Posts Tagged ‘CEASA’

Comerciante é morto em assalto após receber R$ 15 mil na Ceasa

sábado, dezembro 22nd, 2018

Na covardia. O comerciante Euclides da Silva Moura, de 34 anos, foi morto na tarde de sexta-feira, dia 21/12, na Ceasa de Salvador, local de trabalho. Segundo a Polícia, Euclides foi surpreendido por um marginal armado. Sem reagir, a vítima entregou ao assaltante um pacote com pelo menos R$ 15 mil em espécie. Mesmo sem reagir, o comerciante foi baleado no tórax e acabou morrendo logo depois.

De acordo com testemunhas, o criminoso chegou sozinho, em uma moto. O corpo do comerciante Euclides foi conduzido para o Instituto Médico Legal Nina Rodrigues, e depois, levado para Petrolina, em Pernambuco, onde a vítima nasceu.

 

 

Foto: Ilustrativa

Salvador não terá abastecimento de produtos agrícolas neste fim de semana

sexta-feira, maio 25th, 2018

Pai do céu. A cidade de Salvador deve sofrer com a falta de vários produtos agrícolas neste final de semana, de acordo com a estimativa feita pelo presidente dos permissionários do Ceasa (Centro de Abastecimento) de Simões Filho, Egnaldo Nascimento.

A falta dos alimentos acontece por conta do não abastecimento que ocorre desde a última segunda-feira 21/05, já que os caminhoneiros e carreteiros que deveriam realizar as entregas de mercadorias não conseguiram chegar até o local.

O Ceasa comercializa média de 600 mil toneladas de alimentos para a Bahia e estados vizinhos, além de ser responsável por mais de 20 mil empregos diretos e indiretos.

 

 

 

 

Foto: Divulgação/GOVBA

Cantor é expulso e se diz agredido por seguranças da Ceasa; assista

segunda-feira, março 27th, 2017

Misericórdia. Comerciantes, ambulantes e clientes ficaram pirados com a ação de seguranças do Centro de Abastecimento (Ceasa), localizado na estrada Cia-Aeroporto, trecho entre Salvador e Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), contra o cantor Andresson Costa. Ele detalha que foi expulso e agredido no final da manhã da última sexta-feira, dia 24/3. Com câmeras de celulares, muita gente filmou a situação que expôs o artista a violência e humilhação. A Ceasa é administrada pela Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial (Sudic), da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado.

 

“Eu estava divulgando meu trabalho na sexta-feira (24), por volta do meio dia, quando um dos seguranças pediu para abaixar o som e eu abaixei. Ele pediu para abaixar mais uma vez e eu mais uma vez obedeci. Ele insistiu e eu continuei a fazer meu trabalho. Logo depois, as pessoas que estavam lá me levaram para dentro do restaurante, onde não havia nenhum problema. Mas os seguranças foram até lá e pediram para que eu fosse à administração, para falar coma gerência. Segundo eles, eu iria conseguir autorização para divulgar meu trabalho”, disse.

O cantor disse ainda que seu sofrimento só chegou ao fim por volta das 4 da tarde quando chegou uma viatura da Polícia Militar, mas o que ele passou teve que ser esquecido. “Fui obrigado a concordar com tudo que eles falaram. Tive que concordar com a versão dos seguranças e não podia falar nada do que eles fizeram comigo”.

Andresson promete levar o caso à Justiça e advogados que viram a situação do cantor já estão se colocando à disposição.

 

Fotos: Reprodução

Feira de São João otimiza vendas na Ceasa do CIA

sexta-feira, junho 17th, 2016

Diversidade de produtos do Mercado do Rio Vermelho, antiga Ceasinha. Fotos Mateus Pereira/GOVBA

Com a grande procura por produtos juninos, o fluxo de mercadorias tem aumentado na Central de Abastecimento localizada no Centro Industrial de Aratu (Ceasa do CIA) nas semanas que antecedem os festejos de São João. Cerca de 80 caminhões de milho, amendoim e laranja chegam à central de distribuição todos os dias durante este período.

Para otimizar a venda de produtos especialmente para atacado, o estabelecimento comercial, unidade da Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial (Sudic), que é vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE), montou uma estrutura exclusiva, onde a comercialização pode ser feita diretamente nos veículos.

“Esta é o primeiro ano que montamos a estrutura da feira em local próprio. Disponibilizamos iluminação de refletores, segurança e espaço amplo com o objetivo de garantir o conforto e evitar tumultos em dias de grande movimento”, explica o superintendente de Mercados da Ceasa, Eugênio Burgos.

A Feira de São João funcionava no galpão permanente (GP2), mas a falta de espaço comprometia a fluidez do tráfego no local. Para comportar a grande movimentação de veículos e pessoas, a feira foi instalada em uma área de sete mil metros quadrados e oferece até o próximo dia 29 os mais variados produtos típicos do período.

Fonte: Ascom/Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial (Sudic)

Foto: Divulgação/GOVBA