Posts Tagged ‘Enem’

Quase 7 milhões fazem primeira prova do Enem neste domingo (5); conheça as regras

domingo, novembro 5th, 2017

Este domingo, dia 5/11, é o primeiro dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os 6,73 milhões de candidatos inscritos vão fazer provas de redação, linguagens (língua portuguesa e língua estrangeira) e ciências humanas (geografia, história, filosofia, sociologia e conhecimentos gerais).

O exame começa a ser aplicado às 13h30, no horário de Brasília, e os candidatos terão cinco horas e 30 minutos para concluir a prova. Além da redação, a prova terá 90 questões objetivas.

Foi resolvida ontem (4) a disputa jurídica em relação à redação: decisão da ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), definiu a suspensão da regra que proibia o desrespeito aos direitos humanos na redação. Assim, ainda que o texto seja ofensivo aos direitos humanos, ele não receberá nota zero. O Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) decidiram acatar a decisão do STF e não vão recorrer, em nome da segurança jurídica e da tranquilidade de quem vai fazer o exame.

A segunda prova será no dia 12 de novembro, com questões de matemática e ciências da natureza. Este é o primeiro ano que o Enem é realizado em dois domingos consecutivos. Até o ano passado, as provas eram realizadas em um único fim de semana, sábado e domingo.

Os portões abrem às 12h e fecham às 13h, no horário de Brasília. Com o horário de verão e diferenças de fusos horários, os estudantes precisam ficar atentos, pois vários estados estão com a hora local diferente da capital federal. A aplicação do exame começa 30 minutos após o fechamento dos portões.

Para fazer a prova é fundamental apresentar documento de identidade original com foto e usar caneta esferográfica de tinta preta, fabricada com material transparente. Outra cor de tinta impossibilita a leitura óptica do cartão de respostas.

É proibido o uso de celular ou qualquer aparelho eletrônico durante as provas. Os aparelhos terão de ser colocados em um porta-objetos com lacre, que deverá ficar embaixo da cadeira até o fim das provas.

O aluno poderá deixar o local após duas horas do início da prova. Só é possível sair com o caderno de questões nos últimos 30 minutos antes do fim das provas. Caso descumpra qualquer uma dessas regras, será eliminado. Fonte: Agência Brasil

 

 

Foto: Divulgação

 

Enem terá a maior estrutura de segurança da história, diz ministro

sexta-feira, novembro 3rd, 2017

O ministro da Educação, Mendonça Filho, disse hoje nesta sexta-feira, dia 3/11, que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano terá a maior estrutura de segurança desde a sua criação. Em pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão, ele lembrou que serão utilizados 67 mil detectores de metal em todos os locais de prova e mencionou a estreia dos detectores de ponto eletrônicos e das provas personalizadas como mecanismos para coibir fraudes.

A primeira prova do Enem ocorre no próximo domingo, dia 5/11, com questões de linguagens, ciências humanas e redação. No outro domingo, dia 12/11, será a vez das provas de ciências da natureza e matemática. Segundo o ministro, a aplicação da prova em dois domingos, mudança definida em consulta pública, dará mais tranquilidade aos participantes e acabará com o confinamento para os sabatistas, que tinham que esperar até o fim do dia para fazer a prova no sábado.

O ministro aproveitou o pronunciamento para desejar boa sorte e calma aos candidatos. “São mais de 600 mil pessoas trabalhando em todo o país para oferecer a melhor condição possível a você que vai fazer a prova. Tenha toda a tranquilidade. Boa sorte!”, disse Mendonça Filho.

Mendonça Filho também destacou que a prova deste ano terá o recurso da videoprova traduzida na Língua Brasileira de Sinais para participantes com deficiência auditiva.

“O Enem é a principal porta de entrada para a universidade. Os programas de acesso ao ensino superior, como o Sisu, para as universidades federais, o Prouni para bolsas e o Fies, com financiamento, estão garantidos. O novo Fies vai ofertar 310 mil contratos, com 100 mil deles a juros zero”, ressaltou o ministro.

 

 

Foto: Divulgação

No Enem, temas de atualidade são tão importantes quanto conteúdo aprendido em aula

domingo, outubro 22nd, 2017

Fórmulas, teorias e regras gramaticais não devem ser o único foco de quem está se preparando para fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A prova costuma abordar também assuntos do cotidiano, tanto em perguntas específicas como em textos que subsidiam as questões. Por isso, a sugestão dos professores é que os alunos acompanhem de perto os principais acontecimentos no Brasil e no mundo.

“Para a prova do Enem, saber do mundo é tão importante quanto o que vemos em sala de aula. Os acontecimentos na nossa história atual tem a capacidade de nos questionar constantemente sobre o que significa ser humano e viver em sociedade”, diz a professora de história Alba Cristina, da plataforma de ensino Me Salva!

O coordenador de história do Grupo Etapa, Thomas Wisiak, lembra que em qualquer disciplina os assuntos de atualidades podem aparecer ou servir de motivos para algum exercício. “Os alunos devem estar a par dos grandes acontecimentos acompanhando um ou mais meios de comunicação confiáveis”, orienta o professor. Ele também recomenda que os alunos fiquem atentos aos grandes temas da atualidade no Brasil, que costumam ser mais abordados no Enem.

O professor de Geografia e Atualidades do curso Anglo, Axé Silva, aconselha os alunos a fazerem uma auto-avaliação crítica sobre seus conhecimentos em atualidades e aperfeiçoar o que não estiver com segurança. “Diante desses temas, eles devem pensar um pouco na essência de cada um deles, e se ele se sente seguro sobre cada assunto. O que atrapalha muito os candidatos é ele não confiar nele mesmo, é ter algumas inseguranças sobre alguns assuntos”. Ele também alerta para o cuidado com as notícias falsas e orienta os alunos a procurar sempre as fontes primárias de informações, como órgãos oficiais.

Apostas

Entre os temas que podem ser abordados no Enem deste ano, a professora Alba aposta nas relações étnico-raciais, nas migrações, nas questões de gênero e na tensão entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos. Ela também lembra que este ano se comemora o centenário da Revolução Russa e do início da Primeira Guerra Mundial. “Pode ser este o estímulo para que apareçam no Enem relacionados a geopolítica, a concepção de Estado e relações socioeconômicas”, diz.

A Revolução Russa também é uma das apostas do professor Axé Silva. No cenário internacional ele ainda cita a questão do multilateralismo e unilateralismo. “Por um lado, vemos a China formando um grande complexo socioeconômico, estratégico e logístico, que mostra esse multilateralismo, e por outro lado vemos ideias e ações de desintegração, como as ideias de Donald Trump e outros países que olham cada vez mais para si. Estamos vivendo essa nova ordem internacional”, explica.

No Brasil, questões ligadas à urbanização, saneamento básico, crise hídrica e violência urbana também podem ser abordadas. Axé lembra que os assuntos relacionados ao meio ambiente sempre têm destaque no Enem e podem ser abordados em várias disciplinas, como geografia, biologia e química. Um dos temas pode ser a busca de alternativas para a geração de energia limpa.

A discussão sobre a demarcação de terras indígenas e o acesso às terras de descendentes de quilombolas também pode ser abordada, segundo o professor Wiziak. “Isso gera muita discussão e também remete a um histórico de disputa no Brasil em torno da terra”, diz, lembrando que na prova do Enem existe a preocupação de verificar se o aluno conhece o processo de formação da identidade brasileira.

Outro tema que pode aparecer é a segurança pública, ou mais especificamente a crise no sistema carcerário brasileiro, assim como questões ligadas ao trabalho, que costumam aparecer bastante no Enem. “Isso pode remeter à discussão da reforma trabalhista ou a outros momentos da história em que houve mudanças na relação de trabalho, como a criação da CLT, no governo Getúlio Vargas, e mudanças na sociedade brasileira em função das questões de trabalho, como a escravidão”, diz Wisiak.

Segundo ele, questões de política da atualidade podem ser abordados como motivo para se referir a outros momentos da história. O impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff pode ser relacionado, por exemplo, ao impeachment de Fernando Collor, em 1992, ou à crise política em 1955, durante o governo de Juscelino Kubitschek. Agência Brasil

 

 

 

Foto: Arquivo/Agência Brasil

Inscrições para o Enem começam nesta segunda-feira (8)

segunda-feira, maio 8th, 2017

Começam nesta segunda-feira, 8/5, a partir das 10h, as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As inscrições devem ser feitas pela internet, no site do Enem. O prazo de inscrição termina às 23h59 do dia 19 de maio. A taxa do exame este ano é R$ 82. As provas serão aplicadas em dois domingos consecutivos, nos dias 5 e 12 de novembro.

Na hora da inscrição, os candidatos devem informar telefones fixo ou celular, além de e-mails, para que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) possa entrar em contato com o participante. Os dados devem estar atualizados.

O estudante também terá que criar uma senha de, no mínimo, seis e, no máximo, dez caracteres. Essa senha deve ser guardada, pois o candidato precisará dela até o ano que vem seja para conferir o resultado do exame ou para participar de processos seletivos que utilizam as notas das provas, como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Programa Universidade para Todos (ProUni).

“O processo de recuperação de senha foi alterado este ano, para garantir maior segurança aos participantes. É importante que os candidatos anotem a senha, pois vão usá-la em vários momentos”, diz a diretora de Gestão e Planejamento do Inep, Eunice Santos.

Foto: Agência Brasil

Inscrições para o Sisu podem ser feitas a partir de terça (24) a sexta-feira (27)

terça-feira, janeiro 24th, 2017

IMG_5466

Olha, aí. Começam neste terça-feira, dia 24/1, e vão até sexta-feira, 27, as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Ao todo, são 238.397 vagas em 131 instituições públicas, entre universidades federais e estaduais, institutos federais e instituições estaduais.

O Sisu seleciona os estudantes com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Cabe a cada instituição definir o cálculo que utilizará para a seleção dos novos alunos. Para participar do processo, o estudante não pode ter tirado nota 0 na redação do exame. Ao todo, mais de 6,1 milhões fizeram o Enem em 2016.

O resultado será divulgado no dia 30. O período de matrícula será de 3 a 7 de fevereiro. Os candidatos que não forem selecionados na chamada regular poderão participar da lista de espera, entre 30 de janeiro e 10 de fevereiro. Esses candidatos serão convocados a partir do dia 16 de fevereiro, caso haja vagas remanescentes.

Foto: Agência Brasil

Gabarito do Enem será divulgado nesta quarta-feira (9)

quarta-feira, novembro 9th, 2016

img_1610

Os mais de 5,8 millhões de estudantes que fizeram as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no último fim de semana (5 e 6) terão acesso nesta quarta-feira, dia 9/11, ao gabarito do exame. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) não divulgou a que horas disponibilizará o gabarito, mas assegurou que será ainda durante a manhã.

Foto: Reprodução

Boato de vazamento do Enem é tentativa de desestabilizar governo, diz ministro

terça-feira, novembro 8th, 2016

ministro-educacao_ef0d5b39

O ministro da Educação, Mendonça Filho, negou nesta segunda-feira, dia 7/11, que tenha ocorrido vazamento do tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), aplicada no último domingo. Segundo ele, os boatos não passam de tentativas dos partidos de oposição de desestabilizar o governo federal.

“Não houve vazamento, é um suposto vazamento. Os temas são absolutamente distintos. E se fosse, não caracterizaria vazamento. É uma interpretação absolutamente equivocada e eu atribuo isso à mesma rede de difusão e de propagação de informações falsas que de certo modo atuaram para desestabilizar o Enem. Vazamento, quando existe, tem que ter o texto do título da redação e quem se beneficiou desse enunciado. Não houve nem uma coisa, nem outra. Então é mais uma informação falsa, patrocinada por redes patrocinadas por partidos políticos que desde o início queriam boicotar o Enem 2016. Partidos de oposição, claramente, não tenho dúvida”, declarou.

Foto: Agência Brasil

MPF no Ceará pede anulação da prova de redação do Enem

terça-feira, novembro 8th, 2016

img_1511

O Ministério Público Federal no Ceará (MPF/CE) ingressou nesta segunda-feira, dia 7/11, com nova ação na Justiça Federal pedindo a anulação da prova redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), dessa vez pelo suposto vazamento do tema da prova. Para o procurador Oscar Costa Filho, caso seja confirmado o vazamento, o tratamento isonômico entre os candidatos teria sido desrespeitado. Na última quarta-feira, o procurador já havia entrado com uma ação pedindo a suspensão da aplicação Enem devido à decisão do MEC de adiar o exame nas escolas ocupadas por estudantes.

O MPF/CE alega que a operação realizada pela Polícia Federal (PF) no Ceará prendeu um candidato que entrou em local de realização do Enem com rascunho da redação dentro do bolso e com ponto eletrônico. No entendimento do procurador, isso comprovaria o vazamento de informações relativas à redação.

Foto: Agência Brasil

Enem: candidato é preso em flagrante com escutas

segunda-feira, novembro 7th, 2016

candidato-e-flagrado-usando-ponto-eletronico-no-enem

Um candidato que fazia as provas do segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em Fortaleza (CE) foi preso em flagrante pelo uso de escutas. A prisão foi feita por policiais federais em uma universidade do centro da capital cearense.

Segundo a Polícia Federal, o candidato tinha equipamentos eletrônicos presos ao corpo com pontos de escuta nos ouvidos. Em depoimento dado na sede da superintendência do órgão em Fortaleza, o candidato se identificou como secretário da saúde de um município do Ceará. Ele poderá responder na Justiça Federal pelos crimes contra a fé pública, o patrimônio e a paz pública.

As investigações que culminaram na prisão do candidato fazem parte da operação Embuste, deflagrada hoje para desarticular organização criminosa que pretendia fraudar o Enem 2016.  A PF  deflagrou duas operações para reprimir fraudes no exame: a Operação Jogo Limpo, nos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Paraíba, Tocantins, Amapá e Pará e a Operação Embuste, em Minas Gerais. A investigação foi feita com o auxílio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e do Ministério Público Federal.

Foto: Reprodução Twitter

Enem aborda questões de gênero, refugiados, escravidão e ditaduras latinas

sábado, novembro 5th, 2016

img_1512

O primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não surpreendeu os candidatos e professores quanto à estratégia de usar temas atuais para abordar conceitos das diferentes disciplinas. Assuntos como a crise dos refugiados na Europa, a manutenção de comportamentos machistas na sociedade atual e as recentes discussões sobre a democratização de espaços urbanos, por exemplo, poderiam ser mais facilmente respondidos por quem dedicou parte do estudo ao noticiário recente.

Questões de filosofia sobre Platão e as ditaduras em países da América Latina no século 20 voltaram a ser objeto de avaliação do exame. Na história, a abordagem de questões sociais como a discriminação racial e a política brasileira foi elogiada por quem fez ou teve acesso ao caderno após as provas.

O professor de história Tiago Diana, coordenador pedagógico do Colégio Projeção, considera importante trazer à tona questões relativas ao ensino de africanidades, muitas vezes deixado de lado pelas escolas.

“O Enem sempre tem mostrado a importância desses temas. A prova, até pela quantidade de informações, é a chance de o candidato ter um pouco mais de conhecimento. Com certeza ele sai da prova melhor do que chegou, em termos de informação. É [a oportunidade de o estudante] olhar para o país, refletir, pensar no presente e no passado, ver que esses resquícios da história continuam presentes”, afirma.

Considerada a mais difícil por muitos estudantes, a prova de química chamou a atenção do professor Jônatas Gonçalves, que dá aulas nos colégios Pódion e Sigma, por trazer expressões de difícil compreensão e aprofundar-se em tópicos distantes do aprendizado médio dos estudantes. De acordo com ele, o conteúdo repassado ao longo dos três anos de ensino médio é “muito amplo” e “pouco explorado no Enem”.

Jônatas reconhece a importância de lidar com temas espinhosos por meio de fatos do cotidiano, mas alerta para a possibilidade de o texto “assustar” o estudante e impedi-lo de resolver com tranquilidade a questão. “Acredito que o exame aprofundou este ano na característica conteudista. A prova de química está fora da realidade da população brasileira. Certamente está muito acima do nível para qualquer aluno responder. Seja de escola pública ou privada, sem duvida os estudantes tiveram dificuldade”, critica.

Fonte: Agência Brasil

Enem em Salvador: Candidatos consideram complexas questões do primeiro dia

sábado, novembro 5th, 2016

img_1511

Os candidatos que fizeram o primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) avaliaram, de modo geral, como “difícil” e “complexa” a prova deste sábado, dia 5/11. Os estudantes tiveram quatro horas e 30 minutos para responderem às questões objetivas de ciências humanas e de ciências da natureza.

“Achei boa a prova, mas ciências naturais foi a parte mais difícil. Eu estudava cinco horas por dia, além do tempo no cursinho. Outra coisa que me deixou meio desestabilizada emocionalmente foi a incerteza sobre a minha prova, se seria adiada ou não”, conta a estudante Nathália Garcia, de 18 anos; Ela participa do Enem pela terceira vez e agora quer entrar no curso de medicina em alguma universidade pública.

O estado da Bahia é o terceiro com o maior número de inscritos para o exame (664.697), atrás de São Paulo (1.404.276) e Minas Gerais (948.558). Mais de 30 mil candidatos baianos, em 30 cidades, tiveram as provas adiadas para 3 e 4 de dezembro, por causa das ocupações estudantis contra a reforma da educação e a proposta de emenda à Constituição que limita os gastos públicos.

Em Salvador, a aplicação do Enem em quatro departamentos da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) foi adiada. Apesar disso, os estudantes contestam a decisão, já que ocuparam apenas a reitoria.

Foto: Agência Brasil

Justiça Federal nega pedido do MPF para adiar provas do Enem

sexta-feira, novembro 4th, 2016

mn_e7dlm935992-enem20004_0

A Justiça Federal no Ceará indeferiu o pedido do procurador da República, Oscar Costa Filho, do Ministério Público Federal (MPF) no Ceará, de adiar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para todos os candidatos do país. Com a decisão da Justiça, a prova está mantida para este final de semana (5 e 6 de novembro). O procurador pediu o adiamento do exame para todos os candidatos após o Ministério da Educação (MEC) adiar a prova de cerca de 191 mil candidatos que fariam o exame em escolas, universidades e institutos federais ocupados por estudantes em protesto a medidas do governo federal. O exame para esses candidatos foi adiado para os dias 3 e 4 de dezembro.

Foto: Agência Brasil

Enem 2016: saiba quais locais de prova tiveram aplicação cancelada

quarta-feira, novembro 2nd, 2016

vest_usp3-850x566
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), divulgou a lista dos 304 locais em que a aplicação da prova foi cancelada, em função do movimento de ocupações das escolas. Candidatos inscritos nesses locais não farão a prova neste final de semana (5 e 6 de novembro). Para este grupo de 191.494 estudantes, o exame será reaplicado nos dias 3 e 4 de dezembro.

As ocupações ocorrem em diversos estados do país. Estudantes do ensino médio, superior e educação profissional têm buscado pressionar o governo por meio do movimento. Os alunos são contra a proposta de emenda à Constituição (PEC) que limita os gastos do governo federal pelos próximos 20 anos, a chamada PEC do Teto. Eles também criticam a reforma do ensino médio, proposta pela Medida Provisória (MP) 746/2016, enviada ao Congresso. Confira a lista.

Bahia

Alagoinhas

Universidade do Estado da Bahia – Uneb Campus II – Bloco A – Bloco B

Amargosa

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) – Bloco Único

Barreiras
Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB) – Prédio 1 – Prédio 2

Cachoeira
UFRB – Centro de Artes, Humanidades e Letras – Bloco A – Bloco B

Caetité

Universidade do Estado da Bahia – UNEB – DCH – Campus VI – Bloco Único

Camaçari

UNEB -Universidade do Estado da Bahia – Bloco Único

Catu

Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Baiano Campus Catu – Antiga Escola Agrotécnica – Bloco antigo – Pavilhão novo

Conceição do Caetité

UNEB Departamento de Educação Campus XIV – Bloco Único

Cruz das Almas

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia UFRB Pavilhão I – Pavilhão de Aulas I
Universidade Federal do Recôncavo da Bahia UFRB Pavilhão II – Pavilhão de Aulas II

Guanabi

Universidade do Estado da Bahia – UNEB – Campus XII – Bloco Único

Ilhéus
Instituto Federal da Bahia (IFBA) – Bloco 01

Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) – EDUCAÇÃO FÍSICA – MEDICINA VETERINÁRIA – Pavilhão Adonias Filho – Pavilhão Jorge Amado 1 – Pavilhão Jorge Amado 2 – Pavilhão Juizado Modelo – Pavilhão Pedro Calmon 1 – Pavilhão Pedro Calmon 2 – Pavilhão de Exatas

Itaberaba

UNEB Universidade do Estado da Bahia Departamento de Educação Campus XIII – Bloco I – Bloco II

Itabuna

CETEP Litoral Sul II – Bloco Único
Colégio Estadual de Itabuna CEI – Bloco Único
Colégio Estadual Dona Amélia Amado – Pavilhão 2 – Pavilhão 3
Colégio Estadual Félix Mendonça – Bloco Único
Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães – Bloco Único

Itapetinga

Instituto Federal Baiano Campus Itapetinga – Bloco A – Bloco B
Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) – Bloco A – Bloco B

Jacobina
UNEB Departamento de Ciências Humanas Campus IV – Bloco A – Bloco B

Jequié
Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia UESB Dálva de Oliveira – Pavilhão Josélia Navarro – Pavilhão Manoel Sarmento II

Juazeiro

Universidade do Estado da Bahia – UNEB – Campus III – Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais –  DTCS – Prédio de Direito – Prédio de Agronomia – Prédio de Direito Universidade do Estado da Bahia (UNEB) – Departamento de Ciências Humanas – Campus III – LABORATORIO DE REDAÇÃO – PREDIO PEDAGOGIA – PREDIO ADM – Prédio de Comunicação

Paulo Afonso

Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Bahia antigo COLEPA – Bloco 1 – ALA 1 – Bloco 2 – ALA 2

Porto Seguro
Universidade Federal do Sul da Bahia – BLOCO A – BLOCO B

Salvador

Universidade do Estado da Bahia (UNEB) – Departamento de Ciências da Vida – DCV – DECV II
Universidade do Estado da Bahia (UNEB) – Departamento de Ciências Exatas e da Terra – DCETI – Bloco Único
Universidade do Estado da Bahia (UNEB) – Departamento de Ciências Humanas  – DCH – Bloco Único  –
Universidade do Estado da Bahia (UNEB) – Departamento de Educação – DEDC – Bloco Único  –
Universidade Federal da Bahia (UFBA) – Pavilhão de Aulas Reitor Felipe Serpa (Antigo PAF I) – Bloco Único
Universidade Federal da Bahia (UFBA) Pavilhão de Aulas da Federação V

Santa Maria da Vitória
UFOB UNIVERSIDADE FEDERAL  DO OESTE DA BAHIA CAMPUS SANTA MARIA – Bloco Único

Santo Antônio de Jesus
Universidade do Estado da Bahia UNEB Campus V – BLOCO I – BLOCO II

Teixeira de Freitas
UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL DA BAHIA – UFSB – Bloco 01 – Bloco 02

Valença

(UNEB) Universidade do Estado da Bahia – Campus XV – Prédio 01 – Prédio 02
Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) – Campus Valença – Bloco F – Bloco G

Vitória da Conquista

CETEP – Centro Territorial de Educação Profissional (antiga Agrotécnica Sérgio de Carvalho) – BLOCO 01 – BLOCO 02

Inst. Fed. de Educ. Ciências e Tec. da Bahia (IFBA) (Antigo CEFET ) – Campus de Vitória da Conquista – BLOCO ALFA – BLOCO BETA – BLOCO IX – BLOCO V – Bloco Novo

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) – MÓDULO I UINFOR – MÓDULO II – DITORA – MÓDULO IV – PEDAGOGIA – Módulo III – ANTONIO LUIS- LUIZÃO

Universidade Federal da Bahia (UFBA) – IMS-CAT – Campus Anísio Teixeira – Bloco único

 

Foto: Agência Brasil

Mais de 400 travestis e transexuais vão usar nome social no Enem

terça-feira, julho 5th, 2016

Enem 2015 acontece nos dias 24 e 25 de Outubro

Olha aí. Nesta edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), 408 travestis e transexuais poderão usar o nome social nos dias de provas. O número representa um aumento de 46% em relação ao último Enem, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Ao todo, o Inep recebeu 842 solicitações de uso do nome social no Enem deste ano. Destas, 434 foram reprovadas porque os interessados não encaminharam a documentação, conforme exigia o edital do exame.

Para serem tratados pelo nome social, os candidatos tiveram que fazer a inscrição no período normal e depois um prazo para formalizar o pedido pela internet, com o preenchimento de formulário e envio de foto recente e cópia de documento de identificação.

Em 2014, quando o Enem aceitou pela primeira o uso de nome social por travestis e transexuais, 102 solicitações foram atendidas.

Os participantes travestis e transgêneros também têm garantido o direito de usar, nos dias de prova, o banheiro do gênero com o qual se identificam.

 

Enem

 

As provas do Enem serão realizadas nos dias 5 e 6 de novembro. Mais de 8,6 milhões se inscreveram par ao exame.

 

A nota do Enem é usada na seleção para vagas em instituições públicas, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), bolsas na educação superior privada, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e vagas gratuitas nos cursos técnicos oferecidos, por meio do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec).

 

O resultado do exame também é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Para pessoas maiores de 18 anos, o Enem pode ser usado como certificação do ensino médio.

Fonte: Agência Brasil

Foto: Divulgação

PDDU: Pra Vereador Gilmar Santiago, “Neto montou teatro no dia do ENEM”

domingo, outubro 25th, 2015

IMG_5490.JPG

Largou a joça. O vereador Gilmar Santiago (PT) afirmou que a realização da audiência pública do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) no dia da primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), no último sábado. dia 24, é a prova cabal de que o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM) não tem o mínimo interesse na participação da população e nem em aprofundar  discussão sobre a Cidade que a maioria dos soteropolitanos quer.

De acordo com o vereador, as audiências são apenas “para cumprir tabela”. “Essa que aconteceu no sábado do Enem, quando as famílias estavam acompanhando os filhos nas provas e até mesmo muitos pais e mães estavam participando, é o atestado de que a gestão ACM Neto montou um grande teatro para dizer que está cumprindo a legislação”, disse.
Foto: Divulgação/CMS

Mais de 700 coletivos extras serão disponibilizados para o Enem

sexta-feira, outubro 23rd, 2015
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Para facilitar o acesso dos estudantes às escolas, a Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), vai disponibilizar 785 coletivos extras para este final de semana, quando acontecerão as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Serão 315 coletivos no sábado, dia 22, e 470 no domingo, dia 23. Os ônibus irão operar em 118 linhas, entre a Orla, Centro e Subúrbio da capital baiana. As provas do Enem terão início às 13h do horário de Brasília. Já a operação especial, terá início às 8h, seguindo em funcionamento até às 4h da tarde.

Foto: Reprodução

MEC monitora redes sociais para identificar quem ‘mentiu’ para não pagar taxa do Enem

quarta-feira, junho 10th, 2015

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.nFEzGmTOv3

De olho. As redes sociais são usadas pelo Ministério da Educação (MEC) para identificar irregularidades entre as inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). De acordo com o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, as publicações nas redes podem ser usadas para ajudar na investigação de candidatos que declararam carência indevidamente. Os candidatos em situação de carência são isentos da taxa de R$ 63 para o exame. Segundo o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Francisco Soares, alguns candidatos publicam nas redes que, apesar de terem declarado carência, não preenchem os requisitos. “Reservamos sempre nos editais o direito de fiscalizar e investigar. Não posso dizer quantos nem como isso é feito para não entregar o sistema. Uma declaração falsa é sempre um delito. Não é correto. Não é moralmente correto”, explicou Janine à Agência Brasil. Pelo edital, o Inep poderá exigir a qualquer momento, mesmo após o prazo para pagamento, que termina nesta quarta-feira, dia 10, a comprovação da situação de carência. O participante que prestar informações falsas será excluído do exame. “Estamos vivendo um momento que o Inep conhece muito dos alunos da educação básica. Sabemos até em qual escola estudou. Podemos, de acordo com as informações prestadas, indicar se há ou não situação de carência e solicitar a comprovação”, esclareceu Soares. O Inep monitora as redes sociais durante e após a realização do exame. Os candidatos que fizerem postagens durante a prova também serão eliminados. De acordo com balanço divulgado nesta terça dia 9, pelo MEC, 3,7 milhões dos 8,5 milhões de inscritos declararam carência. Eles representam 43,9% do total. Caso esses candidatos faltem ao exame e não justifiquem, eles não serão isentos no ano que vem.

Foto/Fonte: Agencia Brasil

Inscrições para o Enem 2015 terminam nesta sexta-feira

sexta-feira, junho 5th, 2015

enem.prova.redacao

As inscrições para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) terminam nesta sexta-feira, dia 5. Feitas exclusivamente pela internet, no site do exame, as provas serão aplicadas nos dias 24 e 25 de outubro em mais de 1.700 municípios do País. O MEC (Ministério da Educação) espera que mais de 9 milhões façam a inscrição.

Neste ano, os candidatos devem ficar atentos às novas regras. Os interessados em participar da avaliação que não têm um endereço de e-mail, devem providenciar um para fazer a inscrição. Neste ano, o MEC vai aceitar apenas um participante por endereço eletrônico. Até o ano passado, um mesmo endereço podia ser usado por vários estudantes.

Após fazer a inscrição, os candidatos devem ficar atentos ao e-mail, que será usado para a comunicação direta com cada um dos inscritos.

A partir deste ano, o cartão de confirmação de inscrição não será enviado pelos Correios. Ficará disponível na página do Enem na internet. Os locais de prova serão informados no cartão de confirmação da inscrição e será de responsabilidade do estudante fazer a verificação.

A inscrição para o exame custa R$ 63, que deverão ser pagos até o dia 10 de junho. Estudantes que vão concluir o ensino médio neste ano em escolas públicas e participantes que declararem carência são isentos da taxa.

Podem ainda solicitar a isenção por carência aqueles que têm uma renda familiar por pessoa igual ou inferior a um salário mínimo e meio e que cursaram o ensino médio completo em escola da rede pública ou como bolsista integral em escola da rede privada.

 

 

Fonte: Agência Brasil

Confusão causada por nome de escola faz estudante perder a prova do Enem

segunda-feira, novembro 10th, 2014

enem.prova.redacao

Êta. Mesmo com a solidariedade dos fiscais que aguardaram até o último milésimo de segundo para fechar os portões, ao mesmo tempo em que gritavam para os mais atrasados correrem, Carol Costa, 20 anos, não conseguiu chegar a tempo para o segundo dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Dois minutos depois de o cadeado ser trancado, restou à caixa de um mercado de Águas Claras, há pouco mais de 22 quilômetros do centro de Brasília, lamentar.

“Estava trabalhando e me liberaram às 11h. Agora é só no ano que vem”, disse. O atraso ocorreu por uma confusão que prejudicou outras pessoas ontem. Duas unidades de um mesmo centro universitário, a UDF, foram usadas como um dos pontos de aplicação do exame. O problema é que elas ficam a uma distância de quase dois quilômetros uma da outra.

Algumas pessoas contratadas para panfletar em frente ao prédio não quiseram se identificar, mas relataram que isso gerou muita confusão ontem (8), no primeiro dia de prova do Enem. Segundo elas, como faltavam minutos para o fechamento dos portões, mesmo com a correria, nem todos chegaram ao local certo a tempo.

“Mas eu fiz a prova ontem e sabia que era aqui, mas eu peguei um caminho diferente e me confundi”, contou Carol que concluiu o ensino médio e esperava ingressar numa faculdade agora. Ela ainda tentou convencer os fiscais, mas o cadeado havia sido trancado.

Em resposta à Agência Brasil, a assessoria de imprensa do Ministério da Educação lembrou que durante toda a campanha de divulgação do Enem, o órgão orientou, repetidas vezes, para que os participantes conferissem o endereço no cartão de confirmação da inscrição entregue há 15 dias. De acordo com os assessores, além da recomendação havia alerta para que os participantes que pudessem fosse ao local dias antes, para evitar confusões no dia da prova, e que chegassem com antecedência de uma hora.

 

 

Foto: Reprodução
Fonte: Agência Brasil

Candidata do Enem sofre AVC e morre no local da prova

sábado, novembro 8th, 2014

enem1

Misericórdia. Uma mulher identificada como Edvania Florinda de Assis, de 32 anos, foi fazer a prova do Enem no Colégio Santa Emília, em Olinda, mas teve um AVC e morreu no local. Ainda não há informações oficiais sobre o caso, mas uma delas é que a candidata já estava dentro do colégio realizando a prova.

Edvania chegou a ser atendida pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Emergência, mas não resistiu e faleceu no local. A candidata estaria acompanhada do sobrinho e do marido. Segundo as primeiras informações, o sobrinho ficou em estado de choque após receber a notícia.

A outra versão é que Edvania chegou atrasada no local da prova e morreu pouco antes dos portões serem fechados.

Foto: Divulgação