Posts Tagged ‘chuva’

Bahia é contemplada com Medida Provisória que prevê R$ 700 milhões a Cidades atingidas pelos temporais

quinta-feira, maio 19th, 2022

Olha aí. A Câmara dos Deputados aprovou na noite de quarta-feira 18/5, a medida provisória (MP) 1.092 de 2021, que abre crédito extraordinário de R$ 700 milhões para que o Ministério da Cidadania atenda Cidades brasileiras afetadas pela forte chuva de dezembro. O texto segue para o Senado.

Os principais estados beneficiados serão Bahia e Minas Gerais, ambos atingidos por enxurradas durante o fim do ano passado. Das verbas aprovadas, R$ 200 milhões serão para a distribuição de alimentos a grupos populacionais tradicionais e específicos e R$ 500 milhões para a proteção social no âmbito do Sistema Único de Assistência Social (Suas). O envio de cestas de alimentos para moradores dessas regiões será feito em parceria com o programa federal Pátria Voluntária.

Na Bahia, 13 municípios foram atingidos, com cerca de 470 mil pessoas em situação de vulnerabilidade, das quais quase 80 mil ficaram desabrigados ou desalojados em decorrência das inundações.

Já em Minas Gerais, o número de atingidos superou a marca de 40 mil pessoas em 84 municípios, que decretaram estado de emergência ou calamidade pública.

Fotografia/Fonte: Agência Brasil

Chuva em Salvador: Codesal registra ocorrências e áreas com risco de deslizamento

terça-feira, maio 10th, 2022

A chuva que atinge Salvador desde segunda-feira 9/5 se intensificou novamente durante a madrugada desta terça-feira 10/5 e acabou por ascender novamente o alerta da Defesa Civil de Salvador (Codesal). De acordo com registros do órgão. desde ás 0h, oito ocorrências causadas pela chuva. Entre as principais preocupações, estão os deslizamentos e desabamentos de terra. A Codesal registrou quatro ocorrências do tipo na região de Pau da Lima, e duas ameaças de desabamentos na Liberdade e no Cabula. Avaliações de imóvel alagado foram solicitadas na região de Brotas  

“Já acumulamos em algumas localidades, nas últimas seis horas, cerca de 40 mm. Somado ao acumulado desde ontem, as chuvas nos colocam em situação de atenção para cenários de escorregamento de terras. As pessoas devem ficar atentas aos sinais, como escorregamento de terra, inclinação de vegetais, rachadura ou fissura  nos imóveis e de imediato contatar a Codesal para que os profissionais posam realizar vistorias e afastar os riscos”, explicou o diretor do órgão Sosthenes Macedo
 
Nas últimas seis horas, segundo a Codesal. alguns bairros já acumulam mais de 30 mm de água com as chuvas das últimas horas. O bairro do Stiep chegou a acumular 37,2 mm nas últimas 06h; As regiões do Centro e do Caminho das Árvores completam o pódio das localidades em que mais choveu com 37 mm e 36,4 mm, respectivamente.  

Para as próximas horas, já há uma expectativa de redução das chuvas. “Hoje, ainda no fim da manhã, uma massa de ar quente começa tomar conta da cidade o que vai afastar essas pancadas de chuva que estamos tendo desde segunda”, diz Macedo.  Quem precisar acionar a Codesal, que funciona em regime de plantão 24h. pode fazer através do número 199.

Fotografia: Divulgação

Alerta: Mais três sirenes são acionadas em áreas de risco de Salvador

segunda-feira, abril 18th, 2022

Alerta de risco. O prefeito Bruno Reis, ao lado do diretor geral da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Sosthenes Macêdo, esteve na manhã desta segunda-feira (18), no Centro de Monitoramento de Alerta e Alarme (Cemadec), na Avenida Bonocô, para acompanhar de perto a atual situação climatológica de Salvador e a previsão de chuva para os próximos dias. No início desta tarde, mais três sirenes do sistema de alerta e alarme da Defesa Civil de Salvador (Codesal) foram acionadas nas localidades de Bom Juá (Calabetão), Baixa do Cacau (São Caetano) e Mamede (Alto da Terezinha).

O aviso sonoro foi dado após as três comunidades acumularem volume de chuvas superior a 150 milímetros nas últimas 72 horas. Durante a manhã, outras duas sirenes haviam sido acionadas nas localidades de Voluntários da Pátria (no Lobato) e Vila Picasso (Capelinha de São Caetano).

Desde a chegada da frente fria no último final de semana, a Prefeitura intensificou as ações preventivas para minimizar os impactos causados pelas chuvas que ocorrem na cidade. Neste mês, o volume de precipitações chega a quase 81% da média histórica – isto é, dos 284,9mm esperados para abril, já caíram 230,2mm.

A orientação da Codesal é que os moradores das áreas de risco onde houve acionamento da sirene é a saída imediata das residências para acolhimento provisório numa das unidades escolares previamente definidas nos simulados de evacuação. O trabalho conta com suporte de equipes de assistentes sociais.

Preparação e apoio – O prefeito destacou que, graças aos investimentos na proteção de áreas de risco, a capital baiana está mais preparada para enfrentar as chuvas. “Desde que a frente fria chegou na cidade, estamos resistindo. O comum, antigamente, eram cenas de deslizamentos e perdas de vidas. Já protegemos mais 350 áreas e realizamos diversas obras de drenagem. Isso tem sido a prioridade da gestão desde o início. Todo esse trabalho tem permitido que famílias tenham mais segurança para enfrentar o período de chuvas”, afirmou.

O gestor também ressaltou que as famílias residentes em áreas de risco devem ficar atentas às sirenes. “O sistema é acionado para que os cidadãos possam sair das suas casas e, para isso, damos todo o apoio e acolhimento. Sempre pedimos a compreensão da população para passarmos juntos por esse momento delicado de chuvas e, com fé em Deus, passaremos bem”, completou.

Previsão – Devido à frente fria estacionada sobre Salvador, as chuvas devem continuar até a próxima quinta-feira (21), com a previsão de acumulados expressivos e rajadas de vento, antes de começar a perder intensidade. As temperaturas devem variar entre 22ºC (mínima) e 29ºC (máxima).

A Codesal, que integra a categoria de serviços essenciais do município, permanece de plantão 24 horas atendendo às solicitações pelo telefone gratuito 199. As ocorrências podem ser acompanhadas em tempo real no site do órgão.

Nesta segunda, foram registradas cerca de 210 ocorrências até 14h20. As demandas mais solicitadas foram deslizamento de terra (50 registros), ameaça de deslizamento (42), ameaça de desabamento (31) e avaliação de imóvel alagado (28).

Fotografia/Fonte: PMS

Chuva em Salvador: Deslizamento atinge loja de veículos

segunda-feira, abril 18th, 2022

Pai do céu. Um deslizamento atingiu uma loja de veículos no domingo 17/4, no Ogunjá, em Salvador. Ninguém ficou ferido. O acidente foi provocado pelas fortes chuvas que atingem  a capital baiana desde o fim de semana. 

O mau tempo foi provocado por um Sistema Frontal que causa pancadas de chuva localmente fortes. O alerta climático já havia sido emitido pela Defesa Civil de Salvador desde sexta-feira 15/4. O sábado 16/4, também foi marcado por chuva forte na capital baiana.

Segundo relatos de moradores, foi possível ouvir um barulho que os assustou. Eles informaram ainda que o local tem contenção e, mesmo assim, a terra desceu. Através de imagens é possível notar que alguns veículos foram atingidos, mas ainda não há detalhes dos prejuízos.

Por meio de nota, a Defesa Civil de Salvador informou que realizou a vistoria no local. Segundo o laudo, o deslizamento provocou o desabamento da proteção superficial, atingindo a loja de veículos, causando danos materiais.

Fotografia: Divulgação

Chuva já ultrapassa 50% da média histórica em Salvador

segunda-feira, abril 18th, 2022

Muita água. A chuva que atingiu Salvador nos últimos dias colaborou para que o volume de água acumulado desde o início do mês na capital já ultrapasse a metade do que é historicamente esperado para abril. Salvador registra neste mês de abril 145,4mm de chuva, o equivalente a 51% da média histórica do mês que é de 284,9mm. A informação foi divulgada no domingo 17/4, pela Defesa Civil de Salvador (Codesal).

Segundo informações do órgão, a chuva intensa dos últimos dias foi causada por uma frente fria que se encontra sobre a capital baiana. Os maiores acumulados de chuva em 24 horas (atualizado às 17h30) foram registrados em São Cristovão (84,8mm), Monte Serrat (68,7mm), Calçada (65 mm), Cajazeira VIII (64 mm) e Matatru (61,3mm).

A previsão é que o mau tempo permaneça nesta segunda-feira 18/4. Conforme o Instituto nacional de Meteorologia (Inmet), a temperatura mínima será de 24°C e a máxima de 28°C, com céu nublado e pancadas de chuva ao longo do dia e noite.

Fotografia: PMS

Defesa Civil emite alerta de chuva em Salvador a partir deste sábado (16)

sábado, abril 16th, 2022

Se ligue. A Defesa Civil de Salvador (Codesal) emitiu na sexta-feira, dia 15/4, alerta de chuva forte na Capital Baiana a partir deste sábado, dia 16/4. Segundo a Codesal, a Defesa Civil Nacional informou que um Sistema Frontal está entre o Espírito Santo e o Extremo Sul da Bahia, podendo causar pancadas de chuva localmente fortes.

De acordo com o Centro de Monitoramento de Alerta e Alarme da Defesa Civil de Salvador (Cemadec), a previsão é de que a partir deste sábado até a quinta-feira, dia 21/4.

Fotografia: Reprodução

Tragédia deixa mortos e desaparecidos

segunda-feira, abril 4th, 2022

Misericórdia. A chuva que atingiu o estado do Rio de Janeiro entre a noite de sexta-feira 1º/4 e a madrugada de sábado 2/4 deixaram 17 mortos, a maioria no litoral sul. Segundo o Corpo de Bombeiros, o município com maior número de óbitos é Angra dos Reis, onde dez corpos foram resgatados de um deslizamento de terra.

Em Paraty, foram seis óbitos por soterramento. Em Mesquita, na Baixada Fluminense, um homem morreu eletrocutado.

Os bombeiros ainda buscam cinco desaparecidos no sul do estado, sendo quatro em Angra dos Reis e um em Paraty. Um menino, resgatado com vida pelos bombeiros em Paraty, foi internado em estado gravíssimo no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias, na Baixada.

Segundo a prefeitura de Duque de Caxias, o menino está respirando com a ajuda de ventilação mecânica no Centro de Tratamento Pediátrico.

A prefeitura de Paraty decidiu antecipar o recesso escolar de meio de ano para o período de 4 a 18 de abril. A cidade também cancelou a Fest Juá, o Encontro de Ceramistas e o carnaval fora de época previsto para este mês.

Situação de emergência

A prefeitura de Angra dos Reis decretou situação de emergência no sábado (2), devido a volumes históricos de chuva registrados em 48 horas, em Araçatiba, na Ilha Grande (809mm), e no bairro da Monsuaba (694mm).

O decreto foi reconhecido pelo governo federal em edição extra do Diário Oficial da União ontem. O secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas, sobrevoou a cidade na manhã de ontem, em um helicóptero da Marinha.

“Com o reconhecimento da situação de emergência, vamos acelerar a liberação de recursos para assistência humanitária, limpeza da cidade e reconstrução de infraestruturas públicas destruídas. Vamos vencer mais este desafio no estado do Rio de Janeiro. Além disso, viemos trazer apoio às famílias enlutadas”, disse o secretário, por meio de nota.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), há seis pontos de interdição total na rodovia Rio-Santos (BR-101) em Mangaratiba, Angra e Paraty, devido a deslizamentos de encostas. Na divisa com São Paulo, em Ubatuba, há outro ponto totalmente bloqueado. Há ainda vários pontos com interdição parcial. A PRF recomenda que os motoristas evitem deslocamentos pela região.

Baixada

Outro município que declarou situação de emergência no sábado foi Nova Iguaçu, onde o transbordamento de rios – como o Botas – causou alagamentos em vários pontos da cidade.

Algumas escolas afetadas pela enchente não abrirão na manhã de hoje, segundo a prefeitura. Em Belford Roxo, cidade vizinha, as aulas foram suspensas hoje e amanhã nas redes municipal e estadual.

Fotografia/Fonte: Agência Brasil

Salvador amanhece com chuva forte

quarta-feira, março 23rd, 2022

Muita água. A chuva forte que cai na capital baiana desde a madrugada desta quarta-feira 23/3 faz o motorista precisar redobrar o cuidado no trânsito. A chuva forte e o tempo nublado impedem que os motoristas consigam enxergar bem a pista e acabam gerando lentidão no percurso em alguns pontos de Salvador.

Fotografia: Reprodução

Salvador amanhece com chuva e ruas alagadas

quinta-feira, março 3rd, 2022

Haja água. A forte chuva que cai em Salvador desde a madrugada causa transtorno na manhã desta quinta-feira 3/3. Há pontos importantes da Cidade cobertos pela água, como as avenidas San Martin e Mário Leal Ferreira, a Bonocô. 

Segundo o monitoramento da Transalvador, quem precisa passar pela San Martin enfrenta congestionamento nos dois sentidos. Já na Bonocô, o transtorno é maior no sentido Centro. Outras avenidas congestionadas em razão das chuvas são a Avenida Antônio Carlos Magalhães e a Dom João VI

Desde ás 0h, a Defesa Civil de Salvador (Codesal), foram registradas 14 ocorrências em decorrência das chuvas. Ameaça de deslizamento, ameaça de desabamento, deslizamento de terra e avaliação de imóvel alagado são as principais queixas. A região do Subúrbio e o bairro do Pau da Lima foram os mais afetados, segundo a Codesal. 

Fotografia: Reprodução

Comércio de Petrópolis reabre lojas e conta os prejuízos

segunda-feira, fevereiro 28th, 2022

Contabilizando os prejuízos. Doze dias depois da tragédia que atingiu Petrópolis, o comércio da Cidade tenta retomar os negócios. A enxurrada que começou no meio da tarde do último dia 15 fez o nível da água subir rapidamente e pegou todos de surpresa, impedindo que tomassem medidas de proteção do estoque, gerando prejuízos aos comerciantes.

As lojas situadas na rua do Imperador, uma das principais do centro, foram duramente atingidas. Na Papelaria Obelisco, uma das mais tradicionais com 40 anos no mercado, a perda foi total, disse o gerente Diego Silveira.

“Essa época sempre chove bem, mas nesse dia a chuva não parou. Quando a gente viu, os carros já estavam boiando e não deu tempo de botar todas as comportas. Nesse dia, a água passou do nosso peito. Perdemos tudo o que tinha na loja. O prejuízo é perto de R$ 1 milhão. Nós estávamos no período escolar, então estávamos tendo uma boa venda. Não tem o que fazer”, afirmou Diego. A situação da papelaria só não é pior porque ela pertence a uma grande rede estadual, que deve absorver o prejuízo em sua estrutura.

Outros comerciantes não têm essa facilidade, pois eles têm lojas familiares, passadas de pai para filhos, e amargaram por conta própria o prejuízo. Um exemplo é a loja de instrumentos musicais Casa Seabra, fundada em 1969 e tocada pela própria família. Segundo a gerente Ariadne Marques dos Santos, filha do fundador, a água subiu tão depressa que não foi possível retirar boa parte dos instrumentos musicais, que tiveram perda total.

“Está sendo bem difícil. Porque a gente não imaginava que ia acontecer uma coisa dessa. Foi inesperado. Já houve outras enchentes, mas não perdemos nada, pois colocávamos os instrumentos acima de um metro de altura. Só que esta chuva foi atípica, subiu mais de um metro e meio [a água]. Perdemos muitos instrumentos, acessórios e balcões. Tudo vai ter que ser trocado, até as paredes. Vamos reabrir depois do carnaval, mas não sei quando. O prejuízo foi em torno de R$ 150 mil”, contou Ariadne.

Enquanto os comerciantes da região central contavam as perdas materiais, outros lamentavam a perda dos clientes mortos nos deslizamentos, conforme lembrou Jaime dos Santos, que tem um pequeno boteco, na subida do Morro da Oficina, onde morreu a maior parte das pessoas na tragédia.

Confecções

Petrópolis é famosa pela quantidade de lojas de roupas e empresas de confecções, o que leva centenas de pessoas a subir a serra diariamente, principalmente nos fins de semana, em busca de boas ofertas.

Para esses empresários, a esperança é ter o trabalho normalizado no meio do ano. Addison Meneses, que também é presidente do Sindicato das Indústrias de Confecções de Petrópolis, tem uma empresa considerada de pequeno/médio porte. Antes da pandemia, a produção girava em torno de cinco mil peças por mês.

“Acho que não vai demorar muito para a nossa engrenagem voltar a funcionar. Para o inverno agora, a gente já vai estar trabalhando de novo. É uma temporada importantíssima. Acho que daqui a dois, três meses, as pessoas já estão com as lojas em condições de receber (clientes). O primeiro impacto é realmente muito ruim, mas as pessoas vão se reinventar”, disse Addison.

Um dos motivos pelos quais ele acredita na recuperação é que o setor hoje é mais pulverizado. No lugar das grandes empresas que marcaram a cidade como o maior polo industrial da América do Sul nos anos 50 e 60, hoje atuam companhias menores, com poucos funcionários, mas há também a mão de obra de costureiras que fazem os seus serviços em casa.

A empresa de Addison, instalada em Petrópolis há 37 anos, tem cinco empregadas contratadas e o restante das peças fica por conta dos grupos de costureiras espalhados pela cidade, em geral com no máximo de três em cada localidade. O problema agora é que muitas moram em áreas bastante atingidas pela chuva como é a região da 24 de maio.

“Vai abalar o setor, o empresário, mas a gente vai se reinventar rapidinho por estar pulverizado. Muita gente também vende para fora da cidade. O que a gente vai ter que reconstruir é a Rua Teresa, que hoje está parada”, explicou.

Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Fernando Frazão/Reprodução/Agência Brasil


Tragédia: Temporal deixa dezenas de mortos

quarta-feira, fevereiro 16th, 2022

Misericórdia. A Prefeitura da Cidade de Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro e o Corpo de Bombeiros informaram na manhã desta quarta-feira, dia 16/2, que subiu para 38 o número de moprtos depois da tempesta ocorrida nas últimas horas. O Corpo de Bombeiros não tem ideia do número de desaparecidos.

Por causa do temporal, a Secretaria de Educação informou que as aulas da rede municipal de ensino estão suspensas nesta quarta-feira, dia 16/2, e que equipes da Secretaria e da Defesa Civil (DC) estão acompanhando a situação das 187 unidades e dando o suporte necessário.

Fotografia: Reprodução/Redes Sociais

Aumenta o número de mortos em decorrência dos temporais na Bahia

segunda-feira, janeiro 3rd, 2022

Misericórdia. A Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) atualizou, na tarde desta segunda-feira 3/1 os números referentes à população atingida pelas enchentes que ocorrem em diversas regiões do estado. São 30.915 desabrigados, 62.731 desalojados, 26 mortos e 518 feridos. O número total de atingidos é de 715.634 pessoas.

Mais um óbito, ocorrido na última quinta-feira (30), foi confirmado nesta segunda-feira (3) pela Prefeitura de Belo Campo. Trata-se de um homem de 39 anos, que se afogou no povoado do Sabiá, na zona rural do município. As localidades com vítimas fatais são: Amargosa (2), Itaberaba (2), Itamaraju (4), Jucuruçu (3), Macarani (1), Prado (2), Ruy Barbosa (1), Itapetinga (1), Ilhéus (3), Aurelino Leal (1), Itabuna (2), São Félix do Coribe (2), Ubaitaba (1) e Belo Campo (1).

Os números correspondem às ocorrências registradas em 166 municípios afetados. Desse total, 154 estão com decreto de situação de emergência.

Municípios com decreto de situação de emergência:

1.    ALCOBAÇA
2.    AMARGOSA
3.    AMÉLIA RODRIGUES
4.    ANAGÉ
5.    ANDARAÍ
6.    ANGICAL
7.    APUAREMA
8.    ARATACA
9.    AURELINO LEAL
10.    BAIXA GRANDE
11.    BARRA DO CHOÇA
12.    BARRA DO MENDES
13.    BARRA DO ROCHA
14.    BELMONTE
15.    BELO CAMPO
16.    BOA NOVA
17.    BOA VISTA DO TUPIM
18.    BREJÕES
19.    BREJOLÂNDIA
20.    BUERAREMA
21.    CAATIBA
22.    CACHOEIRA
23.    CAETANOS
24.    CAMACÃ
25.    CAMAMU
26.    CANAVIEIRAS
27.    CÂNDIDO SALES
28.    CARAVELAS
29.    CARINHANHA
30.    CATURAMA
31.    COARACI
32.    COCOS
33.    CONCEIÇÃO DO ALMEIDA
34.    CONDEÚBA
35.    CORDEIROS
36.    COTEGIPE
37.    CRAVOLÂNDIA
38.    CRISTÓPOLIS
39.    DÁRIO MEIRA
40.    DOM BÁSILIO
41.    ENCRUZILHADA
42.    ENTRE RIOS
43.    EUNÁPOLIS
44.    FEIRA DE SANTANA
45.    FIRMINO ALVES
46.    FLORESTA AZUL
47.    GANDÚ
48.    GONGOGI
49.    GUARATINGA
50.    IAÇU
51.    IBICARAI
52.    IBICOARA
53.    IBICUÍ
54.    IBIPEBA
55.    IBIRAPITANGA
56.    IBIRAPUÃ
57.    IBIRATAIA
58.    IBITIARA
59.    IGRAPIUNA
60.    IGUAÍ
61.    ILHÉUS
62.    IPIAÚ
63.    IRAJUBA
64.    IRAMAIA
65.    ITABELA
66.    ITABERABA
67.    ITABUNA
68.    ITACARÉ
69.    ITAETÉ
70.    ITAGI
71.    ITAGIMIRIM
72.    ITAJU DO COLÔNIA
73.    ITAJUÍPE
74.    ITAMARAJU
75.    ITAMBÉ
76.    ITANHÉM
77.    ITAPÉ
78.    ITAPEBI
79.    ITAPETINGA
80.    ITAPITANGA
81.    ITAQUARA
82.    ITARANTIM
83.    ITORORÓ
84.    ITUBERÁ
85.    JAGUAQUARA
86.    JEQUIÉ
87.    JIQUIRIÇÁ
88.    JITAÚNA
89.    JUCURUÇU
90.    JUSSARI
91.    JUSSIAPE
92.    LAFAIETE COUTINHO
93.    LAGOA REAL
94.    LAJE
95.    LAJEDÃO
96.    LENÇÓIS
97.    LIVRAMENTO DE NOSSA SENHORA
98.    MACARANI
99.    MANOEL VITORINO
100.    MARAGOGIPE
101.    MARCIONÍLIO DE SOUZA
102.    MASCOTE
103.    MEDEIROS NETO
104.    MILAGRES
105.    MUCUGÊ
106.    MUCURI
107.    MUNDO NOVO
108.    MUTUÍPE
109.    NAZARÉ
110.    NILO PEÇANHA
111.    NOVA CANAÃ
112.    NOVA VIÇOSA
113.    NOVO HORIZONTE
114.    PALMAS DE MONTE ALTO
115.    PARAMIRIM
116.    PARATINGA
117.    PAU BRASIL
118.    PIRAÍ DO NORTE
119.    PIRIPÁ
120.    PLANALTO
121.    POÇÕES
122.    PORTO SEGURO
123.    POTIRAGUÁ
124.    PRADO
125.    PRESIDENTE JÂNIO QUADROS
126.    PRESIDENTE TANCREDO NEVES
127.    RIACHO DE SANTANA
128.    RIBEIRA DO POMBAL
129.    RIBEIRÃO DO LARGO
130.    RIO DE CONTAS
131.    RUY BARBOSA
132.    SANTA CRUZ CABRÁLIA
133.    SANTA CRUZ DA VITÓRIA
134.    SANTA INÊS
135.    SANTA MARIA DA VITÓRIA
136.    SANTANÓPOLIS
137.    SÃO FÉLIX
138.    SÃO FÉLIX DO CORIBE
139.    SERRA DOURADA
140.    TABOCAS DO BREJO VELHO
141.    TANHAÇU
142.    TAPEROÁ
143.    TEIXEIRA DE FREITAS
144.    TEOLÂNDIA
145.    TREMEDAL
146.    UBAÍRA
147.    UBAITABA
148.    UBATÃ
149.    URUÇUCA
150.    VALENÇA
151.    VEREDA
152.    VITÓRIA DA CONQUISTA
153.    WANDERLEY
154.    WENCESLAU GUIMARÃES

Fotografia: GOVBA

Quatro idosas com idades entre 74 e 98 anos são socorridas pelo Graer

segunda-feira, janeiro 3rd, 2022

Braço amigo. Idosas de 98, 90, 84 e 74 anos precisaram do auxílio do Grupamento  Aéreo da Polícia  Militar para receberem atendimento médico no primeiro dia do ano. Moradoras da Cidade de Itabuna, um dos municípios  prejudicados com a forte chuva, as quatro apresentaram insuficiência respiratória devido a síndrome gripal e foram levadas pelo helicóptero  Guardião 1.

Dois voos foram necessários  para o deslocamento do grupo, que recebeu atendimento a tempo. Um deles contou com o acompanhamento  de um médico  do Samu.

As equipes do Graer continuam apoiando as ações no Sul, Extremo Sul e Vale do Jiquiriçá, com atuações em resgate e salvamento, coleta e distribuição  de doações, além  de monitoramento das regiões atingidas. Entre outras ações no sábado, 1° dia do ano, o Graer também  realizou a entrega de cestas básicas e água para moradores da Cidade de de Itapitanga, no Sul do Estado.

Fonte: Ascom/PMBA

Fotografia/Fonte: SSP-BA


Presidente Bolsonaro edita MP de R$ 700 milhões para Cidades afetadas por temporais

sábado, janeiro 1st, 2022

Dinheiro chegando. O presidente da República Jair Bolsonaro (PL) sancionou, no último dia do ano, uma Medida Provisória (MP) que disponibiliza crédito extraodinário de R$ 700 milhões para suporte às Cidades afetadas pela forte chuva nos últimos dias.

O valor será destinado ao Ministério da Cidadania com o principal objetivo de ajudar os Estados da Bahia e Minas Gerais. Nos últimos dias, os Estados foram afetados pelos temporais que deixaram milhares de pessoas desabrigadas ou desalojadas, Cidades inundadas e mortes.

O Governo Federal esclarece que a verba da MP será usada para reestruturar os danos que foram causados na infraestrutura local como deslizamento de terras, interdição de estradas e quedas de pontes e viadutos. Também é esperado que o fornecimento de energia elétrica e água potável seja restabelecido.

Em comunicado, a Secretaria-Geral da Presidência da República garantiu que a abertura do crédito extraordinário não vai afetar o teto de gastos e nem descumprir com a meta de resultado primário.

Fotografia: Divulgação/PR

Rui Costa pede que Bahia seja prioridade na distribuição de verbas para recuperar estradas

quarta-feira, dezembro 29th, 2021

Não dá. O governador da Bahia Rui Costa, se reuniu com ministros do presidente Bolsonaro, na Cidade de Ilhéus e apelou: “Eu queria fazer um apelo porque não é possível recuperar as estradas federais com R$ 80 milhões para o Nordeste. R$ 80 milhões não dá para recuperar nem [as estradas federais] da Bahia”. A declaração de Rui Costa, aconteceu por mais recursos federais para a Bahia, durante coletiva de imprensa nesta terça-feira, dia 28/12, na Cidade de Ilhéus.

Também participaram do encontro os ministros da Saúde, Marcelo Queiroga, da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho; e da Cidadania, João Roma. O governador Rui Costa apresentou as necessidades emergenciais e informou que os levantamentos sobre os danos causados pelas enchentes na Bahia estão sendo feitos pelos órgãos e secretarias estaduais que integram a força-tarefa nas Cidades afetadas.

Fotografia: Divulgação

Bahia confirma mais uma morte pelos temporais e total chega a 21

quarta-feira, dezembro 29th, 2021

Situação crítica. Subiu para 21 o número de mortes resultantes da forte chuva que atinge a Bahia. O balanço foi atualizado na tarde da terça-feira, dia 28/12, pelo Governo no Estado.

A morte mais recente foi a de um rapaz de 19 anos, que tentou atravessar uma enxurrada em Ilhéus, na noite de segunda-feira, dia 27/12, mas acabou se afogando. O número de feridos permaneceu em 358. Um total de 136 Municípios do Estado decretaram situação de emergência. 

O número de pessoas desabrigadas é de 34.163, enquanto o de desalojados soma 42.929. Os desalojados são pessoas que tiveram que abandonar o local de residência, de forma temporária ou definitiva, mas que não depende de abrigo fornecido pelo Governo. Já os desabrigados são aquelas pessoas que tiveram que sair de casa e que dependem de um abrigo provido pelo poder público. 

Pela manhã, quatro ministros do governo federal sobrevoaram as regiões atingidas por chuvas na Bahia e se reuniram com o governador do estado, Rui Costa. Eles também anunciaram medidas para auxiliar o esforço de atendimento à população desabrigada e prometeram recursos futuros para a reconstrução da infraestrutura e de moradias.

A Bahia está enfrentando a pior chuva para o mês de dezembro desde 1989, segundo o Governo Estadual. A Cidade de Itamaraju, no Extremo Sul do Estado, foi o município onde mais choveu no Brasil, com aproximadamente 770 milímetros (mm) de chuva, de acordo com dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), o que representa mais de cinco vezes o volume esperado para dezembro (148,0 mm). 

Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Reprodução

Governador anuncia auxílio a vítimas das enchentes na Bahia

terça-feira, dezembro 28th, 2021

Durante reunião de trabalho na base de apoio montada pelo Governo da Bahia em Ilhéus, no sul do estado, no início da noite desta segunda-feira 27/12, o governador Rui Costa anunciou novas ações que complementam as medidas já adotadas para dar assistência às vítimas das chuvas no estado.

Entre as providências está um auxílio financeiro para as famílias atingidas. O benefício vai ser executado dentro do programa Estado Solidário, iniciativa que contempla medidas executadas para apoiar a população durante a pandemia da Covid-19, desde março deste ano. O valor a ser repassado será definido e divulgado, em breve

Também foi anunciada pelo governador a extensão da Tarifa Social da Embasa como valor máximo cobrado na conta a ser paga à Empresa de Águas e Saneamento da Bahia (Embasa), no mês de dezembro, para todas as residências, comércios e prestadores de serviços que tiveram prejuízos com as enchentes nos municípios que decretaram situação de emergência por causa das chuvas. Esse benefício já havia sido concedido aos moradores de cidades do Extremo Sul, região também afetada pelas enchentes.

Já a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba), empresa do Grupo Neoenergia, se comprometeu a doar mais 1000 geladeiras, além das 500 já oferecidas anteriormente.

Além disso, começam a ser entregues ainda esta semana as geladeiras adquiridas pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil do Estado (Sudec). As primeiras entregas vão beneficiar moradores de 11 cidades do Extremo Sul, onde as chuvas provocam destruição desde o início de dezembro.

A Tarifa Social da Embasa e a compra das geladeiras foram autorizadas por lei enviada pelo governo à Assembleia Legislativa (Alba) e sancionada pelo governador Rui Costa no dia 14 de dezembro.

Fotografia/Fonte: GOVBA

Melhora nível de reservatórios de usinas hidrelétricas, diz ONS

terça-feira, dezembro 28th, 2021

Esperança. A última semana do ano sinaliza para uma melhoria nos níveis dos reservatórios de usinas hidrelétricas de todo o país, é o que aponta o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). De acordo com boletim mensal do órgão, no período de 25 a 31 de dezembro, o volume de água estará maior em todos os quatro subsistemas: Norte, Sul, Sudeste/Centro-Oeste e Nordeste, onde deve ser registrado o maior volume, com os reservatórios em 50% da sua capacidade, devido às chuvas acima da média na bacia do Rio São Francisco.

De acordo com o boletim, a semana operativa mantém o padrão observado das últimas semanas, com a formação de um sistema de baixa pressão, ao largo da costa da Região Sul, que favorece a formação de um novo corredor de umidade.

“Portanto, há previsão de precipitação acima da média semanal para as bacias dos rios Madeira, Tocantins, São Francisco e Parnaíba. As demais bacias de interesse do Sistema Interligado Nacional (SIN) apresentam previsão de precipitação abaixo da média semanal”, disse o ONS.

Com isso, as chuvas previstas para a bacia do Rio Madeira devem colaborar para que o subsistema da Região Norte alcance 47,8% da capacidade. No Sul, as projeções indicam que o nível chegará a 41,1%, e, no Sudeste/Centro-Oeste, a 24,9%.

A estimativa do ONS é de que os reservatórios terminem o ano com um volume maior que o registrado em 2020, quando os subsistemas Nordeste, Norte, Sul e Sudeste/Centro-Oeste encerraram o ano, respectivamente, com 46,1%, 28,1%, 27,5% e 18,67%, de energia armazenada nas usinas.

Carga de energia

O documento indica ainda que a carga de energia esperada para o mês de dezembro deve ter um recuo de 0,6% perante à carga de dezembro de 2020, com o volume estimado ficando em 70.631 MegaWatts (MW) médios.

O Sudeste/Centro-Oeste apresentará redução de 1,7%, com 40.088 MW médios. A Região Nordeste vai registrar desaceleração de 2,7%, com 11.699 MW médios. A carga do Sul segue em 3,6%, com 12.835 MW médios. Em relação ao Norte, a previsão é de 2,3%, com 6.009 MW médios.

“O percentual é reflexo dos feriados relativos às festas de final de ano, mudança na trajetória de recuperação da indústria em decorrência das interrupções prolongadas na cadeia de suprimentos, pressões intensas sobre os preços, incerteza do mercado e aumento das taxas de juros”, informou o ONS.

Fonte: Agência Brasil

Fotografia: Bruno Batista/Reprodução/VPR

Confira situação em 25 pontos de Rodovias Estaduais na Bahia

segunda-feira, dezembro 27th, 2021

Estradas da Bahia. O trabalho de monitoramento sobre a situação das rodovias baianas atingidas pelos temporais do fim de semana permanece sendo realizado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra). Mais oito novas ocorrências foram registradas pela equipe técnica da Seinfra na BA-654, da Chapada Diamantina, nas BA’s 245, 148 e 046, no Recôncavo, na BA-001 e na BR-242, e no Sudoeste, na BA-262, no domingo, dia 26/12. Aumentando para 25 trechos de via afetados em sete diferentes trechos, que são Extremo Sul, Sudoeste, Médio Rio de Contas e Irecê, além da Chapada Diamantina, Litoral Sul e Recôncavo.

O aumento do nível de água sobre o Rio de Contas, assim como nos Rios Cachoeira e Almada, causou a interrupção do tráfego em rodovias no Litoral Sul. A passagem de veículos na BA-654, que liga Taboquinhas à Itacaré, foi bloqueada desde a noite de sábado, dia 25/12, por conta do volume de água no Rio de Contas. Para chegar a Taboquinhas, Distrito de Itacaré, o motorista deve utilizar a BA-654, do entroncamento da BR-101, próximo a Aurelino Leal, até o distrito. O grande nível de água nos Rios Cachoeira e Almada já havia motivado a proibição do fluxo em dois trechos da BR-415, de Ilhéus até Itabuna e entre Itabuna e Floresta Azul, e em um da BA-262, de Itajuípe até Coaraci. O trânsito só será retomado quando houver diminuição da água e liberação da pista.

Trecho da BR-101.

O deslocamento de motos, carros, ônibus e caminhões e carretas na BA-972, em Coaraci, entre a sede municipal e os distritos de Itamotinga e Cafundó, e na BA-651, de Coaraci até Itapitanga, ainda está interrompido devido às dificuldades de acesso. A movimentação de automóveis nas rodovias será liberada com a melhoria das condições climáticas. Na BA-120, o tráfego para veículos de pequeno porte na ligação entre Itapé e Itaju do Colônia já foi autorizado. A empresa contratada para recompor o aterro rompido na última semana está mobilizando os equipamentos para iniciar os serviços. As ações emergenciais para permitir a passagem de ônibus e caminhões na via começarão nos próximos dias. Na BA-262, o motorista deve dirigir com atenção no trecho entre Ilhéus e Uruçuca pelo motivo da água ter invadido a via.

Outras rodovias também foram afetadas por causa da chuva. No Recôncavo, os serviços de limpeza da pista da BA-496, que liga o distrito de Sodoma, em Muniz Ferreira, com a BA-496, estão sendo feitos para a desobstrução da via no domingo para liberar o fluxo de veículos. O tráfego no KM 41 da BA-001, entre Nazaré e Bom Despacho, está bloqueado parcialmente devido a pista ceder no sábado, dia 25/12. A empresa responsável pela manutenção da rodovia foi acionada a fim de realizar os reparos necessários. A pista também rompeu entre São Felipe e Conceição do Almeida, sábado, dia 25/12. O trecho encontra-se interditado e as intervenções necessárias começarão assim que melhorar o período chuvoso. Na BA-026, o trânsito na ligação entre Santo Antônio de Jesus e Amargosa foi totalmente liberado depois da limpeza da via após deslizamento de encosta.

Na Chapada Diamantina, o deslocamento na BA-245, entre a BA-142, Itaetê e Marcionílio Souza, está em meia pista por conta de rompimento no bordo da via. O ponto encontra-se sinalizado. Na BA-046, que liga Iaçu a Itaberaba, abriram erosões às margens da rodovia. A passagem de veículos na BA-144, de Tanquinho de Lençóis até Bonito, ainda continua interrompida após o asfalto ceder. As máquinas estão sendo deslocadas pela empresa responsável para manutenção a fim de começar os reparos necessários. A pista na BA-148, entre Rio de Contas e Livramento de Nossa Senhora, apresentou fissuras. O tráfego permanece normal e a Seinfra monitora a situação da via. Os serviços na BA-225, de Presidente Dutra até Uibaí, para permitir o trabalho de recomposição já iniciaram. A Seinfra acionou à Polícia Rodovia Estadual (PRE) a fim de bloquear o fluxo de ônibus e caminhões no trecho.

A limpeza da pista na BA-263, que liga Vitória da Conquista com Serra do Marçal, foi iniciada no domingo, dia 26/12, no Médio de Rio de Contas. O objetivo é retomar trânsito neste ponto, que foi bloqueado pela Polícia Rodovia Estadual (PRE) no sábado, dia 25/12, após deslizamento de terra. No Extremo Sul, o tráfego continua interrompido nos KMs 17 e 30 da BA-284, entre Itamaraju e Jucuruçu, por conta do volume de água. Os trechos estão sinalizados. Em Prado, a circulação de motos e carros no KM 02 da BR-489, que faz ligação com Itamaraju, e na ponte de acesso ao município está liberada. A passagem de automóveis de grande porte só será autorizada quando os reparos forem iniciados.

No Sudoeste baiano, a BA-262, entre Poções e Nova Canaã, também ocorreu deslizamento de terra e a pista apresenta algumas fissuras. O deslocamento de automóveis pela via está normal e a Secretaria de Infraestrutura monitora o comportamento da mesma. O tráfego no KM 35 da rodovia entre a Zona Urbana da Cidade de Ibicuí e o Distrito de Ibipitupã, na mesma Cidade, ainda está interditado depois de o bueiro romper devido ao volume de água. As ações no trecho serão realizadas pela Seinfra nos próximos dias. O consórcio Costa do Descobrimento está mobilizando os equipamentos para recompor o aterro de um dos encontros do pontilhão na BA-274, entre os Distritos de Ventania e Caiubi, em Itapebi, que cedeu. O nível da água na ponte sobre o Rio Catolé, na BA-130, que liga Firmino Alves a Itororó, permanece alto. O trânsito será retomado assim que houver a vazão da água sobre o local.

Fonte: Ascom/Seinfra

Fotografias: Camila Souza/Divulgação/GOVBA


Sirenes são acionadas em bairros de Salvador; moradores devem deixar casas

domingo, dezembro 26th, 2021

Cidade em alerta. Devido a forte chuva que cai na capital baiana desde sexta-feira 24/12, duas localidades situadas em áreas de risco tiveram as sirenes acionadas pela Defesa Civil de Salvador (Codesal), por volta das 21h deste sábado 25/12: Bosque Real, em Sete de Abril, e Moscou, em Castelo Branco. O protocolo de segurança foi adotado, devido ao fato de as localidades registrarem índice pluviométrico acima de 150mm nas últimas 72h, situação considerada de alerta máximo.

As equipes da Codesal e das secretarias de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza (Sempre) e da Educação (Smed) estão presentes nas localidades para auxiliar os moradores a saírem das residências em situação de risco. Quatro pessoas já estão sendo atendidas no ponto de abrigamento montado na Escola Municipal de Castelo Branco e receberão toda a assistência necessária no local, até que haja segurança para retornar à residência ou ser encaminhada para o Aluguel Social.

Acompanhando a ação, a vice-prefeita Ana Paula Matos orienta aos cidadãos sobre o que fazer neste momento. “As equipes da Prefeitura, coordenadas pela Codesal, estão à disposição para auxiliar a todos em situação de risco. Caso escute a sirene, procure sair de casa e busque um abrigo seguro. E qualquer situação de emergência deve acionar a Codesal, através do número 199. O mais importante neste momento é preservar a própria vida”, salientou.

Previsão – De acordo com o meteorologista do Centro de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil de Salvador (Cemadec), Giuliano Carlos do Nascimento, as chuvas intensas que atingem a capital baiana e boa parte da Bahia são causadas pela Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), aliada à uma frente fria. A situação neste momento é de alerta máximo na cidade e as chuvas devem permanecer com intensidade fraca a moderada até o fim deste domingo (26).

Somente nas últimas 24h, Fazenda Grande do Retiro foi o bairro onde mais choveu, com 98,5mm, seguido de IAPI (97,2mm), Caminho das Árvores (96,2mm), Doron (95,8mm) e Bom Juá (95,6mm). Durante este mês de dezembro, choveu 355,8mm em Salvador, de acordo com a estação meteorológica de Ondina, a mais antiga da cidade – o volume foi seis vezes maior do que o esperado para todo este mês, que era de 58,1mm.