Posts Tagged ‘presídio’

Depois de refazer acordo sobre pensão alimentícia, Edílson Capetinha deixa o presídio

sexta-feira, agosto 18th, 2017

Fora da cadeia. Depois de passar três em função de dívidas com pensão alimentícia, o ex-jogador Edílson “Capetinha” saiu da cadeia na noite desta sexta-feira, dia 18/8. Edílson teria renegociado a dívida que já chega a R$ 430 mil. O pentacampeão mundial pela Seleção Brasileira de Futebol chegou a ficar custodiado na Polícia Interestadual (Polinter) e depois, acabou transferido para o complexo prisional da Mata Escura.

Fotos: Reprodução

Grávida é estuprada quando seguia para visitar o companheiro no presídio

domingo, agosto 6th, 2017

Misericórdia. Uma mulher de 26 anos, seguia para visitar o companheiro que está preso na penitenciária e acabou estuprada nas imediações da unidade prisional. Ela foi abordada por um cramunhão em uma bicicleta preta, que lhe apontou uma arma de fogo e a obrigou a entrar com ele num galpão abandonado, onde cometeu o estupro que aconteceu na Cidade de Caruaru, em Pernambuco.

O estuprador 45 anos, estava com alvará de soltura do dia 28/04/17, e resistiu a prisão tentado tomar a arma de um dos PMs, que resultou no uso da força. Foram apreendidos o simulacro de arma de fogo, a bicicleta e as roupas utilizadas no crime. O estuprador foi autuado em flagrante e posteriormente será apresentado na audiência de custódia.

 

 

Foto: Reprodução/Jornal de Caruaru

 

Geddel é transferido para presídio da Papuda

terça-feira, julho 4th, 2017

Preso na tarde de ontem (3) na Bahia e levado para a Superintendência da Polícia Federal (PF) em Brasília no início da madrugada de hoje (4), o ex-ministro Geddel Vieira Lima foi transferido no começo da tarde para o Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal.

Segundo a assessoria da Subsecretaria do Sistema Penitenciário do Distrito Federal, Geddel dividirá a cela com outros nove presos na ala do Centro de Detenção Provisória destinada a detentos com nível superior. Terá direito a duas horas de banho de sol por dia e a receber quatro visitantes às sextas-feiras. Alvo das mesmas investigações que levaram Geddel à prisão, o doleiro Lúcio Bolonha Funaro também está preso na Papuda, mas em outro bloco.

A prisão do político baiano, que ocupou o cargo de ministro nos governos Lula e Temer, além de uma diretoria da Caixa Econômica Federal durante o primeiro governo Dilma, foi pedida pela Polícia Federal e por integrantes da Força-Tarefa da Operação Greenfield. A ação foi originalmente deflagrada em setembro de 2016 para apurar crimes de gestão temerária e fraudulenta cometidos contra alguns dos maiores fundos de pensão do país, entre eles Funcef, Petros, Previ e Postalis.

Posteriormente, a Operação Sepsis, desdobramento da Lava Jato para investigar suposto esquema de pagamento de propina para liberação de recursos do Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS) , administrado pela Caixa Econômica Federal, foi vinculada à Operação Greenfield. Já em janeiro de 2017, a PF deflagrou uma outra operação, a Cui Bono, que investiga um suposto esquema de fraude na liberação de créditos da Caixa entre março de 2011 e dezembro de 2013, período em que Geddel ocupou a vice-presidência de Pessoa Jurídica do banco. Na ocasião, policiais federais cumpriram mandados de busca e apreensão na casa do político, apreendendo diversos documentos.

Ao pedir a prisão de Geddel, cumprida ontem, o Ministério Público Federal (MPF) acusou-o de tentar obstruir a investigação das supostas irregularidades na liberação de recursos da Caixa. De acordo com o MPF, a acusação foi fundamentada em informações fornecidas em depoimentos de Lúcio Funaro, do empresário Joesley Batista e do diretor jurídico do grupo J&F, Francisco de Assis e Silva, sendo os dois últimos em acordo de colaboração premiada.

No pedido de prisão acolhido pela Justiça, os procuradores sustentaram que o ex-ministro estaria tentando evitar que o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, e Lúcio Funaro firmassem acordo de colaboração com o MPF. Ainda segundo os procuradores, Geddel estaria atuando para garantir vantagens indevidas aos dois e “monitorando” o comportamento do doleiro de forma a constrangê-lo a não fechar o acordo. Os procuradores reproduziram mensagens que Geddel enviou à mulher de Funaro entre os meses de maio e junho. As mensagens, segundo o MPF, foram entregues às autoridades pelo próprio Funaro.

Defesa

A defesa de Geddel definiu como “absolutamente desnecessário” a prisão preventiva do político. Em nota enviada à imprensa, o advogado Gamil Föppel disse que há “ausência de relevantes informações” para basear a decisão e definiu como “erro” da Justiça Federal a autorização para a prisão de Geddel. Föppel diz que, desde o início das investigações, o ex-ministro se colocou à disposição para prestar esclarecimentos, mas nunca foi intimado pela Justiça. Para a defesa, isso representa uma “preocupação policialesca muito mais voltada às repercussões da investigação para a grande imprensa, do que efetivamente à apuração de todos os fatos”. Conforme Agência Brasil

 

 

Foto: Reprodução

Polícia cumpre mandado de prisão contra homem que matou desafeto dentro de bar

domingo, abril 30th, 2017

Chegaram junto. Policiais da Delegacia Territorial (DT), da Cidade de Jeremoabo, cumpriram, na manhã da quarta-feira, dia 26/4, um mandado de prisão preventiva contra Luna, responsável pela morte de José Claudiano Carvalho de Santana.
O crime ocorreu no dia 19 de fevereiro de 2017, quando os dois se desentenderam dentro de um bar, no povoado de Água Branca, naquela Cidade, distante 380 quilômetros de Salvador. Luan, que estava armado na ocasião, acabou atirando em Claudiano.
Luan chegou a se apresentar na Delegacia, acompanhado de um advogado, alegando legítima defesa, mas o delegado Ailton José de Souza, titular da DT/Jeremoabo, não entendeu assim. Ele solicitou mandado de prisão à Justiça e a Comarca da Cidade deferiu o pedido. Luan já foi encaminhado ao Presídio de Paulo Afonso.

 

 

Foto: Reprodução

Fonte: Polícia Civil/SSP-BA

Vídeo: Mulher faz striptease para presos no presídio

quinta-feira, abril 6th, 2017

Esbórnia na cadeia. O Sindicato dos Agentes Penitenciários divulgou, nas últimas horas, um vídeo que mostra uma mulher tirando a calcinha para detentos de uma cela do presídio.

No vídeo que gerou polêmica na web, os presos aparecem muito à vontade com celulares e bebida alcoólica, enquanto a mulher rebola em cima de uma cadeira.

Por meio de nota, a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), informou que “após análise das imagens do vídeo, verificou que o material foi gravado no ano passado e os reeducandos e a visitante que aparecem nas imagens foram identificados”. Os presos identificados vão ser transferidos e foi aberto um procedimento administrativo para apurar o caso. Além disso, a mulher deve ter a carteira de visitante recolhida.

O caso ocorreu na Penitenciária Professor Barreto Campelo, em Itamaracá, na Região Metropolitana do Recife. Asssita ao vídeo:

Revista em presídio de Jequié apreende drogas e armas

terça-feira, março 28th, 2017

Uma revista realizada pela Polícia nas celas do Conjunto Penal de Jequié apreendeu, na sexta-feira, dia 24/3, 420 gramas e mais 29 trouxinhas de maconha, 140 gramas e 63 papelotes de cocaína, 20 chunchos, 18 aparelhos celulares, 12 carregadores, 17 chips para celular e cinco pen drives.
O responsável pela 9ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), de Jequié, delegado Fabiano Aurich, que coordenou a ação, disse que os presos Anailton e Uilton, assumiram que são os donos do material apreendido. Eles responderão a inquérito pela posse das armas e das drogas.
A dupla integra a quadrilha liderada pelo traficante Sandro, vulgo “Real”, que também se encontra cumprindo pena no Conjunto Penal de Jequié. Nada foi apreendido na cela dele. Um inquérito para como o material foi parar na carceragem foi aberto.
Além da 9ª Coorpin, equipes da Polícia Militar de Jequié, da Coordenação de Inteligência Prisional (Coordip) e do Grupo Especial de Operação Prisionais (GEOP), que são ligados à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) também participaram da ação.

 

 

Foto/fonte: Polícia Civil/SSP-BA

Drogas, armas e celulares são apreendidos na Cadeia Pública de Salvador

terça-feira, março 21st, 2017

Olha aí. Uma revista feita na Cadeia Pública de Salvador nesta terça-feira, dia 21/3, resultou na apreensão de drogas, celulares, carregadores, facas e balança de precisão. De acordo com o Sindicato dos Agentes Penitenciários da Bahia, a apreensão foi feita durante uma revista rotineira nas celas da cadeia que fica Penitenciária Lemos de Brito, no Bairro de Mata Escura.

Foto: Divulgação

Detento é morto no presídio

sábado, janeiro 21st, 2017

_DSC0089

Parafernália e morte. No Agreste de Pernambuco, uma rebelião ocorrida na manhã deste sábado, dia 21/1, no presídio de Santa Cruz do Capibaribe não tem relação com os motins registrados em outras unidades prisionais do país, segundo o secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico. “A situação não tem nada a ver com o que está acontecendo na cena nacional”, afirmou o secretário.

Treze presos ficaram feridos e um de 19 anos morreu na rebelião deste sábado, conforme a Secretaria Executiva de Ressocialização. De acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), quatro presos ficaram feridos. Três presos conseguiram fugir. Um policia militara também ficou ferido.

 

Foto: Reprodução/Agreste Notícia

Tensão: Mais morte em nova rebelião

quinta-feira, janeiro 19th, 2017

alca1

Bicho pegando. O Rio Grande do Norte registra mais uma rebelião em seu sistema prisional com mais um preso assassinado. A parafernália foi na noite desta quarta-feira, dia 18/1, na Penitenciária Estadual do Seridó, conhecida como Pereirão, na Cidade de Caicó. De acordo com a Coordenadoria de Adminsitração Penitenciária (Coape), além do preso morto outros sete detentos ficaram feridos. De acordo com a Coape, a situação foi controlada por volta das 10 da noite.

 

 

Foto: Reprodução

Autoridades confirmam mais de 20 mortes em presídio

segunda-feira, janeiro 16th, 2017

asdfa-e1484511976533-700x364

Em coletiva a imprensa no início da noite deste domingo, dia 15/1, após um dia de inspeção na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, na região metropolitana de Natal, as autoridades de segurança pública do Rio Grande do Norte informaram que 26 pessoas – não 27, como noticiado – foram mortas durante um motim que começou no sábado, 14/1.

A rebelião – resultante de uma briga entre integrantes de facções criminosas rivais que cumprem pena na unidade – aconteceu no pavilhão 4 da penitenciária, quando detentos do pavilhão 5, que são mantidos separados, escaparam e deram início ao confronto. O motim foi contido no começo da manhã de domingo, 15. Houve mobilização de todas as forças policiais do estado para conter o conflito, evitando que se espalhasse para outros pavilhões.

Foto: reprodução

Rebelião pode ter mais de 30 mortos; vários presos foram decapitados

domingo, janeiro 15th, 2017

asdfa

Deus é mais. Pelo menos trinta presos morreram na rebelião da Penitenciária de Alcaçuz que já é considerada a mais violenta da história do Rio Grande do Norte. A informação foi confirmada pelo Governo do Estado. A rebelião começou na tarde do sábado, dia 14/1, e terminou depois de 14 horas na manhã deste domingo, dia 15/1.

Para que seja feita a identificação, os corpos foram levados para o Instituto de Técnico-Científico de Polícia (Itep). Um caminhão frigorífico foi alugado para armazenar os corpos enquanto não acontece a liberação para os enterros. Além disso, legistas do Ceará e da Paraíba foram deslocados para ajudar no trabalho de identificação dos corpos.

 

Foto: Reprodução

Rebelião em presídio deixa corpos decapitados; polícia conta os mortos

domingo, janeiro 15th, 2017

preso11

Disputa entre eles. A rebelião teria sido motivada por brigas entre facções rivais. O presídio é o maior do Rio Grande do Norte e está localizado em Nísia Floresta, a 25 km da capital Natal. Penitenciária Estadual de Alcaçuz,

Cerca de 200 homens, entre policiais, bombeiros e da Força Nacional, participaram da operação, que ainda não terminou na penitenciária Estadual de Alcaçuz,

Pelo menos dez presos morreram, alguns decapitados. Autoridades estão fazendo agora a contagem dos mortos.

Na noite de sábado, dia 14/1, policiais já haviam conseguido acesso à área externa da penitenciária, mas estavam esperando o amanhecer para entrar nos pavilhões.

Segundo informações da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte, os detentos do presídio Rogério Coutinho Madruga, que fica ao lado de Alcaçuz, invadiram a penitenciária.

A Penitenciária de Alcaçuz tem capacidade para abrigar 620 detentos, no entanto estava com 1.083. Já o Rogério Coutinho Madruga tem capacidade para abrigar 300 presos e não estava com superlotação. Com informações BBC Brasil

 

Foto: Divulgação

Rebelião deixa mortos no presídio; cabeças foram arrancadas

sábado, janeiro 14th, 2017

preso11

A pressão subiu. Autoridades , policiais militares e agentes penitenciários preferiram deixar o dia amanhecer para entrar nos pavilhões da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, onde acontece uma forte rebelião desde as primeiras horas deste sábado, dia 14/1. “Pelo visual, podemos afirmar que pelo menos três presos foram mortos. Deu pra ver as cabeças arrancadas”, disse o coordenador de administração penitenciária do Rio Grande do Norte.

alca1

O presídio de Alcaçuz é o maior do estado potiguar. A área externa já está sob o controle das autoridades, conforme a Polícia Militar. As saídas foram bloqueadas e o Corpo de Bombeiros está fazendo barricadas no local.

 

Foto: Divulgação/Polícia Militar

 

Relatório de direitos humanos critica superlotação de presídios e lei antidrogas

sexta-feira, janeiro 13th, 2017

IMG_4721

Relatório divulgado nesta quinta-feira, dia 12/1, pela organização não governamental Human Rights Watch (HRW) critica a superlotação dos presídios brasileiros e diz que falhas na legislação antidrogas levam a esse quadro. A entidade também condena a não separação de detentos por tipo de crime e por ligação com facções criminosas nas cadeias do país.

As recentes chacinas em presídios no Amazonas e em Roraima, que mataram cerca de 100 presos no começo de janeiro, não são abordadas no relatório deste ano.

A diretora da HRW no Brasil, Maria Laura Canineu, disse que a Lei de Drogas em vigor no país, de 2006, é uma das responsáveis pela superlotação nos presídios. “Porque essa lei aumentou as penas para o tráfico e, embora tenha determinado penas alternativas, como trabalhos comunitários para o usuário, a lei deixou muita vaga a interpretação, e um pouco na mão das autoridades policiais a interpretação de quem é usuário e quem é traficante”, criticou.

Foto: Agência Brasil

Presos envolvidos em chacina em presídio são transferidos para prisões federais

quinta-feira, janeiro 12th, 2017

images194gvrzk

Dezessete presos foram transferidos nesta quarta-feira, dia 11/01, de estabelecimentos prisionais do Amazonas para presídios federais de segurança máxima.

Segundo o Comitê Estadual de Gerenciamento de Crise do Sistema Penitenciário, que reúne representantes dos órgãos do sistema de Segurança Pública e de Administração Penitenciária, os detentos remanejados são suspeitos de ter comandado e participado dos assassinatos de pelo menos 60 internos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) e da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) nos primeiros dias do ano.

As transferências foram autorizadas pela Justiça Federal. Quatorze presos cumpriam pena no Compaj e três na UPP. As autoridades públicas estaduais não confirmaram para quais presídios federais cada preso foi levado.

Foto: reprodução

Operação recaptura foragidos de presídio

quinta-feira, dezembro 29th, 2016

normal_1482954524depin1coorpin1

Fujões de volta. Com o objetivo de recapturar presos que foram beneficiados com saídas temporárias no Presídio de Feira de Santana, policiais da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Feira de Santana), deflagraram nesta quarta-feira, dia 28/12, mais uma etapa da Operação Final de Ano em Paz, na qual três pessoas foram presas, por força de mandados de prisão.
De acordo com o delegado João Uzzum, responsável pela Coorpin de Feira de Santana, a Vara de Execuções Penais daquela Comarca listou que, nos últimos quatro anos, 64 presos não retornaram ao presídio depois de saídas no Dia dos Pais e no Natal. Nos últimos 15 dias, porém, graças à Operação, nove foragidos foram recapturados. Os policiais constataram também que outros cinco estavam mortos e três desaparecidos.
Na manhã de qurta, os policiais prenderam Valdésio, que tinha mandado de prisão da Comarca de Luís Eduardo Magalhães, Alexandre dos Santos, que estava escondido na Pousada Familiar, no centro de Feira, com mandado de prisão expedido pela Comarca de Feira de Santana, e Vando, preso em flagrante com 19 pinos de cocaína.
Os policiais se dirigiram também à localidade do Bem-te-vi e ao bairro Portelinha para o cumprimento de um mandado de busca e apreensão, expedido pela Comarca local, contra o traficante Felipe Suzarte, apontado por investigações como um dos líderes do tráfico de drogas na Cidade.
Depois de entrarem no imóvel, um ponto de venda de drogas, os policiais foram recebidos a tiros. Houve confronto e Felipe foi baleado, sendo socorrido ao hospital , onde não resistiu aos ferimentos e morreu. No local, que fica defronte a uma escola municipal, foram apreendidos um revólver calibre 38 e três quilos de maconha, divididos em tijolos compactados. A operação contou com 40 policiais lotados na 1ª Coorpin e suas delegacias: 2ª DT, DRFR, DTE, Decarga, DAI e DEAM.

 

 

Foto/fonte: Polícia Civil/SSP-BA

Apreendido celular dentro de carne de sertão destinado a preso

quarta-feira, julho 27th, 2016

normal_1469559030Depin2Coorpin

Tempero do mal. Um aparelho celular foi encontrado escondido dentro de um pedaço de charque (carne de sertão), na manhã desta terça-feira, dia 26/7, por policiais da Delegacia Territorial (DT), da Cidade de Alagoinhas, responsáveis pela revista feita em alimentos e outros itens levados por visitantes para os presos custodiados naquela unidade.
A carne com o celular estava com uma mulher de 36 anos, e seria entregue ao preso companheiro dela. A Polícia vai apurar porque a mulher pretendia entregar o aparelho a ele, que é casado com outra mulher e está preso, desde junho, por violência doméstica.
A delegada Edleuza Ramos, plantonista da DT/Alagoinhas, lavrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) contra a cramunhã por facilitar a entrada de aparelho telefônico em estabelecimento prisional, com base no artigo 349-A, do Código Penal Brasileiro (CPB), que responderá em liberdade.

 

Foto/fonte: Polícia Civil

Carlinhos Cachoeira e empresários são levados para presídio

sexta-feira, julho 1st, 2016

image

Vixe. Carlos Augusto Ramos, também conhecido como Carlinhos Cachoeira, o ex-diretor da empresa Delta no Centro-Oeste, e outro empresário estão presos no Sistema Penitenciário do Rio de Janeiro, desde a noite de quinta-feira, dia 30/6.

Conforme a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), eles chegaram no Presídio Ary Franco, Zona Norte do Rio, à noite. Antes do encaminhamento, nesta quinta-feira, os três foram ouvidos na sede da Polícia Federal, onde chegaram às 5:30 da tarde. Eles foram presos pela manhã na Operação Saqueador, em Goiânia, e em São Paulo.

 

Foto: Reprodução

Força Nacional impede entrada de celulares e drogas em presídio

quinta-feira, junho 16th, 2016

img-20160615-wa0036_1

Êta joça. Policiais da Força Nacional de Segurança apreenderam no fim da noite desta quarta-feira, dia 15/6, materiais que eram jogados por cima de uma grade da Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Jucá Neto (CPPL III), na Cidade de Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza, no Ceará.

De acordo com a Força Nacional, por volta das 9 da noite, quando o número de policiais era menor no local, um grupo de pessoas se aproximou da grade lateral e jogou cerca de 10 pacotes com materiais ilícitos para dentro do presídio. Quando perceberam a ação, policiais dispararam munição de impacto controlado em direção aos presos que tentavam resgatar os materiais. Uma granada – de luz e som – foi jogada em direção ao matagal para dispersar os suspeitos.

Foram apreendidos, 14 celulares, dois smartphones, 1 chip de uma operadora móvel, 12 carregadores de celular, 10 Fones de ouvido, cerca de 100 gramas de um substância que aparenta ser maconha e 20 gramas de uma substância que oficiais suspeitam de ser cocaína. Fonte G1

 

Foto: Divulgação/Força Nacional

 

Visitantes tentam entrar com whisky e celulares em presídio

terça-feira, junho 14th, 2016

Apreensao_Iapen

Parafernália. Em um dia de visita de familiares a reeducandos, no Complexo Penitenciário Francisco D’Oliveira Conde (FOC), agentes que estavam de plantão, e são responsáveis pela fiscalização das visitas, apreenderam oito litros de whisky e nove celulares.

Segundo o coordenador de segurança da FOC, o material foi achado abandonado em um banheiro que fica do lado de fora da unidade. “Esses objetos foram encontrados pelos agentes penitenciários no horário da visita dos presos, porém ainda não foi identificado”, destacou.

Santos disse ainda que a pessoa que deixou o material ilícito no local, provavelmente, pode ter agido por medo ou também para deixar que terceiros fossem buscar e levar para dentro da unidade. A direção do Complexo abriu uma sindicância para apuração dos fatos. Fonte: Acreaovivo

 

Foto: Divulgação