Posts Tagged ‘morte jornalista’

Paulo Henrique Amorim assistiu a final da Copa América no Maracanã

quarta-feira, julho 10th, 2019

No estádio. O jornalista Paulo Henrique Amorim marcou presença no domingo, dia 7/7, no Estádio do Maracanã para assistir a final da Copa América, em que o Brasil foi campeão contra a seleção do Peru. Paulo Henrique, de 77 anos, morreu na madrugada desta quarta-feira, dia 10/7, na casa dele, no Rio de Janeiro, vítima de um enfarte.

O jornalista passou por diversas redações, como a TV Globo. Atualmente, Paulo Henrique estava trabalhando na TV Record, onde apresentava o programa “Domingo Espetacular”. Ele estava afastado desde o mês passado.

Foto: Reprodução/Facebook

Morre o jornalista Paulo Henrique Amorim

quarta-feira, julho 10th, 2019

Luto. O jornalista Paulo Henrique Amorim, de 77 anos, morreu nesta quarta-feira, dia 10/7. A informação é da RecordTV, emissora onde ele trabalhava como apresentador desde 2003. A notícia foi confirmada pela esposa do profissional. Segundo o site R7, Paulo Henrique Amorim sofreu um infarto fulminante na casa dele, no Rio de Janeiro.

Foto: Divulgação

Jornalista Roberto Avallone morre aos 72 anos

segunda-feira, fevereiro 25th, 2019

Luto.  Morreu na manhã desta segunda-feira, dia 25, o jornalista Roberto Avallone, de 72 anos, segundo o Hospital Santa Catarina, em São Paulo. O cronista esportivo teve uma parada cardiorrespiratória.

Segundo a imprensa paulista, Avallone passou mal em casa e foi levado às pressas pelos bombeiros ao centro médico. A morte foi constatada às 9h.

Avallone, que era um dos nomes mais conhecidos do jornalismo esportivo, começou a carreira na década de 1960 no jornal Última Hora. Ele trabalhou ainda, no Jornal da Tarde e participou de coberturas como as Copas do Mundo de 1978, na Argentina, e de 1986, no México.

Trabalhos realizados no rádio: Fez parte das maiores emissoras, entre elas Eldorado, Jovem Pan, Rádio Globo, Rádio Bandeirantes e Rádio Capital.

Avallone mantinha um blog sobre futebol no portal UOL e recentemente participou de programas do Sportv como comentarista.

Foto: Reprodução/Twitter

Corpo de Boechat será velado no Museu da Imagem e do Som

segunda-feira, fevereiro 11th, 2019

O corpo do jornalista Ricardo Boechat será velado a partir das 10 da noite, desta segunda-feira, dia 11/2, no Museu da Imagem e do Som (MIS), no bairro Jardim Europa, na capital paulista. O local estará aberto ao público. O jornalista do Grupo Bandeirantes morreu na queda de um helicóptero na Rodovia Anhanguera, quando retornava de uma palestra em Campinas. O velório segue até 2 da tarde da terça-feira dia 12/2. A Band não divulgou o local do sepultamento, que será em cerimônia reservada para a família. O acidente ocorreu no início da tarde desta segunda-feira, dia 11/2. O piloto da aeronave, Ronaldo Quatrucci, também morreu.

A pedido do presidente Jair Bolsonaro, o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, irá representá-lo no velório do jornalista. Bolsonaro disse que ele e Boechat eram amigos “há mais de 30 anos” e que ele apelidou o jornalista de “Jacaré”.

Boechat tinha 66 anos, era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e tinha uma coluna semanal na revista ISTOÉ. O jornalista nasceu em Buenos Aires, na Argentina, quando o pai Dalton Boechat, diplomata, estava a serviço do Ministério das Relações Exteriores. Dono de um humor ácido, usava essa característica para noticiar fatos e criticar situações. O tom era frequente nos comentários de rádio, televisão e também na imprensa escrita.

Políticos, magistrados e organizações vieram a público para lamentar a morte do jornalista.

Boechat deixa mulher, cinco filhas e um filho.

 

 

Foto: Reprodução/Band

Fonte: Agência Brasil

Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero

segunda-feira, fevereiro 11th, 2019

O jornalista, apresentador e radialista Ricardo Eugênio Boechat morreu no início da tarde desta segunda-feira, dia 11/2, aos 66 anos, em São Paulo.

Boechat estava em um helicóptero que caiu na Rodovia Anhanguera em São Paulo em um caminhão que trafegava pela rodovia. Ele era apresentador do Jornal da Band e da Rádio BandNews FM e colunista da revista IstoÉ.
Foto: Reprodução/Band

Morre jornalista Luís Augusto Gomes

domingo, setembro 23rd, 2018

Luto. O jornalista Luís Augusto Gomes, de 65 anos, morreu na madrugada deste domingo, dia 23/9, vítima de câncer. A informação foi divulgada pela filha dele, por meio das redes sociais.

Luís Augusto era formado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), e trabalhou nos Jornais Tribuna da Bahia, A Tarde e no extinto Jornal da Bahia.

Ele ainda foi repórter do jornal O Globo na sucursal de Salvador e premiado, cinco vezes seguidas, na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) pela melhor cobertura do jornalismo político na internet com o blog Por Escrito, fundado por ele em 2009.

 

 

 

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Polícia Civil fecha cerco contra autores de feminicídio na Bahia

terça-feira, novembro 14th, 2017

Poucas horas após ter o corpo da jornalista   Daniela Bispo dos Santos, 39 anos, descoberto com sinais de violência nas escadas do edifício Catabas Empresarial, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) identificou e capturou Mateus William Alecrim Dourado Araújo, 32, em Lauro de Freitas, autor do crime classificado como feminicídio. Ele planejou a morte de Daniela, com quem mantinha um relacionamento, levando uma pedra escondida dentro de uma mochila, ao local de trabalho da vítima.

Em depoimento, confessou o crime, segundo ele, motivado pela pressão feita por Daniela para que assumissem o relacionamento amoroso. De acordo com a delegada Milena Calmon, titular da 1ª Delegacia de Homicídios/Atlântico, responsável pelo caso, o acusadomorava com a companheira. Ele e Daniela começaram a se relacionar quando trabalharam juntos num call center, onde ele era gerente.

Mesmo depois de ser demitido, continuou se encontrando com Daniela e, recentemente, ela teria passado a exigir que ele se separasse da mulher e a assumisse como namorada.

A polícia apurou ainda que Mateus teve acesso ao prédio em que a vítima trabalhava sob o pretexto de buscar uma chave. Ele a chamou para uma conversa nas escadarias do prédio e os dois começaram a discutir. Quando as agressões começaram até utilizar o paralelepípedo para matar a jornalista.

“As imagens das câmeras de segurança do prédio e o depoimento de testemunhas que o reconheceram como namorado de Daniela foram cruciais para a elucidação do homicídio”, destacou a delegada.

Corretora de Imóveis

Outro feminicídio elucidado nesta terça-feira (14) foi o caso da corretora de imóveis Janaína Silva de Oliveira, assassinado na última quinta-feira pelo namorado Aidilson Viana de Sousa, de 44. Identificado como principal suspeito pela polícia e com mandado de prisão em aberto expedido pela Justiça Aidilson se apresentou com advogado na sede do DHPP após negociar a sua rendição.

Em depoimento, alegou ter cometido o crime por legitima defesa. Afirmou que Janaína estava alcoolizada quando começaram a discutir na última quinta-feira (9) e que a vítima teria iniciado as agressões com uma faca, sendo imobilizada e morta em seguida por ele.
Há dois anos Janaína denunciou uma agressão cometida por Aidilson na 27ª Delegacia Territorial de Itinga, onde um inquérito foi instaurado e uma medida protetiva foi deferida pela Justiça. Porém, após o primeiro prazo finalizar, a medida não foi renovada a pedido da vítima.Pessoas que conviviam com o casal disseram, em depoimento, que o casal brigava com frequência. Conforme Ascom/SSP-BA

 

 

Foto: Divulgação/SSP-BA

Morre jornalista baiano Caio Coroa

segunda-feira, setembro 25th, 2017

Luto. Caio Coroa, jornalista baiano, de 33 anos, morreu no fim da manhã desta segunda-feira, dia 25/9, depois de permanecer internado no Hospital Jorge Valente, em Salvador. Conforme amigos, o jornalista, sofria de miocardite, doença provocada por infecção viral. Ele estava internado há mais de 20 dias na unidade de saúde.

Caio trabalhou como assessor de grandes artistas da música baiana, como Daniela Mercury, A Vingadora, Denny, Mari Antunes, entre outros. Ele foi assessor de imprensa ainda da Limpurb e do vereador Tiago Correia. O sepultamento será realizado no cemitério Campo Santo, às 4:30 da tarde desta segunda, dia 25/9.

 

 

 

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Jornalista Eliakim Araújo morre aos 75 anos

segunda-feira, julho 18th, 2016

leilaeeliakim

Luto. Eliakim Araújo, jornalista de 75 anos, morreu neste domingo, dia 17/7. O profissional da comunicação estava internado em um hospital nos Estados Unidos, para o tratamento de um câncer no pâncreas. A doença foi diagnosticada há cerca de um mês e o jornalista chegou ser submetido a um tratamento de quimioterapia, mas não resistiu.

Ele era natural de Guaxupé, Minas Gerais. Eliakim Araújo ingressou no jornalismo aos 20 anos pelo rádio quando ainda era estudante de direito. Foi na Rádio Continental que anunciou a renúncia de Jânio Quadros à presidência, em 1961. Passou então quase duas décadas na Rádio Jornal do Brasil.

Eliakim começou na televisão em 1983, quando se uniu à equipe de jornalismo da Globo. Na emissora carioca, ele conheceu a mulher, a também jornalista Leila Cordeiro. O comunicador assumiu a bancada do Jornal da Globo em 1983. Já em 1986, os dois passaram a apresentar juntos o telejornal, formando o primeiro casal de apresentadores da televisão brasileira. Na Globo, Eliakim também fez reportagens, apresentou o programa Globo Repórter.

 

Foto: Reprodução/Facebook

 

Paulo Câmara lamenta morte do jornalista Sergio Costa

segunda-feira, março 7th, 2016

paulocamara

Luto no jornalismo. Falando em nome da Câmara Municipal de Salvador, o presidente do Poder Legislativo Municipal, vereador Paulo Câmara (PSDB), lamentou a morte do jornalista Sergio Costa, diretor-executivo do jornal Correio, que sofreu um infarto fulminante na noite desse domingo, dia 6. O enterro vai acontecer no Rio de Janeiro e o velório no cemitério Jardim da Saudade, em Brotas, nesta segunda-feira, dia 7.

“Sergio Costa era um profissional respeitado que enriqueceu o jornalismo baiano. Além da competência na área jornalística, sempre buscava com diálogo, com equilíbrio e, sobretudo, com ética, o caminho do entendimento. Perdemos um amigo e neste momento de tristeza deixo em nome de todos os vereadores o nosso pesar. Que Deus conforte os seus familiares e amigos”, disse Paulo Câmara.

Ele era carioca, tinha 55 anos e se formou em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1982. Sérgio tinha especializações tanto na área editorial como em gestão administrativa, entre os quais um MBA pela Fundação Dom Cabral. Com 34 anos de carreira, o jornalista já passou por veículos como Folha de São Paulo (sucursal Rio), O Dia (RJ), revistas Manchetes e Ele e Ela, da Bloch Editores, além da assessoria de imprensa da ONU em Nova Iorque.
Foto: Hora do Bico

 

 

Jornalista Sandra Moreyra, da TV Globo morre aos 61 anos

terça-feira, novembro 10th, 2015

IMG_5584.JPG

Luto no jornalismo. A jornalista Sandra Moreyra, da TV Globo, morreu nesta terça-feira, dia 10, no Rio de Janeiro. Com 61 anos, a repórter lutava contra um câncer.

Com 40 anos de carreira, Sandra participou de coberturas jornalísticas de importantes momentos do país como a morte de Tancredo Neves, o Plano Cruzado, o acidente radioativo em Goiânia, com Césio 137, a tragédia do iate Bateau Mouche, a Rio-92, a chacina de Vigário Geral e a ocupação do Complexo do Alemão.
Em outubro, a jornalista anunciou no Twitter que estava novamente com câncer. “Novamente estou sendo posta à prova. Mais um tratamento pra fazer. Eu amo a vida. E vou em frente”, postou ela. Fonte: G1

Morre Jornalista Beatriz Thielmann, da TV Globo, em São Paulo

domingo, março 29th, 2015

A jornalista Beatriz Thielmann, da TV Globo, morreu em São Paulo neste domingo, dia 29. A jornalista tinha 63 anos e lutava contra um câncer. Ela deixa dois filhos.

Com mais de 30 anos de carreira, Beatriz Theilmann cobriu importantes momentos do país, como a promulgação da Assembleia Nacional Constituinte, em 1988, a eleição e morte de Tancredo Neves, a implantação do Plano Cruzado, a Eco-92, os Jogos Pan-Americanos e a visita do Papa Francisco ao Rio e a morte de irmã Dulce.

A primeira escolha profissional foi o curso de direito, mas, depois de dois anos, trocou pelo de jornalismo. No final de 1982, Beatriz ficou sabendo que a Globo abriria uma vaga de editor de texto. Entrou para o estágio e acumulou duas funções. Uma no jornal impresso e outra na TV. Na TV Globo, passou pelo Bom Dia Brasil, Jornal da Globo, Jornal Nacional, Globo Repórter, além da GloboNews. Cobriu diversas áreas, entre cidade, economia e política.Beatriz Helena Monteiro da Silva Thielmann foi a primeira repórter da TV Globo a entrevistar Fidel Castro, em 1987. Ela viajou junto com o ministro das Relações Exteriores na época, Abreu Sodré, e mais uma equipe de sete jornalistas e colunistas. Era a única repórter de televisão. A jornalista também acompanhou, por quase 20 dias, uma viagem do então presidente da República, José Sarney, à União Soviética e ao Leste Europeu.

Em 2003, escreveu o livro “De mulheres para mulheres” com a médica Odilza Vidal, contando o que a medicina apresentava de novo para a vida da mulher depois dos 40 anos. Beatriz também roteirizou e dirigiu dois documentários. Um foi “O Bicho Dá. O Bicho Toma”, em 2005, a convite da ONG Renctas, que luta pela preservação dos animais silvestres. O outro foi em 2007, “Vento Bravo”, documentário sobre a história musical de Edu Lobo, que dirigiu em parceria com a jornalista Regina Zappa.

 

Foto: Reprodução