Posts Tagged ‘Ilê Aiyê’

Rui exalta a identidade da cultura negra na saída do Ilê, no Curuzu

sábado, fevereiro 10th, 2018

Sábado de carnaval. O governador Rui Costa acompanhou as bênçãos dos ialorixás da sacada do terreiro Ilê Axé Jitolú, na Ladeira do Curuzu. Em seguida, o cortejo com a Deusa do ébano, a banda Aiyê, associados e a população ganhou as ruas do bairro.

“O povo da Liberdade se manifesta nessa expressão forte da imagem do povo negro que é o Ilê, que fez e fará história ao longo dos anos, não só como um bloco de carnaval, mas representa uma entidade social e cultural, que faz um trabalho belíssimo aqui na Liberdade”, afirmou o governador.

O Governo do Estado apoia o bloco por meio do Carnaval Ouro Negro. O bloco também foi contemplado pelo projeto Concha Negra. “O Ouro Negro faz dez anos, e são dez anos de uma política pública que busca valorizar o nosso carnaval, que tem história, tem cultura, tem afirmação e a identidade e a linguagem, a estética do povo negro da Bahia”, acrescenta o governador.

O Ilê Aiyê leva para os circuitos da folia um espetáculo que homenageia o centenário do líder Nelson Mandela. O grupo é o mais antigo bloco afro do Brasil e se firmou como entidade de militância negra, de valorização da cultura e combate ao racismo.

“É muito gratificante ver as coisas acontecendo, a saída do Ilê é um grande evento, que todo ano a gente sabe que de alguma forma vai acontecer, mas com o apoio do Projeto Carnaval Ouro Negro, a gente sabe que vai ser uma festa bonita, realizada da melhor forma”, comemora o presidente do bloco Afro Ilê Aiyê, Antônio Carlos dos Santos, o ‘Vovô’. Ainda na noite deste sábado, o mais belo dos belos, como é conhecido o Ilê Aiyê, desfilará no circuito Osmar, no Campo Grande.

 

 

Foto: Manu Dias/Divulgação/GOVBA

Ilê Aiyê homenageia arte do Recôncavo ao escolher musa do Carnaval

domingo, janeiro 17th, 2016

IMG_6395.JPG

Uma homenagem aos 100 anos do Samba, ao Recôncavo Baiano e à beleza da cultura e da mulher negra. Com esse clima, o Ilê Aiyê realizou, neste sábado (16), a 37ª Noite da Beleza Negra, em sua sede, a Senzala do Barro Preto, na Liberdade. A jovem Larissa Oliveira, 22 anos, foi escolhida entre 15 concorrentes ao título de Deusa do Ébano 2016, musa anual do Pérola Negra.

A festa da beleza negra teve apoio do Governo do Estado por meio da Bahiatursa, secretarias estaduais de Cultura (Secult) e de Comunicação Social (Secom), além da TVE Bahia. Para o titular da Secult, Jorge Portugal, a iniciativa do Ilê tem importância não só para o grupo, mas para as ações afirmativas de modo geral.

“O Ilê expressa um dos aspectos mais importantes da cultura. O Ilê fez uma revolução […] sem precisar gritar palavras de ordem na rua, através da afirmação da beleza do negro, da canção, da música e da cultura”, enfatizou o secretário estadual de Cultura.

O público marcou presença, fazendo um desfile à parte pelos espaços da Senzala do Barro Preto. Houve quem veio de longe para conferir as batidas dos tambores. “Vim para ver ao vivo tudo o que ouvi falar. As meninas, as danças e principalmente a música. As meninas são todas lindas, inclusive as que não estão no palco”, disse Mila Fröhlich, turista carioca que mora há alguns anos na Alemanha e trouxe amigos europeus para conhecer a festa.

Vovô do Ilê, presidente da organização, destacou o significado da noite e a luta do grupo para fazer o concurso resistir há quase quatro décadas. “Esse é um evento pré-carnavalesco muito importante para nós [e] para a cidade. A gente encontra muita dificuldade, mas o povo negro sabe que a noite da beleza negra é uma festa que nós fazemos com muito esforço para que cada vez tenha mais qualidade”.

Cultura e Tradição

Música, teatro, dança, poesia e outras manifestações culturais se misturaram no espetáculo assinado pelo diretor Elísio Lopes Júnior. Os músicos da tradicional Chegança dos Marujos de Saubara iniciaram a festa com o toque do Recôncavo ainda do lado de fora da Senzala do Barro Preto. Convidados como Raimundo Sodré, Regina Casé, Roberto Mendes, Carla Visi, Ana Mametto e Luiz Miranda continuaram a celebração no palco, homenageando o Samba e a cultura do Recôncavo.

A anfitriã Band’Aiyê deu o tom no desfile das candidatas à Deusa do Ébano. No final, a alegria foi completa para a jovem Larissa Oliveira, moradora do bairro de Cajazeiras. Ela foi a grande vencedora da disputa e é a musa do Ilê no próximo Carnaval e durante todo o ano de 2016. A jovem dupla Lucas e Orelha, conhecida nacionalmente após vencer o reality show musical SuperStar, fechou a noite de festa e beleza no Curuzu. Conforme Secom/Bahia

 

Fotos: Reprodução/Mateus Pereira/GOVBA

 

Governo e Ilê Aiyê planejam parcerias por meio do Pacto Pela Vida

quarta-feira, agosto 5th, 2015

O governador Rui Costa (PT) esteve reunido nesta terça-feira, dia 4, com representantes dos blocos afro Olodum e Ilê Aiyê durante o Carnaval deste ano. Acompanhado dos secretários Vera Lúcia (Promoção da Igualdade Racial), Jorge Portugal (Cultura) e Geraldo Reis (Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social), Rui recebeu em seu gabinete, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), o diretor presidente da entidade, Vovô do Ilê, entre outros membros da diretoria da associação.

No encontro o secretário de Justiça, Geraldo Reis, observou que as propostas apresentadas pelo Ilê à equipe de governo estão de acordo com o que preveem as diretrizes do programa Pacto Pela Vida. “A ideia do governador é ter esta conexão, esta parceria com as entidades, neste caso específico com o Ilê Aiyê. Utilizando a imagem positiva que tem o Ilê, a tradição cultural e sobretudo, o enraizamento, o sentimento de pertencimento, a identidade que este bloco é capaz de criar junto aos adolescentes, jovens, e à população em geral. Estamos apostando nesta forte parceria com o Ilê e com outros blocos afro”, destacou.

Já o secretário de Cultura, Jorge Portugal, afirmou ser necessário criar um grupo composto pelos outros secretários presentes na reunião para analisar e definir melhor uma maneira de firmar a parceria. “Houve uma ideia, que já foi aventada antes, de se fazer um Corredor Cultural na Liberdade. [A intenção é] ter ali o Ilê como o coração com a sua Banda Erê, curso de gastronomia, de moda e tudo mais. Ter também outras entidades como terreiros de candomblé, que estejam ali naquele corredor e que possam fazer dali um caminho da economia criativa”, disse Portugal.

Para Vovô do Ilê, o papel social do bloco é de fundamental importância para o estado baiano. Ele destacou que a reunião foi considerada positiva. “Vamos, depois disso, desenvolver muito mais coisas na Liberdade e também no Recôncavo que, inclusive, será tema do nosso Carnaval em 2016. Precisamos ter esta proximidade porque muita gente aqui da Bahia não conhece a riqueza do Recôncavo e o tema vai ajudar a divulgar. Da mesma forma, queremos desenvolver atividades para contribuir para que o negro do Recôncavo assuma sua negritude”, afirmou.

Foto: Divulgação/GOVBA