Posts Tagged ‘WhatsApp’

WhatsApp, Instagram e Facebook voltam a ser acessíveis para usuários

terça-feira, outubro 5th, 2021

Grandes redes sociais relacionadas ao Facebook ficaram inacessíveis na segunda-feira 4/10, no início da tarde e começaram a ser restabelecidas por volta de 19h20. O Facebook – a maior rede social do mundo -, o Instagram – a mais popular plataforma de compartilhamento de imagens – e o WhatsApp – o aplicativo de troca de mensagens via celular preferido dos brasileiros – ficaram indisponíveis para os usuários por uma falha ainda não detalhada pelo conglomerado.

Outras plataformas sociais, como o Telegram e o Twitter, apresentaram instabilidades e funcionam de maneira intermitente, com usuários de todo o mundo registrando queixas pelo serviço internacional de monitoramento de servidores e aplicativos Downdetector.

Pouco antes das 17h, Mike Schroepfer, oficial-chefe de tecnologia do Facebook, publicou um pedido de desculpas para os usuários impactados pelo que classificou como “erros de rede”.

Fotografia/Fonte: Agência Brasil

O que aconteceu com Facebook, Instagram e WhatsApp que ficaram fora do ar

segunda-feira, outubro 4th, 2021

Vixe. Uma equipe de funcionários do Facebook foi enviada nesta segunda-feira 4/10, para o centro de dados da empresa, na Califórnia, para tentar reniciar o sistema de forma manual. As informações são do “New York Times”. Facebook, Instagram e WhatsApp saíram do ar por volta das 12h40 (horário de Brasília).

Em comunicado à imprensa, o Facebook confirmou a dificuldade de usuários acessarem o sistema, incluindo WhatsApp e Instagram e disse que está “trabalhando para que tudo volte ao normal o quanto antes”. 

Fotografia: Reprodução

WhatsApp testa nova funcionalidade no Brasil

quinta-feira, setembro 16th, 2021

Se ligue. O aplicativo de mensagens WhatsApp anunciou que a cidade de São Paulo foi escolhida para testar uma nova funcionalidade que permite localizar bares, restaurantes, lanchonetes e outros tipos de empreendimento que usam a plataforma para fazer negócios.

A novidade, que será testada exclusivamente no Brasil, será chamada Guia de Negócios e funcionará como uma espécie de mapa de locais recomendados por usuários.

“No momento, o guia está disponível somente para algumas empresas no centro da cidade de São Paulo que vendem produtos e serviços na região, incluindo alimentação, varejo e educação. Com o tempo, esperamos incluir mais categorias e áreas geográficas, e disponibilizar o guia para mais para empresas que usam o app”, informou a empresa em comunicado.

Para as empresas que tiverem interesse em aderir e estejam localizadas no centro da cidade de São Paulo, o WhatsApp disponibilizou um vídeo explicativo para o processo de cadastro.

Para usuários, a opção estará disponível em uma aba exclusiva que aparecerá com a atualização do aplicativo. Como é focada no mercado paulista, indicações de negócios ainda não aparecerão para os públicos de outras localidades.

Segundo pesquisa da empresa especializada em mercados de aplicativos e internet Statista, o WhatsApp conta com um mercado global de 2 bilhões de usuários, dos quais 120 milhões são brasileiros. O país fica atrás apenas da Índia, que tem 400 milhões de linhas móveis cadastradas no WhatsApp.

Fotografia/Fonte: Agência Brasil

Cuidado: A conversa no zap e a justiça

quinta-feira, setembro 2nd, 2021

Abra o olho. A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, por unanimidade, que divulgar conversas de Whatsapp sem o consentimento dos participantes ou autorização judicial gera o dever de indenizar sempre que for constatado dano.

O entendimento foi alcançado no julgamento do recurso de um homem que fez captura de tela de conversa de um grupo do qual participava no WhatsApp e divulgou as imagens. Ele já havia sido condenado nas instâncias inferiores a pagar R$ 5 mil para um dos participantes que se sentiu ofendido.

O caso ocorreu em 2015 e envolve um ex-diretor do Coritiba. Na época, o vazamento provocou uma crise interna ao divulgar conversas com críticas à então administração do clube de futebol. Para tentar reverter o dever de indenizar no STJ, ele argumentou que o conteúdo das mensagens era de interesse público, e que não seria ilegal registrá-las.

Votos

Relatora do caso, a ministra Nancy Andrighi concordou que o simples registro de uma conversa por um dos participantes, seja por meio de uma gravação ou de um print screen (termo inglês para captura de tela), não constitui, em si, um ato ilícito, mesmo que outros participantes do diálogo não tenham conhecimento. O problema encontra-se na divulgação de tais registros, frisou a magistrada.

Isso porque as conversas via aplicativos de mensagem estão protegidas pelo sigilo das comunicações, destacou a ministra. “Em consequência, terceiros somente podem ter acesso às conversas de WhatsApp mediante consentimento dos participantes ou autorização judicial”, afirmou.

A relatora disse em seu voto que “ao enviar mensagem a determinado ou a determinados destinatários via WhatsApp, o emissor tem a expectativa de que ela não será lida por terceiros, quanto menos divulgada ao público, seja por meio de rede social ou da mídia”.

“Assim, ao levar a conhecimento público conversa privada, além da quebra da confidencialidade, estará configurada a violação à legítima expectativa, bem como à privacidade e à intimidade do emissor, sendo possível a responsabilização daquele que procedeu à divulgação se configurado o dano”, afirmou a ministra.

Ela foi acompanhada integralmente pelos outros quatro ministros da Terceira Turma – Paulo de Tarso Sanseverino, Ricardo Villas Bôas Cueva, Marco Aurélio Bellizze e Moura Ribeiro.

A única exceção, nesses casos, é quando a exposição das mensagens visa resguardar um direito próprio de um dos participantes da conversa, num exercício de autodefesa, decidiram os ministros do STJ. Tal análise, no entanto, deverá ser feita caso a caso pelo juiz. No caso julgado pela Terceira Turma, foi mantida a condenação à indenização.

Fotografia/Fonte: Agência Brasil

Caixa e Whatsapp fecham parceria para envio de mensagens sobre auxílio

quinta-feira, julho 15th, 2021

Nos próximos dias, os beneficiários do auxílio emergencial passarão a receber de graça as informações sobre datas de depósito, de pagamento e de saque no celular. A Caixa Econômica Federal e o WhatsApp fecharam parceria, inédita no mundo, para o envio de mensagens sobre o benefício.

Uma conta oficial e verificada da Caixa passará a enviar as informações sobre o auxílio emergencial. Segundo o presidente do banco, Pedro Guimarães, cerca de 500 milhões de mensagens gratuitas deverão ser enviadas durante o pagamento das parcelas restantes do benefício.

Receberão os avisos os clientes do auxílio emergencial com celular cadastrado no aplicativo Caixa Tem. O usuário poderá habilitar ou desabilitar o recebimento dos avisos. Serão enviadas mensagens sobre o calendário de crédito na conta poupança digital, o calendário de pagamento ou de saque em dinheiro e demais informações e comunicados.

Segundo Guimarães, o uso do WhatsApp para enviar avisos é importante para garantir o acesso à informação a beneficiários muitas vezes sem acesso à internet. Essas pessoas, destacou o presidente da Caixa, não têm condições de entrar no site para tirarem dúvidas e fazerem consultas.

“Muitas das pessoas que vão receber essas mensagens de graça são pessoas mais humildes, que não teriam condições normalmente [de receber os avisos]. A parceria vem de ter o WhatsApp, que é o maior programa de comunicação por celular do mundo e a Caixa, um banco com 146 milhões de contas ativas”, explicou Guimarães.

A parceria foi anunciada em transmissão ao vivo na internet na presença do diretor de Políticas Públicas para o WhatsApp no Facebook Brasil, Dario Durigan. Segundo ele, o aplicativo está à disposição para colaborar com o banco no envio das informações gratuitas. “Num momento tão delicado como esse, é importante que os usuários evitem aglomerações e estejam bem informados sobre o auxílio”, destacou.

Durigan ressaltou que as mensagens serão enviadas de uma conta oficial da Caixa, verificada no WhatsApp, e pediu que os usuários fiquem atentos para evitarem cair em golpes. “Não haverá pedido de senha nem de dados pessoais. Apenas informações sobre o auxílio serão enviadas”, disse o diretor do aplicativo.

Fotografia/Fonte: Agência Brasil

Usuários de smartphone devem atualizar WhatsApp, orienta empresa

terça-feira, maio 14th, 2019

O WhatsApp divulgou nesta terça-feira 14/5, recomendações a usuários para que atualizem o aplicativo em seus smartphones. O motivo da orientação diz respeito a uma falha na segurança que teria permitido o acesso de hackers e a instalação de pequenos programas maliciosos (spywares) para coletar informações dos usuários.

A ação teria utilizado um software de espionagem semelhante aos desenvolvidos pela empresa israelense NSO Group, que comercializa soluções deste tipo junto a governos. Por meio do programa, os hackers teriam como acessar informações dos smartphones dos usuários de forma remota.

“O WhatsApp incentiva as pessoas a atualizarem o nosso aplicativo para a versão mais recente, assim como manter o sistema operacional dos dispositivos atualizados, a fim de proteger contra possíveis ataques destinados a comprometer as informações armazenadas em dispositivos móveis”, destacou a empresa em resposta à Agência Brasil.

Para atualizar o programa, a pessoa deve desinstalar o WhatsApp e baixar a última versão disponível na loja de aplicativos do seu smatphone (como a Play Store, do Google, ou a Apple Store, da empresa de mesmo nome).

A empresa orienta ainda os usuários a manterem os sistemas operacionais atualizados, pois a ação dos invasores pode se beneficiar dessa vulnerabilidade.

O WhatsApp é a maior rede social de troca de mensagens do mundo, com mais de 1,5 bilhão de usuários. No Brasil, o último número divulgado dava conta de uma base de cerca de 130 milhões de pessoas.

Foto/Fonte: Agência Brasil

Instagram, WhatsApp e Facebook passam por instabilidade e ficam fora do ar

quarta-feira, março 13th, 2019

Vixe. Uma falha no Instagram, no WhatsApp e no Facebook  impossibilita usuários de acessarem seus perfis e trocar mensagens na tarde desta quarta-feira 13/3.

A rede social de Mark Zuckerberg exibe uma mensagem informando que está em manutenção.

O Instagram abre uma janela que comunica que “ocorreu um erro” e orienta “tentar novamente”.

De acordo com o site DownDetector, a instabilidade das redes sociais foi registrada no Brasil e em diversos países das Américas, da Europa e da Ásia.

Segundo o portal R7, o porta-voz do Facebook enviou o seguinte posicionamento:

“Estamos cientes de que algumas pessoas estão tendo problemas para acessar a família de aplicativos do Facebook. Estamos trabalhando para resolver o problema o mais rápido possível.”

 

 

 

Foto: Reprodução

Ministro diz que “grupos de WhatsApp” impediram fim da greve

sábado, maio 26th, 2018

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, culpou os “grupos de WhatsApp” pela tímida desmobilização da greve dos caminhoneiros e carreteiros após o acordo celebrado entre o governo e entidades que representam a categoria na quinta-feira 24/05.

Durante a coletiva, que ocorreu na tarde de sexta-feira 25/05, Padilha disse que o “acordo está rendendo seus frutos”, mas que a mobilização pelo WhatsApp interferiu no apelo feito pelos representantes da categoria. Estamos vivendo um tempo diferente, com as redes sociais (…). Nós sabemos que os grupos de WhatsApp às vezes se sobrepõe às hierarquias das associações”.

Ainda segundo Padilha, a confusão no país nesta sexta-feira foi causada por uma “minoria barulhenta”.

Foi justamente no aplicativo de mensagens que a greve começou, segundo alguns caminhoneiros. Os grupos de conversas eram utilizados para organização e divisão dos transportes, além de troca de informações sobre a situação das estradas.

 

 

 

Foto: Agência Brasil

Caso de Polícia: Frentista é suspeito de divulgar vídeo íntimo da ex-namorada

quarta-feira, janeiro 24th, 2018

A Polícia Civil deve ouvir, ainda esta semana, o homem suspeito de divulgar na internet cenas de sexo com a ex-namorada, de 42 anos, sem a autorização dela. O caso aconteceu em Santa Cruz Cabrália, cidade que pertence a Costa do Descobrimento.

Conforme a polícia, a mulher contou que o vídeo foi gravado com a sua permissão, mas que logo depois pediu que o companheiro o apagasse do celular. No entanto, não satisfeito com o fim do relacionamento, o homem passou a ameaçar divulgar as imagens.

“Avisou também que rasparia meu cabelo e tatuaria o seu rosto em minha cabeça, mas não levei as ameaças a sério”, afirmou a moça ao site Radar 64. Ela contou ao site que, dias depois, tomou conhecimento, por meio de familiares, que o vídeo estava sendo compartilhado no aplicativo de mensagem WhatsApp.

Ainda segundo a polícia, além do acusado, um frentista de 31 anos, que mora em Porto Seguro, o amigo dele, que também teria ajudado a espalhar as imagens íntimas, será intimado a prestar esclarecimento.

Foto: Ilustração

Pelo “zap”, PM aciona colegas e prende assaltantes de ônibus

terça-feira, março 28th, 2017

WhatsApp dedo duro. Quatro marginas foram presos na manhã desta terça-feira, dia 28/3, no momento em que tentavam roubar passageiros de um ônibus intermunicipal, que fazia a linha Feira de Santana/Salvador. A parafernália ocorreu por volta das 7h30, em um trecho da BR-324, na altura da Cidade de Amélia Rodrigues. No buzu, viajava um policial militar que percebeu a movimentação do grupo e acionou colegas pelo aplicativo WhatsApp. Após a chegada de guarnições da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo foi interceptado. O militar que estava no ônibus rendeu o grupo e apreendeu um revólver que estava com um dos acusados. Segundo a PRF, o ônibus era da empresa Santana. Ninguém ficou ferido. Os quatros cramunhões foram levados para a Delegacia de Amélia Rodrigues, e agora, estão à disposição da Justiça.

 

 

Foto: Divulgação/PM-BA

Polêmica: Secretário proíbe uso de WhatsApp em unidade de saúde

domingo, janeiro 22nd, 2017

sec

Êta. O secretário de saúde da Cidade de Iguaí, Região Sudoeste, a 500 Km de Salvador, José Anailton Ribeiro, determinou na sexta-feira, dia 20/1, a proibição de utilização de WhatsApp por funcionários das unidades de saúde da Cidade, durante o expediente de trabalho.

O funcionário que for flagrado utilizando o WhatsApp será advertido, e se for reincidente, vai responder um processo administrativo e até ser demitido por justa causa.

A medida causou insatisfação nos funcionários da secretaria, já que o uso do WhatsApp é comum para troca de informações sobre o trabalho, segundo os servidores.

 

Foto/fonte: Políticos do Sul da Bahia

Famosa cobra mensalidade no WhatsApp para enviar nudes quentes aos fãs

segunda-feira, agosto 29th, 2016

20160816211024ClOkYqRj2C

Uma modelo ficou famosa em 2015 quando sua conta no Instagram ficou conhecida por seus autorretratos sensuais e agora, um ano após as primeiras notícias que divulgaram seu nome, ela lançou em seu perfil na rede social um serviço de assinatura de um grupo no WhatsApp onde envia fotos nuas e atende pedidos dos fãs.

20160816211043bypW0F7hhV

Ela contou em entrevista que o grupo nasceu depois do alto número de pedidos que recebeu dos fãs. “A idéia de criar o grupo foi minha. Eu recebia milhares de pedidos dos meus seguidores pra adicionar no WhatsApp, então pensei em usar essa ferramenta para divulgar meu trabalho proibido pela censura nas redes sociais”, disse.

20160816211037ED9jq8zVEQ

 

Foto: Reprodução/Instagram

WhatsApp: STF suspende decisão da Justiça que bloqueou aplicativo

terça-feira, julho 19th, 2016

images (10)

O ministro Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo Tribunal Federal, decidiu na tarde desta terça-feira, dia 19/7, derrubar a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro que manteve o aplicativo WhatsApp bloqueado desde às 2 da tarde.

Na decisão, de caráter liminar, Lewandowski analisou uma ação que foi impetrada pelo PPS (Partido Popular Socialista), que recorreu ao Supremo para que fosse suspensa imediatamente a ordem judicial da  2ª Vara Criminal da Comarca de Duque de Caxias, do Rio de Janeiro.

 

Foto: Divulgação

Justiça determina bloqueio do WhatsApp

terça-feira, julho 19th, 2016

images (9)

E agora? A Justiça do Rio de Janeiro decidiu que o WhatsApp tem que ser bloqueado em todo o Brasil, conforme informações divulgadas pela reportagem da GloboNews nesta terça-feira, dia 19/7. As empresas de telefonia foram notificadas depois de o Facebook se recusar a cumprir uma decisão judicial para fornecer informações sobre investigação policial.

O aplicativo não teria cumprido uma decisão judicial de quebra de sigilo de conversa de pessoas que estão sendo investigadas, suspeitas de cometer crimes. A decisão é da juíza Daniela Barbosa, do Rio de Janeiro. Essa é a terceira vez que o aplicativo será bloqueado em todo o país, por não bloquear informações para investigação. As operadoras de telefonia foram notificadas da decisão por volta das 11h30 e precisam suspender imediatamente a utilização do serviço.
A magistrada determinou ainda uma multa de R$ 50 mil por dia até o cumprimento desta ordem judicial. A juíza afirma que o Facebook, empresa que detém o WhatsApp, foi notificado três vezes desta decisão para que fizesse interceptação de mensagens durante uma investigação que está sob sigilo, em andamento em Caxias, na Baixada Fluminense.
Foto: Divulgação

WhatsApp derruba bloqueio do aplicativo

terça-feira, maio 3rd, 2016

WhatsApp

Olha aí. O WhatsApp conseguiu derrubar o bloqueio do aplicativo, determinado pela Justiça da cidade de Lagarto, em Sergipe. A decisão saiu no início da tarde desta terça-feira, dia 3, após a empresa pedir a reconsideração da decisão desta madrugada do Tribunal de Justiça do Sergipe, que havia mantido o bloqueio do serviço.

De acordo com o O Globo, a decisão favorável é do relator no tribunal, desembargador Osório de Araújo Ramos Filho. A manutenção do bloqueio havia sido determinada pelo desembargador plantonista, Cezário Siqueira Neto, que negou a liminar do mandado de segurança impetrado pelo WhatsApp.

O tempo para restabelecimento do serviço depende de cada operadora. Em dezembro, quando houve a primeira suspensão do WhatsApp, os usuários retomaram o acesso em três horas, em média.

 

 

 

Foto: Reprodução

Fonte: O Globo

 

Desembargador nega recurso do WhatsApp e mantém bloqueio de 72 horas

terça-feira, maio 3rd, 2016

whatsapp

Êta. O desembargador Cezário Siqueira Neto negou a liminar do mandado de segurança impetrado pelo WhatsApp Inc. A decisão do recurso foi publicada 0h30 desta terça-feira, dia 3, durante o Plantão do Judiciário do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) e confirmada pela assessoria de comunicação do órgão nesta manhã. Sendo assim, fica mantido o bloqueio do aplicativo de mensagem instantânea para clientes de TIM, Oi, Vivo, Claro e Nextel pelo período de 72 horas, iniciado às 2h da tarde de segunda-feira, dia 2.

A multa para as empresas em caso de descumprimento do bloqueio é de R$ 500 mil. De acordo com o Sinditelebrasil, sindicato das operadoras, todas as empresas  notificadas afirmaram que vão cumprir a determinação judicial.

A decisão é do juiz Marcel Maia Montalvão, da Vara Criminal de Lagarto, em Sergipe. O magistrado atendeu a um pedido de medida cautelar da Polícia Federal, que foi endossado por parecer do Ministério Público.

A empresa que recorreu da decisão lamentou, em comunicado, a decisão e disse não ter a informação exigida pelo juiz.

Após a repercussão da decisão, o site do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) apresentou instabilidade na tarde de segunda-feira, dia 2. O problema continua nas primeiras horas da manhã desta terça-feira, dia 3.

O Anonymous Brasil informou, através da página do grupo no Facebook, que bloqueou o site do TJSE como forma de protesto pela decisão de tirar do ar o aplicativo WhatsApp por 72 horas. A assessoria de comunicação do TJSE não confirmou que ele foi hackeado. Depois que o órgão percebeu a possibilidade de um ataque, decidiu bloquear a internet para proteger a rede de dados.

Foto: Reprodução

Fonte: G1 SE

Para Anatel, bloqueio do WhatsApp é desproporcional e pune usuários

segunda-feira, maio 2nd, 2016

whatsapp

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, afirmou nesta segunda-feira, dia 2, que o bloqueio do aplicativo WhatsApp em todo o país é uma medida desproporcional porque acaba punindo os usuários do serviço. “O WhatsApp deve cumprir as determinações judiciais dentro das condições técnicas que ele tem. Mas, evidentemente o bloqueio não é a solução”, acrescentou.

Segundo Rezende, a Anatel não pode tomar nenhuma medida para restabelecer o serviço, porque não é parte da decisão judicial. O Ministério das Comunicações informou que não vai se posicionar neste momento sobre a decisão judicial que determinou o bloqueio do WhatsApp.

O WhatsApp está bloqueado em todo o país desde as 14h de hoje, por determinação do juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE).

A medida vale inicialmente por 72 horas, mas se houver uma liminar derrubando a decisão o serviço pode ser retomado antes desse prazo.

Segundo o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), todas as companhias receberam a intimação e cumprirão a determinação judicial.

Foto: Reprodução

Irmãs tramam pelo WhatsApp assalto ao próprio pai

domingo, maio 1st, 2016

Autoridades descobriram a trama após ter acesso às mensagens gravadas no celular da jovem

Misericórdia. A investigação de um assalto deixou os moradores da cidade surpresos.

A polícia descobriu que o crime foi planejado pelas duas filhas mais velhas da vítima. Elas combinaram o crime em detalhes com os executores usando o aplicativo WhatsApp dos celulares.

No dia do crime, dois homens armados invadiram a casa de um comerciante, fizeram ele e as três filhas reféns, agrediram o homem com coronhadas e fugiram levando R$ 18,5 mil em dinheiro, três armas e R$ 40 mil em joias da família.

A filha de 21 anos planejou o crime durante 40 dias e acabou envolvendo a irmã, de 17 anos. Apenas a filha caçula, de 14 anos de nada sabia. A mentora alegou que o pai havia retirado R$ 200 mil de sua conta poupança.

As autoridades descobriram a trama após ter acesso às mensagens gravadas no celular da jovem. Ela criou e administrava o grupo pelo qual, com a ajuda de um amigo estudante de Direito, fez contato com os criminosos.

A filha chegou a mandar a planta da casa para os assaltantes e fotos do cofre onde estavam o dinheiro e as joias. Também se incumbiu de dopar os cães para facilitar a entrada do trio.

As mensagens trocadas com os criminosos estarreceram o delegado Alessander Dias Lopes, que investigou o caso. Numa delas, a jovem avisa os bandidos que o pai tem uma arma. “O lance é surpreender ele”, recomenda. “Se ele atira você atira também”, escreveu. Em outra mensagem, a filha afirma que o pai está “com rolo com a justiça”, por isso deixaria o dinheiro em casa, e não numa conta bancária.

A filha também pede aos criminosos que sejam duros com ela e as irmãs e agridam o pai para dar veracidade à ação.

A polícia desconfiou do envolvimento de alguém da casa porque, além do pai, só as filhas sabiam da existência de um fundo falso num armário, onde eram guardadas as armas e as joias.

Além dos dois executores e da jovem, a polícia prendeu dois suspeitos da receptação do material roubado. Parte das joias e as armas foram recuperadas.

O dinheiro deveria ser dividido com as duas irmãs, mas os assaltantes ficaram com todo o valor. O comerciante negou que tivesse ficado com o dinheiro da filha, mas admitiu que tinha um relacionamento “tumultuado” com ela.

Os nomes não foram divulgados para preservar as menores – vítima e coautora.

O aconteceu em Guararapes, interior de São Paulo.

Foto: Reprodução

Jovem tem número de celular confundido com o de Lula e recebe xingamentos pelo WhatsApp

terça-feira, março 22nd, 2016

Êta. Na quarta-feira, dia 16, uma emissora de televisão brasileira divulgou as conversas gravadas entre a presidente Dilma Rousseff e seu antecessor Luiz Inácio Lula da Silva. Contudo, os números dos celulares dos dois também acabaram sendo revelados, o que fez diversas pessoas mandarem mensagens de ódio para eles.

Mas parece que no caso de Lula quem acabou “pagando o pato” foi a social media Carol Borges, de Campinas. Isso porque seu número de celular é parecido com o do ex-presidente, tendo como diferença apenas o último dígito.

Carol passou a receber mensagens com xingamentos e palavras de baixo calão em seu WhatsApp, todas direcionadas a Lula. Sem muito o que fazer, a moça criou um álbum em sua conta no Facebook para compartilhar as conversas com seus amigos.

“Ontem, algumas pessoas com dislexia numérica confundiram o meu número com o do ex-presidente Lula que apareceu no noticiário. Eis o resultado”, escreveu Carol.

O post acabou viralizando e já alcançou mais de 1,3 mil curtidas e 752 compartilhamentos.

Confira algumas das imagens:

Até a mãe de Carol mandou mensagem para ela (Foto: Reprodução/Facebook)

Novidade no WhatsApp: Aplicativo deixa de cobrar 1 dólar por ano, diz criador

segunda-feira, janeiro 18th, 2016

Cobrança deve ser cessada imediatamente - Foto: Reprodução

Se ligue. O WhatsApp vai deixar de cobrar US$ 1 por ano, segundo um dos criadores e presidente-executivo do aplicativo Jan Koum. “Estamos felizes de anunciar que o WhatsApp não irá mais cobrar taxa de assinatura”, disse nesta segunda-feira, dia 18. Atualmente, o download é gratuito, mas os usuários pagavam para usar o serviço de mensagem.

Ainda segundo o ucraniano, o aplicativo alcançou 990 milhões de usuários em todo o mundo. Há dois anos, o WhatsApp tinha 430 milhões de usuários. Mesmo com o crescimento, o executivo ficou decepcionado por não anunciar que o aplicativo alcançou 1 bilhão de pessoas.

Jan Koum explicou que a decisão foi tomada após perceberem que a estratégia era equívocada. “Conforme crescemos, descobrimos que essa abordagem não funcionou bem. Muitos usuários do WhatsApp não têm cartão de débito ou crédito e ficavam preocupados em perder acesso a seus amigos e família após seu primeiro ano”.

De acordo com ele, as cobranças serão cessadas imediamente, mas as ferramentas de pagamento poderão demorar algumas semanas para serem removidas.

Mesmo sem cobrar, o ucraniano disse que o aplicativo vai continuar evitando publicidade e spam, mas buscará um modelo de negócio para conectar pessoas e negócios. “Começando este ano, nós iremos testar ferramentas que permitam usar o WhatsApp para se comunicar com empresas e organizações”, disse.

“Isso pode significar falar com seus banco sobre se uma transação recente é fraudulenta ou com uma empresa aérea sobre um voo atrasado. Nós todos recebemos essas mensagens em qualquer lugar hoje – por meio de mensagens e ligações -, então queremos testar novas ferramentas para que isso seja mais fácil de fazer pelo WhatsApp”, explicou.

Foto: Reprodução