Posts Tagged ‘GATO DE ÁGUA’

Operação da Embasa descobre “gato de água” em quase 20 estabelecimentos comerciais

sábado, outubro 5th, 2019

Em operação realizada para identificar fraudes na rede de abastecimento, técnicos da Embasa localizaram ligações clandestinas de água no bairro de Itinga, na cidade de Lauro de Freitas, abastecendo 18 estabelecimentos comerciais. O valor total do débito corrigido das ligações inativas é de aproximadamente R$ 292 mil. A operação, realizada na quarta-feira, dia 2/10, contou com apoio das Polícias Militar, Civil e Técnica.

Inicialmente, o alvo da operação seriam dois estabelecimentos comerciais que estavam com ligação cortada devido à falta de pagamento. Um prédio onde funciona um restaurante, com 70 faturas em atraso, no valor total em torno de R$ 19 mil, localizado na Rua Leonice J Silva; e um supermercado, com sete faturas atraso, com débito no valor aproximado de R$ 6 mil, na Avenida Fortaleza.

Após escavação para identificação de fraude, técnicos localizaram mais dois estabelecimentos comerciais com “gato” próximo ao supermercado e, na rua Leonice J. Silva foi identificada outra tubulação clandestina abastecendo irregularmente outros 14 comércios. Nesses locais, funcionam lojas de variedades, de material de construção, vidraçaria, bar e supermercado. Todos os ramais foram suprimidos e as ligações foram deixadas sem abastecimento.

Para regularizar a situação, além de quitar os débitos, os responsáveis pelo estabelecimento terão que ressarcir à Embasa o valor correspondente ao desvio de água realizado nos últimos doze meses, que ainda será calculado.

Qualquer intervenção no hidrômetro e na rede da Embasa com o intuito de furtar água é crime e o infrator está sujeito ao cumprimento das penalidades previstas na legislação vigente. O usuário que estiver nessa situação deve procurar um ponto de atendimento da empresa e regularizar sua ligação, evitando problemas com a polícia e multas. A população pode denunciar sigilosamente as situações de fraude pelo 0800 0555 195.

Foto/fonte: Embasa

Mercado e residências são flagrados com “gato” de água

quinta-feira, janeiro 10th, 2019

Olha pra isso. Um mercado e quatro imóveis residenciais, situados no mesmo imóvel, foram flagrados desviando água da rede distribuidora da Embasa, na quarta-feira, dia 9/1, na rua Deputado Luiz Braga, no bairro Cassange, em Salvador. A descoberta aconteceu durante uma ação de fiscalização de fraudes relacionadas ao consumo de água, realizada com apoio da Polícia Civil, Polícia Militar e Departamento de Polícia Técnica. A fraude foi identificada graças a uma denúncia anônima.

Todas as ligações de água existentes no edifício eram de responsabilidade do mesmo titular, e estavam cortadas por falta de pagamento. O débito total é superior a R$30 mil. Para localizar a fraude, os técnicos da Embasa tiveram que escavar tanto a frente quanto a lateral do prédio, para localizar o ponto exato do desvio. O responsável pelo imóvel será convocado à 12ª Delegacia de Polícia, em Itapuã, para prestar esclarecimentos no inquérito policial.

Qualquer intervenção no hidrômetro e na rede da empresa com o intuito de furtar água é crime e o infrator está sujeito ao cumprimento das penalidades previstas na legislação vigente. De acordo com o Artigo 155 do Código Penal Brasileiro, a prática de furto de água é qualificada como crime contra o patrimônio, sujeita a pena de reclusão além de multa. O usuário que estiver nessa situação deve procurar um ponto de atendimento da empresa e regularizar sua ligação, evitando problemas e corte no abastecimento do imóvel.

 

 

Foto/fonte: Embasa

Polícia e Embasa flagram “gatos” de água no Cabula em bairros de Salvador

quinta-feira, dezembro 27th, 2018

Em mais uma ação de combate às fraudes, a Embasa descobriu, nesta quarta-feira (26), dois casos de “gato” de água em bairros de Salvador. No Cabula, os técnicos encontraram uma ligação clandestina abastecendo um prédio com 16 unidades residenciais. Já em Pernambués, o furto de água ocorria em um imóvel com três residências. A operação contou com o apoio da Polícia Militar, Polícia Civil e Departamento de Polícia Técnica.

Foi a terceira vez que o prédio do Cabula foi flagrado furtando água da rede da Embasa, somente este ano. No caso do imóvel de Pernambués, é o segundo flagrante. Os responsáveis pelos dois imóveis serão convocados a prestar esclarecimentos na 11ª Delegacia, durante o inquérito policial.

Os dois imóveis estavam com a ligação de água cortada por falta de pagamento, com um débito somado de cerca de R$20 mil. Para regularizar a situação junto à Embasa, os responsáveis terão que pagar os débitos, multa e um valor referente à água desviada da rede, que ainda está sendo calculado.

Qualquer intervenção no hidrômetro e na rede da empresa com o intuito de furtar água é crime e o infrator está sujeito ao cumprimento das penalidades previstas na legislação vigente. De acordo com o Artigo 155 do Código Penal Brasileiro, a prática de furto de água é qualificada como crime contra o patrimônio, sujeita a pena de reclusão além de multa. O usuário que estiver nessa situação deve procurar um ponto de atendimento da empresa e regularizar sua ligação, evitando problemas e corte no abastecimento do imóvel. Embasa

 

 

Foto: Divulgação/Embasa