Posts Tagged ‘IMUNIZANTES’

Com vacinas enviadas pelo Governo Federal, Bahia tem mais de 80% da população acima de 12 anos imunizada com primeira dose

terça-feira, outubro 12th, 2021

Avançando. Com 10.325.374 vacinados contra o coronavírus, a Bahia já aplicou a primeira dose ou dose única de vacina em 81% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254. Pelo menos 6.116.059 pessoas estão imunizadas com as duas doses ou a dose única, ou seja, 48% do público alvo. Todas as doses das vacinas foram enviadas pelo Governo Federal.

Na Caítal Baiana, 2.115.033 receberam a primeira dose ou dose única da vacina, esse número corresponde a 99,8% do público alvo vacinado (2.119.195 pessoas, sendo 1.977.574 indivíduos com 18 anos ou mais e 141.621 adolescentes cadastrados). O público totalmente imunizado é de 1.320.553 pessoas, ou 62,3% das pessoas.

Fotografia: Reprodução

Governo Federal envia mais 140 mil doses de vacinas contra covid-19 à Bahia

quinta-feira, agosto 12th, 2021

Vacina avançando. A Bahia recebeu na quarta-feira, dia 11/8, mais um lote de imunizantes contra Covid-19, enviado pelo Governo Federal. Chegaram ao Aeroporto Internacional de Salvador um total de 140.800 doses. As vacinas recebidas foram Pfizer e Oxford. As desose devem começar a ser enviadas para as Cidades do Estado, nesta quinta-feira, dia 12/8. Contando com a remessa desta quarta-feira, a Bahia chega ao total de 12.578.840 doses de vacinas recebidas do Goveno Federal através do Ministério da Saúde.

Fotografia: Divulgação/SESAB

Saúde: Brasil investe mais de R$ 3 bi para quintuplicar produção de vacinas

quinta-feira, julho 29th, 2021

Notícia importante. Em pronunciamento de rádio e TV na quarta-feira, dia 28/7, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, ressaltou as parcerias para transferência de tecnologia e produção nacional de imunizantes contra a covid-19. O novo Complexo Econômico-Industrial da Saúde, responsável pela produção da vacina brasileira, vai receber investimentos de R$ 3,4 bilhões e “quintuplicar nossa capacidade de produção de vacinas e imunobiológicos”.

Para evitar possíveis mutações do novo coronavírus, o ministro disse que foi estruturada uma “sólida rede nacional de vigilância genômica, com base na Fiocruz [Fundação Oswaldo Cruz], e intercâmbio com outras redes internacionais”.

“Destaco, em especial, a celebração do contrato de transferência de tecnologia entre a Fiocruz e a AstraZeneca, que permitirá a produção completamente nacional das vacinas. Trata-se de um resultado tangível da aposta exitosa do presidente Jair Bolsonaro na promoção do acesso de todos os brasileiros à vacina”, disse.

Imunização

Queiroga afirmou que toda a população adulta no Brasil estará vacinada com a primeira dose de vacina contra a covid-19 até setembro, e com a imunização completa, até dezembro. O país tem encomendadas mais de 600 milhões de doses de imunizantes.

O ministro voltou a falar da importância da imunização completa. “Dirijo-me, em especial, aos brasileiros que estão com a segunda dose em atraso: peço que busquem os postos de vacinação para tomar a segunda dose, pois sua imunização só estará completa após a conclusão do esquema vacinal.”

De acordo com dados do Ministério da Saúde, mais de 100 milhões de brasileiros tomaram ao menos a primeira dose da vacina, o que equivale a 63% do público-alvo. Esse índice coloca o país na quarta posição no ranking mundial de pessoas que tomaram a primeira dose e na quinta em relação a pessoas totalmente imunizadas.

O ministro afirmou que mais de 175 milhões de doses foram entregues a todos os estados e o Distrito Federal, sendo 40 milhões em julho. A previsão é que sejam entregues mais de 60 milhões em agosto.

Repasses

Queiroga disse ainda que o Ministério da Saúde repassou aos estados e municípios R$ 5,7 bilhões em recursos extras para o enfrentamento da pandemia. Para o custeio de 25 mil leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) foram disponibilizados mais R$ 4,7 bilhões apenas em 2021.
Foram enviados ainda mais de 35 milhões de testes para detecção da covid-19, 21 milhões de medicamentos do chamado “Kit Intubação” e mais de 17 mil ventiladores pulmonares.

Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Marcelo camargo/Divulgação/Agência Brasil

Governo Federal envia novo lote com mais de 300 mil doses de vacinas à Bahia

terça-feira, julho 27th, 2021

Imunizantes. Um avião com 318.900 doses de vacinas do Governo Federal contra a covid-19 aterrissou no Aeroporto Internacional de Salvador nesta terça-feira, dia 27/7. Os lotes são de 255.300 doses da Coronavac e outras 63.600 produzidas pela Oxford/AstraZeneca.

Logo após o desembarque, as vacinas foram conferidas pela Coordenação de Imunização do Estado e encaminhadas aos municípios baianos que aplicaram 85% ou mais das doses anteriores, conforme determinação da Comissão Intergestores Bipartite (CIB).

Fotografia: Divulgação/Sesab

Vacinas: Governo Federal vai enviar mais de 600 mil doses à Bahia

segunda-feira, julho 26th, 2021

Chegando mais. A Bahia vai receber nesta semana, dias 27/7 e 28/7, 613 mil doses da vacina da Covid-19. Algumas Cidades do Estado já estão com o estoque de imunizantes zerado, como é o caso de Salvador. As primeiras remessas contendo 469 mil doses chegam na terça-feira, dia 27/7. Na quarta-feira, dia 28/7, chegam mais 143 mil doseds que serão utilizadas para aplicação da primeira e segunda doses.

Fotografia: Reprodução

Covid-19: Fiocruz chega a 50 milhões de doses de vacinas entregues

domingo, junho 6th, 2021

Marca histórica. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) chegou na sexta-feira, dia 4/6, a 50 milhões e 900 mil doses de vacinas contra covid-19 entregues ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). A soma foi atingida com a liberação de mais 3 milhões e 300 mil doses do imunizante Oxford/AstraZeneca.

O número total de entregas inclui 46,9 milhões de doses que foram produzidas no Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz) e 4 milhões de vacinas importadas prontas do Instituto Serum, da Índia. No segundo caso, a Fiocruz também negociou o envio das doses e realizou a checagem e rotulagem em português dos frascos recebidos.

A fundação anunciou que, a partir da semana que vem, as doses voltarão a ser entregues em duas remessas: na sexta, o estado do Rio de Janeiro receberá sua parcela de doses, e, no sábado, sairá o carregamento para o almoxarifado central do Ministério da Saúde, em São Paulo, de onde as doses são distribuídas para os demais estados e o Distrito Federal. Segundo a Fiocruz, a mudança se deu por um pedido da Coordenação de Logística do Ministério da Saúde.

As doses produzidas em Bio-Manguinhos são fabricadas a partir de ingrediente farmacêutico ativo (IFA) importado da China, como previu o acordo de encomenda tecnológica assinado com a AstraZeneca no ano passado. O último carregamento recebido pela Fiocruz, em 22 de maio, garante as entregas até o início de julho, quando o total produzido e liberado deve chegar a cerca de 62 milhões de doses.

Mais quatro carregamentos de IFA estão previstos para chegar entre junho e julho, garantindo a produção de 100,4 milhões de doses. 

A Fiocruz também trabalha para produzir o IFA no Brasil, o que já está garantido com a assinatura do acordo de transferência de tecnologia assinado nesta semana com a AstraZeneca. Já chegaram ao país os primeiros bancos de células e de vírus que permitirão essa produção, e Bio-Manguinhos prevê iniciar neste mês a fabricação dos primeiros lotes de pré-validação e validação. A vacina produzida com IFA nacional, porém, só deve chegar aos postos de vacinação em outubro.

Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Divulgação/Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

Ministério da Saúde informa que já distribuiu 90 milhões de doses de vacina contra covid

terça-feira, maio 18th, 2021

Boa notícia. O Brasil atingiu nesta terça-feira, dia 18/5, a marca de 90 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 distribuídas no país, informou o Ministério da Saúde em mensagem no Twitter.

Segundo a pasta, no período entre a quinta-feira, dia 13/5, e esta quarta-feira, dia 19/5, o total é de 13 milhões de doses de vacinas distribuídas aos Estados e Municípios. Destas doses, 8,3 milhões são da AstraZeneca; 4 milhões, da CoronaVac e 647 mil,da Pfizer.

De posse das vacinas, os Estados são os responsáveis pela divisão e entrega dos lotes aos Municípios. De acordo com o Ministério da Saúde, já foram enviadas doses para vacinação de 15 dos 28 grupos prioritários estabelecidos pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO). Até agora, mais de 53,6 milhões de doses foram aplicadas.

Produção

A produção de imunizantes contra a covid-19 no país, contudo, tem sofrido com a falta de ingrediente farmacêutico ativo (IFA).

Ontem (17), o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos da Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz) informou que deve receber no próximo sábado (22) uma nova remessa de IFA para a produção de vacinas contra a covid-19.

Os carregamentos do insumo são importados da China, onde são produzidos pela Wuxi Biologics. Após a próxima entrega, está prevista para o dia 29 deste mês a chegada de mais uma remessa.

Com o desembarque dos dois carregamentos de IFA no Brasil, a Fiocruz afirma que estará garantida a entrega de vacinas ao Programa Nacional de Imunizações nas três primeiras semanas de junho.

Já o Instituto Butantan informou que um carregamento de matéria-prima para a CoronaVac chegará ao Brasil no próximo dia 26 de maio.

A produção de vacinas contra a covid-19 no Butantan está paralisada  desde a última sexta-feira (14) por falta de insumos. Segundo o instituto, está prevista a chegada de um lote com 4 mil litros de IFA, suficientes para a produção de 7 milhões de doses da vacina contra covid-19.

De acordo com a instituição, a falta de matéria-prima ocorreu por problemas burocráticos, provocados por declarações de membros do governo brasileiro sobre a China. Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Tânia Rêgo/Divulgação/Agência Brasil




Quase 500 mil vacinas contra covid-19 enviadas pelo Governo federal são transportadas pelo Estado

sexta-feira, abril 2nd, 2021

Transportando esperança. Aeronaves do Estado iniciaram, à 1 da tarde da quinta-feira, dia 1º/4, o transporte de mais 495 mil vacinas contra a covid-19, enviadas pelo Ministério da Saúde. Os imunizantes foram levados por aeronaves do Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar e da Casa Militar do Governador.
Cinco aviões e três helicópteros transportaram, para 41 trechos, nos quatro cantos do Estado os imunizantes.

“A missão é sempre levar, no mesmo dia da chegada, o maior número de vacinas para Cidades da Região Metropolitana de Salvador e do interior. Ficamos felizes em garantir uma rápida imunização”, declarou o comandante do Graer, tenente-coronel Wolney Anderson Santos de Almeida.

Fontografias/fonte: SSP-BA