Posts Tagged ‘Antônio Imbassahy’

Novo ministro se diz um “soldado” de Temer ao assumir pasta no governo

sexta-feira, dezembro 15th, 2017

O novo ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (PMDB-MS), tomou posse do cargo nesta sexta-feira (15), no Palácio do Planalto. Marun substitui Antônio Imbassahy (PSDB-BA), que comandou a pasta desde fevereiro e agora vai retomar seu mandato de deputado federal. Dirigindo-se a Temer, Marun colocou-se como um “soldado” a serviço do presidente.

“Vejo no senhor um homem determinado a fazer aquilo que o Brasil precisa. Hoje, abro mão da minha reeleição para estar ao vosso lado, se for o vosso desejo, até que essa grande tarefa se conclua. […] Afirmo que serei e sou, a partir desse momento, um soldado sob o vosso comando em sua árdua luta para fazer do vosso país um país melhor para todos os brasileiros”. Vários ministros, líderes partidários, prefeitos de municípios de Mato Grosso do Sul, embaixadores e parentes do ministro também participaram da posse.

Marun afirmou que, em três anos de experiência no Congresso Nacional, conquistou a confiança dos parlamentares da base de apoio do governo e o respeito da oposição. Em seu discurso, ele reconheceu que a reforma da Previdência é o maior dos desafios entre os projetos da atual gestão.

“Eu assumo esta função consciente disso. Precisamos de uma Previdência mais justa e menos desigual para todos os brasileiros. Não é possível que aceitemos continuar convivendo com o sistema previdenciário que tira dos mais humildes e destina recursos aos mais aquinhoados, este é o grande desafio”, declarou Marun.

O ministro disse que acredita no “senso de responsabilidade” do Congresso Nacional para votar a reforma e que a aprovação da proposta pode contribuir para viabilizar a economia do país e fazer 2018 “um momento histórico de crescimento”.

O ministro recém-empossado destacou os avanços da economia e o trabalho realizado pelo ocupante anterior da pasta, Antonio Imbassahy, na articulação política do governo, reconhecendo que será um desafio assumir a pasta em lugar do deputado baiano.

Carlos Marun assume lugar de Imbassahy na quinta-feira (14)

domingo, dezembro 10th, 2017

O Palácio do Planalto confirmou, na noite deste sábado (9), o convite feito pelo presidente Michel Temer a Carlos Marun para assumir a Secretaria de Governo, em substituição a Antonio Imbassahy.

Deputado federal pelo PSDB da Bahia, Imbassahy deixou a pasta após entregar uma carta pedindo exoneração do cargo.

Carlos Marun, de 57 anos, é deputado federal do PMDB de Mato Grosso do Sul e tomará posse na próxima quinta-feira (14).

Segundo nota emitida pelo Palácio do Planalto, Antonio Imbassahy continuará na função até a transmissão oficial do cargo. Imbassahy participou ontem (9), em Brasília, da convenção nacional do PSDB, na qual o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, foi eleito presidente do partido. Na convenção, Imbassahy afirmou que deixa o governo com a sensação de dever cumprido e reiterou seu compromisso com a reforma da Previdência, prestes a ser votada no plenário da Câmara dos Deputados.

O nome de Marun já vinha sendo especulado desde o dia 22 de novembro, quando Alexandre Baldy tomou posse como ministro das Cidades. Nesse dia, o Palácio do Planalto chegou a anunciar a posse de Marun junto com a de Baldy em seu perfil no Twitter, mas depois apagou a postagem. Desde então, a saída de Imbassahy era considerada questão de tempo no Palácio do Planalto.

Marun é do partido de Temer e, desde o início do governo atual, colocou-se como um dos fiéis aliados do presidente na Câmara dos Deputados. Foi presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência e um dos principais articuladores da rejeição das duas denúncias contra Temer apreciadas na Casa. Nesse período, Marun ia com frequência ao Palácio do Planalto reunir-se com o presidente.

Carlos Eduardo Xavier Marun nasceu em Porto Alegre, mas construiu a carreira política em Mato Grosso do Sul. É advogado e engenheiro civil e já atuou nas secretarias de Habitação municipal e estadual. Marun, que exerce o primeiro mandato de deputado federal, assumiu, em abril deste ano, o cargo de procurador parlamentar da Câmara, por indicação do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para o biênio de 2017-2018. É vice-líder do PMDB na Câmara. Agência Brasil

 

 

Foto: Marcelo Camargo/Arquivo/Agência Brasil

Imbassahy deixa ministério de Temer

sexta-feira, dezembro 8th, 2017

O ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy, pediu demissão do cargo nesta sexta-feira (8). Ele entregou sua carta de exoneração em que afirma ter sido “uma honra” fazer parte do governo de Temer e disse ter “trabalhado com foco para manter a estabilidade política do país”. Imbassahy é deputado federal do PSDB e havia se licenciado do mandato para ocupar o cargo no governo. Ele não explicou o motivo da saída, apenas citou “novas circunstâncias no horizonte”.

“Agora, senhor presidente, novas circunstâncias se impõem no horizonte. Agradeço ao meu partido, o PSDB, que entendeu que, após tarbalhar pelo impeachment [da ex-presidente Dilma Rousseff], e por coerência com a sua história, não poderia se omitir nesse processo de recuperação do país”, disse, na carta. O nome do deputado Carlos Marun (PMDB-MS) já circula no Palácio do Planalto como provável substituto na Secretaria de Governo. A escolha, no entanto, ainda não é oficial. Marun tem sido um dos principais articuladores de Temer na Câmara dos Deputados.

Imbassahy também cita na carta a reforma da Previdência, afirmando que o governo precisa do apoio do Congresso para avançar no tema. Com sua saída do governo, ele retoma sua vaga na Câmara dos Deputados.

O presidente Michel Temer aceitou o pedido do agora ex-ministro. Em carta de resposta ao pedido de exoneração, Temer afirma que é grato pelo que Imbassahy fez pelo governo e pelo país. O presidente também ressalta que o ministro foi fundamental para ajudar o governo a atravessar “momentos delicados”. Temer destaca a amizade que tem com ele e afirma que O tucano continuará a defender os interesses do país no Congresso.

“Sou-lhe grato. Pelo que fez pelo nosso governo e pelo país. Os momentos difíceis a que você alude na carta foram enfrentados todos por mim, mas com seu apoio permanente. […] O meu prazer por tê-lo tido como companheiro de jornada foi duplo: primeiro, pelas razões a que já aludi, mas em segundo lugar, e não menos importante, pela amizade fraternal que surgiu ao longo desse fértil período de convivência. […] Sei que, no Parlamento, continuará a defender os interesses do Brasil”, respondeu o presidente. Agência Brasil

 

 

Foto: Hora do Bico

Temer dá posse a novo ministro das Cidades; Imbassahy permanece no cargo

quarta-feira, novembro 22nd, 2017

Olha aí. O deputado federal Alexandre Baldy (GO) tomou posse nesta quarta-feira, dia 22/11, como novo ministro das Cidades. Baldy assumiu a pasta no lugar do também deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), que pediu para deixar o governo na semana passada.

Ao contrário das especulações de que, na mesma solenidade, seria empossado um novo secretário de Governo – o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) – em substituição ao atual, o ministro Antônio Imbassahy (PSDB-BA), o secretário de Comunicação da Presidência da República, Márcio de Freitas, desmentiu o fato e afirmou que “conversas acontecem, mas o ministro continua no cargo”.

Mais cedo, foi noticiado na imprensa que Temer havia escolhido Marun para assumir a Secretaria de Governo, responsável pela articulação política do governo com os parlamentares.

Foto: Agência Brasil

Antônio Imbassahy deve trocar PSDB pelo DEM

sexta-feira, agosto 25th, 2017

Olha aí. O ministro da Secretaria de Governo e deputado federal baiano Antônio Imbassahy (PSDB) está negociando sua ida para o Democratas, partido ao qual era filiado antes de entrar no atual, segundo informações publicadas no jornal O Estado de S. Paulo.

Ainda conforme o diário paulista, desta sexta-feira, Imbassahy não teve, até agora, a garantia de que será o candidato tucano para o Senado. No PSDB baiano, o ministro disputa a indicação com o deputado federal Jutahy Júnior.

Anteriormente, o parlamentar esteve cotado para migrar para o PMDB com o intuito de disputar uma vaga na chapa majoritária ao lado do prefeito ACM Neto (DEM) em 2018, mas a articulação enfrentou resistência entre peemedebistas baianos.

Foto: Hora do Bico

Mobilização de deputados ameaça cargo de Imbassahy

terça-feira, agosto 15th, 2017

Vixe. O deputado federal baiano e atual ministro da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy (PSDB), está com o cargo ameaçado no governo do presidente Michel Temer (PMDB). Pelo menos, essa é a informação divulgada pela colunista Andreia Sadi, do site G1.

Segundo a jornalista, os deputados do Centrão, grupo formado por partidos como PP, PSD, PR, PSC, PRB, dentre outros, avisaram ao Palácio do Planalto que, para garantir apoio futuro ao governo peemedebista no Congresso, querem a vaga ocupada por Imbassahy. Para a função, o grupo já teria escolhido o atual líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE).

Deputados do centrão já se encontraram com o ministro Imbassahy e cobraram a liberação de cargos para garantir apoio nas pautas caras ao governo, como a reforma da previdência, medidas provisórias, além de já apresentarem a fatura em relação à expectativa de uma segunda denúncia de Rodrigo Janot contra Temer.

O aumento do interesse nas vagas ocupadas pelo PSDB se deve ao fato de a bancada do partido ter votado de forma dividida na denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara. Mesmo assim, a legenda possui quatro ministérios no governo: Secretaria de Governo, Relações Exteriores, Cidades e Direitos Humanos. O centrão defende que o PSDB fique com três ministérios.

Foto: Hora do Bico

Temer vai exonerar ministros para votarem por reforma

terça-feira, abril 25th, 2017

O presidente Michel Temer vai exonerar todos os ministros que tiverem mandato na Câmara dos Deputados para possam votar a favor da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16, que trata da reforma da Previdência. A exoneração deve ocorrer dias antes da votação no plenário da Casa, prevista para a segunda semana de maio. Antes, o relatório de Arthur Maia (PPS-BA) será votado na comissão especial criada para discutir o tema.

A decisão de Temer foi anunciada pelo ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy, após reunião do presidente com a equipe ministerial na tarde desta segunda-feira, dia 24/4, no Palácio do Planalto. “É um reforço. É como se fosse reforçar o time em campo. Vai ficar mais reforçado ainda com a ação efetiva e presente dos ministros na Câmara dos Deputados”. Imbassahy, inclusive, será exonerado para reassumir seu mandato pelo PSDB.

Foto: Hora do Bico

Alice rasga elogios a Imbassahy, mas diz que não nomearia ele à Secretaria de Governo

quinta-feira, fevereiro 9th, 2017

Olha, aí. A deputada Alice Portugal (BA), que  foi escolhida para liderar a bancada do PCdoB na Câmara dos Deputados, comentou a nomeação do ex-líder do PSDB, Antonio Imbassahy, para a Secretaria de Governo.

Em entrevista ao apresentador Adelson Carvalho, na Rádio Sociedade da Bahia, na manhã desta quinta-feira, dia 9/2, Alice rasgou elogios ao deputado, mas afirmou que se dependesse da escolha dela, ele não seria nomeado para a secretaria de Temer.

Alice também disse que depois de 39 anos de partido, é uma honra e responsabilidade enorme para ela ter sido escolhida para liderar a bancada. Como nova líder, Alice substitui o também deputado pela Bahia Daniel Almeida, que esteve à frente da bancada em 2016.

Em seu quarto mandato, a deputada tem a atuação parlamentar marcada pela defesa dos direitos das mulheres. Alice comandará uma bancada formada atualmente por 12 deputados. Recentemente, o partido ganhou mais duas cadeiras no Parlamento, com os deputados Assis Melo (RS) e Davidson Magalhães (BA).

Foto: reprodução

Lúcio Vieira Lima teria ficado contrariado com nomeação de Imbassahy

sexta-feira, dezembro 9th, 2016

lucio2

Olha, aí. Parece que não foi só a forte mobilização ao longo desta quinta-feira, dia 8/12, promovida por deputados do “Centrão”, um dos pilares da base aliada de Temer, que fizeram travar o anúncio do Deputado Federal António Imbassahy (PSDB) ministro de Temer. Outro problema que fez parte de toda parafernália seria a eleição de 2018 na Bahia.

Segundo interlocutores de Temer, o irmão de Geddel Vieira Lima, deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), teria ficado contrariado com a possível nomeação de Imbassahy porque isso credenciaria o tucano a disputar o Senado pela Bahia, o que faria parte das pretensões de Geddel, embora ele negue oficialmente.

Por isso, Temer também passou a cogitar a indicação para a Secretaria de Governo de dois senadores tucanos – José Anibal (SP) e Antonio Anastasia (MG).

Foto: Hora do Bico

Imbassahy quase foi ministro

sexta-feira, dezembro 9th, 2016

imbassahy

Quase. Antônio Imbassahy (PSDB-BA), líder do partido na Câmara dos Deputados foi escolhido e quase assumiu a Secretaria de Governo, que foi comandada pelo peemedebista Geddel Vieira Lima (BA). O nome de Imbassahy foi acertado entre o presidente Michel Temer, o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, como forma de abraçar os tucanos insatisfeitos com o governo Temer.

De acordo com a imprensa nacional, houve forte mobilização ao longo da quinta-feira, dia 8/12, promovida por deputados do “Centrão”, um dos pilares da base aliada de Temer. Depois da parafernália, o Planalto resolveu adiar o anúncio da nomeação, inicialmente previsto para a tarde desta quinta-feira, dia 8/12. Para o “Centrão”, a nomeação de Imbassahy para um ministério, seria uma articulação de Temer com o objetivo de favorecer Rodrigo Maia na presidência da Câmara.

 

Foto: Hora do Bico

 

Aécio indica Imbassahy para o lugar de Geddel

sábado, dezembro 3rd, 2016

imba

Olha aí. O senador e presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (MG), estaria se movimentando para que o seu aliado, o deputado baiano, Antônio Imbassahy, líder do PSDB na câmara, seja o substituto de Geddel Vieira Lima na secretaria de Governo do presidente Michel Temer (PMDB).

Antônio Imbassahy é ligado ao grupo de Aécio dentro do PSDB, e a sua indicação seria uma forma de Aécio Neves mostrar força junto ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin também do PSDB, que se articula para ser o candidato a presidente da República pelo PSDB em 2018.

 

Foto: Divulgação

Pra Imbassahy, “prisão de Palocci constrange Lula e a direção do PT”

segunda-feira, setembro 26th, 2016

imbassahy

Vixe. Antônio Imbassahy, deputado federal e líder do PSDB na Câmara, entende que a prisão do ex-ministro Antônio Palocci é um constrangimento ao ex-presidente Lula e a direção do PT. O ex-titular da Fazenda foi preso na 35ª fase da Lava Jato nesta segunda-feira, dia 26/9. Na opinião do tucano baiano, a prática de cometer irregularidades por parte do governo anterior não se restringia à Petrobras.

De acordo com a PF, entre as suspeitas contra o ex-ministro estão as tratativas com o Grupo Odebrecht na tentativa de aprovação do projeto de lei de conversão da MP 460/2009; o aumento da linha de crédito junto ao BNDES para país africano com a qual a empresa tinha relações comerciais; e a interferência no procedimento licitatório da Petrobras para aquisição de 21 navios sonda para exploração da camada pré-sal.

 

Foto: Hora do Bico

Salvador: Imbassahy nega articulação para permanência de presidente da CMS

quarta-feira, julho 13th, 2016

imbassahy

Negou na hora. Antônio Imbasahy (PSDB-BA) deputado federal, líder do partido na Câmara, negou, na manhã desta quarta-feira, dia 13/7, em entrevista exclusiva ao apresentador Adelson Carvalho, na Rádio Sociedade, que seja um articulador da manutenção do atual presidente da Câmara Municipal de Salvador, vereador Paulo Câmara (PSDB), no comando da casa. Conforme o ex-prefeito de Salvador, é necessário, antes, esperar o resultado das urnas. “Aí é antecipar muito as coisas. Temos que aguardar as eleições, que vai eleger não só o prefeito, mas também os vereadores. Fazer este tipo de articulação, com relação à Mesa da Câmara, seria precipitação e mais do que isso até um desrepeito com o próprio eleitorado, que sequer escolheu quem serão os vereadores da próxima legislatura”, disparou Imbassahy.

Câmara de Salvador:

Foto: Hora do Bico

Para Imbassahy, “corrupção não se compara, se pune”

domingo, abril 17th, 2016

13010846_558282537687104_4920866680156621195_n (2)

A pressão subiu. Ao pedir o impeachment, o líder do PSDB na Câmara, deputado federal Antônio Imbassahy PSDB-BA), fez duras críticas no seu pronunciamento na tarde deste domingo, dia 17, Para ele, a “corrupção é sistêmica e desenfreada” no governo. “Corrupção não se compara, corrupção se pune.”, afirmou.

O tucano argumentou que PSDB vota pelo impeachment porque o Brasil não pode ser governado por uma presidente “desenganada, que maculou o cargo”. Imbassahy ressaltou que “estamos diante de um momento histórico” que exige “responsabilidade”.
“Vamos escolher o país que queremos daqui para a frente”, pontou, frisando que a escolha é entre dar ao Brasil a chance do “recomeço” ou votar pelo “vale tudo e pela corrupção”.
Para ele, o Brasil precisa de uma “reconstrução moral”, respeitando a Constituição, a democracia, a liberdade de imprensa e opinião.
Foto: Reprodução

Manifestações na Barra: Para Imbassahy, “bateu desespero em Rui Costa”

quinta-feira, abril 14th, 2016

imbassahy

Largou a joça. O governo da Bahia nega que proibiu a manifestação pró-impeachment na Barra, em Salvador, no domingo, dia 17. No entanto, o deputado federal Antônio Imbassahy (PSDB-BA) classificou a ‘sugestão’ como um sinal de inquietação do governador Rui Costa e desespero dos governistas.

O líder do PSDB na Câmara falou com exclusividade ao apresentador Adelson Carvalho, no Programa Sociedade Urgente, da Rádio Sociedade, na manhã desta quinta-feira, dia 14. O tucano lamentou que os atos contra a presidente Dilma Rousseff não possam ser realizados onde vinham acontecendo, inclusive, com apoio do Estado. “Já havia uma certa tradição, um costume de fazer na Barra. Até com o governador Rui Costa vinha se comportando com muito cuidado, oferecendo toda segurança, e de repente essa mudança de postura”, pontuou o parlamentar.
Imbassahy crê que a medida mostra a preocupação petista com os rumos do processo que ocorre no Congresso. “Isso é um sinal claro de que o governo bateu o desespero, bateu preocupação, é uma reação negativa. Não deveria ter este tipo de conduta, de comportamento, mas assim determinou o governador, assim determinou os órgãos de segurança, tem que tomar todos os cuidados”, disse.
A Secretaria de Comunicação, em nota, argumentou que o pedido de militantes pró-governo foi apresentado no dia 11 de abril e que a medida obedece requisitos de segurança. Os manifestantes pró-impeachment terão o Jardim de Alah como ponto de encontro no domingo.

Foto: Hora do Bico

Deputado Imbassahy é eleito líder do PSDB

quarta-feira, dezembro 16th, 2015

imbassahy

Em alta. O deputado federal baiano Antonio Imbassahy foi eleito líder da bancada do PSDB na Câmara Federal. O tucano assume o cargo a partir de 1º de fevereiro de 2016. O posto era disputado pelo também baiano Jutahy Magalhães e Otávio Leite (SP), que recuou para apoiar Jutahy. Contudo, Imbassahy obteve 28 votos contra 23 de Jutahy. O baiano vai substituir Carlos Sampaio (SP). Esta é a segunda vez que o parlamentar baiano assume a liderança da bancada.

Imbassahy terá pela frente fortalecer o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Para ele, o “governo federal apostou na impunidade, o que não acontecerá”.

 

 

Imbassahy fala sobre candidatura a prefeito de Salvador: “Vamos esperar”

terça-feira, outubro 13th, 2015

imbassahy

O deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB) foi questionado se poderá ser candidato a prefeito de Salvador nas eleições de 2016 durante entrevista a uma rádio local na manhã desta terça-feira, dia 13. Em resposta, o deputado deixou a possibilidade em aberto. “A eleição de 2016 não está na pauta ainda, a sucessão só vai começar ano que vem. Não estou pensando nisso, mas vamos esperar esses tempos nebulosos passarem, então é aguardar. Estou na dedicação do meu mandato, fui agraciado pelo Congresso em Foco com o prêmio de melhor deputado. Temos que trabalhar para tirar o Brasil da crise”, afirmou.

Foto: adelsoncarvalho.com.br

PSDB entra com representações contra presidente da Petrobras

sexta-feira, novembro 21st, 2014

Pra Graça Foster o ideal seria o dólar na casa dos R$ 2,00

O líder do PSDB na Câmara dos Deputados, Antônio Imbassahy (BA), apresentou duas representações contra a presidente da Petrobras, Graça Foster.

Em uma delas, dirigida ao Ministério Público junto ao Tribunal da Contas da União (TCU), Imbassahy solicita o afastamento imediato de Graça Foster, alegando que ela mentiu quando prestou depoimento na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras. “Ela perdeu a autoridade moral e mentiu durante depoimento nesta CPMI.”

Na outra representação, protocolada na Procuradoria da República do Distrito Federal, o deputado baiano pede que seja analisada a possibilidade de instauração de inquérito criminal para investigar a prática dos crimes de falso testemunho e prevaricação por Graça Foster. Segundo Imbassahy, os crimes seriam por Graça ter mentido à CPMI e não ter dado o encaminhamento exigido às denúncias, que depois confirmou ter recebido.

De acordo com Imbassahy, a presidente da Petrobras caiu em contradição recentemente, desmentindo seu próprio depoimento ao admitir, em entrevista nesta semana, que teve conhecimento da denúncia de que a SBM Offshore subornou servidores e ex-empregados da estatal e que, por isso, a empresa holandesa estava proibida de firmar novos contratos. O parlamentar tucano disse que a declaração de Graça Foster vai de encontro à resposta que ela deu na CPMI da Petrobras, em junho.

Nas representações, o líder do PSDB diz que a executiva pode ter deixado de apurar os fatos para atender a sentimento pessoal e, “portanto, prevaricou”. Para ele, fica claro que Graça Foster mentiu ou ocultou informações à CPMI; usou seu cargo para dificultar a investigação e transferiu imóveis a parentes após saber das denúncias. Por isso, Imbassahy pede o afastamento imediato dela do cargo e a instauração de inquérito criminal por falso testemunho e prevaricação.

Foto: Reprodução

Fonte: Agência Brasil