Posts Tagged ‘salários’

Rui Costa sanciona lei que reestrutura salários de 18 mil servidores

quarta-feira, setembro 25th, 2019

Mudança. Foi publicada nesta quarta-feira, dia 25/9, no Diário Oficial do Estado (DOE), a lei que altera a tabela de vencimentos dos auxiliares e técnicos-administrativos de diversos órgãos estaduais com vencimentos básicos abaixo do salário mínimo atual (R$ 998).

Cerca de 18 mil servidores, entre ativos e aposentados, serão beneficiados. A medida representa uma despesa de R$ 50,4 milhões para os cofres públicos em 2019 e R$ 110,3 milhões em 2020.

Sancionada pelo governador Rui Costa, a lei significa um ganho salarial médio de 20,99% e 19,35% para auxiliares e técnicos-administrativos, respectivamente, que cumprem uma jornada de 40 horas semanais.

Foto: Divulgação/GOVBA

TERROR: Estado Islâmico está sem dinheiro para salários, armas, carros e até propaganda

quinta-feira, abril 28th, 2016

A member from Iraqi security forces stands next to a wreckage of a vehicle belonging to Islamic state militants during a military operation to fight against Islamic State militants in the town of Hit in Anbar province, April 2, 2016. REUTERS/Stringer

Êta. O grupo radical Estado Islâmico (EI) enfrenta dificuldades financeiras. Falta dinheiro para o salário dos terroristas, para a compra de armas e carros e até para a propaganda jihadista.

A informação é do general norte-americano Peter Gersten, vice-comandante da coalizão ocidental responsável pelos ataques a bancos e poços de petróleo do EI no Iraque e na Síria, que, segundo ele, já mandaram para os ares o equivalente a US$ 800 milhões (cerca de R$ 2,8 bilhões) desde 2014.

Isso foi um duro golpe para os extremistas. Há relatos de que as deserções aumentaram 90% – alguns terroristas estão recorrendo a receitas médicas falsas para evitar a linha de frente dos combates.

A chegada de novos membros também caiu drasticamente. Em 2014, eram ao menos 1,5 mil novos militantes por mês. Atualmente, são em torno de 200.

Documentos do EI obtidos pelo centro de estudos Middle East Forum detalham como os militantessão pagos: “O combatente recebe em média US$ 50 por mês, com um adicional de US$ 50 para cada mulher, US$ 35 para cada criança, US$ 50 para cada escrava sexual, US$ 35 para cada filho de uma escrava sexual, US$ 50 para cada um dos pais dependentes e US$ 35 para outros dependentes”.

Mas moradores de Mossul, segunda maior cidade do Iraque, que está nas mãos de EI desde junho de 2014, têm relatado nos últimos dias queixas dos combatentes por não receberem seus salários há três meses.

Foto: Reprodução/Agência Reuters

Fim de greve dos bancos privados

segunda-feira, outubro 6th, 2014

20141006-211355.jpg

Os bancários das instituições privadas decidiram pelo fim da greve na noite desta segunda-feira, dia 6. As atividades retornam nesta terça-feira, dia 7. Apenas os trabalhadores da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Banco do Nordeste decidem se continuam com a paralisação. A assembleia da categoria ainda ocorreu no Ginásio dos Esportes, Ladeira dos Aflitos, em Salvador.
Os bancários aceitaram a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), propôs elevar o índice de reajuste de 7,35% para 8,5% (aumento real de 2,02%) nos salários e demais verbas salariais, de 8% para 9% nos pisos (2,49% acima da inflação) e 12,2% no vale-refeição. Os trabalhadores reivindicaram reajuste salarial de 12,5%, além de piso salarial de R$ 2.979,25, PLR de três salários mais parcela adicional de R$ 6.247 e 14º salário.

Foto: Reprodução

Pé de Serra: Prefeito é condenado a prestar serviços comunitários e pagar 15 salários mínimos

quinta-feira, setembro 25th, 2014

Hidelfonso-Pé-de-Serra-280x210

Êta joça. O prefeito da cidade de Pé de Serra, Hildefonso Vitório dos Santos (PT), foi condenado pela 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia por desvio de recursos públicos em benefício próprio. A condenação foi proferida na terça-feira, dia 23, em face de ação penal oferecida pelo Núcleo de Investigação de Crimes Atribuídos a Prefeitos (CAP) do Ministério Público estadual.

O gestor teria recebido indevidamente do próprio Município, entre janeiro de 2012 e junho de 2014, valores correspondentes a locações sobrepostas de um caminhão de sua propriedade e conforme a decisão, Hildefonso dos Santos deverá prestar serviços comunitários e pagar 15 salários mínimos a entidade beneficente em substituição à pena de três anos de reclusão à qual foi condenado.

A Justiça determinou a perda de mandato eletivo e a suspensão dos direitos políticos, tornando o prefeito inelegível por cinco anos.

Assessoria Jurídica do prefeito divulgou nota sobre o caso:

A Prefeitura Municipal de Pé de Serra, através da Assessoria Jurídica do Prefeito Hildefonso Vitório comunica que está acompanhado a decisão da justiça contra o prefeito, ao mesmo tempo que informa a todos, em especial, a toda população de Pé de Serra que a decisão cabe recurso e a assessoria jurídica do prefeito já se encontra neste momento encaminhando recurso cabível à condenação da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia.

A população tem o direito de saber que não houve desvio de verba pública e que será interposto um recurso que suspende imediatamente os efeitos do acórdão.

“O senhor Hildefonso continua em seu cargo de prefeito de Pé de Serra até que os recursos sejam julgados e a verdade seja esclarecida. Hildefonso Vitório é conhecido em toda região pela sua capacidade empreendedora, em ter conquistado ao longo de sua vida uma condição financeira satisfatória, fruto de seu trabalho. Desta forma, ele, o senhor Hildefonso irá também, dentro em breve, emitir depoimento à toda população pedeserrense” afirma assessoria.

Segundo Idelfonso, e sua Assessoria Juridica, “o fato denunciado em que se apegou a justiça não procede, e logo, teremos novas informações para toda a população pedeserrense, que tão bem, conhece a postura do prefeito e do cidadão Hildefonso Vitório, prefeito reeleito deste município.
A qualquer momento estaremos trazendo as informações necessárias sobre os recursos cabíveis à acusação”, finalizou.

Foto: Reprodução
*Com informações do Calila Notícias