Posts Tagged ‘Hilton Coelho’

Marcos Mendes perde eleição para governador e “ganha”mandato de vereador; entenda

segunda-feira, outubro 8th, 2018

Se deu bem. O candidato do PSOL ao governo da Bahia, Marcos Mendes, que ficou em terceiro lugar na disputa com 44.702 votos, mas, por incrível que pareça, foi um dos beneficiados nas eleições do domingo, dia 7/10.

Entenda: Em 2016, Mendes foi candidato a vereador de Salvador, mas perdeu a eleição. O único eleito pelo partido, foi Hilton Coelho. Vendo possibilidades de chegar à Assembleia Legislativa da Bahia, Hilton se candidatou a deputado estadual e venceu com 35.733 votos. Agora, Marcos Mendes assume a cadeira do correligionário no início de 2019.

 

 

 

Foto: Divulgação

Hilton Coelho tem candidatura indeferida pelo TRE-BA

segunda-feira, agosto 27th, 2018

Vixe. O vereador Hilton Coelho (PSOL) teve a candidatura a deputado estadual indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia.

Além dele, a candidatura à Câmara dos Deputados do socialista Hamilton Assis que, no pleito de 2014, disputou o Senado Federal, também foi rejeitada.

Os motivos para o indeferimento não foram divulgados.

 

 

 

Foto: CMS

Aleluia repudia pedido de homenagem a Che Guevara; Hilton rebate

quarta-feira, março 8th, 2017

Vixe. Em sessão realizada nesta terça-feira, dia 7/3, na Câmara Municipal de Salvador, o vereador Alexandre Aleluia (DEM) repudiou o pedido do edil socialista, Hilton Coelho, que pretende homenagear o argentino Ernesto Che Guevara, um dos líderes da revolução cubana de 1959, com uma sessão especial na Casa.

O democrata se mostrou contrário à ideia e não mediu palavras, classificando o argentino como um “assassino e psicopata”. Hilton Coelho rebateu e defendeu sua proposta. Para o socialista, a declaração de Aleluia, filiado ao Democrata, não condiz com o nome da sigla.

Foto: divulgação

Hilton Coelho detona fechamento de UPA: “Decisão autoritária”

quarta-feira, dezembro 28th, 2016

001-401

Pegou ar. Hilton Coelho (PSOL), vereador de Salvador, criticou o fechamento da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro de Escada, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, administrada pelo governo do Estado, nesta quarta-feira, dia 28/12. Para o parlamentar, a decisão foi tomada de forma autoritária, “sem consultar nada nem ninguém”.

“O Tribunal de Contas do Estado (TCE) informou que o governo estadual falta com a verdade ao dizer que o fechamento foi determinação dele”, prosseguiu. “Mandou que se regularizasse a situação e não fechar a UPA. O governo alega que o repasse mensal de verbas à Pró-Saúde para o funcionamento da UPA de Escada era de aproximadamente R$ 1,4 milhão mensais. Por que não utilizar esse recurso para colocar em funcionamento a UPA de Plataforma que é totalmente pública?”, perguntou.
Foto: Divulgação

Para Hilton Coelho, população deve comparecer à Câmara contra PDDU

domingo, junho 12th, 2016

7bea7bed8a1ab869d40ee60e98256fcd

Largou  joça. Hilton Coelho, vereador de Salvador, pelo PSOL, classifica como um golpe da base aliada do prefeito ACM Neto a votação do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) na segunda-feira, dia 13. “A data anunciada para votação seria no dia 15, sendo clara a tentativa de burlar qualquer manifestação e posicionamentos contra o projeto. Mais uma vez a Prefeitura e seus aliados afastam da população a possibilidade de participação na elaboração e votação dos destinos da cidade. A população deve lotar as galerias da Câmara e mostrar que não aceita a exclusão que querem impor à maioria da população”, detona. O político critica de forma forte o comportamento do presidente da Casa, vereador Paulo Câmara (PSDB). “De forma autoritária o presidente da Câmara Municipal determinou a tramitação do PDDU de forma conjunta entre as comissões responsáveis por analisar o projeto, embora o presidente não tivesse a competência para tal ato, o que se mostrou mais um golpe para acelerar e aprovar o PDDU sem posicionamentos contrários. A tramitação conjunta nada mais foi do que designar Léo Prates (DEM) um super-relator, fazendo relatório único, atravessando as demais comissões e as divergências dos vereadores que delas fazem parte”. disse.

 

Foto: Divulgação

Hilton Coelho critica Leo Prates por não disponibilizar parecer completo e autos do processo do PDDU

quarta-feira, junho 8th, 2016

HC_PlanoCargosFunc_4-e1459265535445

O conturbado processo de elaboração do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) de Salvador ganhou mais um capítulo. O vereador Hilton Coelho PSOL) classifica como irregular a reunião da Comissão criada pelo presidente da Câmara Municipal para analisar o processo. “O vereador Leo Prates (DEM), relator do Projeto de Lei nº 396/2015 enviado pelo Executivo, está negando acesso dos demais vereadores ao seu parecer completo sobre o PDDU. Além disto, não permite o acesso dos demais legisladores aos autos do processo legislativo, sob argumento inverídico de que os mesmos estão na internet. Como votar algo sem acesso completo ao seu conteúdo? ”, questiona.

“Em verdade, toda a tramitação do Projeto de Lei na Câmara está sendo conduzida de forma equivocada e contrariando o que determina o regimento da Casa. A negativa de acesso ao parecer completo é mais um dos atos desta tragédia para a cidade que será este PDDU, caso venha a ser aprovado. A elaboração de uma lei como o PDDU deve ser feita de forma diferenciada das demais proposições, tendo em vista a sua importância fundamental para Salvador. O Estatuto da Cidade, a Constituição Estadual e a Lei Orgânica de Salvador obrigam a participação popular e a publicidade de todo e qualquer ato relativo ao processo, entretanto, esta não é a postura do vereador Leo Prates e da base governista na Câmara”, critica o legislador.
Na manhã desta segunda-feira (06) as comissões se reuniram para votar o parecer do PDDU apresentado pelo relator. “Um relatório que não foi enviado previamente para os vereadores; uma deliberação conjunta das comissões, cujos membros não foram consultados; e uma reunião sem acesso à população. Reafirmamos nossa posição de que este PDDU é feito sem o povo e contra os interesses da maioria da população. A votação final acontecerá no dia 15, quarta-feira, e só a pressão popular pode impedir mais um golpe contra a cidade e um retrocesso na vida da cidade”, finaliza Hilton Coelho.

 

Foto/fonte: Ascom/Hilton Coelho

Nova Lapa alaga com chuva e vereador detona: ‘O dinheiro foi pra quem?’

quinta-feira, maio 5th, 2016

lapaalagada

Largou a joça. A forte chuva que caiu em Salvador causou danos a Nova Lapa que foi inaugurada recentemente. As pessoas que utilizaram a estação na quarta-feira, dia 4, encontraram alagamentos por causa das antigas infiltrações, que parecem não ter sido resolvidas, além de problemas em boeiros.

novalapa2-480x320

O vereador Hilton Coelho (PSOL) usou a página dele no Facebook para detonar. Ele informou que promoveu representação ao Ministério Público do Estado da Bahia em face do prefeito Antônio Carlos Peixoto Magalhães Neto e do secretário de Mobilidade de Salvador, Fábio Rios Mota.

“Estação da Lapa alagada. E o dinheiro gasto foi pra onde ou pra quem? Houve ampliação do valor orçado na licitação da obra, prevista inicialmente no valor de R$ 13 milhões, mas que alcançaram a cifra de R$ 20 milhões ao final, arcados pelos cofres públicos. Tanto dinheiro gasto com uma obra no mínimo questionável?”, diz a publicação.

Confira o post do vereador:

Fotos: Reprodução/Facebook

PSOL elege novo presidente na Bahia

segunda-feira, novembro 2nd, 2015

Ronaldo Santos foi eleito com o voto de 123 delegados - Foto: Divulgação l PSOL

Mudança. O secretário-geral do PSOL na Bahia, Ronaldo Santos, é o novo presidente do partido, substituindo o geólogo Marcos Mendes. Ele foi eleito com o voto de 123 delegados dos 338 presentes, no domingo, dia 1º, no Congresso Estadual realizado no Hotel Sol Barra, em Salvador.

Os dois outros adversários de Santos, o vereador de Salvador, Hilton Coelho, e o secretário de Comunicação do partido, Fábio Nogueira, receberam, respectivamente, 82 e 115 votos. Foram eleitos, ainda,  28 delegados que vão participar do Congresso Nacional do PSOL, em Brasília, no mês de dezembro.

 

 

 

 

 

Foto: Divulgação