Posts Tagged ‘greve professores’

“Eu espero que haja bom senso”, diz Rui sobre greve em universidades estaduais

sexta-feira, abril 12th, 2019

Recado dado. Em uma entrevista à Rádio Metrópole, nesta sexta-feira, dia 12/4, o governador Rui Costa (PT) afirmou que espera “bom senso” para o fim da greve nas universidades estaduais, que começou na terça-feira, dia 9/4.

Rui fez questão de destacar que o governo teria feito um “esforço adicional” para liberar R$36 milhões para as Universidades Estaduais. A medida foi duramente criticada pela categoria, que afirmou que o investimento já era previsto.

“Eu espero que haja bom senso e que as aulas voltem o mais rápido possível. Como disse antes, só farei o que for possível fazer. Não sairei da minha responsabilidade com as contas públicas”, finalizou.

 

 

 

Foto: Hora do Bico

Prefeito de Salvador corta dias não trabalhados de professores em greve

sexta-feira, março 11th, 2016

untitled (20)

Ameaça. De quinta-feira, dia 10, em diante, os dias não trabalhados dos professores da rede municipal que participam da greve há uma semana, vão ser cortados. O prefeito ACM Neto informou que como a folha começa a ser fechada nesta sexta, dia 11, os cortes serão feitos para professores e qualquer outro servidor que aderir ao movimento grevista. “A Prefeitura está sempre aberta ao diálogo, mas esta greve anunciada é política e não vou transigir, mesmo porque a data-base da categoria é maio”, disse o prefeito.

 

Foto: Reprodução

 

Após assembleia, professores da Ufba decidem continuar em greve

terça-feira, setembro 15th, 2015

Após assembleia, professores da Ufba decidem por continuidade da greve

Os professores da Universidade Federal da Bahia (Ufba) decidiram, por ampla maioria, após assembleia realizada nesta terça-feira, dia 15, pela continuidade da greve que já dura mais de quatro meses. Ao todo, foram 210 votos a favor da paralisação, contabilizando 63 contrários e três abstenções, em um quórum total 398 votos.

Segundo os docentes, a categoria reivindica a melhores condições de trabalho, defesa do caráter público da universidade, garantia de autonomia, valorização salarial de ativos e aposentados e reestruturação da carreira. A expectativa dos professores é de que uma nova rodada de negociações com o governo seja marcada em breve. Ainda não há data para uma nova assembleia.

Foto: Reprodução