Posts Tagged ‘agressão mulher’

Mulher descobre que namorado é casado e quase perde a vida

sexta-feira, dezembro 1st, 2017

Crueldade. Uma mulher foi jogada de uma ribanceira pelo cara com quem tinha uma relação amorosa há um ano. O caso aconteceu depois que a vítima, que tem 51 anos, descobriu que o namorado, de 41 anos, era casado. Segundo a imprensa de Curitiba, onde aconteceu a agressão, o casal teve um desentendimento porque o cramunhão queria armar contra o próprio tio, proprietário da empresa em que trabalhava.

Segundo a Polícia, a vítima descobriu que o namorado se tratava de um cara casado e ameaçou entrar em contato com a mulher dele para contar tudo. Na tentativa de reconciliação, ele levou a mulher para conhecer a Estrada da Graciosa. No local, ele simulou que faria algumas fotos e pediu que a vítima sentasse próximo de um penhasco, momento em que ele empurrou a mulher de uma altura aproximada de cinco metros. O delegado responsável pelo caso, disse que a mulher caiu de uma altura superior a cinco metros. Desesperada, e mulher se fingiu de morta e com muitos ferimentos, procurou ajuda e foi encaminhada para um hospital, onde ficou internada por três meses.

Na delegacia, o cara negou o crime e disse que a vítima se desequilibrou e caiu sozinha. O homem está peso e deve responder por tentativa de homicídio, segundo o delegado.

 

 

 

Foto: Reprodução

Jacobina: Mulher é espancada, amordaçada e estuprada na zona rural

quinta-feira, outubro 20th, 2016

admin-ajax-32

Selvageria. Na noite de quarta-feira, dia 19/10, uma mulher aparentando 50 anos, foi amarrada, espancada, amordaçada e violentada sexualmente no distrito de Caatinga do Moura, Zona Rural da Cidade de Jacobina. Segundo informações de policiais, a mulher ainda teve uma orelha arrancada por um homem ainda não identificado. A vítima se nega a informar o nome do agressor temendo pagar com a própria vida.
A Polícia Militar foi acionada e seguiu para a comunidade, com o objetivo colher informações sobre a crueldade e tentar localizar o tarado.
Foto/fonte: Augusto Urgente

 

 

Vitória da Conquista: Mulher é espancada pelo marido no meio da rua

sábado, junho 6th, 2015

Covardia. Na noite da última terça-feira, dia 2, um caso de violência contra mulher foi registrado em uma humilde família, residente no condomínio residencial Parque das Flores, localizado nos Campinhos, zona Oeste da Cidade de Vitória da Conquista.

De acordo com o site Elite Notícias, Irenilda dos Santos, de 44 anos, foi agredida pelo marido Iraldo Jesus de Oliveira, de 42 anos. Moradores chamaram a Polícia e ele foi preso em flagrante. Ao chegar à localidade, a PM encontrou a mulher sentada na calçada com o rosto todo sujo de sangue. O agressor estava na residência e atendeu a Polícia tranquilamente, como se nenhum fato tivesse acontecido. Um vizinho que não quis se identificar relatou aos policiais que a mulher estaria apanhando do marido desde a noite de segunda-feira passada. A sessão de espancamento desfigurou a face da mulher. A vítima foi atendida pelo Samu 192 e encaminhada até o Hospital Unimec.

 

Fotos: Reprodução

Jovem esfaqueada quer o marido solto: “a culpa é minha, dei motivo, trai ele”, diz a vítima

quinta-feira, setembro 25th, 2014

20140925-064956.jpg

Parafernália. A jovem Vanessa Lima, de 22 anos, sofreu uma tentativa de homicídio no último dia 3 de agosto. Moradora da cidade de Tarauacá, no interior do Acre, ela foi esfaqueada pelo marido enquanto tomava banho. Ela morava com o cramunhão morava desde os 13 anos. Ele foi preso pela Polícia e, agora, ela pede que o agressor e pai dos seus filhos seja solto.
Segundo Vanessa, a agressão só aconteceu porque ela “deu motivo”. “Eu me sinto culpada. Vou falar a verdade, se eu não tivesse dado motivos, ia pedir justiça, mas eu dei. Eu saía de casa, abandonava minhas filhas e voltava dias depois. Fui muito influenciada por amigos que diziam que a vida de solteiro era muito boa e eu acreditava nisso”, disse em entrevista ao site G1Acre.
Vanessa tem dois filhos com o marido. O casal tem uma menina de 4 anos e outra de 7.
Em depoimento à Polícia, Vanessa contou que se reconciliou com o marido três semanas após o crime. Ela disse ainda que só denunciou o marido porque no dia do crime estava “com muita raiva e não conseguia enxergar nada”. Segundo ela, depois de refletir sobre o caso, compreendeu que era culpada pela agressão, principalmente por ter traído o marido com outro homem, e que é injusto o companheiro pagar por isso. A acreana reforçou ainda que o marido já lhe pediu perdão. “Foram só oito golpes”, diz ela.
Desempregada, a jovem vendeu a casa do casal por 15 mil reais para contratar um advogado e tentar tirar o marido da prisão. O comprador permitiu que ela permanecesse no imóvel com os filhos até conseguir outro lugar para ficar.
De acordo com a coordenadora do Centro de Referência para Mulheres Vítimas de Violência Domiciliar Casa Rosa Mulher, Vanessa Mota, atitudes como a de Vanessa são comuns entre mulheres agredidas. Segundo ela, existem casos de mulheres que levam até dez anos para ter coragem de denunciar o companheiro por medo ou por realmente se acharem culpadas. Além disso, muitas temem que os maridos voltem a ter reações ainda mais violentas após a denúncia.
Mesmo com o pedido da mulher, o cramunhão continua preso.

Foto: Reprodução