Posts Tagged ‘advogado’

Ex-marido de Dilma Rousseff morre em hospital de Porto Alegre

sábado, agosto 12th, 2017
O gaúcho Carlos Araújo, advogado trabalhista, ex-deputado estadual e ex-marido da ex-presidente Dilma Rousseff, morreu na madrugada deste sábado, dia 12/8, em Porto Alegre, aos 79 anos.
Conforme a imprensa local, ele foi internado em estado grave na UTI da Santa Casa de Porto Alegre em decorrência de uma cirrose medicamentosa, em 25 de julho, e ficou internado. A causa da morte não foi informada.
Foto: Reprodução

Delegado da Polícia Civil é acusado de agredir advogado criminalista

sábado, outubro 1st, 2016

001-303

O advogado criminalista Cleber Nunes Andrade, de 50 anos, acusa o delegado da Corregedoria da Polícia Civil da Bahia, Jackson Carvalho da Silva, de agressão dentro do prédio da instituição, na quinta-feira, dia 29/9.

De acordo com o advogado, que registrou queixa em uma Delegacia, ele teria ido atender o marido de uma cliente, que estava detido na sede da Corregedoria, na Chapada do Rio Vermelho, em Salvador.
Depois de ficar esperando por cerca de quatro horas e meia para conversar com o homem, Cleber teria perguntado ao delegado Jackson se poderia falar com o possível cliente. “Disse para ele: ‘doutor, o senhor me fez perder quatro horas e meia’. Quando falei isso, dei as costas e saí. Ele passou a me agredir verbalmente e veio atrás de mim. Me pegou pela gola da camisa e começou a me chacoalhar”, conta.
O advogado teria ficado com uma marca vermelha no pescoço e passado por exame de corpo de delito, nesta sexta, dia 30/9, após prestar depoimento na Corregedoria.
A assessoria de comunicação da Polícia Civil informou que a Corregedoria não se pronunciaria sobre o caso.
Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Advogado morre após participar de corrida em Porto Seguro

domingo, abril 24th, 2016

001 (103)

Lamentável. Com 26 anos de idade, um advogado morreu depois de passar mal logo ao completar os 21km de corrida em uma prova de meia maratona ocorrida na Cidade de Porto Seguro, no Extremo-Sul da Bahia. O evento foi realizado na sexta-feira, dia 22, e segundo amigos, o rapaz teve um mal-estar após o final da prova.

Conforme o site G1, o organizador da prova e amigo de Marco, Naldo Moura, disse que o rapaz foi atendido no local por um cardiologista contratado pelo evento, e recebeu apoio de uma UTI móvel que também estava no local a serviço da corrida. Ele foi levado para o Hospital Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, mas não resistiu, morrendo no final da tarde de sexta-feira. O G1 não conseguiu contato com representante da unidade de saúde neste sábado.
Ainda segundo o organizador do evento, Marco costumava praticar exercícios físicos diariamente e vinha se preparando para a prova com apoio profissional. Ainda segundo o organizador da prova, há cerca de três meses, ele passou por exames cardiológicos, que não apontaram anormalidades. O sepultamento aconteceu no final da tarde deste sábado, dia 23, em Arraial D’ajuda, distrito de Porto Seguro, onde a família mora.
Foto: Reprodução

Advogado de dono da UTC abandona caso

sábado, julho 4th, 2015
001 (5)
Caiu fora. O advogado Alberto Toron deixou a defesa do dono da UTC, Ricardo Pessoa. “Mas mantendo a nossa amizade”, disse em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo.
De acordo com o criminalista, a renúncia se deve “à entrada de questões políticas no caso” – já que ele é juiz do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP). “São coisas incompatíveis”, disse.
Pessoa cumpre prisão domiciliar, acusar de chefiar o cartel de empreiteiras suspeitas de envolvimento no esquema de corrupção que atuava na Petrobras.
Foto: Reprodução

Advogado de Kannário acredita que o cantor pode ser solto ainda hoje

quinta-feira, janeiro 8th, 2015

001 (2)

O cantor Igor Kannário, que foi preso na tarde de quarta-feira, dia 7, com maconha, foi transferido para o Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, e aguarda decisão da Justiça.

Segundo o advogado de Kannário, Dr. Marcus Vinícius Rodrigues, o caso aguarda a decisão da justiça, que poderá sair ainda nesta quinta-feira, dia 8. “Já entrei com o pedido de liberdade provisória e a solicitação pode ser atendida ainda nesta tarde. Estamos aguardando”, explicou Rodrigues ao esclarecer que o cantor foi autuado pelo crime de tráfico de drogas.

Questionado sobre os argumentos utilizados pela defesa para liberação do cantor, Rodrigues revelou as teses trabalhadas para soltura de Kannário. “Igor não responde a nenhum outro processo criminal. Igor tem trabalho lícito. Igor tem residência fixa e isso tudo favorece para que ele responda em liberdade”, projetou o representante.

Foto: Reprodução

Delegados falam da operação que prendeu Paulinho Mega, o pai e o comparsa dele

segunda-feira, setembro 8th, 2014

20140908-154354.jpg

Crueldade retada. O delegado-geral da Polícia Civil, Hélio Jorge Paixão, e o titular da Coordenação de Operações Especiais (COE), delegado Cleandro Pimenta, apresentaram à imprensa, na manhã desta segunda-feira, dia 8, os detalhes da investigação que levaram à elucidação do sequestro e morte do advogado Ricardo Melo Andrade e na prisão dos envolvidos Paulo Gomez Guimarães Filho, conhecido pelo vulgo “Paulinho Mega”, de 37 anos, seu pai, Paulo Gomez, de 65, e Arivan de Almeida Morais, 36.
“Paulinho Mega” e seu pai foram presos em um hotel, em São Paulo, na sexta-feira, dia 5, durante operação para cumprimento de mandados, que contou com o apoio do DHPP e da Divisão Anti-sequestro da Polícia Civil paulista. Já Arivan, foi capturado na madrugada de domingo (7), no bairro de Pirajá, em Salvador, onde reside, por uma equipe da COE.
No decorrer da investigação, que também contou com o apoio da Superintendência de Inteligência (SI), da Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), a polícia apurou que “Paulinho Mega” foi sentenciado a 22 anos de prisão por tráfico internacional de drogas, em abril deste ano, e planejou o sequestro do advogado para conseguir dinheiro e fugir do país.
Em 2010, ele foi preso no Mato Grosso com quatro quilos de cocaína e em seguida transferido para Salvador, onde conseguiu progressão da pena para prisão domiciliar. Aqui, Paulinho conheceu Arivan na cadeia, também condenado a 25 anos de prisão por latrocínio, ocorrido em Santo Antônio de Jesus.
A dupla sequestrou o advogado e o manteve em cativeiro num casebre, nas imediações da fábrica Bahia Palets, em Castelo Branco, próximo à Colônia Penal Lafayete Coutinho. Ricardo foi morto com uma paulada na cabeça e teve o corpo jogado numa cisterna no mesmo terreno, que depois foi lacrada.
Paulinho aponta Arivan como o responsável pela morte e ocultação do cadáver da vítima, alegando que viajou para São Paulo no dia seguinte ao sequestro para negociar com a família da vítima de lá. Depois de uma semana, como não recebeu pagamento, ligou avisando ao comparsa sobre a recusa. Ele afirma que não decidiu sozinho pela morte do refém.
Já Arivan, afirma em depoimento que Paulinho viajou depois que Ricardo já havia sido assassinado e ambos ocultaram seu corpo. A polícia investiga qual das versões é verdadeira.
Paulinho e Arivan tiveram as prisões preventivas decretadas e vão responder pelos crimes de sequestro e ocultação de cadáver. Até o momento, Paulo Gomez cumpre prisão temporária de 30 dias, até que seja esclarecida sua participação no crime. Todos os envolvidos deverão ser encaminhados ao sistema prisional.
O corpo do advogado foi resgatado pelos bombeiros, no domingo (7), e passará por exames de arcada dentária no Departamento de Polícia Técnica (DPT) e, se necessário, por exame de DNA, para identificação.

Foto e fonte: Ascom/Polícia Civil