Posts Tagged ‘professores’

Aprovação dos precatórios do Fundef para pagamentos dos professores não agrada categoria

quinta-feira, setembro 22nd, 2022

Olha aí. O Projeto de Lei (PL) que regulamenta o uso dos precatórios do antigo Fundo de Desenvolvimento da Educação Fundamental (Fundef) para pagamentos dos professores da Rede Estadual foi aprovado na quarta-feira, dia 21/9, na Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (ALBA), em Salvador. O resultado não agradou a categoria.

Por meio de nota, o Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado da Bahia (APLB) informou que não há impedimento em acrescentar juros no repasse. Informou ainda que vai encerrar a paralisação e retornar à sala de aula na quinta-feira, dia 22/9.

“A APLB irá acompanhar o pagamento dos recursos. Caso o governo pague o valor sem os acréscimos, o nosso sindicato judicializará, imediatamente, uma ação cobrando. Em breve daremos informações sobre os próximos passos”, declarou Marilene Betros, coordenadora em exercício da APLB.

Fim da greve dos professores em Salvador

terça-feira, maio 31st, 2022

Acabou. Após intensa negociação entre a Prefeitura de Salvador e os professores da rede municipal de ensino, a categoria decidiu retornar às atividades normais nas escolas nesta quarta-feira 1/6, após aceitarem a proposta oferecida pelo Município. A decisão foi tomada pela categoria em assembleia realizada na manhã desta terça-feira 31/5, no ginásio do Sindicato dos Bancários, no Centro.

Na última reunião, intermediada pelo secretário municipal de Gestão (Semge), Thiago Dantas, e pelo secretário municipal da Educação (Smed), Marcelo Oliveira, a proposta contemplou uma majoração salarial da ordem de 11,37%, sendo um reajuste linear de 6% e mais duas progressões, a serem concedidas em junho e em agosto. O esforço municipal teve como intuito, considerando os limites orçamentários, promover a valorização salarial da categoria e evitar um prejuízo ainda maior para os estudantes, principalmente após quase dois anos de atividades remotas provocadas pela pandemia de Covid-19.

Fotografia: Divulgação

Professores de Salvador anunciam greve geral

terça-feira, maio 17th, 2022

Lá vem o caos. Os professores da rede municipal de ensino de Salvador anunciaram que vão entrar em greve geral a partir desta quinta-feira 19/5, em reivindicação pelo reajuste de 33,24% no piso salarial. Em Assembleia Geral na segunda-feira 16/5, os educadores recusaram a proposta da prefeitura para reajuste salarial de 6% e duas referências para julho e setembro.

A greve do grupo começa na quinta com nova Assembleia Geral, às 9h, em frente à Prefeitura de Salvador, conforme prevê a lei. Neste dia, será definida a agenda da greve. 

A vice-coordenadora da APLB, Marilene Betros, afirmou que a categoria não teve outro caminho diante da postura do executivo municipal.  “Foi uma grande assembleia e a categoria decide manter a proposta dos 33,24%. E não tendo outro caminho, a categoria decidiu pela greve. Porém, continuamos abertos para negociação, discussão, ao debate, para chegarmos a um denominador e a uma proposta que seja exequível, uma proposta razoável”, diz.

Nesta terça-feira 17/5, os trabalhadores da educação vão conversar com os alunos sobre as razões que fizeram a categoria entrar em greve, e vão chamar os responsáveis para uma reunião na quarta. 

Fotografia: Divulgação/APLB

Bruno Reis anuncia aumento salarial para professores em 2022

terça-feira, abril 12th, 2022

Bateu martelo. Professores da rede municipal de ensino da Capital Baiana vão ter um reajuste salarial ainda em 2022. A informação foi confirmada pelo prefeito Bruno Reis (União Brasil), no ato de assinatura de ordem de serviço para a reconstrução de uma escola, no Bairro do Uruguai, na Cidade Baixa.

Bruno disse: “Estamos dialogando com os professores e esse ano vamos dar reajuste para nossa rede municipal de educação. Não há como fazer educação sem o compromisso de todos, ser um pacto pela educação. Eu sou um produto da educação, acredito que a educação é capaz de transformar a vida das pessoas”, declarou.

Fotografia: Divulgação

Estado autoriza concurso público para professores e coordenadores pedagógicos

quarta-feira, março 2nd, 2022

Concurso na área. O governador Rui Costa autorizou a realização de um novo concurso público para a Secretaria de Educação do Estado (SEC). A autorização está publicada no Diário Oficial do Estado, edição desta quarta-feira, dia 2/3. Serão oferecidas 1.806 vagas para professores de Ensino Médio e 307 vagas para coordenadores pedagógicos que deverão atuar em unidades escolares da Educação Básica e em Núcleos Territoriais da Educação (NTEs).

A realização do concurso visa alocar docentes de Ensino Médio em municípios com menos de 65 mil habitantes das mais diversas regiões do estado, além de priorizar o provimento de professores para os componentes de português e matemática mesmo nos municípios de maior número populacional. Nesse sentido, a previsão é de que sejam contratados professores dos principais componentes curriculares do Ensino Médio, a exemplo de História, Inglês, Matemática, Português, Química e Sociologia, que irão atuar com uma carga horária de 40 horas semanais.

Também com carga horária de 40 horas, os coordenadores pedagógicos irão suprir a demanda de escolas com mais de 1.000 estudantes matriculados onde haja oferta de Ensino Médio e/ou Ensino Médio Integrado à Educação Profissional e das unidades onde não haja coordenador lotado. Além disso, estão previstas 27 vagas especificamente para atuação em Núcleos Territoriais de Educação (NTE).

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, disse que o concurso valoriza a carreira do magistério público estadual e amplia a qualidade da Educação. “Com este novo concurso, iremos suprir a demanda por provimento de professores e ampliar o quadro de coordenadores pedagógicos. Isto também significa valorizar a carreira e qualificar ainda mais a nossa rede, porque teremos professores e coordenadores do quadro efetivo do magistério público estadual”, afirmou.

Fotografia: Reprodução

Presidente Bolsonaro autoriza aumento de 33% para piso salarial de professores

quinta-feira, janeiro 27th, 2022

Caiu bem. O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), afirmou que vai conceder o “máximo possível” de aumento para o piso salarial de professores. O chefe do Poder Executivo deu a autorização ao Ministério da Educação na quarta-feira, dia 26/1.

O reajuste será em torno de 33% segundo informações de parte da imprensa nacional. A autorização do presidente Bolsonaro opôs Governo Federal a governadores e prefeitos, que afirmam que esse aumento poderá desestabilizar as contas de Estados e Municípios.”Eu vou seguir a lei. Governadores não querem os 33%, tá? Eu vou dar o máximo que a lei permite, que é próximo disso, ok?”, disse o presidente.

Com o novo reajuste, o piso salarial de professores do Brasil deve ir de R$ 2.886,00 para cerca de R$ 3.845,00.

Fotografia: Divulgação

Polêmica: Sindicalista diz que volta às aulas “foi um fiasco” e que “malvadeza já morreu”

segunda-feira, julho 26th, 2021

A pressão subiu. O presidente da APLB-BA, Rui Oliveira, classificou a volta às aulas semi presenciais na Rede Estadual nesta segunda-feira, dia 26/7, como “um fiasco”. Rui garantiu que 99% dos professores aderiram à posição do sindicato de não voltarem às salas antes da vacinação de todos os profissionais de educação com as duas doses do imunizante contra o coronavírus.

“Essa época de malvadeza acabou, vivemos uma democracia. Já passou essa onda de malvadeza”. Ninguém tem medo de “malvadeza”, “malvadeza” já morreu”, detonou.

Fotografia: Reprodução

Professores não aceitam acordo com prefeito e falam em greve

quarta-feira, abril 28th, 2021

Nada resolvido. Depois de três horas de reunião na tarde desta quarta-feira 28/4, o prefeito Bruno Reis não conseguiu chegar a um acordo com o Sindicato dos Professores da Bahia (APLB) sobre a retomada das aulas. Com o retorno presencial marcado para segunda-feira 3/5, os profissionais da rede municipal não pretendem voltar às escolas. 

O presidente da associação, Rui Oliveira, diz ainda que a categoria vai discutir na quarta-feira 5/5 a possibilidade de greve. “Pedimos para o prefeito revogar o decreto [que determina a volta às aulas]. Se ele não revogar, entramos em greve”, afirma.  

Até a próxima semana, os professores pretendem continuar apenas com as atividades remotas. “O prefeito insistiu que a primeira dose [da vacina contra Covid-19] imuniza, nós dissemos que não abrimos mão da imunização com a segunda dose”, diz Rui sobre os critérios para a volta presencial das aulas. 

Fotografia: GOVBA

Estado decreta férias coletivas para professores da Rede Estadual de ensino

sexta-feira, outubro 30th, 2020

Olha aí. O Governo da Bahia decretou férias coletivas para os professores da rede estadual de ensino, a partir terça-feira, dia 3/11. A medida foi publicada, nesta sexta-feira (30), no Diário Oficial do Estado (DOE). De acordo com o decreto, a decisão foi tomada considerando o estado de calamidade pública em todo o território baiano e a situação de emergência, em razão da pandemia decorrente da Covid-19. As férias serão de 30 dias seguidos, até o dia 2 de dezembro. No país, 17 estados concederam períodos de 15 dias de férias para os professores e outros três estados, de 30 dias.

A medida se aplica a 33.391 servidores, sendo professores, vice-diretores e coordenadores pedagógicos do quadro do magistério público estadual; os contratados pelo Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), que atuam no exercício das funções do magistério; e os profissionais da Educação que estão no exercício da função de mediador, de intérprete de LIBRAS, de brailista, de instrutor de LIBRAS, de cuidador, de técnico de atendimento de Educação Especial – AEE, de preceptor e de nutricionista, nas unidades de ensino da rede estadual. A exceção é para diretor escolar. O pagamento relacionado ao 1/3 das férias será feito em folha extra.

As aulas na rede estadual de ensino foram suspensas no dia 15 de março e permanecem suspensas, conforme decreto estadual n° 19.586, até o dia 15 de novembro. A data de retorno das aulas ainda não está definida. As aulas só serão retomadas em condições de segurança, a partir da indicação das autoridades de Saúde do Governo do Estado. Fonte: Secom/GOVBA

Fotografia: Reprodução

Professores municipais protestam contra reajuste zero da prefeitura de Salvador

quarta-feira, julho 19th, 2017

Professores na luta. Trabalhadores e trabalhadoras em Educação da Prefeitura de Salvador, voltaram a se reunir em frente à Secretaria Municipal de Educação (Smed), nesta quarta-feira, dia 19/7, na Avenida Garibaldi, com o objetivo de protestar contra a falta de acordo entre a categoria e a prefeitura. De acordo com a APLB-Sindicato, a gestão municipal oferece 0% de reajuste salarial, enquanto que a categoria reivindica 14,5%.
Na quinta-feira, dia 20/7, às 8 da manhã, está previsto um protesto na Praça Cairu, no Comércio. Também na quinta, às 3 da tarde, no Campo Grande, os professores prometem se reunir com centrais sindicais. Se não tiver acordo a categoria deve entrar em greve por tempo indeterminado.
Lista de reivindicações 
– Reajuste salarial de 14,5%;
– Progressão por referência por meio da avaliação de desempenho;
– Mudança de nível;
– Licença para o Aprimoramento Profissional;
– Gratificação de Estímulo ao Aprimoramento;
– Licença Prêmio ou Especial;
– Aplicar o mesmo percentual para o auxílio transporte e alimentação;
– Promover o avanço de competência por meio da avaliação de desempenho para os demais servidores que atuam na área de educação;
– Realizar concurso público para preenchimento das vagas de professor, coordenador pedagógico e assistente técnico escolar;
– Estender a reserva da jornada de trabalho para os professores REDA;
– Efetivar a jornada normal de 40 horas para os servidores que atuam nas Unidades Escolares, uma vez que já vêm cumprindo essa jornada;
– Revisão do Padrão SMED;
– Formação e valorização dos trabalhadores em educação;
– Rever todo o processo de eleição para gestores escolares, ouvindo a APLB-Sindicato;
– Garantir a matrícula da EJA durante todo o ano letivo – Suspensão imediata do processo de fechamento, enturmação e nucleação das turmas de EJA.
Fotos: Divulgação/APLB/Sindicato

Professores fazem moção de repúdio a prefeito de Pintadas

sábado, março 4th, 2017

Hora de protestar.Professores da rede municipal da Cidade de Pintadas, perto de Ipirá, protocolaram na sexta-feira, dia 3/3, uma Moção de Repúdio ao atual prefeito, Batista da Farmácia (DEM), e ao secretário de educação, Carlos Alberto Almeida, que também é vice-prefeito. Em protesto, os professores exigiram o pagamento de 1/3 de férias, além do piso nacional e a progressão horizontal. Os direitos citados estão previstos em lei, de acordo com os professores. Os docentes, que afirmam que a moção foi assinada por 60% da categoria, também acusam perseguição política a servidores da educação.
Foto: Divulgação

Itabuna: Com salários atrasados, professores fazem paralisação nesta terça

terça-feira, dezembro 9th, 2014

001 (4)

Êta. Por conta dos salários atrasados, professores da rede municipal de Itabuna vão paralisar as atividades nesta semana. Uma assembleia nesta terça-feira, dia 9, vai decidir se a mobilização será convertida em greve.
A prefeitura informou que os salários serão pagos na próxima quarta-feira, dia 10, mas segundo o sindicato, os servidores temem sofrer um calote, já que o ano letivo está acabando, e concordaram pela paralisação.

Foto: Reprodução