Posts Tagged ‘dengue’

Sem muita oferta, dez Estados iniciaram a vacinação contra a dengue em crianças

sexta-feira, fevereiro 23rd, 2024

Olha aí. A vacinação contra a dengue já começou nos dez estados selecionados pelo Ministério da Saúde para receberem o lote inicial de 712 mil doses. Segundo a pasta, todas as doses já foram entregues para 315 municípios.

Nesta semana, a vacinação foi iniciada em diversos municípios do estado de São Paulo além de Manaus (AM), João Pessoa (PB) e Natal (RN). 

A imunização também já havia começado na semana passada no Distrito Federal e em Goiás, duas das regiões com maiores índices de contaminação, e também nas capitais Campo Grande (MS), Salvador (BA), São Luís (MA) e Rio Branco (AC). 

O Ministério da Saúde selecionou dez estados para dar início à imunização de crianças de 10 a 11 anos. A previsão é que as demais cidades do total de 521 municípios selecionados recebam as doses até a primeira quinzena de março. 

Manaus (AM) iniciou a vacinação contra a dengue nesta quinta-feira (22) para crianças de 10 e 11 anos de idade, com a oferta do imunizante em 171 salas de vacina. O município recebeu um primeiro lote do Ministério da Saúde, com 65 mil doses da vacina Qdenga. 

Em João Pessoa (PB), a vacinação contra a dengue em crianças e adolescentes entre 10 a 14 anos começou na última segunda-feira (19).  Outros municípios da região metropolitana, como Cabedelo, Santa Rita, Bayeux, Conde também já iniciaram a vacinação 

Em Natal (RN), a vacinação contra a dengue também foi iniciada na última segunda-feira (19). A vacinação acontece de forma escalonada em oito unidades de referência distribuídas nos cinco distritos sanitários da cidade.

No estado de São Paulo, a vacinação começou na última terça-feira (20), no município de Itaquaquecetuba. A aplicação também já teve início em Guarulhos, Arujá, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Mogi das Cruzes, Santa Isabel e Suzano.

Rio de Janeiro

Apesar de não estar na lista dos primeiros estados a receberem a vacina, o Rio de Janeiro recebeu do Ministério da Saúde o primeiro lote de vacinas contra a dengue nesta quinta-feira (22). A data do início da vacinação ainda não foi divulgada pelo governo. 

Serão 231.928 doses que serão enviadas à Central Geral de Armazenamento da Saúde do estado. O público-alvo são adolescentes de 10 a 14 anos, da Região Metropolitana I, que inclui a capital e municípios da Baixada Fluminense.

Na quarta-feira, dia 21/2, o governo do estado decretou epidemia de dengue no território fluminense, devido ao crescimento do número de casos da doença. 

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia / Fonte: Agência Brasil 

Terceira morte por dengue é registrada na Bahia e mais de 20 Cidades estão em estado de epidemia

terça-feira, fevereiro 20th, 2024

Vixe. A Bahia registrou na segunda-feira, dia 19/2, a terceira morte por dengue em 2024, todas aconteceram em cidades do sudoeste do estado, nas cidades de Piripá e Jacaraci, que também apresentam os maiores coeficientes de incidência da doença. No total, 7.355 casos foram confirmados no estado desde o início do ano, um aumento de 4,8% em relação ao mesmo período do ano passado. 

A Sesab informa que 23 municípios baianos estão em estado de epidemia de dengue, enquanto outras 20 áreas são consideradas de alerta. A epidemia é declarada quando o número de casos supera 100 por 100 mil habitantes em um período de quatro semanas.

Os sintomas da dengue incluem febre alta, dores no corpo e nas articulações, além de vermelhidão na pele. O diagnóstico é feito por meio de um teste rápido de sangue, que pode apresentar resultados negativos em alguns casos. A infectologista Clarissa Cerqueira alerta que, diante da suspeita da doença, é fundamental procurar atendimento médico.

Para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, é fundamental eliminar os criadouros de água parada, usar repelentes e mosquiteiros. A capital baiana registrou queda de 65% nos casos de dengue em comparação ao ano passado.

A campanha de vacinação contra a dengue começou em Salvador no dia 15 de fevereiro, com a aplicação da primeira dose em pré-adolescentes de 10 e 11 anos. A vacina é segura e eficaz na prevenção da doença.

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Jefferson Peixoto/Secom

Governo da Bahia anuncia plano para enfrentamento da dengue

sábado, fevereiro 17th, 2024

Olha aí. O Governo da Bahia anunciou um plano de ação para enfrentamento da dengue com intensificação de atendimentos e capacitação de equipes. Uma das principais medidas discutidas foi a intensificação do atendimento da Sesab aos municípios em situação de epidemia, risco e alerta da dengue, e orientação à população quanto à prevenção e atenção aos sintomas da doença. 

Jerônimo Rodrigues (PT), se reuniu, na sexta-feira, dia 16/2, com a secretária da Saúde, Roberta Santana, gestores e corpo técnico da Sesab, da Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec) e da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) para discutir estratégias emergenciais no combate à doença.

As equipes irão realizar visitas regulares às equipes de vigilância em Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Hospitais Públicos de Pequeno Porte (HPP), a fim de promover a capacitação das equipes estaduais e municipais por meio do programa Telessaúde. A programação visa aprimorar os protocolos de atendimento e monitoramento da dengue.

O órgão também está equipado com drones para realizar o mapeamento e identificação de possíveis focos de reprodução do mosquito. A secretaria vai, ainda, ordenar a realização de mutirões de limpeza em áreas consideradas críticas a fim de eliminar recipientes que possam acumular água parada, ambiente propício para a reprodução do vetor.

Entre 31 de dezembro do ano passado e quarta-feira (14), a Secretaria de Saúde (Sesab) notificou 6,3 mil casos prováveis de dengue em todo estado. No sábado (17), a Sesab dará continuidade às estratégias, reunindo os prefeitos de 39 municípios baianos que se encontram em situação de epidemia, risco e alerta. Ao todo são 23 municípios em situação de epidemia; 12 em situação de risco; 4 em alerta

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Reprodução 

Confira lista de postos de saúde que oferecem vacinação contra dengue em Salvador

sexta-feira, fevereiro 16th, 2024

Se ligue. Nesta sexta-feira, dia 16/2, as doses da vacina contra a dengue são ofertadas em 30 unidades de saúde de referência com atendimento das 8h às 16h (Confira a lista no final da matéria). A vacinação contra a dengue que teve início na quinta-feira (15), em Salvador, na sede da Organização de Auxílio Fraterno (OAF), na Liberdade.

De acordo com o levantamento feito no Sistema de Notificação de Agravos e Notificações (Sinan), a Bahia conta com 13 municípios em epidemia de dengue, exceto na capital onde foi registrado uma redução de 65% dos casos, contabilizados entre 31 de dezembro e 10 de fevereiro, comparado ao ano passado no mesmo período.

O primeiro lote do imunizante contra a doença conta com 56.493 doses, e para a primeira fase do esquema de vacinação da capital os pré-adolescentes entre 10 e 11 anos, serão os contemplados, por concentrarem o maior número de hospitalizações seguidos após os idosos, grupo para o qual a vacina não foi liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Segundo informações da prefeitura de Salvador, a vacina alcançará a população de forma gradativa, ao decorrer do recebimento de novos lotes. No momento da vacinação, deve ser apresentado documento de identificação com foto, cartão do SUS de Salvador e caderneta de vacinação.

Nas crianças e adolescentes a aplicação é feita com a presença dos responsáveis para garantir um acompanhamento adequado e seguro. Ao iniciar a vacinação nas escolas, as crianças deverão apresentar documento de autorização dos responsáveis.

Confira a lista de postos em Salvador que oferecem a vacina nesta sexta-feira (16): 

  • USF José Mariane – Itapuã;
  • USF Aristides Maltez – Itapuã;
  • UBS Sergio Arouca – Paripe;
  • USF Beira Mangue – São Bartolomeu;
  • USF Colinas de Periperi;
  • USF Joanes Leste – Lobato;
  • USF Ilha de Maré;
  • USF Paramana;
  • USF Bom Jesus;
  • UBS Pernambués;
  • USF Estrada das Barreiras;
  • UBS Rodrigo Argolo – Tancredo Neves;
  • UBS Clementino Fraga – Garcia;
  • Multicentro Amaralina;
  • UBS Maria Conceição – Pau Miúdo;
  • UBS Santiago Imbassay – Pau Miúdo;
  • UBS Frei Benjamim – Valéria;
  • UBS Péricles Laranjeira – Fazenda Grande do Retiro;
  • USF Boa Vista de São Caetano;
  • USF Imbuí;
  • USF João Roma – Jardim Nova Esperança;
  • USF Gal Costa – São Marcos;
  • USF São Marcos I;
  • UBS Mario Andrea – Sete Portas;
  • USF Santa Luzia;
  • USF Cajazeiras V;
  • USF Cajazeiras X;
  • USF Cajazeiras XI;
  • UBS Ministro Alckimin – Massaranduba;
  • UBS Ramiro de Azevedo – Centro Histórico. 

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Divulgação/Fábio Rodrigues-Pozzebom/Agencia Brasil

Sesab confirma duas mortes por dengue em Cidades da Bahia

sexta-feira, fevereiro 16th, 2024

Vixe. A Secretaria de Saúde do estado (Sesab) confirmou nesta quinta-feira, dia 15/2, duas mortes por dengue no estado. Ambas aconteceram em cidades do sudoeste do estado e entre elas uma criança de 5 anos.

A morte da criança ocorreu na Cidade de Jacaraci, no dia 8 de fevereiro. Já o outro óbito foi em Caetité, no entanto, a idade e a data do óbito não foram divulgadas.De acordo com a secretaria, um dos casos foi confirmado pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-BA) e o outro por diagnóstico clínico epidemiológo.

No mesmo dia em que a criança de 5 anos morreu com dengue em Jacaraci, a Sesab havia informado que o município estava com epidemia da doença. Até esta quinta-feira (15), Jacaraci e outras 12 cidades estão na mesma situação. O levantamento foi feito pelo Sistema de Notificação de Agravos e Notificações (Sinan).

Vacinação

O primeiro lote de vacinação contra a dengue começará a ser aplicado em Salvador às 14h desta quinta-feira (15), na sede da Organização de Auxílio Fraterno (OAF), no bairro da Liberdade. Ao todo, a previsão é que o imunizante seja distribuído em 30 unidades de saúde na capital baiana. 

O esquema inicial é que o público alvo da primeira fase de imunização seja de jovens na faixa etária de 10 a 11 anos, o equivalente a 87.307 pessoas. A ampliação do processo de imunização está previsto para ocorrer, mas de maneira gradativa. 

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Pixabay

Vacinação contra dengue é iniciada em Salvador

quinta-feira, fevereiro 15th, 2024

Olha aí. Salvador recebeu, na manhã desta quinta-feira, dia 15/2, o primeiro lote da vacina contra a dengue, com 56.493 doses. Essa primeira fase na capital baiana contemplará com o esquema primário os pré-adolescentes entre 10 e 11 anos; com o recebimento de novos lotes o público será ampliado gradativamente. Nessa faixa etária, a cidade conta 87.307 pessoas. Em dezembro do ano passado, o Brasil incorporou a vacina no SUS, tornando-se o primeiro país do mundo a oferecer o imunizante no sistema público universal.

O pontapé inicial da vacinação acontece às 14h de hoje, na sede da Organização de Auxílio Fraterno (OAF), que fica na Rua do Queimado, na Liberdade. Já a partir desta sexta-feira (16), a vacinação acontecerá em 30 unidades de saúde de referência, distribuídas pelos 12 distritos da cidade, das 8h às 16h.

“A inclusão da vacina da dengue é mais uma ferramenta de extrema importância no SUS para se evitar casos graves da doença, principalmente óbitos. Com o avanço da imunização, esperamos que a dengue seja classificada como mais uma doença imunoprevenível, mas o enfrentamento contra o mosquito Aedes deverá continuar sendo prioridade de cada cidadão”, declara a titular da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Ana Paula Matos.

Para receber a dose, deve ser apresentado documento de identificação com foto, cartão SUS de Salvador e caderneta de vacinação. Vale destacar que a aplicação será feita somente na presença dos pais ou responsável legal, garantindo um acompanhamento adequado e a segurança das crianças e adolescentes. Para vacinação nas escolas, as crianças deverão portar documento de autorização dos pais e ou responsáveis. 

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia / Fonte: Bruno Concha/Secom PMS

Brasil ultrapassa meio milhão de casos de dengue

terça-feira, fevereiro 13th, 2024

Vixe. O Brasil ultrapassou, na segunda-feira, dia 12/2, a marca de meio milhão de casos prováveis de dengue. Os dados atualizados foram divulgados pelo Ministério da Saúde. No total, já são 512.353 casos suspeitos nas primeiras semanas do ano.

Os números deste ano superam em quatro vezes os do mesmo período em 2023, que foram de 128.842. Até o momento, 75 mortes por dengue foram confirmadas e outras 350 estão em investigação. Minas Gerais é o estado com maior concentração de casos prováveis da doença, com aproximadamente 171 mil registros.

Os estados já começaram a receber as primeiras doses do imunizante Qdenga, que será aplicado primeiro em crianças de 10 a 11 anos. Assim que novos lotes forem entregues pela farmacêutica japonesa Takeda, a faixa etária irá avançar. A escolha da idade inicial para aplicação da vacina se deu pelo maior índice de hospitalização, que ocorre em crianças de 10 a 14 anos.

O lote inicial de 712 mil doses está sendo distribuído para 315 municípios do Brasil, incluindo o Distrito Federal, Goiás, Bahia, Acre, Paraíba, Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul, Amazonas, São Paulo e Maranhão.

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia / Fonte: Fernando Frazão/Agência Brasil

Brasil atinge mais de 400 mil casos de dengue, aponta Ministério da Saúde

segunda-feira, fevereiro 12th, 2024

Vixe. O número de casos possíveis de dengue no país alcançou os 408 mil, de acordo aos dados do Painel de Monitoramento de Arboviroses do Ministério da Saúde, atualizados na sexta-feira, dia 9/2. Até o momento 62 morters por dengue já foram confirmadas no Brasil e outras 279 estão em investigação.

Os dados do painel ainda apontam que o coeficiente de incidência da dengue está em 201 casos de dengue a cada 100 mil habitantes. Os casos prováveis se concentram entre os brasileiros entre 30 a 39 anos, seguidos daqueles entre 40 a 49 e os de 50 a 59 anos. As mulheres são as mais afetadas, com 54,9% dos casos. Os homens em 45,1%.

Entre os estados maiores números de casos estão Minas Gerais, com 143 mil pessoas com dengue; São Paulo com 63 mil; Distrito Federal com 49 mil. 

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia: Secom – Bruno Concha

Atenção: Saiba quais remédios são contraindicados em caso de suspeita de dengue

quinta-feira, fevereiro 8th, 2024

Se ligue. A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) alertou, nesta quarta-feira (7/2), para os remédios contraindicados em caso de suspeita da doença. Segundo o Ministério da Saúde, do início deste ano até a última segunda-feira (5/2), a doença provocou 36 mortes no país.

Em entrevista à Agência Brasil, o presidente da SBI, Alberto Chebabo, citou o ácido acetilsalicílico, ou AAS, conhecido popularmente como aspirina, entre os não recomendáveis, por se tratar de medicação que age sobre plaquetas. “Como já tem uma queda de plaquetas na dengue, a gente não recomenda o uso de AAS”, disse o médico. Corticoides ambém são contraindicados na fase inicial da dengue.

Segundo Chebabo, como a dengue é uma doença viral, para a qual não existe antiviral, os sintomas é são tratados. O tratamento básico inclui analgésico, antitérmico e, eventualmente, medicação para vômito. Os principais sintomas relacionados são febre, vômito, dor de cabeça, dor no corpo e aparecimento de lesões avermelhadas na pele.

O infectologista advertiu que, se tiver qualquer um dos sintomas, a pessoa não deve se medicar sozinha, e sim ir a um posto médico para ser examinada. “A recomendação é procurar o médico logo no início, para ser avaliada, fazer exames clínicos, hemograma, para ver inclusive a gravidade [do quadro], receber orientação sobre os sinais de alarme, para que a pessoa possa voltar caso tais sinais apareçam na evolução da doença”.

Os casos devem ser encaminhados às unidades de pronto atendimento (UPAs) e às clínicas de família.

Sintomas graves

Entre os sinais de alarme, Chebabo destacou vômito incoercível, que não para, não melhora e prejudica a hidratação; dor abdominal de forte intensidade; tonteira; desidratação; cansaço; sonolência e alteração de comportamento, além de sinais de sangramento. “Qualquer sangramento ativo também deve levar à busca de atendimento médico”, alertou. No entanto, a maior preocupação dever ser com a hidratação e com sinais e sintomas de que a pessoa está evoluindo para uma forma grave da doença.

Quanto ao carnaval, o infectologista disse os festejos não agravam o problema da dengue, porque não se muda a forma de transmissão, que é o mosquitoAedes aegypti. “Talvez impacte mais a covid do que a dengue, mas é mais uma questão, porque, no carnaval, há doenças associadas, que acabam aumentando a demanda dos serviços de saúde. Esta é uma preocupação”.

Entre os problemas relacionados ao carnaval, Chebabo destacou traumas, doenças respiratórias e desidratação, que podem sobrecarregar ainda mais o sistema de saúde.

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia / Fonte: Agência Brasil 

Dengue faz três Estados e DF decretarem situação de emergência

segunda-feira, fevereiro 5th, 2024

Misericórdia. A explosão de casos de dengue em diversas Regiões e Estados do País fez com que pelo menos quatro estados – Acre, Minas Gerais e Goiás, além do Distrito Federal – decretassem situação de emergência em saúde pública.

O decreto do Estado de Goiás foi publicado na sexta-feira, dia 2/2. Dados da Secretaria de Saúde indicam que, este ano, foram registrados 22.275 casos de dengue e duas mortes no Estado – um aumento de 58% na comparação com o mesmo período de 2023.

Minas Gerais publicou decreto de emergência em saúde pública no último dia 27. Até o dia 29, foram registrados 64.724 casos prováveis e 23.389 casos confirmados da doença, além de um óbito confirmado e 35 em investigação.

Já o Distrito Federal publicou seu decreto no último dia 25. O boletim epidemiológico mais recente aponta 29.492 casos prováveis de dengue nas primeiras quatro semanas do ano, além de seis mortes pela doença.

O decreto do Estado do Acre foi publicado logo no início do ano, no dia 5/2. Até meados de janeiro, o Estado havia contabilizado 2.532 notificações de casos de dengue. A Capital, Rio Branco, lidera o quantitativo de casos.

Rio de Janeiro

Além das quatro unidades federativas, a Cidade do Rio de Janeiro também declarou emergência em saúde pública em razão da dengue. O decreto foi publicado nesta segunda-feira, dia 5/2, em meio a 20.064 casos prováveis da doença contabilizados até 1º de fevereiro.

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fonte: Agência Brasil

Foto: Camila Souza/Divulgação/GOVBA

E a dengue, Ministério da Saúde ?

domingo, fevereiro 4th, 2024

E agora? A ministra da Saúde, Nísia Trindade, disse no sábado, dia 3/2, que o governo estuda ampliar a oferta de vacinas contra a dengue no País. A informação foi repassada durante a abertura do Centro de Operações de Emergências (COE) contra a dengue, em Brasília. Segundo a ministra, foram realizadas reuniões com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Instituto Butantã para tratar do tema.

“Todo o nosso esforço será para ampliar essa oferta [de vacinas]”, disse a ministra.

O Brasil é o primeiro país do mundo a oferecer o imunizante no sistema de saúde pública. A primeira remessa com cerca de 757 mil doses chegou ao Brasil em 20 de janeiro. O lote faz parte de um total de 1,32 milhão de doses fornecidas pela farmacêutica responsável pela Qdenga. Outra remessa, com mais de 568 mil doses, está com entrega prevista para fevereiro. A previsão é que o país receba 5,2 milhões de doses este ano. Inicialmente, a vacina será aplicada na população de regiões endêmicas, em 521 municípios. Para 2025, a pasta já contratou outras 9 milhões de doses.

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fotografia/fonte: Ministério da Saúde

Brasil bate recorde de mortes por dengue em 2023

quinta-feira, dezembro 28th, 2023

Olha o perigo. O Brasil bateu recorde de mortes por dengue no ano de 2023. Dados divulgados pelo Ministério da Saúde, por meio do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan online), revelam que foram 1.079 mortes pela doença até a quarta-feira, dia 27/12.

Na série histórica divulgada pela pasta, também com base no Sinan, o maior número de óbitos no período de um ano completo ocorreu em 2022, quando chegou a 1.053 registros. Em seguida, vem o ano de 2015, com 986 mortes.

Questionado sobre o recorde, o Ministério da Saúde informou que, com a previsão de aumento de casos, cerca de 11,7 mil profissionais de saúde foram capacitados em 2023 para manejo clínico, vigilância e controle de arboviroses, que são infecções causadas por vírus transmitidos, principalmente, por mosquitos.

“O Ministério da Saúde vai investir R$ 256 milhões no fortalecimento da vigilância das arboviroses. O momento é de intensificar os esforços e as medidas de prevenção por parte de todos para reduzir a transmissão das doenças. Para evitar o agravamento dos casos, a população deve buscar o serviço de saúde mais próximo ao apresentar os primeiros sintomas”, diz a nota.

Ainda segundo a pasta, foi incorporada, no último dia 21, a vacina contra dengue no Sistema Único de Saúde (SUS). No entanto, não será utilizada em larga escala em um primeiro momento, já que o laboratório fabricante, Takeda, afirmou que tem uma capacidade restrita de fornecimento de doses. A vacinação será focada em público e regiões prioritárias, com definição de estratégias de utilização das doses disponíveis prevista para ocorrer nas primeiras semanas de janeiro.

Siga @sitehoradobico NO INSTAGRAM

Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Reprodução

Saúde registra redução dos casos de dengue, zika e chikungunya em 2017

sexta-feira, abril 21st, 2017

Os primeiros quatro meses de 2017 têm apresentado uma queda acentuada no número de casos confirmados de dengue, zika vírus e chikungunya em Salvador. Os dados apontam para a eficácia das estratégias aplicadas pelo município no controle da infestação pelo mosquito Aedes aegypti – que também é responsável pela transmissão do vírus da febre amarela, embora até agora só haja registros em micos e macacos – nos 12 distritos sanitários da capital baiana. As informações são da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Entre janeiro e abril deste ano, 116 casos de dengue foram confirmados. O número é cinco vezes menor que o do primeiro quadrimestre de 2016, quando 626 pessoas tiveram diagnóstico positivo. Em relação à chikungunya, o registro foi sete vezes menor, com 11 infectados até abril contra 79 no ano anterior. Já o número de pacientes com zika vírus chegou a 15 – menos da metade do que foi computado em 2016, quando 32 pessoas apresentaram sintomas da doença nos meses de janeiro a abril.

Foto: Divulgação SMS

Dinho Ouro Preto é internado após contrair dengue

sexta-feira, maio 20th, 2016

Dinho Ouro Preto ainda não tem previsão de alta

Êta. O vocalista do Capital Inicial, Dinho Ouro Preto,  foi diagnosticado com dengue na última terça-feira, dia 17, e está internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Segundo a assessoria de imprensa do grupo, os shows marcados para o próximo fim de semana tiveram de ser cancelados. “Ele já está dando sinais de recuperação, mas vai precisar ficar de molho por alguns dias”, diz um trecho do comunicado divulgado na internet.

Direto do hospital, o músico fez um alerta aos fãs. “Que roubada. Estou preso num hospital, prostrado numa cama… com dengue. Quem já teve, entende porque rima com perrengue; quem tem a sorte de nunca ter tido, passem muito repelente”, escreveu no Facebook.

A apresentação que o Capital Inicial faria em São Carlos, no interior da capital, foi adiada para a próxima quarta-feira, dia 25 de maio. Já a nova data do show de Alfenas, em Minas Gerais, está em negociação.

Leia o comunicado na íntegra:

“Galera, infelizmente, o Dinho Ouro Preto foi diagnosticado com dengue ontem (17) e precisou ser internado para acompanhamento do seu quadro clínico. Ele já está dando sinais de recuperação, mas vai precisar ficar de molho por alguns dias.

Portanto, houve alteração nas datas dos shows deste fim de semana. O show em São Carlos (SP) foi transferido para a próxima quarta-feira, dia 25 de maio, véspera de feriado. A nova data para Alfenas (MG) está sendo negociada.

Esperamos ter boas novidades em breve.

Contamos com a compreensão de todos e desejamos melhoras para o Dinho”.

Foto: Divulgação/Facebook

Homem tenta proteger a filha do mosquito da dengue e recebe cacetadas da ex-mulher

segunda-feira, fevereiro 22nd, 2016

1 (4)

Deu pra matar. No domingo, dia 21 de fevereiro, um homem de 39 anos foi atendido no Hospital depois de ser violentamente espancado e desmaiado em seguida. Ele acabou sendo socorrido por uma equipe do SAMU 192 já desacordado para o Hospital Antônio Teixeira Sobrinho, na Cidade de Jacobina.

Segundo informações da Polícia, após uma discussão com a ex-companheira, o cidadão foi atingido duas vezes com um porrete, sofrendo dois profundos cortes na casa. A Guarda Municipal esteve no local juntamente com a Polícia Militar e segundo registros do hospital, esta é 3ª vez que vítima é socorrida para o hospital depois de sofrer agressão física da ex-mulher.
O rapaz disse que foi a casa da ex-mulher para fechar um tanque aberto e tentar proteger a filha de 8 meses do mosquito da dengue. Durante mais uma discussão, ele disse que foi violentamente agredido duas vezes com um pedaço de madeira, sofrendo queda e desmaio. Familiares se revoltaram com a situação e temem pela vida do cidadão. “Essa mulher vai lhe matar, várias vezes ela já lhe agrediu, você precisa tomar uma providência, se afastar e registar um boletim de ocorrência, para não morrer de porrada” disse um parente revoltado.
Foto: Reprodução/Internet

Governo promete campanha nas escolas para combater o Aedes aegypti

domingo, janeiro 31st, 2016

290x167_rui-costa-politica_1487167

Preocupação. O governador Rui Costa participou de uma videoconferência com a presidente Dilma Rousseff, no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, em Vitória da Conquista, na sexta-feira, dia 29. Ao lado do secretário da Saúde, Fábio Vilas-boas, Rui apresentou à presidente as ações que o Governo do Estado tem realizado com o objetivo de apoiar as prefeituras no enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti. O governador também anunciou uma grande mobilização com as prefeituras para combate ao Aedes no retorno às aulas, além de campanha em rádio e TV para informar sobre os riscos da doença.

De outubro até agora, a Bahia registrou 533 casos suspeitos de microcefalia. Cento e trinta e cinco crianças passaram por tomografias, sendo que 90 tiveram confirmação de diagnóstico da doença, com maior concentração dos casos (60%) em Salvador. Em 13 exames foram detectadas alterações severas no cérebro. Uma das ações do Governo da Bahia de prevenção às doenças transmitidas pelo mosquito será uma campanha de conscientização via celular, dirigida à comunidade de toda rede estadual de ensino.

Durante a videoconferência, Rui Costa informou à presidente Dilma que há cerca de um mês reuniu-se com as Prefeituras dos 100 municípios onde houve maior incidência do Aedes, reforçando a articulação para combater o mal. Houve uma solicitação para que os municípios notificassem à Sesab regularmente sobre os casos da doença, o que é feito, atualmente, por 170 prefeituras das 417 de toda a Bahia.

Dilma, por sua vez, anunciou que no próximo dia 13 de fevereiro será iniciado um grande trabalho de mobilização nos 115 municípios brasileiros mais afetados pelo mosquito, com a entrada de 220 mil militares das Forças Armadas para atuarem em parceria com os agentes de saúde. Além disso, o governo federal assinou nesta sexta-feira, dia 29, uma medida que autoriza os agentes e militares a entrarem em imóveis baldios e abandonados.

 

Foto: Divulgação

 

 

Brasil vai enfrentar primeiro verão com dengue, chikungunya e Zika

segunda-feira, dezembro 21st, 2015

mosquitoChikungunya

Pela primeira vez, o verão brasileiro terá circulação de três tipos de vírus transmitidos pelo Aedes aegypti. Dengue, febre chikungunya e Zika são doenças com sintomas parecidos, sem tratamento específico e com consequências distintas. Até abril deste ano, não havia casos de Zika registrados no Brasil.

Para a coordenadora do Comitê de Virologia Clínica da Sociedade Brasileira de Infectologia, Nancy Bellei, o controle de focos do mosquito será imperativo durante a estação, que começa na segunda-feira, dia 21.
Em entrevista à Agência Brasil, Nancy lembrou que o aumento de casos de infecção pelos três tipos de vírus durante o verão é esperado por causa de características biológicas do Aedes aegypti. Os ovos do mosquito, segundo ela, podem sobreviver por até um ano e, cinco ou seis dias após a primeira chuva, já formam novos insetos. “No verão, chove mais e o clima ajuda, já que a temperatura ideal para o mosquito é entre 30 a 32 graus Celsius”.
Outra dificuldade a ser enfrentada, segundo a infectologista, é a semelhança entre alguns sintomas, que se manifestam de formas distintas em cada quadro. A febre, por exemplo, pode aparecer em todos os casos, mas, na dengue, é mais elevada; na febre chikungunya, dura menos; e, no Zika, é mais baixa. Manchas na pele, segundo ela, são bastante comuns em casos de Zika desde o início da doença e, nas infecções por dengue e chikungunya, quando aparecem, chegam entre o terceiro e o quinto dia.

“A dor de cabeça pode aparecer nos três casos, sendo que, na dengue, é mais intensa. O quadro de mialgia (dores no corpo) também pode se manifestar nas três doenças. Já a articulação inflamada é pior na febre chikungunya e dura até três semanas. Temos também a conjuntivite, que pode aparecer em infecções por chikungunya e Zika, mas por dengue não”, explicou.

As grávidas já eram consideradas grupo de risco para infecções por dengue e agora também são motivo de preocupação para infecções por Zika, diante da relação do vírus com casos de microcefalia. A especialista defendeu a urgência no desenvolvimento de sorologia (detecção do vírus por exame de sangue) para as três doenças, para que se tenha precisão no diagnóstico e melhor acompanhamento de cada quadro.
“Precisamos juntar esforços. Este é o momento pra isso. Devemos recrutar universidades, institutos de pesquisa, fazer uma força tarefa para avançar no diagnóstico dessas doenças. Se a gente não souber quem tem e quem não tem, vamos ficar apenas nas hipóteses e nas suposições”, alertou.
Números:

Dados do Ministério da Saúde indicam que, entre janeiro e novembro deste ano, foram notificados 1.566.510 casos de dengue no país. Neste período, o Sudeste registrou o maior número de casos (989.092 casos; 63,1% do total), seguido pelo Nordeste (287.491 casos; 18,4%), Centro-Oeste (206.493 casos; 13,2%), Sul (52.455 casos; 3,3%) e Norte (30.979 casos; 2%). Foram confirmados

828 óbitos por dengue, o que representa um aumento de 79% em comparação com o mesmo período de 2014, quando 463 pessoas morreram de dengue.
Já os casos autóctones de febre chikungunya notificados em 2015 totalizaram 17.765. Destes, 6.784 foram confirmados, sendo 429 por critério laboratorial e 6.355 por critério clínico-epidemiológico. Os demais 9.055 continuam sob investigação. Uma vez caracterizada a transmissão sustentada da doença em uma determinada área, com a confirmação laboratorial dos primeiros casos, a orientação do ministério é que os demais casos sejam confirmados por critério clínico-epidemiológico.
O último boletim do governo sobre vírus Zika indica que, até o dia 12 de dezembro, foram notificados 2.401 casos de microcefalia (quadro relacionado à infecção por Zika em gestantes) em 549 municípios de 20 unidades da federação. Desses, 134 tiveram a relação com o vírus confirmada, 102 foram descartados (não têm relação com o Zika) e 2.165 estão sob investigação.
O balanço mostra ainda que 29 óbitos por microcefalia foram notificados desde o início do ano: um no Ceará, que teve a relação com o Zika confirmada; dois no Rio de Janeiro, onde foi descartada a relação com o Zika; e 26 estão sendo investigados. Fonte: Agência Brasil

Ivete Sangalo está com dengue, confirma assessoria

sábado, outubro 18th, 2014

ivete_sangalo__7138b07adb

Vixe. A assessoria de imprensa da cantora Ivete Sangalo confirmou que a cantora está com dengue. Todas as atividades da artista foram suspensas por cinco dias, tempo no qual ela deverá ficar de repouso.

Em nota, a assessoria de imprensa de Ivete diz que as apresentações que ela faria em Minas Gerais e no Rio de Janeiro, no fim de semana, não vão acontecer por orientação médica.

“A IESSI Music Entertainment informa que por orientação médica foram cancelados os compromissos da cantora Ivete Sangalo deste final de semana, nas cidades de Juiz de Fora (MG) e Tanguá (RJ) . O show da cidade de Tanguá (RJ) será realizado em uma nova data que será divulgada em breve. Já a apresentação em Juiz Fora (MG) está cancelada”, diz o comunicado.

Foto: Reprodução

Com suspeita de dengue, Ivete Sangalo cancela shows

sábado, outubro 18th, 2014

Ivete(17)

A cantora Ivete Sangalo cancelou dois shows que faria neste final de semana nas cidades de Juiz de Fora, em Minas Gerais, e Tanguá, no Rio de Janeiro, por orientação médica. A suspeita é de que a artista esteja com dengue.
A assessoria de Ivete, confirmou a informação em nota divulgada:

“A IESSI Music Entertainment informa que por orientação médica foram cancelados os compromissos da cantora Ivete Sangalo deste final de semana, nas cidades de Juiz de Fora (MG) e Tanguá (RJ). O show da cidade de Tanguá (RJ) será realizado em uma nova data que será divulgada em breve. Já a apresentação em Juiz Fora (MG) está cancelada”.

Foto: Reprodução