Posts Tagged ‘Eleição’

“Preparado para governar a Bahia com qualquer que seja o presidente”, diz ACM Neto

segunda-feira, setembro 13th, 2021

Giro pela Bahia. Em uma entrevista coletiva com a imprensa da Cidade de Feira de Santana, no sábado, dia 11/9, o ex-prefeito de Salvador e presidente do DEM, ACM Neto, enfatizou que o foco nesse momento é nas eleições para o governo do estado e afirmou que está preparado caso seja eleito, para governar o Estado da Bahia com qualquer presidente eleito.

Interrogado sobre relação a Presidência da Repúblia, Neto disse: “Como prefeito de Salvador, eu fui durante oito anos tendo dois governadores na Bahia, ambos do PT e três presidentes da República, nesse período eu comecei a administração com Dilma Rousseff, depois Temer e finalmente Bolsonaro. Jamais o fato de não ser do mesmo partido, me trouxe qualquer prejuízo para a Cidade”, respondeu.

Fotografia: Reprodução/Redes Sociais/ACM Neto

Neto lidera, com folga, disputa pelo governo da Bahia; Roma também aparece na pesquisa

sexta-feira, março 26th, 2021

Vixe. O instituto Paraná Pesquisa fez levantamento de intenções na corrida ao Governo da Bahia e acabou revelando que o ex-prefeito de Salvador, ex-deputado federal e presidente nacional do DEM, ACM Neto, lidera as intenções de voto para governador, na eleição de 2022.

No cenário 1, o político do Democratas aparece com 49,3%, seguido pelo senador e ex-ministro Jaques Wagner (PT), com 21,4%. Dra Raissa Soares, secretária de saúde da Prefeitura de Porto Seguro, ligada ao presidente Jair Bolsonaro, e Otto Alencar (PSD) empatariam no terceiro lugar com 3,9% se a eleição fosse hoje, seguidos por João Leão (PP) com 2,5%, Alexandre Aleluia (DEM) com 0,6% e Marcelo Mendes, 0,5%. Nenhum/Brancos/Nulos somam 12,5% e outros 5,3% ainda não tem preferência ou preferiu não responder.

Fotografias: Reprodução

Dr. Furlan é eleito prefeito de Macapá; irmão de Davi Alcolumbre saiu derrotado

domingo, dezembro 20th, 2020
É o período denominado de ‘janela partidária’

Se deu bem. O candidato Dr Furlan (Cidadania) venceu o segundo turno das eleições de Macapá, Capital do Amapá com 55,82% dos votos válidos.

O candidato Dr. Fulan da coligação De coração por Macapá (Cidadania / MDB / PMN) tem 47 anos de idade e é médico. Ele declarou um total de R$ 2 milhões e 300 mil em bens.
 
O segundo turno das eleições de Macapá está ocorrendo neste domingo, dia 20/12, por causa do apagão de energia elétrica sofrido pelo Amapá ao longo do mês de novembro. O pleito foi adiado. O primeiro turno foi realizado no dia 6 de dezembro. A Cidade é a última do país a escolher o seu prefeito. Doutor Furlan derrotou Josiel Alcolumbre do DEM, irmão do presidente do Senado Davi Alcolumbre.

Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Reprodução

Eleições em Macapá: Nove urnas eletrônicas precisaram ser substituídas

domingo, dezembro 20th, 2020

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) informou que nove urnas eletrônicas precisaram ser substituídas em Macapá, onde o segundo turno da eleição municipal ocorre neste domingo, dia 20/12.

Segundo boletim divulgado às 4 da tarde, foram registradas 11 denúncias, cinco crimes eleitorais, um crime comum relacionado às eleições e uma prisão desde a abertura das urnas, às 7h. 

Cerca de 292,7 mil eleitores de Macapá estão aptos a ir às urnas hoje para votar no segundo turno da eleição municipal. Eles devem decidir quem será o prefeito na legislatura 2021-2024. Na disputa estão os candidatos Dr. Furlan (Cidadania) e Josiel Alcolumbre (DEM).

Macapá foi o único município brasileiro que teve o processo eleitoral deste ano adiado em algumas semanas. A medida foi tomada devido ao apagão de energia elétrica que, a partir de 3 de novembro, afetou a maior parte do Amapá e provocou transtornos à população. O problema foi causado por um incêndio na subestação de energia da capital amapaense.

No primeiro turno, que ocorreu em 6 de dezembro sem registro de incidentes, compareceram 217.161 eleitores (74,19% do total apto a votar). Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Reprodução

Mesmo com candidatos derrotados, Wagner provoca: “Apressado come cru”

segunda-feira, novembro 30th, 2020

Vixe. O senador Jaques Wagner (PT-BA), usou as redes sociais na manhã desta segunda-feira 30/11, para comentar o resultado do segundo turno das eleições municipais deste domingo 29/11.

Mesmo com os candidatos do PT derrotados nas Cidades de Feira de Santana e Vitória da Conquista, no interior da Bahia, o petista provocou: “Na Bahia, tem gente comemorando precipitadamente. É bom lembrar que apressado come cru. Em 2016, também não ganhamos Salvador, Feira, Conquista e Camaçari. Nem sequer fomos ao 2º turno em Feira e Conquista. E em 2018, @costa_rui teve uma eleição retumbante e elegemos 2 senadores.”

Fotografia: Reprodução

Com prefeito internado de covid-19, vice comemora resultado

segunda-feira, novembro 30th, 2020

O vice-prefeito eleito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), dedicou o resultado ao prefeito eleito, Maguito Vilela, que está internado desde o dia 27 de outubro devido a covid-19.

Nas redes sociais, Maguito agradeceu aos eleitores.

https://twitter.com/maguitovilela15/status/1333195254938349569?s=21

O candidato Maguito Vilela (MDB) venceu o segundo turno das eleições na Goiânia com 52,60% dos votos válidosO candidato Vanderlan, do PSD, teve 47,40%.

Fotografia/Fonte: Agência Brasil

Eleitores de 57 cidades voltam às urnas no segundo turno

domingo, novembro 29th, 2020

Após o resultado do primeiro turno das eleições municipais, ocorrido no último dia 15, eleitores de 57 Cidades brasileiras retornam às urnas neste domingo, dia 29/11, para decidir, em segundo turno, quem ficará à frente do Executivo municipal pelos próximos quatro anos. Pela legislação, o segundo turno ocorre apenas em cidades com mais de 200 mil eleitores.

Os eleitores devem comparecer às urnas entre as 7h e as 17h deste domingo. Nas primeiras três horas do pleito (das 7h às 10h), a prioridade é para pessoas com mais de 60 anos.

Do total de municípios onde ocorrerá o segundo turno, 18 são capitais. Sete capitais brasileiras elegeram seus prefeitos no primeiro turno, pois os primeiros colocados obtiveram mais de 50% dos votos válidos. Foram reeleitos os prefeitos de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), com mais de 63% dos votos válidos; de Curitiba, Rafael Greca (DEM), com quase 60%; de Natal, Alvaro Dias (PSDB), com 57%; de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), e de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), ambos com cerca de 53% dos votos. Em Salvador, o vice-prefeito Bruno Reis (DEM) venceu com 64%. Em Palmas, a atual prefeita, Cinthia Ribeiro (PSDB) foi reeleita com 36%. 

Macapá teve a eleição suspensa em razão do apagão que atingiu o Amapá. O primeiro turno na capital amapaense será em 6 de dezembro e o segundo turno, caso o primeiro colocado não obtenha mais de 50% dos votos válidos, será em 20 de dezembro. Já a capital federal, Brasília, não tem disputa para o cargo de prefeito, uma vez que o chefe do Executivo é o governador.

Ainda de acordo com o TSE, o índice de abstenção no primeiro turno no país foi de 23,14%. Nas eleições municipais de 2016, o índice de abstenção no primeiro turno foi de 17,58%. Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Divulgação

Vereadora eleita pelo partido de Isidório é recebida por Bruno Reis

quinta-feira, novembro 26th, 2020

Vai pra base? Debora Santana, eleita vereadora em Salvador, dia 15 de novembro, pelo Avante, mostrou através das redes sociais que busca uma boa relação com o prefeito eleito Bruno Reis (DEM). Na manhã da quarta-feira, dia 25/11, Debora divulgou fotos tomando café com o futuro prefeito.

O encontro acabou chamando a atenção porque o partido da vereadora eleita é comandado na Bahia pelo deputado federal Pastor Sargento Isidório (Avante), oposição ao grupo do prefeito ACM Neto e derrotado por Bruno Reis no primeiro turno da eleição de 2020. Debora Santana que já tinha tentado uma vaga na Câmara Municipal de Salvador em 2016, sem êxito, venceu este ano com 7.586 votos. Ela vai ocupar a única cadeira do AVANTE na CMS.

Fotografias: Reprodução/Istagram

Serrinha: Adriano Lima derrota Osni e é reeleito prefeito

segunda-feira, novembro 16th, 2020

Olha aí. Adriano Lima (PP) foi reeleito prefeito de Serrinha, com 53,21%. Ele derrotou o deputado estadual e ex-prefeito da cidade, Osni (PT), que conquistou 40,76% dos votos.

A disputa teve, ainda, Viviany Andrade (PSB), que somou 5,73% dos votos válidos, e Helena Rodrigues, com 0,30%.

Adriano Lima tem 45 anos, é casado, tem superior completo e declara ao TSE a ocupação de médico. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 251.940 mil. O vice Moreno Ferreira, do PMB, tem 43 anos. Os dois compuseram a coligação “Serrinha quer seguir em frente”, formada pelos partidos PP, MDB, PSL, PMB, PATRIOTA e DC.

Serrinha tem quase 58.606 eleitores, sendo a 23ª cidade mais importante da Bahia. No total, oito políticos concorreram ao cargo de prefeito e prefeita, como também de vice-prefeito (a). Além disso, 319 disputaram o cargo de vereador (a).

As informações são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e levam em conta as candidaturas consideradas aptas pela Justiça.

Fotografia: Reprodução

Operação contra crime eleitoral apreende mais de R$ 230 mil

sábado, novembro 14th, 2020

A Operação Sandra Rosa Madalena, deflagrada pelas polícias Civil e Militar, além do Ministério Público Eleitoral, na sexta-feira 13/11, apreendeu 236 mil reais com dois ciganos envolvidos com crimes eleitorais, na cidade de Entre Rios, no interior da Bahia. Com a dupla, que possuía mandados de prisão, foram encontrados também cheques, notas promissórias, três pistolas calibres 9mm e 380, carregadores, uma espingarda calibre 12 e munições.

“Investigamos a prática de agiotagem e empréstimo de dinheiro para campanha política”, contou o delegado titular da Delegacia Territorial de Entre Rios, Luiz Enock Passos. A ação contou com o apoio da 56ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Entre Rios) e da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe/Litoral Norte). “Esses dois ciganos atuam no município há mais de 30 anos”, informou o comandante da 56ª CIPM, major Ivan Paulo Nascimento da Silva. 

Além dos mandados, a dupla foi autuada em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. 

Fotografia/Fonte: SSP-BA

TRE-BA suspende atos políticos presenciais no Estado

terça-feira, novembro 10th, 2020

Mudança. Faltando cinco dias para as eleições, o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) resolveu suspender todo e qualquer ato presencial de campanha política no Estado da Bahia, para evitar aglomerações. O anúncio foi feito nesta terça-feira, dia 10/11, pelo presidente do TRE-BA, Jatahy Júnior, em coletiva de imprensa, e passa a valer a partir da quarta-feira , dia 11/11.

“A medida dura é justamente para preservar a saúde pública. Nós estamos vivendo um momento de grande dificuldade, com o novo coronavírus ainda circulando. É uma eleição totalmente atípica. Nessa última semana a tendência é que esses atos de propaganda que geram mais aglomerações aumentassem”, disse o presidente do Tribunal.

Segundo o Tribunal, “São mais de 1.200 denúncias no disk-aglomeração, são 140 decisões judiciais impondo multa e tipificando crimes eleitorais. Com isso, resolvemos impor a suspensão de qualquer ato presencial de campanha, acompanhando o que já foi feito em outros estados.”, fechou. 

Fotografia: Divulgação

Atenção: Eleitor não pode ser preso

terça-feira, novembro 10th, 2020

Nenhum eleitor pode ser preso ou detido desta terça-feira, dia 10/11, até 48 horas após o término da votação do primeiro turno, que acontece no domingo, dia 15/11. A proibição de prisão cinco dias antes da eleição é determinada pelo Código Eleitoral (Lei 4737/1965), que permite a detenção nos casos de flagrante delito, sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou por desrespeito a salvo-conduto.

O flagrante de crime é configurado quando alguém é surpreendido cometendo uma infração ou acabou de praticá-la. De acordo com o Código de Processo Penal, se um eleitor é detido durante perseguição policial ou se é encontrado com armas ou objetos que sugiram participação em um crime recente, também há flagrante delito. 

Sentença criminal

Na segunda hipótese é admitida a prisão daqueles que têm sentença criminal condenatória por crime inafiançável, como, por exemplo, pela prática de racismo, tortura, tráfico de drogas, crimes hediondos, terrorismo ou ação de grupos armados que infringiram a Constituição.

A última exceção é para a autoridade que desobedecer o salvo-conduto. Para tanto, o juiz eleitoral ou o presidente de mesa pode expedir uma ordem específica a fim de proteger o eleitor vítima de violência ou que tenha sido ameaçado em seu direito de votar. O documento garante liberdade ao cidadão nos três dias que antecedem e nos dois dias que se seguem ao pleito. Quem desrespeitar o salvo-conduto poderá ser detido por até cinco dias.

O eleitor preso em uma dessas situações deve ser levado à presença de um juiz. Se o magistrado entender que o ato é ilegal, ele pode relaxar a prisão e punir o responsável. A proteção contra detenções durante o período eleitoral também vale para membros de mesas receptoras de votos e de justificativas, bem como para fiscais de partidos políticos.

No caso de candidatos, desde o dia 1º de novembro eles não podem ser presos, a menos que seja em flagrante ato criminoso. Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Divulgação

Eleições 2020: saiba a diferença e os efeitos de votos brancos e nulos

terça-feira, outubro 20th, 2020

No Brasil, apesar do comparecimento ao local de votação nas eleições ser obrigatório, a menos que seja justificado, o eleitor é livre para escolher ou não um candidato, já que pode votar nulo ou branco. Mas qual é a diferença entre essas opções?

De acordo com o Glossário Eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o voto em branco é aquele em que o eleitor não manifesta preferência por nenhum dos candidatos. Para votar em branco é necessário que o eleitor pressione a tecla “branco” na urna e, em seguida, a tecla “confirma”. Já o nulo é aquele em que o eleitor manifesta sua vontade de anular o voto. Para isso, precisa digitar um número de candidato inexistente, como por exemplo, “00”, e depois a tecla “confirma”.

Antigamente como o voto branco era considerado válido, ele era contabilizado para o candidato vencedor. Na prática, era tido como voto de conformismo, como se o eleitor se mostrasse satisfeito com o candidato que vencesse as eleições, enquanto o nulo – considerado inválido pela Justiça Eleitoral – era tido como um voto de protesto contra os candidatos ou políticos em geral.

Votos válidos

Atualmente, conforme a Constituição Federal e a Lei das Eleições, vale o princípio da maioria absoluta de votos válidos, que são os dados a candidatos ou a legendas. Votos em branco e nulos são desconsiderados e acabam sendo apenas um direito de manifestação de descontentamento do eleitor, que não interfere no pleito eleitoral. Por isso, mesmo quando mais da metade dos votos forem nulos, não é possível cancelar uma eleição.

Fotografia: Reprodução

Fonte: Agência Brasil

Rui promete buscar medidas para evitar aglomerações na campanhas eleitorais

quinta-feira, agosto 27th, 2020

Em transmissão ao vivo do programa Papo Correria, o governador Rui Costa disse que buscará medidas junto à União dos Municípios da Bahia (UPB), à Justiça Eleitoral e aos Ministérios Públicos Estadual e Federal para pactuar procedimentos afim de evitar aglomerações causadas pelas campanhas eleitorais.

Rui lembrou que o decreto estadual nº 19.586, de 27 de março de 2020, que proíbe a aglomeração de pessoas também se aplica a todas as atividades, inclusive para as ações de campanhas eleitorais.

Fotografia/Fonte: Secom GOVBA

“Tratar de eleições neste momento, é um absurdo”, detona ACM Neto

sábado, março 21st, 2020

Neto retou. Uma ideia que ganhou força no Congresso Nacional nos últimos dias, com a pandemia de coronavírus avançando no Brasil, é a unificação das eleições do País, segundo fontes da imprensa nacional.

De acordo com essas fontes, a proposta seria adiar a eleição deste ano para 2022, fazendo então, eleições gerais – para vereador, prefeito, deputados, senadores, governadores e presidente da República.

Perguntado sobre o assunto, o prefeito de Salvador e presidente nacional do Democratas, ACM Neto disse que seria “irresponsabilidade tratar do tema neste momento”.

“Tratar de eleições, neste momento, é um absurdo. Ninguém quer saber de política, as pessoas querem ser assistidas. Errará feio quem se meter nisso”, detonou Neto.

Foto: Max Haack/Divulgação/PMS

TSE reconhece assinaturas eletrônicas para criação de partidos

quarta-feira, dezembro 4th, 2019

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu na terça-feira, dia 3/12, reconhecer assinaturas eletrônicas para formalizar a criação de partidos políticos. A decisão pode ter impacto na criação no Aliança pelo Brasil, novo partido do presidente Jair Bolsonaro, que pretende agilizar o processo de obtenção de registro do partido por meio de certificados digitais.  

Apesar da decisão, não há prazo para que a Justiça Eleitoral possa criar aplicativos e programas de computador para efetivar a decisão, que ainda precisará ser regulamentada para passar a ter validade. Segundo a presidente do TSE, Rosa Weber, as soluções não estarão prontas para as eleições municipais de 2020. 

O julgamento foi motivado por uma consulta apresentada no ano passado pelo deputado federal Jerônimo Goergen (PP-RS). O parlamentar pediu que o tribunal responda a seguinte pergunta: “Seria aceita a assinatura eletrônica legalmente válida dos eleitores que apoiem dessa forma a criação de partidos políticos nas listas e/ou fichas expedidas pela Justiça Eleitoral?” 

Novos partidos

Para a criação de partidos políticos, um dos requisitos exigidos é a apresentação de fichas de apoiamento de eleitores, cuja autenticidade das assinaturas em papel é feita pela Justiça Eleitoral. 

Por 4 votos a 3, o tribunal seguiu voto do ministro Luís Felipe Salomão. Segundo o ministro, o setor técnico do tribunal informou que há viabilidade técnica para desenvolver os aplicativos necessários para implementar a medida. Salomão também afirmou que o uso da assinatura digital trará mais segurança na conferência, que é feita manualmente pela Justiça Eleitoral. O voto foi acompanhado pelos ministros Tarcísio Vieira, Sergio Banhos e Luís Roberto Barroso.  

“No cenário jurídico inexiste óbice à certificação digital de assinaturas. A adoção dessa sistemática é viável”, disse Salomão.  

 Barroso também votou a favor das assinaturas eletrônicas, mas ponderou que a efetivação da medida depende de regulamentação pelo TSE e do desenvolvimento dos aplicativos e sites, que ainda não tem prazo para ocorrer. 

“Vai que a gente não consegue desenvolver essa ferramenta? disse Barroso.  

O relator do caso, ministro Og Fernandes, ficou vencido por entender que o apoio por meio eletrônico não pode ser aceito por não estar previsto em lei ou nas regras do TSE. Edson Fachin e a presidente, Rosa Weber, acompanharam o relator.

Rosa Weber disse que o tribunal não tem recursos para verificar a autenticidade das assinaturas que serão entregues pelos partidos. Fonte: Agência Brasil

Foto: Reprodução

Sucessão Municipal: “Ele não é o único nome”, diz ACM Neto sobre Bruno Reis

segunda-feira, maio 27th, 2019

Previsão. ACM Neto, prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, projeta para dezembro deste ano, a divulgação do nome que vai disputar a a sucessão na prefeitura de Salvador. “Eu vou ter candidato, vou lutar pela eleição dele, pela continuidade do projeto que tem mudado Salvador. Não vou deixar passar a virada do ano, provável que antes da virada do ano a cidade saiba quem é o meu candidato a prefeito, lá por volta de dezembro”, afirmou, em entrevista à Rádio Metrópole nesta segunda-feira, dia 27/5.

ACM Neto admitiu que o vice-prefeito, Bruno Reis (DEM), é o nome mais forte para disputar o comanda da Cidade. “Ele não é o único nome que eu considero, mas o nome que aparece com mais força no grupo é Bruno Reis. Não vou dizer que é o candidato, mas é o que tem mais força. Começamos juntos. Conheci ele quando era estagiário da Câmara Municipal de Salvador. Perdeu o pai e a mãe cedo, veio para salvador estudar, sempre foi muito estudioso, dedicado. Quando conheci, percebi o valor dele”, elogiou Neto em entrevista a Mário Kertész.

Foto: Hora do Bico

Mesário infarta e morre em zona eleitoral

domingo, outubro 28th, 2018

O mesário João Carlos Félix, de 50 anos, que trabalhava na 156ª zona eleitoral, localizada no Centro Federal de Educação Tecnológica de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, teve um ataque cardíaco e morreu no local nesta manhã. Ao fazer o primeiro balanço do andamento das votações no segundo turno no estado, a diretora-geral do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ), Adriana Brandão, lamentou a morte e se solidarizou com a família dele. “Lamentavelmente aconteceu e eu gostaria de aproveitar a oportunidade para, em nome do TRE do Rio, prestar minha solidariedade à família deste mesário que estava ali em uma missão nobre e de cidadania.”

A seção em que ocorreu o óbito foi deslocada para outra sala e a votação continuou normalmente e sem nenhum processo de descontinuidade.

O Tribunal Regional Eleitoral informou que, em todo o estado, 111 urnas eletrônicas tiveram que ser substituídas em todo o estado, o equivalente a 0,003% do total de 33.901 mil urnas disponibilizadas para as 165 zonas eleitorais dos 92 municípios fluminenses. Deste total, 57 urnas foram substituídas na capital, o maior número, onde votam 4,8 milhões de eleitores, em 49 zonas eleitores, distribuídas por 1,4 mil locais de votação.

Segundo a diretora-geral, o processo de votação no estado ocorre em clima de tranquilidade e sem registro até agora de nenhuma prisão por prática de boca de urna ou de qualquer outro tipo de violação da legislação eleitoral.

Para Adriana Brandão, a normalidade já era esperada, principalmente em razão do menor número de candidatos. “São apenas dois candidatos, a eleição está bem tranquila e o eleitor não vem encontrando problemas. Não há registro de filas, de prisões e está tudo transcorrendo dentro da maior normalidade”.

Em relação ao processo de votação biométrica, a diretora garantiu que, neste segundo turno, o eleitor vem absorvendo melhor o processo o que ajuda na agilização da votação. “Houve no primeiro turno uma certa confusão entre os eleitores, principalmente em relação aos 4,6 milhões de eleitores que estavam votando biometricamente a partir do banco dedados do Detran. Graças ao trabalho de informação da imprensa isso não vem ocorrendo neste segundo turno”. Agência Brasil

PSB, PSDB, Rede, DC e PPL devem anunciar hoje (9) apoios para o segundo turno

terça-feira, outubro 9th, 2018

Hora de apoios. Após breve descanso com o fim do primeiro turno das eleições, os partidos políticos se reúnem para definir o apoio aos candidatos à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). A expectativa é de que PSB, PSDB, Rede, DC e PPL anunciem hoje (9), em Brasília, as decisões.

Informalmente, alguns líderes políticos sinalizaram como atuarão nesta reta final. O comando do PDT, do candidato Ciro Gomes, que ficou em terceiro lugar na disputa presidencial, indicou que deve assumir um “apoio crítico” à candidatura de Haddad.

Sofrendo com uma redução nos quadros, o PSDB, que lançou o candidato Geraldo Alckmin, deve ter uma divisão interna, segundo analistas políticos. Mesmo se houver uma decisão fechada em torno de um dos nomes, a tendência é de racha. A vice na chapa de Alckmin, Ana Amélia, afirmou que apoiará Bolsonaro.  

Nas redes sociais, o candidato do PPL à Presidência, João Goulart Filho, fez elogios a Ciro Gomes, mas não apontou se pretende apoiar Bolsonaro ou Haddad. A candidata da Rede, Marina Silva, fez severas críticas aos dois que disputarão o segundo turno, assim como João Amoêdo, do Partido Novo.   

 

 

 

Foto/Fonte: Agência Brasil

Namorado de Fátima Bernardes é eleito deputado federal

segunda-feira, outubro 8th, 2018

Personalidades de internet e da televisão tiveram votação expressiva neste domingo 7/10, no pleito de 2018. Pernambuco, por exemplo, elegeu como deputado Túlio Gadêlha (PDT), que ganhou fama nacional após anunciar namoro com a apresentadora Fátima Bernardes.

São Paulo também elegeu o ator Alexandre Frota (PSL), que antes de entrar para a política participou de reality shows na televisão e de filmes pornográficos.

 

 

Foto: Divulgação/Instagram

Fonte: Agência Câmara Notícias