Posts Tagged ‘ministérios’

Governo confirma troca de comando em seis ministérios

terça-feira, março 30th, 2021
Brasília 60 Anos – Esplanada dos Ministérios

A Secretaria Especial de Comunicação Social do Ministério das Comunicações (Secom) confirmou na tarde desta segunda-feira 29/3, a mudança no comando de seis pastas do primeiro escalão do governo federal. A reforma ministerial do presidente Jair Bolsonaro inclui trocas na Casa Civil da Presidência da República, no Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), no Ministério das Relações Exteriores, na Secretaria de Governo, no Ministério da Defesa e na Advocacia-Geral da União (AGU). 

O presidente confirmou as mudanças nas redes sociais e informou que as nomeações serão publicadas no Diário Oficial da União.

A Casa Civil será comandada pelo general Luiz Eduardo Ramos, em substituição ao também general Braga Netto. Ramos, que até então ocupava a Secretaria de Governo, será substituído pela deputada federal Flávia Arruda (PL-DF), que faz parte da base de apoio do governo no Congresso. Já Braga Netto será deslocado para o comando do Ministério da Defesa no lugar do general Fernando Azevedo e Silva, que anunciou mais cedo sua demissão do cargo

Também foi confirmada a mudança no Ministério das Relações Exteriores, com a saída de Ernesto Araújo. Em seu lugar, assume o diplomata Carlos Alberto França, atualmente assessor especial de Bolsonaro, mas que até poucos meses atrás ocupava o cargo de chefe do cerimonial da Presidência da República. França foi promovido a ministro de primeira classe (embaixador) em 2019, o último posto da carreira diplomática. No exterior, atuou como ministro-conselheiro na Embaixada do Brasil na Bolívia e também serviu em representações diplomáticas em Washington (EUA) e Assunção (Paraguai). 

Na AGU, o governo anunciou o retorno de André Mendonça ao cargo, que assim deixará o comando do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Ele entra no lugar de José Levi, que informou mais cedo sobre sua saída do cargo. Mendonça volta a ocupar o mesmo cargo em que esteve até abril de 2020, quando substituiu o ex-ministro Sergio Moro no comando do MJSP. Em seu lugar no ministério, assumirá o delegado da Polícia Federal Anderson Gustavo Torres, atual secretário de Segurança Pública do Distrito Federal.

Fotografia/Fonte: Agência Brasil

Suspense: Abraço do presidente Jair Bolsonaro em ACM Neto gera especulações

sexta-feira, abril 5th, 2019

O abraço. O prefeito de Salvador, ACM Neto, presidente do Democratas, aparece bastante sorridente sendo abraçado pelo presidente da República Jair Bolsonaro (PSL), logo após encontro no Planalto e isso virou piada no grupo de dirigentes partidários, segundo veículos da imprensa brasileira.

Um aliado de Neto teria largado uma brincadeira: “É cara de quem tem três ministérios e caminha para fechar o quarto”, falou.

Políticos do DEM não viram com tanta empolgação, segundo algumas publicações. Eles dizem que, no dia a dia do Congresso Nacional, o ânimo da bancada com Bolsonaro e do PSL é outro.

A legenda de ACM Neto comanda as pastas da Casa Civil (Onyx Lorenzoni), Saúde (Luiz Henrique Mandetta) e Agricultura (Tereza Cristina).

 

 

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Operação da PF desarticula quadrilha que desviava recursos de dois ministérios

terça-feira, março 15th, 2016

Investigação teve início há três anos e envolve diretores de entidades não-governamentais, assessores e ex-políticos / Adilton Venegeroles/Ag. A Tarde/Folhapress

Êta. A Controladoria-Geral da União (CGU) e a Polícia Federal (PF) cumprem mandados de prisão para desarticular uma quadrilha que desviava recursos públicos dos ministérios da Agricultura e do Turismo. O prejuízo estimado é de R$ 4 milhões.

A investigação teve início há três anos e envolve diretores de entidades não-governamentais, assessores e ex-políticos.

A operação ocorre em Pernambuco, Ceará, Distrito Federal e Rio de Janeiro, com 13 mandados de busca e apreensão, 7 de prisão temporária e 1 de prisão preventiva.

O trabalho teve como base uma fiscalização da Controladoria Geral da União no processo de contratação de uma ONG e na execução dos convênios.

A operação verificou que recursos dos ministérios da Agricultura e do Turismo eram desviados por diretores da entidade e por um ex-assessor de um ex-deputado federal de Pernambuco, responsável pelas emendas parlamentares dos convênios.

Os crimes investigados são: formação de quadrilha, peculato ou apropriação indébita de recursos públicos e lavagem de dinheiro.

Foto: Reprodução

João Leão é designado para ser a “ponte” do governo da Bahia com os Ministérios

domingo, novembro 9th, 2014

20141109-074040.jpg

A missão. Designado por Rui Costa (PT), para ser ”ponte” do governo nos Ministérios em Brasília, durante a sua ausência, o vice-governador eleito João Leão (PP), destacou a expectativa de encaminhar diversos projetos, principalmente na área de infraestrutura para o estado. O progressista que ainda se despede do mandato de deputado federal, disse que percorreu alguns órgãos nos últimos dias para “levantar” informações sobre os projetos destinados para o Estado da Bahia. “Estamos fazendo um levantamento de tudo aquilo que pode ser feito, dos recursos e convênios para quando ele sentar na cadeira encaminhar as coisas. Estive no Ministério dos Transportes, também no Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), onde verificamos que existem mais de 3 mil quilômetros de rodovias federais não implantados. Essa será uma de nossas lutas, além da duplicação da BR-101, BR- 116 e da estrada de Barreiras a Luiz Eduardo. Vamos lutar pela obra do contorno de Barreiras e de Feira de Santana. Estamos correndo atrás e eu vou dar uma radiografia completa para o governador”. Leão falou sobre o objetivo de Rui de concluir algumas obras como a Ferrovia Oeste-Leste e implantar políticas de incentivo as exportações. Sobre a nova gestão, o deputado também contestou perspectivas pessimistas no cenário das finanças. “Vamos encontrar uma máquina bem azeitada. A situação está boa”. Ele minimizou os decretos de Jaques Wagner para diminuir gastos no governo nestes dois meses. “Todo governador que está saindo está fazendo isso para fechar as contas, assim como a presidente Dilma que vai passar o governo para ela mesma”, citou.

Foto: adelsoncarvalho.com.br