Posts Tagged ‘Bahia Farm Show’

Leilão de gado movimenta mais de R$ 600 mil na Bahia Farm Show

domingo, junho 2nd, 2019

Com seu tradicional sucesso de público, a edição 2019 do Leilão de Gado de Corte, da Bahia Farm Show movimentou o volume de R$ 618 mil, com a venda de todos os 405 animais oferecidos, a um preço médio de R$ 1.500. O evento é promovido pela Associação de Criadores de Gado do Oeste da Bahia (Acrioeste)e reuniu criadores do Matopiba (área de abrangência que compreende os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). Bezerros, garrotes e novilhas da raça Nelore e meio-sangue, fruto do cruzamento de Aberdee Angus e Red Angus, foram oferecidos aos compradores.  Dois deles, leiloados em benefício da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), de Luís Eduardo Magalhães. O valor arrecadado com a bebida vendida também foi revertido em doação para a instituição.

Segundo o presidente da Acrioeste, Mário Cesar Mascarenhas, a agricultura e pecuária devem andar juntas, e a presença do Leilão na Bahia Farm mostra isso. “O Leilão Bahia Farm Show tem um diferencial, porque não existe agricultura sem pecuária. Temos um período de seis meses de seca na região, época em que o agricultor pode investir no boi que, por sua vez, ainda ajuda a depositar nutrientes ao solo. Ele pode se tornar um pecuarista e ainda lucra vendendo a carne na entressafra”, analisou o presidente.

Uma novidade nesta edição do Leilão foi apresentada pelo pecuarista Ademar Juliani que mostrou aos criadores o gado da raça, Droughtmaster (Mestre da Seca), trazida ao Brasil, em 2011, por iniciativa de Juliani. “Eu conheci essa raça em uma viagem à Austrália no período de seca, como é uma variedade resistente às altas temperaturas inclusive para o cruzamento com o Nelore, fizemos a inseminação em barrigas de aluguel no Uruguai e depois trouxemos para cá. A expectativa é iniciar a comercialização, em novembro deste ano”, disse.

O leilão também foi marcado pela assinatura do termo simbólico de doação de dois veículos e dois drones, feita pelo Fundo de Apoio à Pecuária do Estado da Bahia (Fundap) à Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) para intensificar as fiscalizações nas fronteiras da região com outros estados, onde foram registrados casos de peste suína clássica. Ainda durante a Bahia Farm Show outro convênio, com a mesmo propósito, de intensificar ações para controle da doença, foi firmado entre a Secretaria de Agricultura da Bahia, por meio da Adab, com a Associação dos Produtores de Algodão da Bahia (Abapa). ASCOM

Foto: Divulgação


Ministra da agricultura visita Bahia Farm Show

sábado, junho 1st, 2019

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) disse na sexta-feira, dia 31/5, durante a Bahia Farm Show, em Luís Eduardo Magalhães (BA), que o Plano Safra 2019/20, previsto para ser lançado no dia 12 de junho, deverá ser feito nos mesmos moldes dos anos anteriores. “Vai ser igual aos outros. É um plano safra muito parecido”, afirmou.

Para a ministra, é essencial que o produtor rural tenha previsibilidade na hora de tomar crédito. Ela defendeu que o país caminhe  para um modelo permanente. “O Brasil e o agronegócio brasileiro ficaram tão grandes que a gente tem que ter uma política agrícola definida, sem ter que todo ano o produtor ficar preocupado se o juro vai subir, se vai cair, se vai ter a subvenção, se vai ter o seguro.

Ela tranquilizou os produtores presentes com relação ao Plano Safra deste ano. “Fiquem tranquilos. Não vamos ter ainda o plano safra que desejávamos, mas vamos ter uma programação que o produtor vai poder ter, com novas ferramentas”. 

Tereza Cristina voltou a lembrar a necessidade da aprovação no Congresso Nacional do projeto de crédito suplementar (PLN 4/19), que inclui R$ 10 bilhões em recursos para equalização dos financiamentos do Plano Safra.

“Neste ano, com esse orçamento super apertado, precisamos da votação urgente do PLN 4 para que o governo tenha esses recursos do orçamento do ano passado à disposição e possa fazer plano safra e colocar dinheiro na educação, na saúde, enfim, onde tem obrigação de investir”.

A ministra comemorou a boa fase que vive o setor agropecuário brasileiro e disse que o presidente Jair Bolsonaro é um “grande amigo” do setor. “Vivemos hoje um grande momento para essa classe produtora que foi massacrada durante muito tempo e que nos colocou contra a classe urbana, que acha que somos transgressores. E não somos, somos produtores colocando alimento barato e seguro no prato do brasileiro e ainda gerando excedente para alimentar 1 bilhão de pessoas no mundo todo ano.”

Foto: Divulgação

Estado incentiva desenvolvimento do Oeste na Bahia Farm Show

sexta-feira, maio 31st, 2019

Do agronegócio à agricultura familiar. A Bahia Farm Show chega à 15ª edição em Luis Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia, com expectativa de atrair 70 mil pessoas. O Governo do Estado apoia o evento com diversas ações, a exemplo da atração de negócios, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), e do lançamento de linhas de crédito, com a Agência de Fomento da Bahia (Desenbahia). Já a Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri) atua como articuladora entre os produtores e os órgãos do governo estadual. 

A feira, que começou na terça-feira (28) e segue até sábado (1º), reforça a visibilidade do oeste da Bahia, que já atrai os olhos do país inteiro e também de fora do Brasil. Sasha Thompson, por exemplo, é produtora de leite originária da Nova Zelândia e está há 10 anos na região. “Nós observamos o mundo em busca de oportunidades. Estamos sempre vindo à Bahia Farm Show para ver a disponibilidade de tecnologia”, afirmou a produtora. A expectativa é atrair 70 mil pessoas nos cinco dias de evento.

SDE

Segundo o coordenador de Atração de Investimentos da SDE, Humberto Bonfim, é a primeira vez que a secretaria monta um estande na Bahia Farm Show. “Estamos oferecendo consultoria gratuita e temos o objetivo de atrair novos investimentos para o agronegócio, gerando mais empregos e renda. Nós prestamos informações relacionadas aos programas de incentivos fiscais, de infraestrutura, para que as empresas se instalem na região”, explicou. 

Empresário do ramo de recicláveis, Márcio Pes aprovou o atendimento da SDE. “Eu vim à procura de informação. Nós temos uma indústria de reciclagem há sete anos, geramos 50 empregos diretos e estamos querendo expandir o negócio. Fomos muito bem recebidos. Viemos saber como a SDE pode nos ajudar, desde o incentivo, na relação com a Coelba e com a Embasa, e no apoio com o financiamento para ampliação”. 

O SAC Empresarial também está presente no estande da SDE para divulgar o órgão, em parceria com a Secretaria da Administração (Saeb) e com o Sebrae. “Nós temos um serviço de formalização e atendimento ao microempreendedor individual e de orientação sobre a abertura de empresas. Temos também atendimento específico para o microempreendedor individual [MEI]. Neste evento, temos o intuito de divulgar os nossos atendimentos e serviços”, disse a coordenadora do SAC Empresarial, Ana Luiza Mascarenhas. 

Desenbahia

A Desenbahia lança na Bahia Farm Show uma linha de crédito específica para realização de novos investimentos no setor do agronegócio. Com recursos próprios e taxas competitivas, a Desenbahia busca financiar a aquisição de máquinas e equipamentos ligados à atividade agropecuária. A agência de fomento participou de todas as edições do evento, sendo líder por vários anos em intenções de negócio. 

Gerente de Desenvolvimento da Desenbahia, João Pedro Cardoso destacou que a agência tem quebrado recordes de captação de investimentos a cada ano. “Este ano, temos linhas para máquinas, conversão de solo, energia renováveis, pecuária, irrigação e as mais diversas áreas. Pretendemos fechar, hoje, no mínimo R$ 20 milhões, e este é apenas o início da feira. O nosso maior lucro é o crescimento do produtor”, ressaltou. 

Segundo João Pedro, basta o produtor apresentar a documentação e o orçamento da máquina para protocolar a intenção de financiamento. “Estaremos atendendo até o último minuto da feira. A cada dia que passa, as propostas aumentam. O agronegócio está cada vez mais pujante. Os clientes fidelizados estão voltando e temos clientes novos a cada dia”, finalizou. 

Agricultura familiar
A agricultura familiar baiana também tem espaço na Bahia Farm Show. Por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa ligada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), representantes da agricultura familiar e da economia solidária de mais de 20 municípios expõem produtos no evento. 

Um deles é o agricultor familiar Tilson Prates, de Itabuna. “Expor nossos produtos é muito importante para nós, porque esta é uma região muito próspera. É um novo nicho de mercado, para onde vem gente do país inteiro. Nosso estande já foi visitado por gente de todo o Brasil”.

Foto:

Com recorde de expositores, começa a Bahia Farm Show nesta terça (28)

terça-feira, maio 28th, 2019

A partir desta semana, a Bahia se transformará na capital brasileira do agronegócio. Com abertura oficial marcada para esta terça-feira (28), em Luís Eduardo Magalhães, a Bahia Farm Show 2019 vem marcada pelo otimismo da safra agrícola, inauguração de um novo pavilhão coberto e número recorde de 260 expositores que levarão o que há de mais novo em tecnologia para o setor agrícola. Com a estrutura toda pronta para receber o público, a feira terá acesso liberado, das 9h às 13h, para que os visitantes possam prestigiar a abertura, que será conduzida pelo presidente da Bahia Farm e da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Celestin

o Zanella, e contará com a presença do vice-governador, João Leão, e do governador do Tocantins, Marcelo Carlesse. A feira agrícola é a segunda maior em volume de negócios por visitante, sendo considerada a maior do Norte/Nordeste do Brasil.

Depois de finalizada a colheita de soja, sendo considerada a segunda maior da história do Oeste da Bahia, e as boas perspectivas para o fim do ciclo do algodão e do milho, a expectativa é que a feira

supere os R$ 1,8 bilhão em volume de negócios da última edição. Para Zanella, a feira vem crescendo ao longo dos anos se tornando a maior referência em tecnologia para os agricultores da Bahia e da área de abrangência do Matopiba, que abrange os estados do Maranhão, Tocantins e Piauí. “Mais do que volume de negócios, estamos focados em trazer as novidades e reunir toda o setor agrícola, agentes financiadores públicos e privados, poder público, empresas privadas, consultores, para que os agricultores possam incorporar as melhores tecnologias e o estabelecimento de regras justas para que os agricultores possam atingir as melhores produtividades. A Bahia Farm representa todo este desenvolvimento tecnológico vivenciado nos últimos 15 anos pelo setor agrícola”, afirma.

Durante a solenidade de abertura, serão assinados os convênios do Fundo para o Desenvolvimento Sustentável e Integrado da Bahia (Fundesis), uma parceria do Instituto Aiba e Banco do Nordeste (BNB) que vai destinar um total de R$ 1,2 milhão para contribuir para a atuação de 24 instituições com projetos sociais em oito municípios do Oeste da Bahia. Com 100% das áreas comercializadas, a edição comemorativa de 15 anos da Bahia Farm Show terá como principal novidade a ampliação da sua infraestrutura com o novo galpão do pavilhão coberto, que tem cerca de 1500 metros quadrados e capacidade para 62 novos expositores. O que contribuiu com um incremento de 30% do número de novas empresas e marcas dentro da feira.

Para os visitantes, a feira vai trazer dois novos espaços, que vão abrigar pela primeira vez as entidades ligadas à Segurança Pública do Estado, e outro específico com a comercialização de produtos dos agricultores das associações de pequeno e médio portes. No campo das palestras e dos debates, a Bahia Farm vai realizar o tradicional Fórum do Canal Rural, com o tema “Plantio Direto como Vetor da Agricultura Sustentável”, e pela primeira vez o 1º Seminário Mulheres do Agro, além de uma programação com mais de 35 eventos, incluindo o Leilão de Gado da Bahia Farm Show e a sessão itinerante da Assembleia Legislativa da Bahia. A previsão é que circulem nos cinco dias de evento cerca de 70 mil pessoas. Para ter acesso à feira para conferir a exposição das tecnologias, debates e eventos realizados dentro do Complexo Bahia Farm será cobrado o ingresso de R$15,00, sendo parte revertida para o Hospital do Oeste, por meio do programa “Ingresso Solidário”. Ascom Bahia Farm Show

Foto: Divulgação

Leilão de gado na Bahia Farm Show supera R$ 700 mil em negócios

domingo, junho 10th, 2018

Força no agronegócio. Um leilão de gado com 515 animais realizado na Bahia Farm Show 2018, contabilizou R$ 737 mil em vendas, superando a edição do ano passado, que fechou em R$ 500 mil. O evento foi realizado pelo quinto ano consecutivo durante a programação da feira de tecnologia agrícola, na Cidade de Luís Eduardo Magalhães, Oeste da Bahia, que acabou no sábado, dia 9/6. Os animais leiloados, segundo a organização, foram de raças como Nelore e animais cruzados das raças Aberdee Angus e Red Angus.

 

Foto: Divulgação

Bahia Farm Show 2015 deve superar a marca de R$ 1 bi em negócios

terça-feira, junho 2nd, 2015

IMG_4141.JPG

Maior vitrine do agronegócio do norte e nordeste e a terceira maior feira do setor do país, a Bahia Farm Show 2015 foi aberta na manhã desta terça-feira, dia 2, pelo governador Rui Costa, no município de Luís Eduardo Magalhães, no oeste do estado. A feira, que está na 11ª edição e segue até sábado, dia 6, atrai pessoas de várias partes do Brasil, que vêm ver de perto as ofertas de maquinário agrícola, caminhões, aviões, veículos de passeio, palestras sobre a inovação de trabalho no campo e linhas de crédito.

A Bahia é o maior estado com população rural do País e há 11 anos reforça o setor por meio da Bahia Farm Show. A expectativa para este ano é superar a marca histórica de R$ 1 bilhão em negócios consolidados, obtida em 2014. O Governo do Estado, por meio de secretarias e órgãos parceiros, oferece serviços, como o de orientações sobre o uso de agrotóxicos, e o lançamento de um sistema de informação para o cadastro estadual de imóveis rurais.

“Este é o modelo que acredito. O modelo de parceria entre produtores, governo e prefeitura. Estamos proporcionando o crescimento da cadeia produtiva e consequentemente trabalhando forte para o crescimento das ofertas de emprego e renda”, afirmou Rui, que também visitou os estandes.

Incentivo à cultura do algodão

Na abertura da feira, o governador assinou a renovação do Programa de Incentivo à Cultura do Algodão no Estado da Bahia (Proalba). A medida, que beneficia os cotonicultores, retoma o incentivo fiscal, regulamentado pelo Decreto nº 8.064 de 21 de novembro de 2001, que reduz em até 50% o Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Atenta ao agronegócio do algodão, como importante componente do Produto Interno Bruto (PIB) baiano, a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada à Secretaria da Agricultura (Seagri), entregou simbolicamente quatro Certificados de Regularidade, dos 122 cotonicultores que atendem às demandas estratégicas de Defesa Fitossanitária.

O certificado é necessário para que o produtor possa pleitear o incentivo fiscal. Para recebê-lo, é preciso atender aos requisitos exigidos pela Adab, a exemplo da fiscalização da data limite de plantio e condução da cultura quanto ao controle de pragas.

Linhas de crédito

Entre as novidades desta edição do evento, estão as linhas de crédito oferecidas pela Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia), com financiamento de até 100% para compra de maquinário agrícola e acessórios. “É uma grande oportunidade para quem tem negócios no meio rural. Facilitamos muito a troca e a compra do maquinário. Para quem já é cliente, o financiamento é total. Para quem vai passar a ser, oferecemos até 90%”, explicou o gerente de negócios da Desenbahia, Renato Freitas.

A expectativa é que, até o último dia, mais de 75 mil pessoas visitem o evento. Para o produtor rural Ênio Loeblein, a possibilidade de parcelar as despesas contribui para o fortalecimento do setor. “Os equipamentos normalmente precisam de um investimento alto para manutenção. Depois de um certo tempo de uso, para nós, é mais vantagem substituir as máquinas por outras mais novas. Com um financiamento desses fica mais fácil”.

Além das vantagens para os compradores, as empresas de máquinas, implementos, insumos, aviação e de serviços de tecnologia agrícola que participam da feira também colhem bons resultados. “Esta é uma das melhores formas de apresentarmos aos nossos clientes os nossos produtos. É realmente uma grande vitrine, o evento nos ajuda a conquistar excelentes vendas”, destacou o gerente comercial da Agrimec – empresa de maquinário agrícola –, Diego Sousa.

Módulo de agrotóxicos e pesca

A Secretaria da Agricultura, por meio da Adab e da Bahia Pesca, está participando da Bahia Farm Show com várias ações para o segmento da agropecuária. Nesta quarta-feira (3), às 16h30, no auditório da Fundação Bahia, a Adab lança oficialmente o Módulo de Agrotóxicos.

A nova plataforma é voltada para melhorias no Serviço de Defesa Sanitária Vegetal do Estado. A ferramenta oferece maior agilidade nos processos de fiscalização do uso e comércio de agrotóxicos, o que é importante para o combate de pragas e doenças presentes na agricultura.

Já os pescadores e piscicultores da região terão programação especial durante a feira. Nestas quarta e quinta-feira (3 e 4), a equipe da Bahia Pesca vai fazer o cadastramento desses profissionais no CadCidadão, sistema que possibilita aos trabalhadores acesso aos recursos do programa Vida Melhor, do governo do Estado.

A Bahia Pesca também intensificará as ações de assistência técnica aos produtores, com a reestruturação do escritório local da empresa, que teve o corpo técnico ampliado e passará a funcionar em novo espaço cedido pela Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães.

Além dos diretores da Adab, Oziel Oliveira, e da Bahia Pesca, Dernival Oliveira Júnior, participam do evento os superintendentes de Política do Agronegócio da Seagri (SPA), Guilherme Bonfim, e de Desenvolvimento da Agropecuária (SDA), Antônio Almeida Júnior.

 

Foto reprodução/GOVBA