Posts Tagged ‘prisão preventiva’

Camaçari: Matadores de casal têm prisão preventiva decretada

sexta-feira, janeiro 12th, 2018

Crime cruel. Dois matadores do casal Juvenal, de 57 anos, e Cristina, de 43 anos, na Cidade de Camaçari, tiveram as prisões preventivas decretadas pela Justiça. Segundo a Polícia, os caras foram identificados como Daniel, de 29 anos, e Carlos Alberto.

Nas investigações, policiais da DH e 18ª Delegacia de Camaçari, descobriram que três adolescentes também participaram do crime. Os corpos só foram localizados na terça-feira, dia 9/1.

Policiais da CIPE – Polo Industrial, da Polícia Militar, relataram que receberam a informação anônima de que suspeitos de envolvimento no desaparecimento do casal tinham sido vistos no Bairro do Santo Antônio.

No local dos corpos, os policiais encontraram uma arma calibre 12 de fabricação caseira e um revólver calibre 38 com munições.

 

 

Foto: Reprodução

Ministro Teori nega pedido de liberdade para Luiz Argôlo

terça-feira, fevereiro 9th, 2016

8342,ex-deputado-baiano-luiz-argolo-e-condenado-a-11-anos-de-prisao-2

Continua na cadeia. O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou pedido de liminar da defesa do ex-deputado federal da Bahia Luiz Argôlo (afastado SD/BA), para a soltura. As informações foram divulgadas no site do Supremo na sexta-feira, dia 5. Condenado à pena de 11 anos e 11 meses de reclusão, em regime inicialmente fechado, por corrupção e lavagem de dinheiro no esquema de propinas instalado na Petrobras, o ex-parlamentar foi investigado no âmbito da Operação Lava Jato e está preso preventivamente desde 1º de abril de 2015. No fim de janeiro, a 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4) manteve a prisão preventiva de Argôlo. Os desembargadores julgaram o mérito do habeas corpus do ex-parlamentar.

 

Foto: Reprodução

 

 

MPF recorre para restaurar prisão preventiva do vereador Prisco

segunda-feira, junho 2nd, 2014

prisco2

Presídio Federal. O Ministério Público Federal (MPF) na Bahia ajuizou, no sábado, dia 31, no plantão da Justiça Federal, recurso para restaurar a prisão preventiva do vereador Marco Prisco, líder da greve da Polícia Militar na Bahia em 2012 e 2014. O MPF afirma que a manutenção do réu em presídio de segurança máxima fora do Estado é a única medida capaz de evitar novo risco à segurança pública.

No recurso, que deve ser encaminhado ao STF (Supremo Tribunal Federal), o MPF requer “a reforma da decisão recorrida, restabelecendo-se a prisão preventiva de Marco Prisco Caldas Machado, a ser cumprida no sistema penitenciário federal, fixando-se o prazo mínimo de 180 dias para a custódia em presídio federal de segurança máxima indicado pelo Departamento Penitenciário Nacional, nos termos do art. 5º, §5º, da Lei nº 11.671/2008”.

Foto: Reprodução/Facebook

Fonte: R7 Bahia