Posts Tagged ‘Palácio do Planalto’

Carlos Marun assume lugar de Imbassahy na quinta-feira (14)

domingo, dezembro 10th, 2017

O Palácio do Planalto confirmou, na noite deste sábado (9), o convite feito pelo presidente Michel Temer a Carlos Marun para assumir a Secretaria de Governo, em substituição a Antonio Imbassahy.

Deputado federal pelo PSDB da Bahia, Imbassahy deixou a pasta após entregar uma carta pedindo exoneração do cargo.

Carlos Marun, de 57 anos, é deputado federal do PMDB de Mato Grosso do Sul e tomará posse na próxima quinta-feira (14).

Segundo nota emitida pelo Palácio do Planalto, Antonio Imbassahy continuará na função até a transmissão oficial do cargo. Imbassahy participou ontem (9), em Brasília, da convenção nacional do PSDB, na qual o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, foi eleito presidente do partido. Na convenção, Imbassahy afirmou que deixa o governo com a sensação de dever cumprido e reiterou seu compromisso com a reforma da Previdência, prestes a ser votada no plenário da Câmara dos Deputados.

O nome de Marun já vinha sendo especulado desde o dia 22 de novembro, quando Alexandre Baldy tomou posse como ministro das Cidades. Nesse dia, o Palácio do Planalto chegou a anunciar a posse de Marun junto com a de Baldy em seu perfil no Twitter, mas depois apagou a postagem. Desde então, a saída de Imbassahy era considerada questão de tempo no Palácio do Planalto.

Marun é do partido de Temer e, desde o início do governo atual, colocou-se como um dos fiéis aliados do presidente na Câmara dos Deputados. Foi presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência e um dos principais articuladores da rejeição das duas denúncias contra Temer apreciadas na Casa. Nesse período, Marun ia com frequência ao Palácio do Planalto reunir-se com o presidente.

Carlos Eduardo Xavier Marun nasceu em Porto Alegre, mas construiu a carreira política em Mato Grosso do Sul. É advogado e engenheiro civil e já atuou nas secretarias de Habitação municipal e estadual. Marun, que exerce o primeiro mandato de deputado federal, assumiu, em abril deste ano, o cargo de procurador parlamentar da Câmara, por indicação do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para o biênio de 2017-2018. É vice-líder do PMDB na Câmara. Agência Brasil

 

 

Foto: Marcelo Camargo/Arquivo/Agência Brasil

Temer reúne líderes da base aliada em jantar promovido por Maia neste domingo (3)

domingo, dezembro 3rd, 2017

O presidente da República, Michel Temer, reúne-se neste domingo, dia 3/12, com líderes da base aliada, em jantar na residência do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. A assessoria do Palácio do Planalto também confirmou um almoço, no Palácio da Alvorada, às 2 da tarde.

A começar por hoje, a semana será de reuniões e articulações da base para reunir os 308 votos de parlamentares necessários para aprovar a reforma da Previdência, na Câmara. Será uma semana é de “mobilização total”.

O governo precisa trabalhar rápido, porque o último dia de atividades no Congresso, antes do recesso parlamentar, é 22 de dezembro.

O presidente de Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou, na semana passada, que faltam “muitos votos” para que seja possível aprovar a reforma da Previdência. “Estamos tentando construir o texto em cima dos 308 votos [apoio necessário para aprovação]. Mas a gente sabe que está muito longe disso ainda, muito longe mesmo”, disse Maia após evento, na última quinta-feira (30).

Para o jantar, são esperados os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles; do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira; da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab; da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marco Pereira; dos Transportes, Maurício Quintella; das Cidades, Alexandre Baldy; e da Casa Civil, Eliseu Padilha. O secretário da Previdência Social, Marcelo Caetano, também participará do almoço, segundo o Palácio do Planalto.

Entre os presidentes de partidos, são aguardados no encontro os dirigentes do PMDB, PP, PSD, DEM, PRB, PTB, Solidariedade e PSC. O líder do governo na Câmara, André Moura (PSC-SE), o líder do PMDB na Câmara, Baleia Rossi (SP), e o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), também estão na lista de convidados. Agência Brasil

 

Foto: Wilson Dias/Reprodução/Agência Brasil

“Ele falou muito em conspiração”, diz senador que se encontrou com Temer

quinta-feira, maio 18th, 2017

Primeiro parlamentar inscrito na agenda presidencial desta quinta-feira (18), o coordenador da bancada do Acre, senador Sérgio Petecão (PSD), disse que o presidente Michel Temer demonstrou tranquilidade durante a reunião desta manhã. “Ele falou muito em conspiração. Essa foi a palavra que ele mais usou, que há uma conspiração contra ele.”

“Ele [Temer] aparentou muita tranquilidade. Às 8h em ponto, ele me recebeu na porta. Abordou o susto [dizendo] ‘vocês viram esse episódio? Coisa chata’. Mas estava tranquilo”, afirmou o senador, em declaração à Rádio Nacional, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

Segundo Petecão, o presidente disse ainda que está firme, que não vai cair. “Ele falou várias vezes: ‘não vou cair, vou ficar firme, firme’. Pediu as fitas, os áudios, falou também que vai fazer pronunciamento em rede nacional. Falou que vai ver os vídeos e os áudios.”

De acordo com o senador, Temer voltou a usar o termo “conspiração” para se referir às denúncias feitas contra o governo. “Acredita que é uma conspiração. Neste momento em que o governo começa a dar sinais [de retomada do crescimento], esse fato [as denúncias] prejudica o país. Todo mundo está preocupado”, afirmou o presidente, conforme relato de Petecão.

Na noite de ontem (17), o jornal O Globo publicou reportagem segundo a qual, em encontro gravado em áudio, pelo dono do grupo  JBS, o empresário Joesley Batista, Temer teria sugerido que se mantivesse o pagamento de uma mesada ao ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha e ao doleiro Lúcio Funaro para que estes ficassem em silêncio. Conforme a reportagem, Batista firmou delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF) e entregou gravações sobre as denúncias. Segundo o jornal, ontem ainda não estava confirmada a homologação da delação do empresário pelo Supremo Tribunal Federal. Agência Brasil

Foto: Reprodução

Temer anuncia acordo com Congresso para impedir anistia a caixa 2

domingo, novembro 27th, 2016

1055848-df_vac_3788

Acompanhado dos presidentes das duas casas legislativas, o presidente Michel Temer disse, em coletiva de imprensa convocada para este domingo, dia 27/11, que foi feito um acordo institucional entre Executivo e Legislativo para garantir que não prosperará qualquer tentativa de anistiar crimes de caixa 2.

“Estamos aqui para revelar que, no tocante da anistia, há uma unanimidade dos dirigentes do Poder Executivo e do Poder Legislativo. Verificamos que é preciso se atender à voz das ruas, o que significa reproduzirmos um dispositivo constitucional que diz: o poder não é nosso; não é nem do presidente da República nem do Senado nem da Câmara. É do povo. Quando o povo manifesta a urgência, ela há de ser tomada pelo Poder Legislativo e igualmente pelo Executivo”, disse Temer ao abrir a coletiva de imprensa no Palácio do Planalto.

Segundo ele, esse “ajustamento institucional” foi feito com vistas a “impedir a tramitação de qualquer proposta” que vise a chamada anistia. “Até porque essa questão da anistia, em um dado momento, viria à Presidência da República, a quem caberia vetar ou não vetar”, acrescentou.

Temer garantiu que “seria impossível ao presidente da República sancionar uma matéria dessa natureza”, e que isso já vinha sendo dito durante reuniões dele com os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Rodrigo Maia. “Apontamos [nessas reuniões] que não há a menor condição de levar adiante essa proposta”.

Rodrigo Maia negou que as lideranças da Câmara estivessem atuando no sentido de incluir na proposta matérias visando a anistia. “Foi colocado com os líderes que não podíamos tratar de anistia eleitoral nem a qualquer outro crime. Esse debate nunca aconteceu e, com certeza, nunca acontecerá quando colocarmos para votação, provavelmente na terça-feira”, disse.

“A reunião de hoje é importante para esclarecermos que essa emenda nunca existiu efetivamente porque nunca foi apresentada por nenhum líder partidário. Portanto não existe. Não estamos votando medidas para anistiar nenhum crime”, acrescentou.

Renan também garantiu que atuará conjuntamente para evitar a aprovação de matéria que anistie crimes eleitorais. “Nós estamos fazendo um acordo, um ajuste institucional no sentido de que não haverá apreciação de anistia a crime eleitoral, ao caixa 2 ou a qualquer crime eleitoral, até porque tudo que é aprovado vai para veto. Portanto, as presidências da Câmara e do Senado chegaram à conclusão de que essa matéria não deve tramitar.”

 

Foto: Antonio Cruz/Divulgação/Agência Brasil

Presidência gasta 10 mil reais com café

segunda-feira, maio 30th, 2016

imagesD7N540RF

Haja café. Com menos de um mês de governo, o presidente em exercício, Michel Temer, pelo visto, quer ficar de olhos bem abertos em relação à polêmicas de seu novo ministério. Para ajudar nesse quesito, a Presidência da República reservou R$ 10 mil para a compra de 2 mil pacotes de café torrado e moído de primeira qualidade. Cada embalagem possui 500 gramas, em embalagens alemanizadas, alto vácuo ou vácuo puro. Fonte: Contas Abertas

 

Foto: Reprodução

Dilma: “Se perder, sou carta fora do baralho”

quinta-feira, abril 14th, 2016

dilma

Carta fora. Durante conversa com jornalistas, nesta quarta-feira, dia 13, no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff disse estar confiante em uma vitória na Câmara contra o pedido de abertura de processo de impeachment. Caso isso aconteça, Dilma vai propor um amplo pacto nacional com todas as forças políticas, inclusive da oposição. Indagada se participaria de um pacto no caso de derrota, Dilma respondeu: “Se eu perder, sou carta fora do baralho”.

 

Foto: Divulgação

 

Presidente Dilma chama Michel Temer de ‘chefe do golpe’

terça-feira, abril 12th, 2016

Dilma concede entrevista em ação de combate ao zika vírus, no RJ

Êta. A presidente Dilma Rousseff declarou guerra aberta ao vice-presidente da República, Michel Temer, a quem classificou de conspirador e um dos chefes do que chama de golpe do impeachment, em um duro discurso no Palácio do Planalto, nesta terça-feira, dia 12, sem mencionar seu nome em nenhum momento.

“Ontem utilizaram a farsa do vazamento para difundir a ordem unida da conspiração”, disse Dilma em evento sobre educação, ao se referir a áudio vazado na véspera no qual Temer faz um discurso como se o impeachment de Dilma já tivesse sido aprovado pela Câmara dos Deputados.

“Ontem ficou claro que existem sim dois chefes do golpe que agem em conjunto e de forma premeditada”, acrescentou a presidente, numa alusão a Temer e ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (RJ), ambos do PMDB.

Reuters

Homem toca fogo no próprio corpo em frente ao Planalto

segunda-feira, abril 11th, 2016

O homem teve mais de 70% do corpo queimados - Foto: CBMDF | Divulgação

Êta. Um homem ainda não identificado ateou fogo ao próprio corpo na manhã de domingo, dia 10, em frente ao Palácio do Planalto, em Brasília. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros do Distrito Federal e levado ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran), unidade de referência no atendimento a queimados.

Segundo a assessoria de comunicação dos bombeiros, o homem teve mais de 70% do corpo queimados. Ele aparentava ter entre 45 e 50 anos de idade e usava uma bermuda de tecido semelhante ao tactel ou nylon, que são materiais consumidos rapidamente pelo fogo. O homem vestia também uma camiseta, que tirou antes de jogar combustível sobre o corpo.

“Quando a equipe chegou, alguém tinha usado um extintor [de incêncio] na vítima. Ela estava no chão e falava palavras desconexas sobre religião”, informou o coronel Alan Alexandre Araújo, chefe da Comunicação Social do Corpo de Bombeiros do DF. De acordo com o coronel, o homem não portava documentos e a identificação dele será feita pelo hospital.

Foto: Divulgação

Fonte: Agência Brasil

Caetano Veloso canta para Dilma e convidados no Palácio do Planalto

terça-feira, novembro 10th, 2015

Olha só. O cantor e compositor Caetano Veloso fez um show na noite de segunda-feira, dia 9, no Palácio do Planalto, em Brasília, em um evento para homenagear artistas brasileiros. A Presidente Dilma Rousseff e o ministro da Cultura, Juca Ferreira, participaram do evento.

A cerimônia marcou a entrega da Ordem do Mérito Cultural de 2015, que é concedida pelo Ministério da Cultura a personalidades, grupos artísticos ou instituições como uma forma de reconhecimento por contribuições à cultura do país.

No repertório do show, houve cinco canções de Caetano consagradas no período da ditadura militar (1964-1988): “Tropicália”, “Elegia”, “Língua”, “Um índio” e “Alegria, Alegria”. No fim de seu discurso, a presidente Dilma Rousseff chegou a citar um trecho da música “Um índio”.

“Eu usarei as palavras da música do Caetano Veloso: esse mundo que estamos construindo ‘virá que eu vi’”, disse a presidente, depois de afirmar que o país tem que ser mais “respeitoso e tolerante”, e que é preciso “continuar trilhando o caminho da democracia”.

O evento de entrega da Ordem do Mérito Cultural deste ano tem como homenageado especial o poeta Augusto de Campos. Ao todo, de acordo com o Palácio do Planalto, 32 personalidades, grupos artísticos, iniciativas ou instituições receberam a condecoração. Entre eles, estão Arnaldo Antunes e Daniela Mercury.

Foto:Reprodução NBR

Com informações do G1