Posts Tagged ‘Polícia Federal’

PF e PRF apreendem 650 quilos de cocaína em carreta bitrem

quinta-feira, setembro 13th, 2018

Não corre ninguém! Policiais federais e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), apreenderam 650 quilos de cocaína nesta quinta-feira, dia 13/9, na Região Metropolitana de Curitiba.

De acordo com o comando da operação, a droga estava escondida em um carreta-tanque, abordado na BR-277, em frente à uma unidade da PRF.

Com 39 anos de idade e morador de Cascavel (PR), o motorista da carreta bitrem foi preso em flagrante por tráfico de drogas. O cara que já foi preso em julho no Mato Grosso do Sul, disse aos policiais que saiu de Umuarama (PR) e entregaria a carga de droga em Curitiba.

Os dois semirreboques estavam carregados com 41,8 mil litros de etanol. A droga estava em um compartimento à parte, dentro de um deles.

A ocorrência foi encaminhada à Superintendência da PF em Curitiba. O combustível foi escoltado para descarga em Araucária.

 

 

Foto/fonte: Agência PRF

 

Ex-governador é preso pela Polícia Federal

terça-feira, setembro 11th, 2018

O ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) foi preso pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) durante a 53ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada pela Polícia Federal, na manhã desta terça-feira 11/9.

Batizada de Operação Piloto, a ação tem objetivo de apurar suposto pagamento milionário de vantagem indevida, em 2014, da Odebrecht  para agentes públicos e privados do Paraná. Eles investigam delitos de corrupção ativa e passiva, fraude à licitação e lavagem de dinheiro.

Cerca de 180  agentes federais cumprem 36 mandados judiciais em Salvador, São Paulo e nas cidades paranaenses de Curitiba, Lupianópolis e Colombo.

O nome da operação policial remete ao codinome atribuído pelo grupo Odebrecht  nos seus controles de repasses de pagamentos indevidos a investigado nesta operação policial.

 

 

 

Foto: Reprodução

Polícia Federal deflagra operação em Salvador

terça-feira, setembro 11th, 2018

Não corre ninguém. A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira 11/9, a 53ª etapa da operação Lava Jato em Salvador, São Paulo, e nas Cidades paranaenses de Lupianópolis, Colombo e Curitiba. A ação batizada de “Piloto” cumpre 36 mandados judiciais, destes, apenas um mandado de busca e apreensão na capital baiana. 

De acordo com o G1, objetivo da investigação é a apuração de suposto pagamento milionário de vantagem indevida no ano de 2014, pelo Setor de Operações Estruturadas do Grupo Odebrecht, em favor de agentes públicos e privados no Paraná, em contrapartida ao possível direcionamento do processo licitatório para investimento na duplicação, manutenção e operação da rodovia estadual PR-323 na modalidade parceria público-privada.

As condutas investigadas podem configurar, em tese, os delitos de corrupção ativa e passiva, fraude à licitação e lavagem de dinheiro. Os presos serão conduzidos à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba/PR onde permanecerão à disposição da Justiça.

 

 

 

 

Foto: Reprodução/Ilustração

Polícia Federal cumpre mandados no interior da Bahia

quarta-feira, setembro 5th, 2018

Não corre ninguém. A Polícia Federal cumpre mandados judiciais na Cidade de Brumado, no interior da Bahia, desde o início da manhã desta quarta-feira 5/9.  De acordo com o site Achei Sudoeste, viaturas da Polícia Federal foram vistas no centro da cidade desde a madrugada. Cerca de 20 agentes participam da ação. 

Um homem foi levado à delegacia como parte da Operação “Sem Filtro” da Polícia Federal (PF). Uma mulher e um cunhado dela também são procurados pela PF. A operação atua contra a venda de cigarros contrabandeados. Cerca de 20 agentes trabalham na ação. Todos os envolvidos devem ser levados até a sede da Polícia Federal, que fica na Cidade de Vitória da Conquista, no interior da Bahia.

 

 

 

Foto: Reprodução / Achei Sudoeste

Polícia Federal realiza operação contra crime eleitoral e tem vereador como alvo

quinta-feira, agosto 30th, 2018

Não corre ninguém. A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira 30/8, uma operação para combater crimes eleitorais cometidos em 2016, em cidades da Bahia, Rio de Janeiro e Mato Grosso.

De acordo com a PF, os crimes teriam sido cometidos por um então candidato, eleito vereador, da Cidade de Vitória da Conquista, no interior da Bahia. A PF não divulgou o nome do vereador, que é o principal alvo da operação.

Segundo a PF, a operação, intitulada Condotieri, conta com mais de 100 policiais federais que cumprem 29 mandados de busca e apreensão, 23 mandados de medidas cautelares e 61 mandados de intimação.

Os mandados são cumpridos em Salvador, Vitória da Conquista, Itabuna, Wenceslau Guimarães, e Lauro de Freitas, na Bahia, além do Rio de Janeiro (RJ) e Cuiabá (MT).

Foto: Divulgação/Polícia Federal

Bahia: Polícia Federal deflagra operação e pede afastamento de prefeitos

terça-feira, agosto 21st, 2018

Não corre ninguém. A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira 21/8, uma operação contra corrupção na Bahia e pediu o afastamento de dois prefeitos. 

Pelo menos 90 agentes da PF e 21 auditores cumprem 19 mandados de busca e apreensão nas Cidades de Salvador, Alagoinhas, Casa Nova, Conde, Ipirá, Jequié e Pilão Arcado. Além disso, um mandado de prisão preventiva e dois pedidos de afastamento contra os gestores municipais de Pilão Arcado e Ipirá, Manoel Afonso Mangueira (PP) e Marcelo Brandão (DEM), respectivamente. 

De acordo com os investigadores, a ação desarticula um esquema criminoso de fraude a licitações, superfaturamento, desvio de recursos públicos, corrupção ativa e passiva e lavagem de ativos.

 

 

 

 

Foto: Divulgação

Operação apreende 1 milhão de óculos de grife em duas casas

quinta-feira, agosto 9th, 2018

Vixe. Cerca de um milhão de óculos com marcas de grifes famosas foram localizados e apreendidos durante uma operação conjunta da Receita Federal e da Polícia Federal, nesta quinta-feira 9/8, na Cidade de Feira de Santana, no interior da Bahia. 

De acordo com informações da Receita, a suspeita sob investigação é de que a mercadoria tenha sido importada irregularmente, sem o pagamento de impostos – o que se configura em crime de descaminho.

A grande quantidade dos produtos estava distribuída por todos os cômodos das duas casas vistoriadas, inclusive em área externa, no banheiro e dentro de um carro. Os dois endereços residenciais, de acordo com a investigação, pertencem a uma pessoa de origem chinesa.

A apreensão fez parte de uma ação coordenada de combate a crimes de contrabando, descaminho e falsificação.

Nos dois imóveis, havia óculos escuros, de grau e infantil e de vários modelos. Segundo os órgãos, há indícios de que os locais estariam sendo utilizados como depósitos de mercadorias importadas, que eram revendidas de forma irregular no estado. Os produtos foram retidos pela Receita Federal. Ninguém foi preso.

Foto: Receita Federal / Divulgação

PF realiza operação em combate a lavagem de dinheiro do tráfico de drogas na Bahia e SP

quinta-feira, agosto 2nd, 2018

Não corre ninguém. A Polícia Federal deflagrou uma operação com o intuito de combater crimes de lavagem de dinheiro proveniente do tráfico internacional de drogas nas Cidades de Salvador, Valença e São Paulo,  na manhã desta quinta-feira 2/7.

A ação batizada de “Prelúdio”, cumpre seis mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva, além de bloqueio de valores em contas bancárias e sequestro de imóveis adquiridos com recursos do tráfico de drogas.

Os alvos dos mandados de prisão são de São Paulo, mas, conforme a PF, moram em Salvador, local onde o chefe da organização criminosa cumpre prisão domiciliar por ter sido preso, junto com outras duas pessoas, em outubro de 2016, em poder de 810 kg de cocaína na região metropolitana de Salvador.

O chefe também teve mandado de prisão cumprido em agosto/2017, quando descumpriu determinação judicial de prisão domiciliar ao tentar embarcar para São Paulo com uso de documento falso. Os nomes dos alvos da ação não foram divulgados.

Também foi comprovado que ele construiu um patrimônio superior a R$ 30 milhões nos últimos anos, mesmo sem possuir uma atividade lícita para a obtenção desse montante, e que, entre 2010 e 2017, movimentou mais de 54 milhões de reais em contas bancárias dele e da sua esposa.

Cerca de 30 policiais federais participam da operação nesta quinta-feira. Conforme a PF, a ação partiu de uma investigação relativa à apreensão dos 810 Kg de cocaína.

A droga seria enviada para a Bélgica, escondida numa carga de polpa de frutas, em um contêiner. A investigação apontou também que os investigados já tinham sido presos no ano de 1993 pela mesma prática, quando tentavam enviar cocaína para os Estados Unidos através do Porto de Fortaleza.

Além disso, segundo o órgão, foi possível identificar que o chefe da organização criminosa utilizava empresas de fachada, sediadas na cidade de Valença, para realizar exportações de cargas lícitas, onde eram ocultadas as drogas transportadas para a Europa.

Os investigados, irão responder pelos crimes de organização criminosa, segundo informou a PF.

Foto: Divulgação/Polícia Federal da Bahia

Polícia Federal deflagra operação Ciranda de Pedra no interior da Bahia

terça-feira, julho 24th, 2018

Não corre ninguém. A Polícia Federal, em conjunto com a Controladoria Geral da União, deflagra nesta terça-feira 24/7 a Operação Ciranda de Pedra, que visa combater crimes de desvio de recursos públicos destinados à área da infraestrutura na Cidade de Maiquinique, no interior da Bahia, nos anos de 2012 a 2017.

Cerca de 60 Policiais Federais, acompanhados de nove auditores da Controladoria Geral da União, cumprem vinte mandados de busca e apreensão e catorze mandados de intimação nos municípios baianos de Maiquinique, Macarani, Itapetinga, Itamaraju, Teixeira de Freitas, Jequié, Mirante e Vitória da Conquista. A operação decorre de uma investigação iniciada em 2017, sobre obras inacabadas na pavimentação com bloquete sextavado que deveriam ter sido executadas nas ruas do município de Maiquinique, decorrentes de seis procedimentos licitatórios celebrados na gestão local, quadriênio 2013-2016, em convênio com o Ministério das Cidades.

Além dos serviços não executados ou parcialmente executados, a investigação descobriu que um grupo de quatro empresas fazia revezamento nas licitações e parte dos recursos era destinada a pagamentos de parentes e pessoas ligadas à Administração Municipal. 

Apurou-se, ainda, que algumas dessas empresas, vencedoras de licitações recorrentes, serviam apenas de “fachada” e eram compostas por sócios “laranjas”. A organização criminosa obteve contratos da ordem de R$3.428.183,03 (três milhões, quatrocentos e vinte e oito mil, cento e oitenta e três reais e três centavos), dos quais R$1.587.619,76 (um milhão, quinhentos e oitenta e sete mil, seiscentos e dezenove reais e setenta e seis centavos) está estimado como o valor potencial do desvio com ordem de bloqueio judicial.

O título ‘Ciranda de Pedra’ traduz uma fonte de múltiplos significados. No entanto, a ‘ciranda’ da obra de Lygia Fagundes Teles é formada por pedras, simbolicamente representando a sua dureza, a desintegração, o fechamento entre seus participantes e a não aceitação de novos membros.

Os envolvidos responderão pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, desvio de recursos públicos e fraude à licitação.

 

 

Foto: Divulgação

Assaltantes de banco flagrados com camisas falsas da Polícia Federal

terça-feira, julho 3rd, 2018

Assaltantes de banco foram flagrados, na tarde de segunda-feira 2/7, com camisas falsas da Polícia Federal, no município de Feira de Santana. Entre os presos está um homem que possuía dois mandados de prisão em aberto.

Equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Litoral Norte e da Polícia Federal realizavam uma operação quando abordaram o carro modelo Hilux. Dentro do automóvel foram encontradas quatro camisas falsificadas da PF.

O suspeito, com mandados de prisão em aberto por roubo qualificado, e mais três homens, acabaram presos. Informações iniciais, através de ações de inteligência, apontam que o suspeito e comparsas atacariam bancos na região.

Foto: Ilustração/Reprodução

Operação da PRF e PF apreende mais de 5 toneladas de maconha em carga de milho

domingo, junho 24th, 2018

Não corre ninguém. As Polícias Rodoviária Federal e Federal, apreenderam 5 toneladas e 400 quilos de maconha sob uma carga de milho a granel, na BR-463 km 68, na Cidade de Ponta Porã, no estado de Mato Grosso do Sul, na manhã do sábado, dia 23/6.

Conforme a PRF, “os policiais rodoviários federais receberam a informação da PF de que uma Scania branca estaria carregada com algum ilícito”. Assim, a Polícia abordou o veículo, com placa de Maringá/PR, com reboque tipo graneleiro, com a carga de milho. O conjunto era conduzido por um homem de 34 anos.

Ainda segundo a Polícia, o condutor apresentou a nota fiscal de milho debulhado, mas em verificação ao compartimento de carga, a equipe encontrou fardos de maconha sob a carga lícita. O carregamento somou 5.400 kg da droga.

Interrogado, o homem informou que o destino da maconha, seria a Cidade de São Paulo e receberia a importância de R$ 10 mil pelo serviço. O homem, o veículo e a droga foram encaminhados à Delegacia da Polícia Federal em Ponta Porã.

 

 

 

Foto/fonte: PRF

Bahia: Suspeitos são presos pela PF com produtos contrabandeados do Paraguai

sexta-feira, junho 15th, 2018

Tá vendo aí? Dois suspeitos que transportavam uma grande quantidade de mercadorias contrabandeadas do Paraguai, foram presos pela Polícia Federal na madrugada desta sexta-feira 15/6, em Feira de Santana, interior da Bahia.

Segundo informações da PF, as prisões foram feitas em uma ação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Ainda de acordo com a Polícia Federal, a dupla foi parada em uma barreira montada no posto da PRF, na BR-116, em Feira.

Entre os produtos apreendidos estão equipamentos eletrônicos, perfumes e som automotivo. Segundo informações da PF, os suspeitos tinham sido abordados dois dias antes, no Paraná, mas conseguiram fugir e abandonaram um carro com placa de Alagoas e 30 mil relógios adquiridos no Paraguai.

Eles foram capturados ao passarem na berreira policial feita em Feira de Santana. Os dois foram autuados em flagrante pela prática do crime de descaminho, mas foram liberados mediante o pagamento de fiança e responderão ao processo em liberdade. O valor pago pela fiança não foi informado.

Foto: Polícia Federal/ Divulgação

Lava Jato investiga contrato superior a 800 milhões da Petrobras

terça-feira, maio 8th, 2018

A pedido do Ministério Público Federal no Paraná (MPF-PR), foi deflagrada hoje (8) a 51ª fase da Operação Lava Jato. Chamada de Operação Deja Vu, essa fase de investigações apura crimes de corrupção e lavagem de dinheiro em um contrato de US$ 825 milhões, envolvendo a área internacional da Petrobras, para a prestação de serviços de segurança, meio ambiente e saúde. Segundo o MPF, um dos três operadores financeiros investigados é ligado ao MDB.

A Polícia Federal informou que há cerca de 80 policiais cumprindo 23 ordens judiciais nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo. Entre as ordens, há quatro mandados de prisão preventiva, dois mandados de prisão temporária e 17 mandados de busca e apreensão.

A expectativa é que, por meio desses mandatos, se consiga obter provas da prática dos crimes de corrupção, associação criminosa, fraudes em contratações públicas, crimes contra o Sistema Financeiro Nacional e de lavagem de dinheiro, dentre outros delitos.

Há mandados de prisão contra três ex-funcionários da Petrobras e três operadores financeiros. “Um deles, um agente que se apresentava como intermediário de valores destinados a políticos vinculados ao então Partido do Movimento Democrático Brasileiro – PMDB”, informou, por meio de nota, o MPF, sem detalhar quem seria esse intermediário.

Ainda de acordo com o MPF, as investigações apontaram “pagamento de propina que se estendeu de 2010 até pelo menos o ano de 2012, e superou o montante de US$ 56,5 milhões, equivalentes, atualmente, a aproximadamente R$ 200 milhões”. Essas vantagens estavam relacionadas a um contrato, de mais de US$ 825 milhões, firmado em 2010 entre a Petrobras e a construtora Norberto Odebrecht.

Como funcionava o esquema

Segundo os investigadores, o contrato previa a prestação de serviços de “reabilitação, construção e montagem, diagnóstico e remediação ambiental, elaboração de estudo, diagnóstico e levantamentos nas áreas de segurança, meio ambiente e saúde (SMS) para a estatal, em nove países, além do Brasil”.

Há, de acordo com os procuradores, provas apontando que esse contrato foi direcionado à empreiteira no âmbito interno da estatal.

“Em decorrência desse favorecimento ilícito, no contexto de promessa e efetivo pagamento de vantagem indevida, os elementos probatórios indicam dois núcleos de recebimento: funcionários da estatal e agentes que se apresentavam como intermediários de políticos vinculados ao então PMDB”, diz a nota do MPF.

Os pagamentos foram feitos mediante o uso de “estratégias de ocultação e dissimulação, contando com a atuação do chamado Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, de operadores financeiros e doleiros, especialistas na lavagem de dinheiro”, afirma o MPF ao informar ter havido pagamento em espécie e uso de diversas contas bancárias mantidas no exterior que estavam em nome de empresas offshores com sede em paraísos fiscais.

Há também provas de repasses de cerca de US$ 25 milhões feitos a ex-funcionários da Petrobras, “transferidos a bancos estrangeiros de modo escalonado, em diferentes contas no exterior, objetivando dificultar o rastreamento de sua origem e natureza ilícitas”.

Há, ainda, suspeitas de que cerca de US$ 31 milhões tiveram como destino pessoas que se diziam intermediários de políticos vinculados ao então PMDB. Neste caso, o pagamento foi feito por meio de contas mantidas por operadores financeiros no exterior, “que se encarregavam de disponibilizar o valor equivalente em moeda nacional, em espécie e no Brasil, ao encarregado pelo recebimento e distribuição do dinheiro aos agentes políticos”.

Os presos serão conduzidos à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde permanecerão à disposição da Justiça. Agência Brasil

 

 

 

Foto: Reprodução

Delegado da PF é assassinado em casa no aniversário da filha

segunda-feira, maio 7th, 2018

Deus é mais. Um delegado da Polícia Federal foi assassinado por três bandidos que invadiram a casa dele na noite do sábado, dia 5/5, na Cidade de São José de Ribamar, no Maranhão.

De acordo com informações da imprensa local, três bandidos invadiram a casa para assaltar no momento em que acontecia a festa de aniversário da filha de cinco anos do delegado Davi Farias de Aragão, de 36 anos.

Os marginais chegaram à casa por volta das 11 da noite através da residência vizinha que estava desocupada. Os assaltantes notaram o movimento depois que um entregador de pizza deixou o local.

 

 

 

Foto: Reprodução

Polícia Federal faz buscas em gabinetes de senador e deputado

terça-feira, abril 24th, 2018

Agentes da Polícia Federal fazem busca nesta terça-feira, dia 24/4, em Brasília, nos gabinetes do senador  Ciro Nogueira (PI), presidente nacional do PP, e do deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE). A ação ocorre no Congresso Nacional. A operação começou antes das 7h.

O terceiro andar do anexo 1 do Senado e parte do sexto andar do anexo 4 da Câmara foram isolados pelos policiais. Eles também fazem busca na casa do senador.

O advogado de Ciro Nogueira, Antônio Carlos de Almeida Castro, disse que ainda está tentando mais informações sobre a investigação e que, no mandado de busca e apreensão da Polícia Federal, consta o termo “embaraço” à Justiça. O advogado informou que o senador está fora do Brasil.

A assessorias de imprensa do senador e do deputado Eduardo da Fonte não se manifestaram.

 

 

 

Foto: Ilustrativa

Prisão de Lula acontece neste sábado (7)

sábado, abril 7th, 2018

Prisão discutida. Advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negociam com a Polícia Federal e a Justiça Federal, desde a noite da sexta-feira, dia 6/4, como deve acontecer a prisão do ex-presidente. Neste sábado, dia 7/4, vai haver uma missa em memória da esposa de Lula, Marisa Letícia, que completaria 68 anos na data. Só depois da missa é que a prisão deve ocorrer.

 

 

 

Foto: Divulgação

Coronel Lima é preso pela PF

quinta-feira, março 29th, 2018

Mais prisões. João Batista Lima, coronel aposentado da Polícia Militar, também foi preso pela Polícia Federal na operação Skala. Ele também é tido como amigo pessoal do presidente Michel Temer, assim como o advogado e empresário José Yunes, que foi preso temporariamente nesta quinta-feira, dia 29/3, por ordem do ministro do STF, Luiz Roberto Barroso.

A operação da PF, acontece no âmbito das investigações sobre o decreto dos Portos feito pelo presidente Michel Temer para beneficiar a Rodrimar, do empresário Antônio Grecco, também preso nesta manhã de quinta-feira, dia 29/3.

 

 

 

Foto: Reprodução

PF prende José Yunes, ex-assessor do presidente Michel Temer

quinta-feira, março 29th, 2018

Vixe. A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira, dia 29/3, José Yunes, ex-assessor do presidente Michel Temer. A ordem de prisão temporária é do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, segundo veículos de imprensa nacionais.

José Yunes é advogado e empresário. No ano de 2016, ele assumiu presidência do diretório municipal do PMDB em São Paulo, nomeado chefe do gabinete-adjunto de agenda do presidente da República e em seguida foi promovido para assessor especial da Presidência.

 

 

 

Foto: Reprodução

PF deflagra operação contra fraudes do “glaucoma” no sudoeste baiano

terça-feira, março 27th, 2018

A Polícia Federal deflagrou hoje a Operação Lanzarote, que apura fraudes relacionadas à gestão do Projeto Glaucoma, em Guanambi, município localizado no sudoeste baiano.

Segundo a PF, foram expedidos cinco mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva contra o sócio-administrador do Instituto Oftalmológico da Bahia (Ioba) – as ordens judiciais são cumpridas em Guanambi e Brumado, na Bahia, e em Aracaju e Itabaiana, no estado de Sergipe.

O programa investigado foi instituído pelo governo federal e consiste no cadastramento e contratação de instituições de saúde para o tratamento oftalmológico de pacientes com glaucoma. A suspeita é de que os mutirões recebiam repasses do Ministério da Saúde em quantidade superior à capacidade física instalada para atendimentos.

De acordo com o órgão, também foi verificada a ocorrência de inúmeros casos de falsos diagnósticos de glaucoma, inclusive com a prescrição e utilização de colírios por pacientes, sem necessidade, por períodos de até dois anos.

A clínica investigada teria recebido, entre 2013 e 2017, a quantia total de quase R$ 9,5 milhões (R$ 9.418.632,99). Secom/PF

 

 

 

Foto: Divulgação

Delfim Netto é alvo de busca e apreensão na 49ª fase da Lava Jato

sexta-feira, março 9th, 2018

Vixe. A 49ª fase da Lava Jato, batizada de Buona Fortuna, deflagrada nesta sexta-feira, dia 9/3, tem como objetivo cumprir nove mandados de busca e apreensão, em Curitiba (PR), São Paulo, Guarujá (SP) e Jundiaí (SP). As investigações apontam o pagamento de propina no valor de R$ 135 milhões em obras que envolveram a construção da Usina Belo Monte, no Estado do Pará.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), desse montante, R$ 60 milhões foram destinados para o PT, R$ 60 milhões para o MDB e R$ 15 milhões para empresas vinculadas, direta ou indiretamente, ao ex-ministro Antônio Delfim Netto.

 

 

 

Foto: Reprodução/Fiesp