não mostrou para o que veio, é um governo onde o governador tem se segurado em circular bastante, visitar, mas você não vê entregas e você não vê em especial um rumo estratégico para o desenvolvimento do estado da Bahia”, afirmou.

Roma prosseguiu, apontando para o que, segundo ele considera, é um retrocesso do desenvolvimento estadual sob o domínio do Partido dos Trabalhadores (PT): “Entra ano e a marca do PT no estado da Bahia tem sido um retrocesso do seu desenvolvimento, mais graves no quesito social e em especial no caso da segurança pública, que eu acho que já está perdendo o controle no estado da Bahia.”

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Reprodução / Redes Sociais