Posts Tagged ‘Empregos’

Brasil gera perto de 280 mil vagas de emprego em setembro

quinta-feira, outubro 27th, 2022

Olha aí. Em setembro, o mercado de trabalho no Brasil registrou a abertura de quase 280 mil vagas de emprego com carteira assinada. O dado chegou acima do esperado pelo mercado. Assim, o saldo acumulado de contratações em 2022 ficou positivo em pouco mais de 2 milhões de postos.

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados nesta quarta-feira, 26, pelo Ministério do Trabalho e Previdência. Ao longo do mês de setembro, o país teve 1 milhão e 900 mil admissões, contra 1 milhão e 600 mil desligamentos.

Todos os cinco setores da economia brasileira registraram abertura líquida de vagas formais de emprego em setembro. O saldo foi puxado por serviços, com 122 mil contratações. Aparecem em seguida comércio (58 mil) e indústria (57 mil). Na construção civil, foram criados 31 mil postos de trabalho e na agropecuária 9,4 mil.

De acordo com o Caged, o nível do emprego formal subiu em todos os Estados em setembro. O estoque de trabalhadores com carteira assinada atingiu resultado recorde de 42,8 milhões.

SIGA @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Divulgação

Brasil gera 300 mil empregos formais em novembro

sexta-feira, dezembro 24th, 2021

Melhorou. O Brasil gerou 324.112 postos de trabalho em novembro deste ano, resultado de 1.772.766 admissões e de 1.448.654 desligamentos de empregos com carteira assinada. No acumulado de 2021, o saldo positivo é de 2.992.898 novos trabalhadores no mercado formal. Os dados são do Ministério do Trabalho e Previdência, que divulgou dia 23/12, as Estatísticas Mensais do Emprego Formal, o Novo Caged.

O estoque de empregos formais no país, que é a quantidade total de vínculos celetistas ativos, chegou a 41.551.993, em novembro, o que representa um aumento de 0,79% em relação ao mês anterior.

De acordo com o ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, é o terceiro melhor mês do ano na geração de empregos formais, atrás de fevereiro, que teve 389.679 vagas criadas, e agosto, com 375.284 novos postos de trabalho.

“Isso é fruto de grande esforço da sociedade e do governo do presidente Jair Bolsonaro, que manteve uma disciplina fiscal importante, que manteve um processo de simplificação, desburocratização, digitalização do governo, revisão de normas regulamentadoras, de simplificação e condensação da legislação trabalhista infralegal. Tudo isso com objeto de simplificar, facilitar e permitir que as empresas brasileiras, os empregadores brasileiros, pudessem a cada dia ter mais tranquilidade para trabalhar e ter a condição de fazer seu negócio prosperar”, disse durante coletiva vir

Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Reprodução

Leão comemora mais de 100 mil empregos gerados na Bahia em 2021

quinta-feira, outubro 28th, 2021

Comemorou. “Com o saldo da geração de postos de trabalho em setembro, superamos os 100 mil empregos gerados este ano, o que nos mantém na liderança no Nordeste. Ainda que as coisas não aconteçam na velocidade que gostaríamos que acontecesse, precisamos reconhecer a constante evolução da nossa economia”. A avaliação do vice-governador João Leão, secretário do Planejamento, direto de Paris, onde cumpre agenda institucional, é referente às 109.999 novas vagas de empregos formais geradas pela Bahia nos nove primeiros meses do ano, resultado alcançado com a soma dos 11.345 postos com carteira assinada criados em setembro.

Com o saldo de setembro, o estado passou a contar com 1.813.774 vínculos celetistas ativos, aumento de 6,46% em relação ao total de vínculos celetistas do início do ano. Em termos de saldo acumulado no ano, a unidade federativa baiana continuou à frente das demais do Nordeste, com Ceará (+75.376 postos) e Pernambuco (+70.500 postos) na segunda e terceira posições, respectivamente. O crescimento do emprego celetista também foi observado no Brasil e no Nordeste no acumulado de janeiro a setembro, com 2.512.937 e 393.628 novas vagas, respectivamente.

Dos cinco grandes setores de atividade econômica, todos apresentaram saldo positivo em setembro de 2021 na Bahia: Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas (+3.656 vagas), Serviços (+3.243 postos), Indústria geral (+3.070 postos), Construção (+803 postos) e Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (+573 postos).

De responsabilidade do Ministério do Trabalho e Previdência, os dados do emprego formal foram sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento do Estado da Bahia (Seplan).

Fotografia: Divulgação/Seplan

STF: Maioria vota contra aval de sindicatos para suspensão de contrato

sábado, abril 18th, 2020

Por 7 votos a 3, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu sexta-feira, dia 17/4, que a validade dos acordos individuais entre empresas e empregados para redução de jornada e salários não depende do aval de sindicatos. 

Os acordos estão previstos na Medida Provisória (MP) 936/2020, editada para preservar o vínculo empregatício e permitir acesso a benefícios durante os efeitos da pandemia do novo coronavírus na economia.

Com a decisão, a Corte derrubou a liminar do ministro Ricardo Lewandowski, proferida no dia 6 de abril, para garantir que os sindicatos não fossem excluídos das negociações individuais e precisariam ser comunicados em até dez dias para analisarem os acordos. O ministro atendeu pedido da Rede Sustentabilidade para considerar ilegal parte da interpretação jurídica da MP e assegurar a participação das entidades. 

No julgamento, prevaleceu o voto divergente do ministro Alexandre de Moraes. Para o ministro, se o acordo depender do aval dos sindicatos, os contratos poderão ser cancelados e provocar demissões em massa.

“Qual a insegurança jurídica que o empregador teria para fazer os acordos podendo ter que complementar [os salários]. Mas, complementar como se as horas trabalhadas não foram as horas integrais?”, questionou o ministro.

Luís Roberto Barroso também votou pela manutenção do texto da MP por entender que é desejável que os acordos individuais sejam intermediados pelos sindicatos, mas diante do impacto da pandemia na economia, as entidades não terão agilidade para evitar as demissões. 

“Não há uma estrutura sindical no Brasil capaz de atender as demandas de urgência e de redução de jornada e suspensão de contratos de trabalho. Se se der esse protagonismo aos sindicatos, as empresas vão optar pelo caminho mais fácil, que é o da demissão”, afirmou. 

Os ministros Luiz Fux, Cármen Lucia, Marco Aurélio, Gilmar Mendes e Dias Toffoli também votaram no mesmo sentido. 

Além de Lewandowski, os ministros Edson Fachin e Rosa Weber também ficaram vencidos por defenderem a participação dos sindicatos. 

Segundo o Ministério da Economia, cerca de 2,5 milhão de acordos individuais entre empresas e empregados para redução de jornada e salários já foram registrados após a edição da MP. Agência Brasil

Foto: Divulgação

Novas unidades de saúde do Estado geram mais de 1 mil vagas de emprego

sexta-feira, dezembro 29th, 2017

Além de assegurar a ampliação do atendimento de saúde e a melhoria da qualidade de vida para a população, as seis novas unidades de saúde que estão sendo inauguradas pelo Governo do Estado vão gerar um total de mais de 1,2 mil empregos diretos. Até o momento, já estão em funcionamento as policlínicas regionais do Extremo Sul, em Teixeira de Freitas, e do Alto Sertão, em Guanambi, além do Hospital Regional da Chapada, instalado em Seabra. Até o final do ano, serão entregues as policlínicas construídas em Irecê e Jequié e também o Hospital da Costa do Cacau, em Ilhéus.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), as quatro policlínicas somam um total de aproximadamente 240 postos de trabalho. O Hospital da Chapada emprega 349 funcionários e o da Costa do Cacau contará com 655 colaboradores. A próxima unidade a ser entregue é Policlínica Regional de Irecê, cuja inauguração aconteceu na sexta-feira, dia 8/12, com a presença do governador Rui Costa.

No dia 15, será a vez da entrega do Hospital da Costa do Cacau. Já a Policlínica Regional de Jequié será inaugurada pelo governador no dia 22 de dezembro.

 

 

Foto/fonte: Secom/GOVBA

São João da Bahia gera 150 mil empregos e fortalece economia

terça-feira, junho 28th, 2016

1467050879So_Joo_Prefeitura_de_Irec

O São João da Bahia 2016, realizado pelo Governo do Estado, incrementou a economia de Salvador e mais 92 municípios, onde baianos e turistas se divertiram ao som de forró e diversidade de ritmos, em shows gratuitos. “Os números são indicadores da dimensão e qualidade da festa, mostrando o quanto é competitiva”, afirma o secretário estadual do Turismo, Nelson Pelegrino, ao avaliar nesta segunda-feira (27) o resultado dos eventos.

A festa alcançou mais de 300 municípios da Bahia, produzindo efeitos econômicos positivos em praticamente todas as regiões do estado. Em algumas cidades, a população dobrou durante os festejos juninos, como em Senhor do Bonfim, Amargosa, Santo Antônio de Jesus, Cachoeira, Piritiba e Cruz das Almas. Destacaram-se também os bons resultados das festas em Irecê, Ibicuí, Valença e Porto Seguro.

“A festa está profissionalizada, atrai patrocínios público e privado e lota hotéis, pousadas e restaurantes”, assinala Pelegrino. “Os serviços prestados nesse período geram cerca de 150 mil empregos temporários e fortalecem a economia baiana. A infraestrutura dos festejos requer profissionais especializados e o êxito tem sido demonstrado em diversos setores, inclusive no transporte”.

A Rodoviária de Salvador se preparou para atender 175 mil passageiros que passaram pelo terminal em dez dias, incluindo esta segunda (27). A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) informou que a operação especial, iniciada no dia 17, ofereceu 1,7 mil horários extras de ônibus para o interior do estado, além dos 540 diários. “A Bahia investe na divulgação do São João como produto turístico. Desenvolve ações promocionais tanto no mercado interno, como no exterior e como resultado o fluxo de baianos e turistas em direção às festas é crescente”, acrescenta o secretário.

Foto: Prefeitura de Irecê