Posts Tagged ‘ex-governador da Bahia’

Wagner se reúne com presidente do PR em busca de apoio

quinta-feira, julho 12th, 2018

Êta. O ex-governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), se reuniu com o presidente nacional do PR, Valdemar Costa Neto, em Brasília, na quarta-feira 11/7.  

Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo, o chefe do PR tem sido assediado por políticos que tentam conquistar o apoio do partido para candidatos a Presidência. Além de Wagner, Valdemar teve encontros também com Cid Gomes, irmão e articulador do presidenciável Ciro Gomes (PDT), e com dirigentes do Podemos, partido de Álvaro Dias.

Ainda de acordo com a coluna, o presidente do PR deixou os interlocutores com a impressão de que tende mesmo a fechar com o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) na disputa pelo Palácio do Planalto.

Ele argumentou que há uma ascensão de conservadores no mundo e que com Bolsonaro tem mais chances de ampliar a bancada no Rio de Janeiro e em São Paulo.

 

 

 

 

Foto: Hora do Bico

Corpo do ex-governador Waldir Pires será cremado neste domingo (24)

domingo, junho 24th, 2018

O corpo do ex-governador Waldir Pires foi velado no sábado, dia 23/6, no Mosteiro de São Bento, em Salvador. Durante todo o dia, familiares, amigos, admiradores e políticos foram ao local, que permaneceu aberto ao público.

À tarde, foi realizada a missa de corpo presente. O governador Rui Costa acompanhou a cerimônia que foi presidida pelo abade do mosteiro, Dom Emanuel d’Able do Amaral.

Pra o governador Rui Costa, Waldir foi um homem “exemplar na política, na afirmação dos seus ideais, sempre a favor da maioria da população e um exemplo a ser seguido, tanto no âmbito da vida política quanto da vida familiar que um legado de referência para as novas gerações”.

O ex-governador Waldir Pires morreu aos 91 anos, na manhã da sexta-feira, dia 22/6, no Hospital da Bahia, depois de sofrer uma parada cardiorrespiratória. O governador Rui Costa decretou lutou oficial de cinco dias pela morte do ex-governador.

O copo do político baiano nascido na Cidade de Acajutiba será cremado no Cemitério Jardim da Saudade às 11h deste domingo, dia 24/6.

Foto: Paula Fróes/Divulgação/GOVBA

Rui Costa decreta luto de cinco dias pela morte de Waldir Pires

sábado, junho 23rd, 2018

Luto. O governador Rui Costa decretou, na sexta-feira, dia 22/6, cinco dias de luto oficial pelo falecimento do ex-governador Waldir Pires. “A Bahia e o Brasil não perdem apenas um político. Waldir Pires era um exemplo de caráter e retidão, na vida pública e na vida privada”, lamentou o governador.

Rui acrescentou ainda que ele “dedicou boa parte de seus 91 anos à defesa da cidadania e à construção de um Brasil melhor. Esse legado serve de herança e inspiração para todos nós. Com temperança e coragem, bem ao seu estilo, levaremos adiante seus ideias. Meus sentimentos, em especial à família e aos amigos, e que Deus nos conforte a todos”.
O velório será neste sábado, dia 23/6, a partir das 9h, no Mosteiro de São Bento, no Centro de Salvador, onde ocorrerá uma missa às 4h30 da tarde. Em seguida, o corpo segue para o cemitério Jardim da Saudade. A cerimônia de cremação está marcada para as 11h de domingo, dia 24/6.
Foto: Divulgação

Wagner comemora decisão do PP em permanecer no governo Dilma

quinta-feira, abril 7th, 2016

wagner

Olha aí. O ex-governador da Bahia e atual ministro do Gabinete Pessoal da Presidência, Jaques Wagner, disse na quarta-feira, dia 6, que viu “com alegria” a decisão do PP de se manter na base aliada do governo.

O presidente do partido, Ciro Nogueira (PI), informou mais cedo que o partido permanecerá na base, pelo menos até a votação do impeachment, mas não irá punir os parlamentares que votarem a favor da abertura do processo.

“Vejo com alegria. Era o que a gente esperava. E mostra que a tentativa que um segmento do PMDB fez, do chamado desembarque frustrado, que achava que ia puxar o desembarque dos outros (partidos), foi uma iniciativa precipitada e equivocada”, disseo ministro após participar do batismo do navio Doca Multifuncional Bahia, em Salvador.

Segundo Wagner, um dos principais articuladores políticos do governo federal, as conversas com lideranças do PR e PSD mostram que há uma tendência de “consistência de permanência no governo”

Ele não quis falar sobre nomeações em primeiro escalão, mas afirmou que deve haver uma “maior participação” do PP e de outros partidos aliados. “Acredito que o PP e aqueles que devem trabalhar junto conosco devem ampliar sua participação, mas não se trata de vincular uma coisa na outra. É uma realidade”, disse

Segundo ele, é “natural” que sejam ocupados os espaços vazios deixados após o desembarque do PMDB. “O PMDB abriu mão da participação do governo. Se ele abriu mão, ele sai de ministérios. Se ele sai de ministérios a presidente terá que repactuar seu ministério. É assim na política de coalizão”, disse.

Foto: Hora do Bico

*Com informações do Estadão

Jaques Wagner promete processar revista

terça-feira, abril 5th, 2016

wagner

Olha aí. O ex-governador da Bahia e ministro-chefe do gabinete pessoal da Presidência, Jaques Wagner, disse que a revista IstoÉ não ficará impune pela reportagem publicada neste fim de semana, em que relata que a presidente Dilma Rousseff  “está fora de si” e com “problemas emocionais”.

Segundo Wagner, o governo “não aceitará calado as mentiras e ofensas” publicadas contra Dilma no periódico. Na avaliação do ministro, o texto possui conteúdo “explicitamente machista”.

As declarações foram publicadas na conta pessoal de Jaques Wagner no Twitter. Nas postagens, ele repete as defesas feitas pelo governo após a publicação da reportagem de que o texto é uma “peça de ficção”. E acrescenta: “produzida com o claro propósito de desgastar a imagem da presidenta”.

No último sábado, dia 2, após a divulgação da reportagem, o Palácio do Planalto informou que a Advocacia-Geral da União acionará o Ministério da Justiça para que determine a abertura de inquérito a fim de apurar crime de ofensa contra a honra da presidente.

Segundo a IstoÉ, nas últimas semanas, Dilma tem tido “sucessivas explosões nervosas, quando, além de destempero, exibe total desconexão com a realidade do país”. A revista semanal ainda comparou Dilma a Maria Francisca Isabel Josefa Antônia Gertrudes Rita Joana de Bragança, a primeira rainha do Brasil, que ficou conhecida como “Maria I, a Louca”.

Capa da revista desta semana

“A revista IstoÉ terá que responder na Justiça por seu preconceito e por sua irresponsabilidade”, afirmou Jaques Wagner.

Procurada, a revista divulgou posicionamento segundo o qual mantém todo o conteúdo publicado e que não se trata de nenhum tipo de preconceito. De acordo com a IstoÉ, a reportagem se tratou de “interesse público” e não invadiu a privacidade de Dilma. Ainda segundo o veículo, a reportagem foi feita com “fontes credenciadas para dar aquele tipo de informação”.

Fotos: Hora do Bico/Reprodução

Fonte: Agência Brasil

Wagner diz que PT ‘reproduziu métodos antigos e se lambuzou’

domingo, janeiro 3rd, 2016

WAGNER

 

Olha aí. O atual ministro-chefe da Casa Civil, ex-governador da Bahia Jaques Wagner admitiu em entrevista à Folha de S. Paulo que o Partido dos Trabalhadores (PT) “errou” ao não ter realizado uma reforma política e e “acabar reproduzindo metodologias” antigas.

Perguntado sobre as metodologias, o político afirmou que o financiamento privado para campanhas eleitorais foi uma das ferramentas usadas. “Talvez, porque nunca foi treinado para isto, deve ter feito como naquela velha história: ‘Quem nunca comeu melado, quando come, se lambuza’. Quem é treinado erra menos talvez, né?”. Wagner também falou sobre a impopularidade da presidente Dilma Rousseff. “A impopularidade de Dilma hoje é consequência de que a gente teve que consertar medidas tomadas em 2013 e 2014, que tiveram seu lado positivo e, como tudo na vida, também consequências ruins. Mas nunca teve dolo. A banalização do processo como recurso eleitoral é o “impeachment tapetão”, que não é com motivo, é para recorrer do jogo que perdi em campo. Mas isso também será cobrado da oposição, porque impopularidade não é crime”. Sobre o impeachment, Jaques Wagner afirmou que o processo será “enterrado” pelo governo.

 

 

Foto:Reprodução

 

Jaques Wagner sugere plebiscito para presidente da República

segunda-feira, dezembro 7th, 2015

9320,jaques-wagner-sugere-plebiscito-para-presidente-da-republica-2

Olha aí. O ex-governador da Bahia e atual ministro chefe da Casa Civil, Jaques Wagner (PT), defende que seja criado no país uma espécie de plebiscito para quem comanda o Palácio do Planalto. A proposta, no entanto, teria que ser aprovada pelo Congresso Nacional.

“Numa situação de impopularidade, o instrumento mais legítimo seria o recall. Não se pode banalizar o impeachment. Criou-se esse processo político que não tem legitimidade jurídica”, disse Wagner ao Blog de Gerson Camarotti.

Wagner propõe que se crie uma espécie de plebiscito após um ano de mandato presidencial. Isso serviria para a população avaliar o mandato e se as promessas de campanha estariam sendo cumpridas.

Pela proposta do ministro, se dois terços dos eleitores rejeitarem o presidente em exercício, ele perderia automaticamente o mandato. Na avaliação de Wagner, o impeachment fragiliza a democracia brasileira.

 

 

 

 

Foto:Reprodução/Agência Brasil

Wagner desabafa sobre impeachment: “O Brasil é maior e mais forte que Eduardo Cunha”

quinta-feira, dezembro 3rd, 2015

WAGNER

O ex-governador da Bahia e atual ministro da Casa Civil Jaques Wagner,  usou a página dele oficial do Facebook na noite de quarta-feira,  dia 2,  para falar sobre o pedido de abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

“A presidenta Dilma não possui contas na Suíça e não está sendo acusada ou investigada por atos ilícitos. Ela foi eleita legitimamente, em eleições limpas e justas pelo povo brasileiro e, mesmo considerando a baixa popularidade ou a crise econômica momentânea, a decisão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, de deflagrar processo de impeachment contra Dilma revela o desespero de quem, confrontado com acusações de suspeitas de corrupção, está disposto a lançar mão de todo e qualquer meio, incluindo a chantagem e a violação das regras democráticas, para salvar seu mandato e satisfazer seus interesses. De cabeça erguida e empregando todos os meios legais e legítimos disponíveis, nosso governo lutará para demonstrar a fragilidade jurídica dessa manobra irresponsável e inconsequente. Confiamos na independência e na solidez de nossas instituições. O Brasil é maior e mais forte do que Eduardo Cunha.” Disse o ministro.

 

 

 

 

 

Foto:Reprodução

Ex-primeira-dama pede cassação de Eduardo Cunha, diz coluna

segunda-feira, novembro 30th, 2015

Ex-primeira-dama pede cassação de Eduardo Cunha, diz coluna

Eta. O ex-governador da Bahia e atual ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, teria ficado desconfortável com um discurso feito pela mulher dele, Fátima Mendonça, durante um evento no distrito de Ubiraitá, na cidade de Andaraí, na Chapada Diamantina. De acordo com a coluna Tempo Presente, do jornal A Tarde, publicada nesta segunda-feira, dia 30, Fátima pegou o microfone e, pediu ao presidente do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, José Carlos Araújo (PSD) – também presente no evento – que cassasse o mandato do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB). “Araújo, me faça um favor: casse aquele corrupto do Eduardo Cunha”. Ainda de segundo a publicação, Fátima foi bastante aplaudida e Wagner ficou atônito.

Foto: Amanda Oliveira/GOVBA

Ex-governador Lomanto Júnior está internado em estado grave

sexta-feira, outubro 30th, 2015

Ex-governador Lomanto Júnior está internado em estado grave

O ex-governador da Bahia,  Antônio Lomanto Júnior, de 90 anos, está internado no Hospital Português, em estado grave . Lomanto está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratar uma infecção respiratória desde o começo do mês. Ele estava na Unidade Semi-Intensiva, mas retornou na tarde desta quinta-feira, dia 29, para a UTI porque passou a apresentar deficiência renal e precisará fazer hemodiálise. Lomanto Júnior é pai de Leur Lomanto, ex-deputado federal, e avô do deputado estadual Leur Lomanto Júnior (PMDB).

Foto: Divulgação

Wagner diz que país precisa “enxotar” qualquer tipo de intolerância

terça-feira, outubro 27th, 2015

WAGNER1

Olha aí. O ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, disse na segunda-feira, dia 26, durante evento promovido pela Revista Carta Capital, que o país precisa “enxotar” qualquer tipo de intolerância. “A democracia só prospera num ambiente de tolerância”, disse, segundo informações da Agência Brasil. Na ocasião, o Wagner aproveitou para amenizar os efeitos da crise. Segundo o ex-governador da Bahia , a recessão econômica não “aponta para nenhuma catástrofe”.

 

 

 

Foto: Reprodução