Posts Tagged ‘Lemos de Brito’

A morte “dele” no presídio

segunda-feira, janeiro 13th, 2020

Vixe. Um homem suspeito de matar o enteado de 4 anos e esfaquear a namorada na Cidade de Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo da Bahia, em outubro do ano passado, foi encontrado morto na manhã de domingo, 12/1, no Complexo Penitenciário de Mata Escura, em Salvador.

Segundo  informações da imprensa, ele estava isolado em uma cela e o corpo foi localizado por Agentes Penitenciários. A morte dele será investigada pela Polícia Civil.

Foto: Reprodução

Operação apreende drogas e celulares no presídio da Mata Escura

quinta-feira, janeiro 9th, 2020

Mordomia retada. Uma operação conjunta das Secretarias da Segurança Pública (SSP) e de Administração Penitenciária (SEAP) realizadas dentro da Penitenciária Lemos Brito (PLB), no bairro de Mata Escura, em Salvador, apreendeu aparelhos celulares, drogas, armas brancas, além de outros objetos.

Batizada de ‘Jail Voice’, a ação ocorreu em uma cela do Módulo I, galeria B, ocupada por um suspeito de tráfico que, de acordo com a investigação realizada pelas pastas, comandava crimes violentos de dentro da unidade.

Segundo o diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Jamal Youssef Amad, a operação cumpriu mandados de busca e apreensão. Ainda segundo ele, o alvo cumpre pena por latrocínio – roubo seguido de morte – e era investigado em atividades do tráfico de drogas no bairro Fazenda Grande do Retiro e região.

Na operação, foram encontrados três celulares de diferentes marcas, quatro carregadores, três fones de ouvido, uma bateria para celular, uma faca de mesa e duas artesanais produzidas com pedaços de ferro, um pacote de maconha e várias anotações.

Foto: Divulgação/SSP-BA

Agentes penitenciários fazem protesto no Complexo da Mata Escura

terça-feira, janeiro 15th, 2019

Êta. Os agentes penitenciários terceirizados fazem protesto em frente à Penitenciária Lemos de Brito, que fica no Complexo da Mata Escura, em Salvador, na manhã desta terça-feira 15/1. Eles reivindicam  o cumprimento do reajuste salarial definido pela Secretaria de Administração Penitenciária e Ressoalização (Seap).

De acordo com os membros do Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindap), a empresa Socializa Brasil, responsável pelo depósito dos salários, não está fazendo o pagamento do reajuste. O aumento concedido foi de 40% sobre um salário correspondente a R$ 1.260, o que gera um acréscimo de R$ 504. Segundo a categoria, cerca de 180 agentes terceirizados estão sendo afetados.

Os manifestantes bloqueiam a entrada da penitenciária e pretendem impedir a entrada de visitas para os internos. A categoria deve se reunir nesta quarta-feira 16/1, com representantes da empresa.

 

 

 

Foto: Divulgação